terça-feira, 23 de julho de 2013

Barbosa agenda para agosto julgamento de recursos do Mensalão, e se arma contra intriga dos petralhas

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão
serrao@alertatotal.net

Por enquanto, o fim de Julho é só festa com a vinda do Papa Francisco ao Brasil. Mas Agosto tem tudo para ser o mês do desgosto para os condenados no Mensalão. Assim que retornar das férias do Judiciário, o super Joaquim Barbosa promete agendar o tão esperado julgamento dos recursos dos 25 condenados na Ação Penal 470. Sexta-feira passada, no Palácio do Planalto, ele falou do assunto na audiência surpresa com a Presidenta Dilma Rousseff.

O presidente do Supremo Tribunal Federal avalia que está tudo ok para a apreciação da validade dos embargos – infringentes ou de declaração. Barbosa só vai cumprir o ritual combinado de avisar a data com dez dias de antecedência, para facilitar a vida dos colegas do STF e dos advogados que tentarão, no mínimo, diminuir as penas de prisão em regime fechado. Tal manobra tem tudo para prosperar – o que pode desmoralizar a Justiça perante a opinião pública e parte da opinião publicada...

O plenário do STF entra dividido na aceitação sobre os embargos infringentes. Claramente, Joaquim Barbosa e Luiz Fux defendem que eles não cabem no julgamento do Mensalão. O decano Celso de Mello pensa o contrário. Gilmar Mendes tende a acompanhá-lo. A cabeça dos outros sete ministros é um grande mistério nesta polêmica. Assim é grande o risco de os mensaleiros se darem bem no fim da história.

Joaquim Barbosa fortaleceu ainda mais sua imensa vontade de executar a prisão imediata dos réus. Barbosa identificou a digital dos petralhas condenados nas recentes intrigas publicadas contra ele na imprensa. Barbosa viu na ação psicológica uma vã tentativa de queimar sua imagem positiva perante a opinião pública – que o lembra sempre como “presidenciável ideal” a suceder Dilma Rousseff.

A primeira intriga foi sobre Barbosa ter recebido R$ 580 mil em benefícios atrasados da “Parcela Autônoma de Equivalência” paga pelo Ministério Público Federal, onde ele atuava antes de ser nomeado para o olimpo do STF. A segunda, mais recente, foi a criação de uma empresa nos EUA para adquirir um apartamentão em Miami aproveitando-se de vantagens tributárias absolutamente legais. As duas estórias foram veiculadas pelo jornal Folha de São Paulo.

A petralhada teria mais bombas contra Barbosa. Sabendo que podem ser surpreendidos com o pedido de prisão, voltam a espalhar boatos de que têm chumbo grosso contra os ministros do Supremo Tribunal Federal, principalmente contra Joaquim Barbosa. O Alerta Total já antecipou um jogo sujo nos bastidores. Se Barbosa pedir o imediato cumprimento da pena dos mensaleiros, uma guerra contra ele será declarada pelos petralhas, com um desfecho institucional imprevisível.

Visão do Barbosa

Joaquim Barbosa argumenta que o STF não aceita embargos infringentes em ação penal originária de sua competência – a exemplo do que faz o Superior Tribunal de Justiça.

Barbosa avalia que a defesa dos réus apenas promove uma manobra protelatória da sentença.

Barbosa deixou claro em seu despacho sobre um recurso apresentado pela defesa de Delúbio Soares:

“Noutras palavras, admitir o recurso de embargos infringentes seria o mesmo que aceitar a ideia de que o STF, num gesto gracioso, inventivo, magnânimo, mas absolutamente ilegal, pudesse criar ou ressuscitar vias recursais não previstas no ordenamento jurídico brasileiro, o que seria inadmissível, sobretudo em se tratando de um órgão jurisdicional da estrutura dessa suprema corte”.

Visão do Decano

Já o decano do STF, Celso de Mello, no acórdão do Mensalão, aceitou a tese dos embargos infringentes

 Mello admitiu que tais recursos permitem aos réus “a concretização, no âmbito do STF, do postulado do duplo reexame, que torna pleno o respeito ao direito consagrado.

Mello até escreveu que “opostos os embargos infringentes, serão excluídos da distribuição o relator (Barbosa) e o revisor (Ricardo Lewandowski), o que permitirá, até mesmo, uma nova visão sobre o litígio penal”.

Anomalia e insegurança

Como a insegurança jurídica, com alto risco de impunidade no final das contas, parece ser uma marca registrada no julgamento do Mensalão, é prudente esperar para ver como terminará toda a estória...

A Ação Penal 470 só rolou no STF porque somos o País da Impunidade, com o absurdo foro privilegiado que acaba protegendo políticos infratores.

Se o Foro Privilegiado não acabar, casos de lentidão para punir (como o Mensalão) vão se repetir.

E o Foro Privilegiado não vai acabar, justamente porque os políticos (que se beneficiam dele) não têm a menor vontade.

Fala sério...

Pior que a insegurança jurídica no Brasil foi a mancada dada ontem pelo esquema de segurança que recebeu o Papa Francisco.

Deixar o Fiat do Papa, com vidro aberto, ficar preso em um engarrafamento de trânsito, foi de uma irresponsabilidade infernal.

Mas como Deus parece ser mesmo brasileiro, nada aconteceu ao Pontífice e nem aos que ousaram se aproximar do carro dele em movimento ou parado no meio da multidão de fiéis

Prevenido...

No seu primeiro discurso claramente religioso, o Papa Francisco comentou que veio ao Brasil sem trazer ouro e prata...

Na interpretação dos mais gaiatos, o Papa não falou isso apenas por ser um jesuíta com jeitão franciscano, despido de vaidades...

Mas sim pela qualidade dos políticos que o esperavam para a recepção oficial no Palácio Guanabara...


 Tango do Francisco

No avião até o Brasil, o Papa Francisco fez uma brincadeira religiosa.
Segundo ele, como Deus é brasileiro, o Papa teve de ser argentino...

Como nossos hermanos levam a piada a sério, já compuseram até um Tango para o Francisco...


Aliás, tem uma pergunta que não quer calar:

Jura por Deus que este Francisco é mesmo argentino?

Recadinho

Do colono aposentado e de pouca instrução, nosso leitor José Tristão, um lembrete ao Papa Francisco:

O que o Papa deveria ficar sabendo e não vai saber! É que aqui no Brasil (em outros Países não sei), os animais domésticos, nas clinicas veterinárias são tratados com toda a dignidade e respeito. Porém as pessoas são jogadas nos Hospitais como jogadas em contentores de lixo.

Sem jeito mandou lembranças...



Mais tarde, no Palácio Guanabara, quebrando o protocolo, o Papa deu até dois beijinhos no rosto da Dilma...

Aliás, do jeito que a Dilma anda isolada pelo PMDB e pelo PT, ela bem que poderia ter aproveitado o encontro de ontem para pedir asilo político ao Vaticano...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 23 de Julho de 2013.

16 comentários:

Anônimo disse...

É certo que nenhum figurão do PT vai para cadeira. No máximo o tempo necessário para transitar abeas corpus que já devem estar redigidos e com as devidas propinas pagas para que sejam emitidos o mais rápido possível.
Que ninguém será punido é certo.
O curioso é saber como tudo se dará.
O que acontecerá com o merqueteiro? Se for preso, abre o bico. Como os petralhas trataram isso? (trataram, pois a essa altura já está tudo combinado e pago).
Acho que o mais provável é que um novo julgamento seja marcado sabe-se lá para quando.
Cada dia que passa, mais tempo soma-se à prescrição, salvando a maioria.
Repito: esse jungamento nunca deveria ter ocorrido. Só serviu para desmoralizar o supremo.

Anônimo disse...

Tânia SP
Bom, é esperar pra ver.....mas eu acho q hj os ministros vão pensar 2x antes de dar o voto, o povo pede a condenação deles e caso isso não aconteça, quero q Joaquim Barbosa abandone o Supremo, "ao vivo e a cores".

Anônimo disse...

Ultimato aos Oficiais Generais

Senhores Oficiais Generais:não adianta bater na mesa de suas casas ou nos clubes. Isto tem que ser feito oficialmente nas instalações militares,com a presença dos três patetas senis,fantoches políticos que entrarão na História Militar como os inimigos que mais causaram danos às nossas fileiras.



leia mais:

http://pamarangoni.blogspot.com.br/2013/07/ultimato.html

Cel Cesar Pinto - averdadedasmentiras-umnknown disse...

CARO AMIGO SERRÃO

Barbosa viu na ação psicológica uma vã tentativa de queimar sua imagem positiva perante a opinião pública.
PRÁTICA NORMAL FEITA PELOS PARTIDOS POLÍTICOS NAS CAMPANHAS ELEITORAIS QUE QUANDO SENTEM QUE COMPANHEIROS PODEM SER CULPADOS DE QUALQUER ATO QUE POSSAM DENEGRIR A SUA IMAGEM PERANTE A OPINIÃO PÚBLICA, TAIS COMO A CONDENAÇÃO NO MENSALÃO, APELAM PARA ESCÂNDALOS ARQUIVADOS POR ELES A ANOS.
VEJAM ESTA POSTAGEM DO BLOGGER NO GOOGLE, averdadedasmentiras-unknown.
TÍTULO - O CRIME ORGANIZADO - OS PARTIDOS POLÍTICOS - OS POLÍTICOS ELEITOS - E O POVO INOCENTE ÚTIL
2º CAPÍTULO
PRA FRENTE BRASIL
FALANDO A VERDADE
DISCURSO DA PRESIDENTE
"Vossa Santidade manifestou preocupação com a desigualdade, agravada pela crise financeira, e o papel nocivo das ideologias que defendem um enfraquecimento do Estado", disse.

QUANTO AS DESIGUALDADES SIM, POIS OS ROUBOS, DESVIOS E SUPERFATURAMENTOS FEITOS COM O DINHEIRO PÚBLICO PARA ENCHER O CAIXA DOS PARTIDOS, DOS SEUS ALIADOS E DOS POLÍTICOS ELEITOS, ENRIQUECERAM SEUS FEUDOS, CURRAIS ELEITORAIS E SUAS FAMILIAS E AUMENTARAM AS DESIGUALDADES NESTE PAÍS, APESAR DA DISTRIBUIÇÃO DAS BOLSAS ASSISTENCIAIS. MAS QUANTO AS IDEOLOGIAS DE ENFRAQUECIMENTO DO ESTADO, NÃO É VERDADE.


O POVO NÃO AGUENTA MAIS ESTE GOVERNO DE POLÍTICOS CORRUPTOS NO COMANDO DESTA NAÇÃO. QUEREMOS MUDANÇAS IMEDIATAS PARA AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.

NÃO ACREDITAMOS MAIS NESTE PARTIDO (PT) QUE A ELEGEU PRESIDENTE, QUEREMOS ELE FORA DO GOVERNO.

ELE JÁ NÃO NOS REPRESENTA;
"Compartilhamos e nos juntamos a essa posição.( A Senhora e o seu partido sim, mas nós povo não) Estratégias de superação da crise econômica centradas só na austeridade,( é brincadeira, a austeridade deste governo DO PT ainda não aconteceu) sem a devida atenção aos enormes custos sociais que ela acarreta, (SIM) golpeiam os mais pobres e os jovens.

A presidente citou as manifestações que tomaram as ruas do Brasil em junho, e disse que os jovens, parcela da população majoritária naquelas manifestações, querem melhores serviços públicos e uma política que sirva aos interesses da população.

NÃO É VERDADE, QUEREMOS O CUMPRIMENTO DA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA EM TODA A SUA PLENITUDE, POIS ELA É CARTA MAGNA DESTA NAÇÃO E ATÉ HOJE, ISSO NÃO ACONTECEU POR CULPA ÚNICA E EXCLUSIVA DOS PARTIDOS POLÍTICOS E DOS POLÍTICOS CORRUPTOS ELEITOS QUE INFESTAM O CONGRESSO NACIONAL, ONDE OS HONESTOS SÃO OMISSOS OU CONIVENTES, POIS SE FOREM CONTRÁRIOS AOS INTERESSES DA CLASSE PERDERÃO A LEGENDA PARA AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES E OUTRAS PUNIÇÕES CONCERNENTES AO CARGO QUE OCUPAM NO MOMENTO.



O CRIME ORGANIZADO NASCE NOS PARTIDOS E SE ALASTRA PARA A PERIFERIA DOS MORROS, DAS FAVELAS , DAS COMUNIDADES CARENTES E MAIS POBRES DE TODOS O PAÍS, POR ABANDONO DO PODER PÚBLICO E DESCUMPRIMENTO DOS GOVERNANTES DA NOSSA CONSTITUIÇÃO DE 1988, POR FALTA DE INTERESSE DAS AUTORIDADES POLÍTICAS DESTE PAÍS.
CONTINUA;

Anônimo disse...

O papa e o general Videla:
Argentina - que não costuma abafar sua história - fez Jorge Mario Bergoglio responder a dois processos: o primeiro deles por auxílio ao seqüestro e tortura de dois jesuítas em 1976; Francisco Jalics e Orlando Yorio, vítimas do seqüestro, acusam Bergoglio de havê-los denunciado.

http://www.blogger.com/comment.g?blogID=17274597&postID=8637280763356108745

Cel Cesar Pinto - averdadedasmentiras-unknown disse...

CONTINUAÇÃO;
VEJAM ABAIXO A INDIGNAÇÃO GERAL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA:
Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Geraldo Almendra

As FFAA estão na fronteira de libertar o país do controle dos corruptos, dos terroristas e de seus cúmplices, ou de se colocarem como seus fiadores definitivos.

O discurso da "presidenta" perante o papa não traz mais qualquer dúvida sobre o caráter hipócrita e leviano das atitudes desse desgoverno para tirar a atenção das exigências de mudanças feitas por milhões de pessoas, que foram às ruas com centenas de cartazes documentando as variações de um só desejo: a destituição de um desgoverno corrupto-fascista que consolidou a Fraude da Abertura Democrática com a definitiva falência do Estado como indutor de valores morais e éticos, de bem estar social e de um desenvolvimento econômico sustentado.

De um país estruturalmente preparado pelo Regime Militar para figurar entre as nações mais poderosas do mundo em termos econômicos e sociais, sucessivos e estelionatários desgovernos civis nos devolvem, após mais de 25 anos de corrupção ostensiva nas relações público-privadas, um Estado controlado em larga escala pelo assistencialismo comprador de votos, pela corrupção, e pela prostituição da política, seja no âmbito federal, estadual ou municipal.

Vídeo exclusivo mostra deputado que ensina a comprar votos e abaixo;
http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=AmViWUvmTPE

o video transcrito pra se entender melhor como funciona o crime organizado e os partidos políticos dentro deste contexto de corrupção no País.
edição do dia 21/07/2013
21/07/2013 20h48 - Atualizado em 21/07/2013 20h48


Em vídeo exclusivo, deputado ensina a comprar votos e difamar adversários
Aelton Freitas é deputado federal pelo PR de MG e reuniu um grupo de políticos para dar ensinamentos sobre como uma fazer campanha eleitoral.
Aelton Freitas é deputado federal pelo PR de Minas Gerais. Em um vídeo exclusivo obtido pelo Fantástico, ele ensina como se disputa uma eleição comprando votos e espalhando boatos sobre os concorrentes.
"Eu tenho uma teoria que eu digo que problema de companheiro meu é problema meu. Acho que política é isso", diz em um trecho do vídeo.
Antes de ser eleito deputado, ele foi senador, no lugar de José Alencar, que deixou o Senado para assumir a vice-presidência da República, em 2003.
O vídeo obtido pelo Fantástico foi gravado em setembro de 2012, na retal final das eleições para vereador e prefeito. O deputado está em um restaurante em Capetinga, interior do estado.
Na mesa, estão o então prefeito da cidade, Carlos Roberto Custódio, conhecido como Carlito, o candidato a prefeito, Donizete do Escritório, e o candidato a vice, Adriano do Gás. Também estão na mesa as mulheres deles e um assessor do deputado.
"O verdadeiro líder, muitas vezes, é aquele que não faz questão de aparecer", diz Aelton no vídeo. (NO CASO DO PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO - O SR. LULA)
O grupo está reunido para receber ensinamentos políticos de Aelton Freitas sobre como uma fazer campanha eleitoral. (É AÍ QUE COMEÇA A NASCER O CRIME ORGANIZADO DENTRO E FORA DOS PARTIDOS - NESTE CASO É O PR ENVOLVIDO, PARTIDO DO DEPUTADO GAROTINHO)
Lição número 1: como comprar votos. A técnica do ‘cartãozinho’: "Nós vamos fazer 200 cartõezinhos para prefeito. Não quer dizer nada, 200 cartõezinhos. E nós vamos pegar 20 amigos nossos confiáveis. Quem é da confiança? Vinte. Então você vai ter dez, você vai ter dez, você vai ter dez. Você vai buscar dez companheiros seus lá e que não estão votando no Donizete".
E quanto vale o voto de um eleitor? Segundo Aelton: "Esse cartãozinho vale R$ 100. O cara não vai votar em você. Vai votar nos R$ 100 que o cartãozinho que está no bolso dele vale. E outra: só vão pagar se tiver sido eleito".
Lição número 2: como espalhar boatos contra o adversário. É preciso convocar o esquadrão da fofoca: "Vamos buscar três, quatro pessoas dentro do nosso grupo que saiba incomodar o Daniel", ensina no vídeo.
Continua;

Cel Cesar Pinto - averdadedasmntiras-unknown disse...

Continuação;
Daniel Bertholdi era um dos candidatos a prefeito de Capetinga, adversário de Donizete do Escritório.
"Três ou quatro pessoas que possam estar em boteco ou em ponta de rua soltando boato e fofoca. Porque o Daniel tem que desmentir e perder tempo naquilo. Não você. A cúpula da campanha, que está por cima, nem conhece. Baixa o retrovisor e esquece que tem concorrente. Vocês estão indo em uma viagem ao futuro de Capetinga, pronto", diz.
Depois dessas lições, Aelton explica como retribui a votação recebida: ele usa a verba das chamadas emendas parlamentares para favorecer os municípios onde obteve mais votos: "Um parlamentar tem 12 milhões de emenda por ano. Eu procuro distribuir essas emendas proporcionais aos votos que eu tenho. Eu preciso de 100 mil votos e tenho 12 milhões, eu divido 12 milhões por 100 mil votos. Significa dizer que, a cada mil votos que eu tenho em uma cidade, aquela cidade tem 120 mil meu por ano. Está certo?". (SÃO ONDE HOJE PROLIFERAM OS FEUDOS E OS CURRAIS ELEITORAIS E ONDE ANTIGAMENTE ERAM CONHECIDOS COMO OS CORONÉIS DO SERTÃO NORDESTINO E SUAS FAMILIAS)
Capetinga tem pouco mais de 7 mil habitantes e mais de 6.100 eleitores. As eleições de 2012 tiveram quase 5 mil votos válidos. Lá, o eleitor se queixa de abandono das autoridades. "Não tem transporte aqui, uma pobreza lascada", reclama o pedreiro Antönio Flavio Terra.
"Não tem médico, o posto ficou fechado 15 dias. O posto aqui não funciona sábado e domingo", conta a aposentada Regina Rodrigues da Silva.
Um homem que trabalhou para o então candidato Donizete do Escritório, apoiado pelo deputado federal, confirma que a campanha comprou votos, sim. usando a técnica do cartãozinho.
Repórter: Você chegou a distribuir cartões?
Testemunha: Cheguei. Cheguei a distribuir.
Repórter: Quem te deu o cartão para distribuir?
Testemunha: O próprio Donizete.
No vídeo, o deputado federal afirma que o dinheiro só pode ser pago depois da vitória do candidato. Mas uma eleitora afirma que Donizete, que acabou perdendo a eleição, estava tão convencido da vitória que pagou adiantado: "O candidato Donizete pensou que já tinha ganhado a eleição. Aí ele resolveu pagar o pessoal uma semana antes porque ele ‘contou’ vitória".
Ela diz também que recebeu R$ 100 a mais que o valor sugerido pelo deputado no vídeo. "Eu ganhei 200 reais no cartãozinho".
Repórter: O voto era comprado de outras formas?
Testemunha: De várias formas. Uma conta de água paga, uma conta de luz paga, um táxi, uma consulta com um médico, uma cesta básica.
Eleitores dizem que a compra de votos é comum na região. "Dá cesta básica, dá material de construção, dá bujão de gás, dá o que pede", diz uma aposentada.
"Já aconteceu isso em várias eleições", afirma um trabalhador.
"A única coisa que os candidato sabem fazer aqui é pagar bebida para Deus e todo mundo. Paga à vontade. Menino, mulher, velho, velha, menina, todo mundo", garante a aposentada Regina.
O candidato a prefeito de Capetinga, Donizete do Escritório, nega tudo: "Nós não usamos isso aí. Estava confiante que ia ganhar, estava bem na frente das cotações. Então não tinha nem motivo para isso", afirma.
O candidato a vice, Adriano do Gás, que também estava na reunião, alega que a aula de falcatrua gravada em vídeo era sobre outras cidades: "Teve caso de contar história, sim, em outros municípios, mas isso totalmente rejeitado por nós porque é uma prática ilusória. Você está comprando aquilo que você não sabe", diz.
O Fantástico tentou falar com o então prefeito, Carlos Roberto Custódio, o Carlito, que também estava na reunião. "Ele está viajando. Nem telefone eles levaram", respondeu uma mulher.
Uberaba é a principal base eleitoral do deputado Aelton de Freitas. O Fantástico também foi até o local e mostrou o vídeo para ele.

Continua;

Unknown disse...

Continuação;

No vídeo, o deputado federal afirma que o dinheiro só pode ser pago depois da vitória do candidato. Mas uma eleitora afirma que Donizete, que acabou perdendo a eleição, estava tão convencido da vitória que pagou adiantado: "O candidato Donizete pensou que já tinha ganhado a eleição. Aí ele resolveu pagar o pessoal uma semana antes porque ele ‘contou’ vitória".
Ela diz também que recebeu R$ 100 a mais que o valor sugerido pelo deputado no vídeo. "Eu ganhei 200 reais no cartãozinho".
Repórter: O voto era comprado de outras formas?
Testemunha: De várias formas. Uma conta de água paga, uma conta de luz paga, um táxi, uma consulta com um médico, uma cesta básica.
Eleitores dizem que a compra de votos é comum na região. "Dá cesta básica, dá material de construção, dá bujão de gás, dá o que pede", diz uma aposentada.
"Já aconteceu isso em várias eleições", afirma um trabalhador.
"A única coisa que os candidato sabem fazer aqui é pagar bebida para Deus e todo mundo. Paga à vontade. Menino, mulher, velho, velha, menina, todo mundo", garante a aposentada Regina.
O candidato a prefeito de Capetinga, Donizete do Escritório, nega tudo: "Nós não usamos isso aí. Estava confiante que ia ganhar, estava bem na frente das cotações. Então não tinha nem motivo para isso", afirma.
O candidato a vice, Adriano do Gás, que também estava na reunião, alega que a aula de falcatrua gravada em vídeo era sobre outras cidades: "Teve caso de contar história, sim, em outros municípios, mas isso totalmente rejeitado por nós porque é uma prática ilusória. Você está comprando aquilo que você não sabe", diz.
O Fantástico tentou falar com o então prefeito, Carlos Roberto Custódio, o Carlito, que também estava na reunião. "Ele está viajando. Nem telefone eles levaram", respondeu uma mulher.
Uberaba é a principal base eleitoral do deputado Aelton de Freitas. O Fantástico também foi até o local e mostrou o vídeo para ele.
"Em reuniões fechadas, quando a gente faz com um grupo de companheiros, de repente a gente fala muita coisa que não deve, que não pode. O que eu falei ali foi em uma reunião fechada, entre companheiros, que nem gravando eu sabia que estava", explicou.
O vídeo contradiz o deputado: por duas vezes, Aelton Freitas se mostra preocupado com a gravação. "Se a eleição estiver fácil, é uma coisa. Se não estiver, são estratégias que nós temos. Você é bem companheiro? Porque ele está gravando", avisa em um trecho.
A segunda é logo na sequência da explicação da técnica do cartãozinho. "Vai votar nos R$ 100 que o cartãozinho que está no bolso dele vale. E outra: só vai pagar se tiver sido eleito. Por isso que eu perguntei se está gravando, se é bem companheiro, porque é uma tacada".
"Tinha uma pessoa com a câmera, outra com máquina fotográfica, outro com celular. Falei: ‘aqui é tudo companheiro? Posso falar o que eu penso?’ ‘Pode, não estão gravando’", ele justifica.
O deputado nega que tenha ensinado a comprar votos na eleição municipal de Capetinga e afirma que jamais comprou votos: "Eu nunca participei, eu nunca comprei. Estou há 20 anos na política, nunca comprei".
Segundo ele, tudo não passou de brincadeira. "Fiz alguma brincadeira, que eu sou muito de contar piada em reuniões, depois pedi desculpas no final da reunião pelo que eu tinha falado e pelas brincadeiras de mau gosto, me despedi e fui embora. Porque, quando é brincadeira, pode fazer de mau gosto, igual quando você brinca, às vezes, com a raça, com a cor de uma pessoa, você conta uma piada pesada, aquilo pode se tornar um processo".
Continua;

Cel Cesar Pinto - averdadedasmentiras-unknown disse...

Continuação;
No vídeo, o deputado também ensina como se deve atacar, com boatos e fofocas, a reputação dos adversários. Primeiro, o deputado diz que isso é normal.
Aelton: Isso é natural, é igual jogo. É um jogo, campanha é um jogo.
Repórter: Isso é natural na política?
Aelton: Na campanha.
Repórter: Difamar o adversário? É natural na campanha?
Aelton: Não, não é. Prefiro falar o que você quer ouvir: não é.
A pena pra quem compra votos pode chegar a quatro anos de prisão, mais multa. Já os crimes de calúnia, difamação ou injúria podem dar de 3 meses a 2 anos de prisão e também multa.
Segundo Arnaldo Versiani, ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral, o vídeo por si só não prova que qualquer crime tenha sido cometido.
"Isso a meu ver não está caracterizado. O que há, de certa maneira, é uma incitação a práticas criminosas, como por exemplo, fazer com que eventuais adversários passem a se preocupar com desmentir boatos e, com isso, tentar conturbar o processo eleitoral", explica o ex-ministro.
"Ele está induzindo os candidatos a vereador ou a prefeito a cometerem uma ilegalidade. Então, na minha forma de ver, eu entendo que ele já se enquadraria para ir para a Comissão de Ética da Câmara", avalia Ricardo Caldas, professor do Instituto de Ciência Política da UNB.
"Ele usa o critério de onde ele tem votos e onde ele quer ter mais votos. Quer dizer: o interesse público muitas vezes pode passar ao largo", diz Gil Castelo Branco, secretário geral da ONG Contas Abertas.
A Câmara e o Senado estão em recesso. Uma cópia do vídeo foi entregue anonimamente ao Ministério Público em Minas, que enviou o material para a Procuradoria Geral da República.
"O eleitor está desiludido com político. A nossa moral está lá embaixo", destaca Aelton em um trecho do vídeo.
A LEI DO RETORNO ESTA PRÓXIMA E DESSA NINGUEM ESCAPA.
 


 

Cel Cesar Pinto - averdadedasmentiras-unknown disse...

Caro amigo Serrão
Está postagem foi publicada em 21/12/2012.
Vejam:

PRA FRENTE BRASIL

FALANDO A VERDADE.

DECISÃO SOBRE A PRISÃO IMEDIATA DOS CONDENADOS DO PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO, CABERÁ UNICAMENTE AO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, MINISTRO JOAQUIM BARBOSA.

TODO POVO BRASILEIRO ESPERA QUE O MINISTRO QUE PAUTOU COM UMA CONDUTA IRREPREENSÍVEL DURANTE TODO O DESENROLAR DO PROCESSO, NÃO IRÁ DECLINAR AGORA DE SUA COMPETÊNCIA E DEVER COM NAÇÃO BRASILEIRA, PARA NÃO ACATAR A SOLICITAÇÃO DO PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA, POR QUE SE ASSIM O FIZER ESTARÁ ACEITANDO AS IMPOSIÇÕES DOS MNINISTRO PETISTAS, QUE TANTO BOICOTARAM E CONTINUAM A BOICOTAR A SUA RELATORIA E QUESTIONAR A SUA PRESENÇA NA PRESIDÊNCIA DA MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA DO PAÍS.

JÁ TINHA FALADO SOBRE ISSO NUMA POSTAGEM ANTERIOR E ESTOU REPETINDO AGORA COM UMA CÓPIA PUBLICADA PELO EMINENTE JORNALISTA REINALDO AZEVEDO.

"Barbosa era o relator porque, na distribuição dos processos, coube-lhe essa tarefa. Pois é… Poderia ter sido Ricardo Lewandowski, né? Como diria Drummond num poema, a nação estaria hoje "malincônica, roubada em seu sonho e seu ardor…", mas é claro que outros tantos estariam felizes. Do mesmo modo, Barbosa é presidente, sabem?, não porque queira. É que há um costume no Supremo que prevê o rodízio na presidência a cada dois anos. E se faz uma eleição para referendar. A função fica a cargo do ministro mais antigo que ainda não a tenha ocupado. E Barbosa só será o plantonista durante o recesso porque essa é uma das atribuições do presidente".


"Engano pensar que sou uma pessoa que tem dificuldade de relacionamento, uma pessoa difícil. Eu sou uma pessoa altiva, independente e que diz tudo que quer. Se enganaram os que pensavam que, com a minha chegada ao Supremo Tribunal Federal, a Corte iria ter um negro submisso. Isso eu não sou e nunca fui desde a mais tenra idade. E tenho certeza de que é isso que desagrada a tanta gente. No Brasil, o que as pessoas esperam de um negro é exatamente esse comportamento subserviente, submisso. Isso eu combato com todas as armas."

Por Laryssa Borges, na VEJA.com:O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminhou na noite desta quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de prisão imediata dos políticos, empresários e banqueiros condenados no julgamento do mensalão

"Não podemos ficar aguardando a sucessão de embargos declaratórios. Haverá certamente a tentativa dos incabíveis embargos infringentes. E o certo é que o tempo irá passando sem que a decisão tenha a necessária efetividade", disse Roberto Gurgel.

A grande urgência que existe é de dar efetividade à decisão do Supremo. Esse esforço magnífico que foi feito pelo STF no sentido de prestigiar de forma importantíssima os valores republicanos não pode agora ser relegado à ineficiência", disse o procurador-geral pela manhã.

Agora vem o susto: "Barbosa vai decidir sozinho!!!". Vai, sim! É a Constituição e o Regimento Interno do Supremo que lhe facultam tal possibilidade.
Continua;

Unknown disse...

Continuação;
VEJAM O QUE FALAM OS PETISTAS PARTIDÁRIOS ELEITOS DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA.

Inconformado com a atuação do ministro Joaquim Barbosa, que assumiu nesta quinta a presidência do STF, Cunha mandou ver: [Barbosa] Chegou [ao Supremo] porque era compromisso nosso, do PT e do Lula, de reparar um pedaço da injustiça histórica com os negros.



Pensemos na enormidade da fala de João Paulo, que representa o pensamento da ampla maioria do PT e de Lula que também já andou cochichando essa ignomínia por aí em versos, trovas e palavrões, como é de seu hábito.


Na formulação petista, Joaquim Barbosa não chegou ao Supremo por seus méritos, mas porque é preto.



Lula, o PT e os petistas esperavam um negro grato, de joelhos, beijando a mãos dos nhonhôs.



Em vez disso, o que se tem, na visão dos petistas, é um negro ingrato, que decidiu olhar a lei, não quem o nomeou; que decidiu se ater aos crimes cometidos pelos réus, não à cor de sua própria pele; que decidiu seguir as regras do estado democrático e de direito, não o projeto de poder de um partido.



Negro filho da mãe!

Negro traidor!
Negro que não carrega bandeira!
Negro vira-casaca!
Negro ingrato!
Negro negro!



O país do PT não é aquele dos homens livres. O partido só entende a linguagem da ordem e do pau-mandado, como sabe o relator da CPI do Cachoeira, Odair Cunha (PT-SP), que entrega a redação do relatório ao comando de seu partido para que tente as suas vendetas.

João Paulo disse aquela enormidade numa "plenária" feita em Osasco para satanizar o STF e declarar a inocência dos mensaleiros, a que compareceram José Dirceu e José Genoino. Rui Falcão, presidente do PT, e os deputados Jilmar Tatto (SP), líder do PT na Câmara, e Arlindo Chinaglia (SP), líder do governo na Casa, faltaram.
Dirceu deixou claro que não aceita as decisões da Justiça de seu país. Conclamou: "É preciso ir as ruas, discutir, debater o que esta acontecendo. Não aceitamos. Estamos revoltados e indignados e somos vítimas de um julgamento injusto". É evidente que o homem ultrapassou a linha da crítica e do direito a manifestações. Está pregando abertamente a resistência a uma decisão da Justiça. E isso, como sabem, é crime!
Continuação;

Cel Cesar Pinto - averdadedasmentiras-unknown disse...

Continua;

LULA E OS VAGABUNDOS:

Aquele mesmo que foi à TV satanizar seus adversários em recente campanha eleitoral voltou a mostrar as garras. Afirmou: "Só existe uma possibilidade de eles me derrotarem: é trabalhar mais do que eu. Mas, se ficar um vagabundo em uma sala com ar-condicionado falando mal de mim, vai perder".


parte das reuniões que figuram como capítulos do escândalo foi realizada no Palácio do Planalto. Com ar-condicionado, sim, senhores. E INDUBITAVELMENTE COM A PRESENÇA DE VAGABUNDOS. Alguns dos vagabundos vão para a cadeia.



Narciso

Nunca antes na história destepaiz houve alguém que se amasse tanto. Já especulei aqui que o Lula de verdade deve sentir certo ciúme do Lula da sua própria imaginação. Ele disse mais: "Como eles previam o meu fracasso, eu era o próprio Titanic, mas sem Romeu e Julieta, só eu e o povo. Eles não perceberam a construção que nós fizemos". RESPONDO:



"E QUE CONSEGUIRAM DESTRUIR APÓS 8 ANOS DE GOVERNO COM VÁRIOS PROCESSO DE CORRUPÇÃO, JAMAIS VISTO NESTE PAÍS".
EXEMPLOS:

O PROCESSO DOS CORREIOS, O PROCESSO DO MENSALÃO, NO GOVERNO LULA, QUE FICARAM SEM SOLUÇÃO DURANTE TODOS ESTES ANOS E TENTARAM DAR CONTINUIDADE NO GOVERNO DA PRESIDENTE DILMA, MAS NÃO ESTÃO TENDO GUARITA, POIS OUTROS ESCÂNDALOS ESTÃO APARECENDO, TAIS COMO: A OPERAÇÃO PORTO SEGURO, O PROCESSO DO CACHOEIRA, A OPERAÇÃO DUKHEIM E OUTRO QUE ESTA POR PIPOCAR A "GEMINI E A PETROBRAS".



O PRESIDENTE DA CÂMARA FEDERAL, PELA POSIÇÃO QUE OCUPA NO CENÁRIO POLÍTICO DE UM PAIS, ANTES DE FALAR A IMPRENSA, TEM QUE MEDIR SUAS PALAVRAS PARA NÃO DIZER BESTEIRAS E TENTAR ENGANAR A OPINIÃO PÚBLICA. AQUELE QUE DETÉM O PODER DE DECISÃO DE CARGO PÚBLICO, NÃO PODE PERDER AUTORIDADE DENTRO DAQUILO QUE LHE CONFERE A CONSTITUIÇÃO DE UMA NAÇÃO, PARA NÃO DEIXAR DÚVIDAS AOS SEUS ELEITORES. DANDO MARGEM PARA SERVIR DE CHACOTA E QUESTIONAMENTOS SOBRE A VERACIDADE DE SEU PRONUNCIAMENTO E A EFICÁCIA NO SEU CUMPRIMENTO E NO DESENROLAR DOS ACONTECIMENTOS FUTUROS QUE PODERÃO ADVIR. POR EXEMPLO:
Continua;

Cl Cesar Pinto - averdadedasmentiras-unknown disse...

Continuação;
DECLARAÇÕES DO DEPUTADO MARCO MAIA, SERVEM DE ANÁLISE PELA IMPRENSA;


É… A maldição maia o pegou de jeito.


Resolveu ameaçar os ministros do Supremo com o impeachment: "Não acredito que nenhum ministro tenha a vontade de intimidar o presidente da Câmara com qualquer tipo de ameaça, até porque quem nomeia e cassa ministro do Supremo é o Parlamento, o Senado".



Referia-se ao decano do Supremo, Celso de Mello, que lembrou o óbvio: a autoridade que não cumpre uma decisão judicial prevarica.


Não podemos deixar que a Maldição Maia atrapalhe a rotina dos dias.


Nesta quinta-feira,

o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que tem dado sucessivas declarações sugerindo que a Casa deve partir para o enfrentamento com a Suprema corte, não descartou a possibilidade de abrir os portões da Câmara para abrigar os mensaleiros, já que a Polícia Federal não poderia entrar no Congresso para prendê-los


Barbosa reagiu: "O deputado Marco Maia não será a autoridade do Poder Legislativo que terá a incumbência de dar cumprimento à decisão do STF.


O presidente do Supremo novamente esclareceu o papel de cada Poder da República e disse que a postura de Maia, inclusive de afirmar que é o Congresso quem escolhe os ministros da mais alta corte do país, é reflexo de "desconhecimento puro do funcionamento das instituições políticas brasileiras".


Os ministros do STF são indicados pelo presidente da República, sabatinados na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e têm os nomes levados a voto dos senadores em plenário. "Não é o Parlamento quem nomeia ministro do Supremo. Quem nomeia é presidente da republica, que ouve o Senado. A utilização pelo juiz dos poderes que lhes são atribuídos pela Constituição Federal em nenhum momento tem a mínima chance de configurar ações suscetíveis de caracterizar um impeachment. Há erro grosseiro de análise das instituições brasileiras", disse Barbosa. "Desse processo (de escolha dos ministros do STF), aliás, não participa o presidente da Câmara dos Deputados."



TERMINO DIZENDO, VAMOS AGUARDAR OS ACONTECIMENTOS.

CelCesar Pinto averdadedasmentiras-unknown disse...

Caro amigo Serrão
Esta postagem foi publicada em 02/10/2012 em averdadedasmentiras-unknown.
PRA FRENTE BRASIL



FALANDO A VERDADE



PROCESSO Nº 470 - A GRANDE FARSA - 3a. PARTE

A FARSA.

CONTINUAÇÃO:

NÃO SOU PITONIZA, NEM VIDENTE, MAS NESTE MUNDO DE ESPERTOS E CORRUPTOS DO PT E SEUS PARTIDOS ALIADOS TUDO É POSSÍVEL DE ACONTECER. ATÉ A COMBINAÇÃO ENTRE OS MINISTROS NOMEADOS PELO SR. LULA, NO PERIODO EM QUE FOI PRESIDENTE DA REPÚBLICA, PARA TENTAR DAR A VOLTA POR CIMA, POR NÃO TER CONSEGUIDO, ARQUIVAR O PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO.

O SR. LULA, APESAR DO ESFORÇO NÃO CONSEGUIU SEU INTENTO NOS SEUS OITO ANOS DE GOVERNO.


A ESCOLHA DO MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA, NO PROCESSO Nº 470, ME PARECE, FOI FORMAL, EM VIRTUDE DAS NORMAS ADMINSTRATIVAS DO REGIMENTO INTERNO, QUE REGULA O FUNCIONAMENTO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.



JÁ A ESCOLHA DO MINISTRO REVISOR, NÃO TENHO IDÉIA DE COMO FOI A SUA ESCOLHA, MAS NÃO TENHO DÚVIDA QUE HOUVE INTERFERÊNCIA DO SR. LULA E DOS DIRIGENTES DO PT.


NÃO PODEMOS DESCARTAR QUE A CONDENAÇÃO DE ALGUNS RÉUS E A ABSOLVIÇÃO DE OUTROS, PÕEM DÚVIDA NA OPINIÃO PÚBLICA, NOS OUTROS MINISTROS E DEIXA OS MINISTROS NOMEADOS PELO PT E OS PARTIDOS ALIADOS ENVOLVIDOS, MAIS A VONTADE, PARA TENTAR JUSTICAR ESTA DISCORDÂNCIA ENTRE ELES.


O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, ESTÁ FAZENDO TUDO AQUILO QUE A POPULAÇÃO BRASILEIRA ESPERA DE UM MINISTRO DA MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA DO PAIS.
AUSTERIDADE, JUSTIÇA, CARÁTER, CORAGEM E HONRA, ACIMA DE TUDO.
CABE AGORA AOS DEMAIS MINISTROS O ACOMPANHAR, CONDENANDO TODOS OS QUE SE BENEFICIARAM DO DINHEIRO PÚBLICO.
MAS NÓS NÃO PODEMOS DESCARTAR A HIPÓTESE DE TUDO ISSO ESTAR SENDO ORQUESTRADO PELO PT E SEUS ALIADOS.


A PRESIDENTE DILMA ESTÁ DESGASTADA JUNTO AO SEU PARTIDO (PT) E ESTE PREVENDO A FUTURA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DAQUI A DOIS ANOS, PODE ESTAR PENSANDO EM SUBSTITUÍ-LA, QUEM SABE PELO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, QUE HOJE SE ENCONTRA EM ALTA CONTA PARA OCUPAR A PRESIDENCIA DA REPÚBLICA.


EU MESMO JÁ DISSE QUE ELE HOJE SE APRESENTA COMO O SALVADOR DA PÁTRIA BRASILEIRA, EM UMA OUTRA POSTAGEM.


NÃO ACREDITO QUE ISSO POSSA ACONTECER.

MAS NESTE PAIS DE POLÍTICOS CORRUPTOS COM MUITAS EXCEÇÕES, "DIGO MUITAS, PORQUE OS POLÍTICOS HONESTOS, PARA NÃO SE ENVOLVEREM, SE AFASTAM OU SE OMITEM", TUDO É POSSÍVEL.

MAS, NÓS NÃO PODEMOS DEITAR EM BERÇO EXPLENDIDO, E ESPERAR OS ACONTECIMENTOS.

É MELHOR PREVINIR DO QUE REMEDIAR.ESPERO QUE O PT E SEUS ALIADOS PROCUREM OUTRO PARCEIRO DA MESMA LAIA DENTRO DO PARTIDO, PARA PREENCHER O VAZIO QUE FOI DEIXADO PELO MENSALÃO E DEIXEM O MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA EM PAZ.


EM CONTRA PARTIDA;

AUMENTOU A BRIGA DOS MINISTROS PARA RECUPERAREM A CREDIBILIDADE JUNTO A OPINIÃO PÚBLICA BRASILEIRA E AOS DEMAIS PAISES DO MUNDO


OS MINISTROS CELSO DE MELO E AIRES BRITO,
RECUPERARAM A CREDIBILIDADE, COM OS SEUS VOTOS CHEIOS DE ESCLARECIMENTOS, DANDO UMA VERDADEIRA AULA DE PATRIOTISMO E AUTRUISMO, DEVOLVENDO AO SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL, A COMPETÊNCIA , A AUSTERIDADE, O CARÁTER , A CORAGEM E HONRA QUE DEVEM TER TODOS OS MINISTROS QUE COMPÕEM A MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA DO PAÍS.



ESPERAMOS QUE AO TÉRMINO DO PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO, OS MINISTROS DISCORDANTES, DA ACUSAÇÃO FEITA PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA E PELO MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA, ABSOLVENDO ALGUNS RÉUS, REVEJAM OS SEUS VOTOS E ACOMPANHEM OS DEMAIS MINISTROS.

COM ESSE PROCEDIMENTO ESTARÁ DESMONTADA A FARSA POR MIM MOSTRADA NAS MINHAS POSTAGEM.

QUE DEUS ILUMINE OS NOSSOS MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, FAZENDO-OS DECIDIREM COM A RAZÃO.





 

Cel Cesar Pinto - averdadedasmntiras-unknown disse...

Caro amigo Serrão
Esta postagem também foi publicada em 02/10/2012- as 16;oohs.

PRA FRENTE BRASIL

FALANDO A VERDADE


PROCESSO Nº 470 - A GRANDE FARSA

A MENTIRA
O MINISTRO RELATOR DESTE PROCESSO NÃO FOI ESCOLHIDO DE ACÔRDO COM AS NORMAS ESTABELECIDAS PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, E QUE REGEM ESTA CORTE SUPREMA. ASSIM COMO O MINISTRO REVISOR.

A FARSA

O MINISTRO REVISOR CONCORDOU COM O ACATAMENTO DA DENÚNCIA E COM A DENÚNCIA FEITA PELO MINISTRO RELATOR CONTRA OS RÉUS CONSTANTES DO PROCESSO.
AGORA PARECE ESTAR CONTRA O MESMO.

A VERDADE

O MINISTRO RELATOR FOI ESCOLHIDO DE ACORDO NORMAS ADMINISTRATIVAS QUE REGEM O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.
O MINISTRO REVISOR NÓS NÃO SABEMOS COMO ELE FOI ESCOLHIDO.
O PROCESSO Nº 470 É A MAIOR FARSA JÁ OCORRIDA EM UM PAIS EM SUA MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA, (O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL).
A BRIGA DE PODER ENTRE ALGUNS MINISTROS, PRINCIPALMENTE O REVISOR, CONTRA O MINISTRO RELATOR É NOTÓRIA, POIS DEMONSTRA A MAIOR PROVA DE DESCRIMINAÇÃO DE UM MINISTRO CONTRA O OUTRO, DENTRO DAQUELA CORTE, TENTANDO DE TODAS AS FORMAS, DENEGRIR A IMAGEM DO MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA JUNTO A OPINIÃO PÚBLICA E AOS DEMAIS MINISTROS.

NO NOSSO ENTENDIMENTO A ESCOLHA DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA COMO RELATOR, FOI ACERTADA, MAIS O MINISTRO REVISOR ACHA QUE ESTA DEVERIA TER SIDO DADA A ELE, OU A OUTRO MINISTRO, POIS DESSA FORMA ESTE NÃO ESTARIA, MOSTRANDO A SUA DESCRIMINAÇÃO CONTRA O MINISTRO RELATOR.

PODEMOS CONSTATAR O QUE AQUI ESTA ESCRITO PELAS DIVERSAS VEZES EM QUE O MINISTRO REVISOR QUESTIONOU O MINISTRO RELATOR. BASTA PARA ISSO VERIFICARMOS AS GRAVAÇÕES DESDE O INÍCIO DESTE PROCESSO.
O MINISTRO REVISOR TEM MÊDO QUE ESTE COLEGIADO ACOMPANHE O VOTO DO MINISTRO RELATOR E VAI FAZER USO DE TODOS OS MEIOS DISPONÍVEIS E SEUS CONHECIMENTOS PARA DESTRUIR A ACUSAÇÃO FEITA PELO RELATOR, DE TAL FORMA QUE ATRAZARÁ A VOTAÇÃO DOS MINISTRO DA CORTE, AFIM DE QUE ESTA ULTRAPASSE O PRAZO DE VOTAÇÃO DO MINISTRO QUE ESTA PRESTE A SE APOSENTAR CONPULSÓRIAMENTE, NO DIA 3 DE SETEMBRO.
ISTO É O QUE ESPERAM OS RÉUS E SEUS ADVOGADOS.

POIS PODERÃO ENTRAR COM RECURSOS E ATRAZAR A CONDENAÇÃO, SE HOUVER,
PARA APÓS AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS, COMO DESEJAM TODOS PARTIDOS ENVOLVIDOS NO MENSALÃO, PRINCIPALMENTE O PARTIDO DOS TRABALHADORES.

OS VOTOS DOS MINISTRO SÓ SERÃO DADOS APÓS AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS, POR INTERFERÊNCIA E IRRESPONSABILIDADE ÚNICA E EXCLUSIVA DO MINISTRO REVISOR QUE VAI DESCARACTERIZAR A DENÚNCIA DO RELATOR, LEVANDO O COLEGIADO A VOTAR COM ELE. (MINISTRO REVISOR)

 ESTOU DENUNCIANDO ANTECIPADAMENTE O QUE ACONTECERÁ AO TÉRMINO DO PROCESSO Nº 470.
 

Ronald disse...

Cel, Cesar Pinto, vagabunda não era a Lindu ????