quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Carta ao Dr. Paciente: A Medicina pedindo socorro

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

Meus amigos, a internet está cheia de “cartas” aos responsáveis pelo caos na saúde. Eu mesmo escrevi várias delas – “Carta à Presidente Dilma”, “Carta ao Ministro da Saúde”, “Carta aos Médicos Brasileiros”...e por aí vai..Hoje tive a ideia de escrever uma pra vocês..Vamos ver se consigo ser feliz...

Vejam só que ironia, são tantos os nomes que deram a vocês...São tantos de vocês que já atendi na minha vida (vários em estado tão grave que sequer se lembram de mim) que, acreditem, não sei como vou chamá-los! Há quem faça questão que eu os chame de “usuários” - coisa que sempre me sugere que vocês estejam usando cocaína ou crack – e isso não vou fazer.

Se, por outro lado, os chamo de pacientes, vai parecer que aqui “sou doutor” e estou fornecendo orientações profissionais – nesse caso a PVP (Patrulha Virtual Petralha) ia “deitar e rolar”..rsss..rsss..Que dilema, né?? Vou chamá-los de “cidadãos” e, se ainda existe isso no Brasil Petista, manter a escolha até o fim do artigo.

Pois bem: Cidadãos brasileiros, faço aqui um apelo ao que ainda possa restar de inteligência nacional não contaminada pela má-fé, pelo fanatismo e pela irresponsabilidade petista. Lembrem-se que somos nós, os médicos brasileiros, os responsáveis na linha de frente na guerra pelas suas vidas.

Não se deixem enganar por um governo corrupto que, no desespero de se manter no poder, quer trazer para o Brasil gente sem a mínima qualificação. Por favor não argumentem dizendo que lhes falta estudo para tomar partido nessa história. Usem do bom senso! Vejam onde se tratam esses corruptos mensaleiros quando precisam de um médico. Observem se, alguma vez, qualquer um deles buscou atendimento no SUS.

Meus amigos, o Brasil não tem mais hospitais! Nós não conseguimos mais fazer medicina sem exames de laboratório e equipamentos específicos. Nós não suportamos mais ir para o interior do país para sermos despedidos ao bel prazer de qualquer prefeitinho de partido nanico. Nós sabemos que o dinheiro da saúde está sendo desviado por secretários municipais corruptos que deveriam estar na prisão há muito tempo.

Por favor, confiem nos seus médicos antes de confiarem nos seus políticos! Nós estivemos, e estaremos sempre, com vocês até o fim de suas vidas; bandidos políticos não! Não acreditem no governo e nessa imprensa brasileira de aluguel quando dizem que “não queremos atendê-los, que não queremos ir para o interior, ou que somos contra médicos estrangeiros entrarem aqui”.

Isso é tudo MENTIRA! Isso é feito para que vocês sintam raiva dos médicos e o maldito Governo Federal ganhe politicamente com isso. Eu escrevo a vocês com tripla autoridade: sou médico, fui e ainda sou paciente várias vezes, e – acima de tudo – conheço profundamente os petistas porque fui um deles!

Não se deixem enganar pensando que estrangeiros vão resolver seus problemas. Não acreditem que seja uma boa ideia vetar vários itens na Lei do Ato Médico! A grande maioria dos enfermeiros brasileiros e dos demais profissionais da saúde são pessoas honestas e de bom coração! Elas não estão ao lado desse maldito partido e sabem que estão sendo usadas politicamente pelo PT para “brigar” com os médicos.

Amigos, lembrem-se: caiu o Império Romano, Napoleão fracassou, o Terceiro Reich só existe nos livros! A ditadura Lulo-Petista e esse maldito Partido-Religião também vão desaparecer! Ajudem-nos! Senão por uma questão de solidariedade; por uma de pura inteligência! São vocês que vão perder... E vão perder muito mais do que nós. O PT afirma que estamos preocupados com dinheiro; eu afirmo que estamos pensando nas suas vidas!

Não sabia como chamá-los no início do texto. Como as linhas foram de puro desespero sinto-me como se estivesse (agora eu mesmo) no lugar de vocês esperando no SUS. Decido então que hoje vocês são os “Doutores Pacientes”... Esse artigo era a voz da Medicina... Da Medicina pedindo socorro!

PORTO ALEGRE, 14 DE AGOSTO DE 2013 AVC (antes da vinda dos cubanos)


Milton Simon Pires é Médico.

5 comentários:

Um médico disse...

Todos somos pacientes, um dia todos ficamos doentes, e ansiamos procurar um médico de formação sólida, que compreenda o que dizemos, e se interesse por nós. Lula, Dilma, Palocci, Dirceu, qualquer petista, por menos canalha que seja, vão agonizar, cada um a seu tempo. Aguardem, e vejam quem serão os profissionais médicos ao lado de seus leitos, nos CTIs, em quais hospitais serão atendidos.
Povo brasileiro: deixe de ser ignorante, deixe de ignorar a triste realidade, e o mar de mentiras em que o PT afundou a Nação. Ou, dane-se!

Anônimo disse...

Pois bem Dr. Milton, estou totalmente ao seu lado, ao lado dos brasileiros honestos, ao lado do Brasil, e CONTRA, com toda minha indignação, o Partido dos Traidores.

Anônimo disse...

Eis uma historinha pra passar o tempo:
Um dia um inseto entrou num ouvido meu. Esta é uma das experiência mais horripilantes que existem pelo pânico que causa. A família correu comigo aos berros para o hospital mais próximo, que era do SUS. Por sorte, havia um médico capacitado para atender. Ele tirou o bicho do meu ouvido, mas disse para eu procurar um otorrino, pois poderia haver lesão e eles não tinham otorrino lá. Entre chegar e receber o atendimento foram uns 30 minutos, pois como era noite, havia poucos pacientes (para minha sorte).
No dia seguinte, fui a um hospital do meu convênio. Tinha umas 40 pessoas na minha frente, de diferentes convênios. Chegou na minha vez, após 3 horas e recebi a notícia que não seria atendido porque o hospital tinha cancelado o convênio. Já havia ido àquele hospital via convênio algumas vezes, e ele tem um tratamento decente - limpo, etc., mas simples, com médicos bem jovens.
Bem. Aí disse pra reepcionista a senha mágica: "Eu pago. Quanto é a consulta particular"?
Fui tungado em R$ 500, e automaticamente transportado para O Mundo Encantado da Medicina VIP.
Tive uma consulta de mais de uma hora. Exames. Tomei um cafezinho expresso moído na hora. Numa sala de consulta perfumada, com enfermeiro exclusivo, dez vezes mais chique que as salas do convênio. Resultado do exame (uma sei-lá-o-que-scopia) em 20 minutos. Saí com uma solicitação de audiometria e uma receita para o antibiótico.
O médico, que era de meia-idade (contrastando com os garotos que atendiam os convênios) estava muito feliz e relaxado, até discutimos o campeonato de futebol.
Me parece que quanto mais alto é o pagamento, melhor você é tratado, não é?
O SUS É uma merda. Mas quantos médicos estão REALMENTE dispostos a brigar para que ele melhore? Garanto que o fã da Portuguesa de Desportos que me atendeu não está pensando muito nisso, a menos que tenha perdido o emprego......
Se o hospital do SUS que me atendeu pra tirar o moscão do ouvido tivesse otorrino, eu teria ficado lá mesmo! Me pouparia R$ 500, a fila do convênio, a mensalidade do convênio e o grande desencanto de saber que todos são culpados pela horrenda desigualdade no atendimento médico nestepaiz.

Anônimo disse...

Milton, dou todo o meu apoio para vc que está coberto de razão. Se eu puder ajudá-lo de alguma forma, bote a boca no trombone.
Esther

Anônimo disse...

E quem está por trás do caos na saúde?

Os médicos possuem grande parte da responsabilidade. Criaram um cartel que tem como único objetivo extorquir as pessoas em seus momentos de fragilidade e desespero.

Corromperam o governo para que fosse proibida a venda de medicamentos sem o pagamento de um 'pedágio' para o médico, como aconteceu com os antibióticos.

Recentemente compraram a aprovação do 'ato médico' para chutar tantos outros profissionais da saúde, para que só os iluminados da medicina possam lucrar, mais e mais, mesmo em coisas simples como aplicar uma injeção ou fazer diagnóstico de uma unha encravada.

Pagam televisão e jornais para publicar intermináveis matérias fabricadas para 'alertar' as pessoas para os 'riscos' de procurarem a cura sem a assessoria de um dos iluminados da medicina; até uma aspirina para a dor de cabeça se torna uma 'grave' ameaça para a saúde devido ao 'pecado' da auto-medicação.

Na Amazônia anestesistas criaram uma facção, digo, cooperativa. Qualquer hospital que queira um dos iluminados precisa pagar um salário mórdico de 120 mil reais por mês!

Por um lado comem o fígado das vítimas e de outro recebem polpudas propinas da indústria farmacêutica para empurar seus pozinhos e pilulas 'maravilhosas'.
Esqueceram a simplicidade da medicina e VIRARAM VENDEDORES DE DROGAS. Não possuem interesse em promover a saúde, mas apenas manter a vítima viva para poder sugá-la pelo máximo de tempo possível.

Os médicos estão se tornando tão podres quanto os políticos e jornalistas já o são.


O Dilmão talvez tenha errado nas medidas para quebrar a espinha desta máfia, mas identificou muito corretamente o problema, que precisa, sim, ser encarado!

Para as vítimas desta máfia eu recomendo estudar para aprender como se curar sem depender dos iluminados.
Procurem no youtube e aprendam a fabricar PRATA COLOIDAL (COLLOIDAL SILVER, em inglês), um antibiótico, antivírus, antifungo e anti-elementos patogênicos unicelulares de qualquer tipo de baixo custo e sem efeitos colaterais, e a cura por micro-corrente elétrica.