quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Comemorando 10, 20, 30 anos...


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Valmir Fonseca

O PT está em festa.
Foram dez anos promovendo inutilidades e, mesmo assim, está firme no poder.
De fato, há muito que comemorar, de bebemorar, de gargalhar, em Brasília e pelo Brasil a fora.
Foram tantas inaugurações fajutas, tantas promessas, auto - bajulações, farras com o dinheiro publico, ministérios criados e seus despreparados ministros e tantos conchavos e aliciamentos com os demais partidos que a festança se impõe.
A nós, cumpre uma intensa e efusiva saudação aos jubilosos cretinos, deveras é preciso que festejemos, pois fazemos parte da festa de arromba. Fomos os patrocinadores pusilânimes do êxito de uma canalha.
Devemos encher a cara, rir da desgraça do País, e até da nossa.
Seguimos rumo ao modelo que inspira os nossos atuais lideres, o da portentosa Cuba.
Durante décadas, mesmo no período mais intenso da subversão graças a uma engendrada e agressiva propaganda ideológica e a beneplácita conivência de determinados setores, os guerreiros do comunismo começaram, à época os primórdios de uma nefasta inversão de valores, de cujo êxito hoje se vangloriam ruidosamente.
Com efeito, o PT comemora não apenas dez anos no poder, poderia facilmente celebrar bodas de prata, de ouro, de diamantes neste seu feliz conúbio com a sociedade brasileira.
Sim, há muito que exultar.
Como o seu ícone, o PT é “Honoris Causa” em enaltecer seus feitos inúteis, e vangloriar – se, que com raro brilho soube enfeitar de louros a sua trajetória de ações com nítido viés comunista.
Sua apoteótica gestão como detentores do poder é bestial, descaradamente patrocinaram uma década fatídica que poderia ter sido para a Nação uma oportunidade de realmente lançar - se como uma futura grande potência.
Festejam a década extraviada por sua incompetência em conduzir o País no cenário internacional, mas o que podemos fazer se apesar de tudo, com implacável propaganda transmutam retumbantes fracassos em alvissareiras glórias para o partido?
Ao longo da estória do Partido são conhecidas as suas atuações desastradas, suas posições para prejudicar o Estado Nacional e denegrir pessoas ilibadas.
Quem desconhece que as Forças Armadas são as inermes vitimas de um revanchismo implacável?
Sim, há muito que comemorar.
Em andamento a Comissão da Verdade, um instrumento faccioso, mas institucionalizado que prossegue sua insana perseguição. Sim, vamos comemorar, pois mesmo no decurso desta barbaridade e de tantas outras, permanece a sociedade como sempre, impassível, ou melhor, ausente.
Sim, se fôssemos tão patifes quanto eles, e tivéssemos a sua estória como baluarte de nossa identidade, de duas uma, ou morreríamos de vergonha ou iríamos comemorar, não a nossa gloriosa trajetória, mas a ignorância dos outros.
Portanto, aleluia para os terroristas de antanho que promovidos a heróis conduzem a Pátria de forma insana e desastrosa, mas que num manuseio inigualável da opinião publica conseguiram auferir dividendos e posições insuperáveis.
Caminhamos a passos largos rumo a uma tirania institucionalizada e lamentavelmente merecemos o nosso destino.
E como diria um inebriado filosofo petista “nunca tão poucos iludiram tantos por tanto tempo”.
Valmir Fonseca Azevedo Pereira, presidente do Ternuma, é General de Brigada Reformado.

Um comentário:

BRAGA disse...

Prezado General. Sou um velho civil, que ao longo dos anos percebi ser o Brasil, o país da "meia-sola". O descalabro é total. Vocês, militares deveriam ter feito o que o "deus" deles (Fidel Castro e sua turma fizeram). Serviço completo! Hoje, Cuba e afins, não tem problemas políticos. No "paraiso" socialista, todos pensam igual, obedecem as leis vigentes. Quem pensa diferente é "internado". Na TV e Rádio só "dá" noticias enaltecendo os "chefões" do poder.
Saiba que aqui a turma do partido não vai comenter os fatais que vocês cometeram. Serão implacáveis com os inimigos do "povo (!!!!)". Teremos o pensamento único, o "justiçamento" respaldado nas leis, sem choro nem vela. Sabia que a pena de morte existe? Pois diariamente, cidadãos são executados com tiros na cabeça! Dá uma olhada e veja. Hoje qualquer um, que "tá no lugar errado na hora errada" é passível de levar um "teco" na cabeça, de preferência, com bala "dumdum"..
Oportunidade perdida não se recupera mais. E lembre-se, aos amigos, tudo, aos inimigos o pesado braço da lei (draconiana).