domingo, 28 de julho de 2013

Afinal, quem são os canalhas?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

"Não tenho câncer, não quero ter câncer, não vou ter câncer e não gosto de quem tem câncer”. Declaração do ex-presidente Lula, por ocasião do seu mais recente esguicho oratório, após um longo período de silêncio, quebrado de modo parcial, não vocal, por postagem de conteúdo branco - genérico - no blog do NYT e por declarações veiculadas por assessores fugazes, de segunda mão. 

A última parte da sentença, "...não gosto de quem tem câncer", mesmo em tom de brincadeira, talvez constitua uma sucção, com descarga catártica na outra extremidade, para a qual Lula não estava prevenido, de material psicanalítico que se depositava estático num dos recantos de seu inconsciente. 

Na realidade, tal  manifestação pode ser interpretada pelo fato de que Lula verdadeiramente não gosta de quem tem câncer, tendo em vista que uma considerável percentagem da população, sem acesso a um tratamento digno pelo SUS, faz lembrar o completo abandono  e sucateamento do sistema de saúde, politizado e hoje tachado de quase genocida, verificado ao longo da era PT, a maior parte  preenchida por seu governo, do qual o atual, que também atende pela alcunha de "poste", é um prolongamento, O quadro fica acentuado quando se compara com o tratamento VIP da sua própria enfermidade, num dos Hospitais de ponta do país. 

Os "canalhas" que, conforme suas próprias palavras, foram responsáveis pela divulgação de possível recidiva, sem fundamento, segundo ele, do seu tumor, têm todo o direito de, diante dessa visão psicanalista amadora, com boa probabilidade de ser consistente, se perguntarem: afinal, quem são e onde estão os verdadeiros canalhas, nós ou o grupo que desde 2003 derrama canalhices no atacado pelo país inundando-o de corrupção, mentiras, populismo barato, manobras para manter o poder a qualquer custo e desperdício, simbolizado, por exemplo, pela implantação de 39 ministérios somente para manter domesticados os aliados? 

Por que o governo não aproveita a chegada de Francisco, entra em estado de contrição e, num ato surpreendente como são alguns do Santo Padre, se confessa?

Paulo Roberto Gotaç é Capitão-de-mar-e-guerra – reformado.

5 comentários:

Anônimo disse...

O Foro de São Paulo está a todo vapor. Eles tem tanto respeito pelo PAPA que queriam pegar carona em sua popularidade. QUANTA FALSIDADE!
AS MENTIRAS, ENGANAÇÕES E HIPOCRISIA DESTA GENTE NOS CAUSA NOJO.
DEPOIS SÃO AS PESSOAS CONTRÁRIAS A TUDO ISTO, É QUE SÃO CANALHAS.

Curt disse...

esta figura abominavel sequer merece umam menção. Está na hora desta corja levantar voo e sumir do mapa antes de enterrar de vez este país que vai enfrentar uma séria crise econômica, graças a incompetência tanto do "poste" bem como dele mesmo. Êle porque teve a sorte de poder contar em seu governo com um mestre na area - Henrique Meirelles.

Anônimo disse...

O "Macunaíma do Agreste" quando não diz besteira é porque está de boca fechada.

Jair - SP disse...

Já tenho lido e ouvido que o SUS está sendo preparado para privatização. Não seria o sucateamento o motivo para forçar o Estado a privatizar o SUS?

Roberto Moura disse...

Caro Capitão o que posso dizer sobre a saúde implantada por esse governo é que é o verdadeiro holocausto.
O velho, o aposentado por invalidez, as viúvas, as crianças estão sendo dizimados pelo sistema de saúde.