segunda-feira, 31 de março de 2014

Lição Pós-1964: será que aprendemos?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O julgamento histórico costuma ser muito simplório, quando é feito na base da “torcida” ideológica. A visão comuno-socialista – que opera segundo cartilhas autoritárias - os rotula de ditadores e torturadores. A visão do outro extremo – mesmo sem entender direito como a banda da História toca – os conclama como heróis que precisam sempre estar prontos a intervir para salvar o Brasil.

Por falta de uma análise historicamente equilibrada - sem rótulos de mocinhos, monstros e bandidos -, continuamos sem gerar aprendizado de tudo que aconteceu antes, durante e depois dos 50 anos do movimento civil-militar – que tem a data simbólica de 31 de março de 1964 como marco histórico – que acaba celebrado ou odiado, sem jamais ser corretamente entendido.

O Brasil é uma rica colônia de exploração que se deixa manter subdesenvolvida e submetida aos interesses de uma Oligarquia Financeira Transnacional. Sempre fomos periferia e não demonstramos vocação para metrópole. Não conseguimos formular um Projeto para o Brasil se tornar, de fato, um País Civilizado, Desenvolvido, Justo, Ordeiro Progressista e comprometido com valores humanos e democráticos.

O Brasil é um País tão sem soberania e independência que não tem Forças Armadas em condições reais de cumprir seu papel fundamental: ter poder de dissuasão. O globalitarismo, que usa e abusa do extremismo ideológico para impedir a união nacional, aposta na desmoralização da expressão nacional do Poder Militar. A sociedade brasileira – formada majoritariamente por ignorantes – não entende a verdadeira importância essencial das Forças Armadas.

O Brasil é Capimunista. Misturamos práticas do capitalismo com ações socialistas ou comunistas. Somos submetidos a um regime de Estado de Direito, cinicamente democrático, que tenta intervir em tudo e em todos, através de um confuso aparato pseudolegal, que varia entre o autoritarismo e o totalitarismo, dependendo das conveniências dos grupos políticos que detêm a hegemonia dos conflituosos e desequilibrados poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Os desgovernos dos últimos 100 anos não avançam. Especializaram-se em repetir erros históricos primários. Por isso, sempre variamos entre pouco ou mais autoritarismo, mas sempre com o discurso de uma democracia (segurança do Direito, com exercício da razão pública) – que nunca existiu. Aliás, nossa República (obra dos militares) ainda não foi implantada... E, para piorar, estamos submetidos ao “império” da governança do crime organizado...

O desgoverno brasileiro é uma carranca do caos institucional. O grupo hegemônico é o mesmo de sempre. A variação é apenas na rotulagem ideologia do purgante. Os políticos, sempre os mesmos, trabalham para seus interesses pessoais ou cumprem a função de agentes conscientes do poderio econômico transnacional que sempre nos governou de fato. Não conseguem e nem querem ter uma visão nacional para desenvolver, de fato, o Brasil. Preferem apenas usar e abusar do Estado Capimunista a seu bel prazer e deleite.

Tudo ficou ainda pior porque os militares (garantidores da soberania) foram transformados em uma “guarda nacional”, com verbas contidas, escalados para ações humanitárias de emergência ou para agirem como “força policial auxiliar” na tal GLO (Garantia da Lei e da Ordem). Aqueles que foram “interventores” em 1964 e em outras datas atrás agora operam como “guardas de esquina” - PMs de um falido Capimunismo gerador de desigualdade, vagabundagem, ignorância, extremismos e violência.

A farda se transformou em fardo. Alguns, ainda milagrosamente idealistas, acreditam e entendem o verdadeiro papel das forças armadas. Outros preferem se comportar como meros funcionários públicos fardados, seguindo uma carreira pública com salário e promoções que parecem seguras, até se transformarem em aposentados guerreiros da reserva – ou da reforma, por tempo ou invalidez. Na ativa, uns ainda tem a coragem e honra de um samurai. Outros preferem o pragmatismo das gueixas.

O Brasil vive o momento mais ridículo e vergonhoso de sua história republicana. Antes e após 1964, os militares, em parceria com civis, cometeram grandes erros e acertos. Seu grande pecado foi não terem entendido como os verdadeiros inimigos do Brasil operam. As legiões se focaram no combate aos agentes conscientes e ideológicos do inimigo, mas não perceberam que o inimigo lhes destruía e desgastava pelas beiradas, investindo no autoritarismo e na corrupção institucional. Os generais-presidentes foram saídos do poder pela garagem do Palácio do Planalto.

Curiosamente, como último ato, os militares tiveram de garantir a posse da vanguarda do atraso na Presidência da República. Ela continua no poder, com variações ainda mais dantescas. Basta olhar para o legítimo filhote da tal ditadura capimunista. O monstrinho concebido pelo padrastro-general Golbery do Couto e Silva no meio sindical foi alçado ao poder e, desde então, tenta comandar, por trás, as ações daquela que posou, um dia, de guerrilheira para implantar o comunismo no Brasil, mas foi parcialmente derrotada pelos militares. Agora, posando de vencedora, sacaneia os milicos sempre que pode.

O Brasil tem solução. Basta tirarmos, primeiro, os lixos do poder. A vasoura precisa ter Legitimidade e Ordem, para viabilizar a Paz Social, o Progresso e a Democracia – utopias a serem perseguidas. O problema começa a ser resolvido por cada cidadão – a partir dos próprios indivíduos e de seu lar. Só o amor à família, instituição onde começa a Pátria, permitirá que avancemos. Sem ordem e legitimidade não há progresso – só desrespeito, violência e barbárie. Sem a valorização da base familiar não teremos Pátria.

Por isso, o grande investimento que cada um precisa fazer, de imediato, é na Educação. Sem ela, não há civismo possível e nem patriotismo viável. O esforço educacional, a partir do ambiente familiar, vai nos devolver a auto-estima, a vontade de produzir e a força para empreender. O capital necessário para isto o Brasil tem de sobra. Basta ser canalizado para a solução correta.

O projeto urgente é derrotar o PT e seus aliados na vanguarda do atraso. Este esforço começa em cada cidadão de bem e sua família para ter hegemonia na sociedade. Que cada um faça sua parte, do jeito que puder e com as ferramentas que tiver. Temos de superar o Capimunismo até aboli-lo no Brasil. Vamos estudar, trabalhar, gerar renda, investir, fazer parcerias com outras pessoas de Bem e progredir.

Governar (algo ou a si mesmo) é uma arte. A governança (pessoal ou corporativa) depende de alguns princípios fundamentais: Vontade Política, Visão Humanista, Ética, Transparência, Equidade, Justiça, Legalidade, Responsabilidade, Prestação de Contas, Qualidade e Verdade. A obra não é fácil. Mas precisa ser tocada com competência, eficiência e senso prático de realidade.

1964 ensinou direitinho. Não precisamos de déspotas – fardados ou travestidos de pretensos democratas civis. É preciso que cada um cumpra o seu dever, e pare de se acomodar, jogando apenas a culpa nos outros.

Acredite em você, na sua família, nos seus amigos, nos seus parceiros e vá em frente. Faça. Acerte. Se errar, tente de novo, até acertar. Nossa contrarrevolução para tirar do poder as vanguardas do atraso precisa começar imediatamente. Cumpra o seu dever!

Viva a Liberdade. Não às censuras, repressões e totalitarismos políticos, econômicos e psicossociais. Superemos as ilusões ideológicas de torcida organizada, e vamos cuidar da organização pessoal. Se cada um não cuidar de si e da família, o Brasil não evolui para melhor. Mude e melhore você, primeiro. Depois, cobre isto dos ignorantes. O seu sucesso é a derrota dos idiotas, canalhas e ladrões.

Seja seu herói. Tenha fibra e vença!

Basta!


 Fora!


Bomba no Congresso


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Março de 2014.

19 comentários:

Ricardo disse...

Durante toda minha vida sempre ouvi dizerem que o brasileiro é um povo inteligente,mas hoje vejo que é justamente o contrario. É um povo majoritariamente burro. Esta assistindo o desmoronamento da Nação e fica encantado com discursos hipocritas de bandidos,fica feliz com as migalhas distribuidas a titulo de justiça social e por ai vai. Como acreditar que um povo inteligente aja da maneira como mostram os videos abaixo.Não deixem de assisti-los

https://www.youtube.com/watch?v=IQ4Mhc0itHk

https://www.facebook.com/photo.php?v=604628629629379&set=vb.100002467435687&type=2&theater

Anônimo disse...

Como a vassoura vai ter legitimidade se a justiça está aparelhada para encobrir a quebradeira que os comunistas provocaram no país?

Anônimo disse...

(Indignação - parte 6)
Serrão, parabéns pelo texto. Maravilhoso, mesmo. E para quem acha que tudo está perdido, ver aqui um exemplo de "vencer na moral", ou pelo menos iniciar uma Luta, uma campanha que vale a pena!
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/historia-em-imagens/um-video-reafirma-que-o-brasil-sera-o-que-os-brasileiros-quiserem-que-seja/
Esses meninos valem ouro, fizeram a coisa certa na Paz, na moral e na...ORDEM E PROGRESSO!
É uma gota no meio do oceano, eu sei. Mas é assim que se começa. Arregaçando as mangas e FAZENDO algo, DENTRO DA LEI!
Atitudes sempre tiveram mais resultado que palavrórios. E é o que precisamos ter aqui. Mais ação, menos politicalha.

Anônimo disse...

"Acredite em você, na sua família, nos seus amigos, nos seus parceiros e vá em frente. Faça. Acerte. Se errar, tente de novo, até acertar."

Regresse à terra! Não temos ninguém em que votar nem jamais teremos. Esse seu demagogico plano vai levar gerações e até lá não já exisimos como nação continental!

A única chançe era copiarmos o Egito. Mas com a merda dos generais boiolas, covardes que temos, até issso è inviável, uma democracia militar enquanto tirarmos, primeiro, os lixos do poder. A vasoura precisa ter Legitimidade e Ordem, para viabilizar a Paz Social, o Progresso e a Democracia – utopias a serem perseguidas.

Esqueça!

Anônimo disse...

Prezado Serrão,
Uma grande lição que ficou de 1964 é a de que não basta escorraçar esses crimonosos esquerdopatas com pontapés na bunda.
Os militares de então deveriam ter usado o know-how cubano e passado os bandidos pelo paredón!
................
SALVE 31 DE MARÇO DE 1964!
AGRADEÇO AOS VALOROSOS MILITARES QUE SOUBERAM CORTAR AS ASINHAS DA BANDIDAGEM ESQUERDOPATA!
...................
Paulão.

Anônimo disse...

Olha quanto cinismo e sem vergonhice.
Por 21 anos os sonhos da dilma de quebrar o Brasil, foram calados.
Que história é esta de poder legislativo e judiciário independente? De onde ela tirou isto? Toma vergonha, dilma, você compra o legislativo, aparelha o STF e ainda tem a cara-de-pau de de dizer que são independentes. Se não fosse por isto, a dilma já não estaria no poder.

http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/por-21-anos-nossos-sonhos-foram-calados-diz-dilma-sobre-a-ditadura

Anônimo disse...

INACREDITAVEL!
UM EXERCITO E SEUS GENERAIS
SE DEIXAM SODOMIZAR POR
EX-TERRORISTAS,COMUNISTAS,VAGABUNDOS
DE TODA A ESPECIE, LADRÕES E PARASITAS...
E NÃO DIZEM NEM AÍ...
QUE QUALIDADE DE HOMENS SÃO ELES???
AGORA OS COMBABACAS¹?UNISTAS DA SUB COMISSÃO DA"VERDADE" VÃO FAZER UM PROJETO DE
A N U L A Ç Ã O DA A N I S T I A

E AHI SEUS FROUXOS???
A DESMORALIZAÇÃO AINDA VAI SER MAIOR???
TÁ NÁ HORA DE BOTAR A "PROCISSÃO" NA RUA!

Anônimo disse...

VIVA 31/03/1964!!!

OBRIGADO FFAA, MEUS FILHOS TAMBÉM AGRADECEM!!!

Anônimo disse...

Serrão , ótimo texto, me encheu os olhos, vou me reservar ao silencio. Sou servidor publico, brasileiro e amo meus filhos, minha terra, nunca me deixei corromper,Já sofri perseguições... Mas é muito triste nossa situação... Veja uma pesquisa que saiu sobre o estupro??

Anônimo disse...

Os nossos gloriosos e fantásticos militares comandados por brilhantíssimos generais, briosos coroneis, competentes capitães vão salvar a soberania do Brasil no conjunto de favelas da maré maiores qua o território continental da nossa nação faazendo o trabalho de simples policiais!

Estou emocionado! Temos herois!

Anônimo disse...

Assim como a ditadura comunista seria péssima, a militar não foi diferente! Que canseira e tristeza é ver um povo sem verdadeiros líderes, ficar agora a sublimar um passado que contribuiu para a desgraça na qual está submetida atualmente o Brasil! Para passar a limpo o País,as oligarquias políticas e econômicas desde a época do Brasil Colõnia deveriam sair de cena! É muita ingenuidade acreditar que militares vão resolver ou que a farda será suficiente para deter a corrupção, dentro ou fora dos quartéis!
o povo precisa de educação, educação, educação, educação... E os militares também não valorizam isso, conforme provaram! Democracia nenhuma vinga com militares no executivo... é preciso CARÁTER, HONESTIDADE E JUSTIÇA, o que a farda também não garantiu!

Anônimo disse...

Assim como a ditadura comunista seria péssima, a militar não foi diferente! Que canseira e tristeza é ver um povo sem verdadeiros líderes, ficar agora a sublimar um passado que contribuiu para a desgraça na qual está submetido atualmente o Brasil! Para passar a limpo o País,as oligarquias políticas e econômica,s desde a época do Brasil Colõnia, deveriam sair de cena! É muita ingenuidade acreditar que militares vão resolver ou que a farda será suficiente para deter a corrupção, dentro ou fora dos quartéis!
o povo precisa de educação, educação, educação, educação... E os militares também não valorizam isso, conforme provaram! Democracia nenhuma também não vinga com militares no executivo... é preciso CARÁTER, HONESTIDADE E JUSTIÇA, o que a farda também não garantiu!

BRAGA disse...


Brilhante o seu artigo. Coloco a seguir a letra da música de Cazuzua/Frejat. Acredito que a música também é mensagem:

"Meu partido
É um coração partido
E as ilusões estão todas perdidas
Os meus sonhos foram todos vendidos
Tão barato que eu nem acredito
Eu nem acredito
Que aquele garoto que ia mudar o mundo
(Mudar o mundo)
Frequenta agora as festas do "Grand Monde"

Meus heróis morreram de overdose
Meus inimigos estão no poder
Ideologia
Eu quero uma pra viver
Ideologia
Eu quero uma pra viver

O meu prazer
Agora é risco de vida
Meu sex and drugs não tem nenhum rock 'n' roll
Eu vou pagar a conta do analista
Pra nunca mais ter que saber quem eu sou
Pois aquele garoto que ia mudar o mundo
(Mudar o mundo)
Agora assiste a tudo em cima do muro

Meus heróis morreram de overdose
Meus inimigos estão no poder
Ideologia
Eu quero uma pra viver
Ideologia
Eu quero uma pra viver".



Anônimo disse...

Isso nunca aconteceria se o exército não tivesse criado a república prostituída com o golpe de 1889. Já que a pariu, que a embale! Viva a monarquia! Abaixo a falácia democrática da cleptocracia!

Anônimo disse...

Moderar comentários significa censurar? Eu encaminhei um comentário que não enaltece qualquer espécie de ditadura ou golpe e, por isso, não publicaram. Entretanto, novamente, envio o meu repúdio e nojo ao golpe de 64, igualmente à política que os civis têm feito em nome da democracia... ou aos saudosistas da era do chumbo, "do prendo e arrebento"...

Anônimo disse...

Moderar comentários significa censurar? Eu encaminhei um comentário que não enaltece qualquer espécie de ditadura ou golpe e, por isso, não publicaram. Entretanto, novamente, envio o meu repúdio e nojo ao golpe de 64, igualmente à política que os civis têm feito em nome da democracia... ou aos saudosistas da era do chumbo, "do prendo e arrebento"...

Araken Brasileiro disse...

Um texto a expressar o mais profundo patriotismo. Tem que ser praticado e difundido à saciedade.

Araken Brasileiro Ferreira disse...

Um texto que expressa o mais profundo patriotismo e que dá a esperança de que essa facção criminosa não vai acabar com a nossa Nação. Tem que ser difundido à saciedade!

JORGE ALMADA ALMADA disse...

O Brasil está correndo um risco muito grande de ter uma guerra civil de um lado partido politico e governo que estão implantando aos poucos o comunismo, usam de todos os recursos para continuar seus projetos, carregam consigo bandeiras de cor vermelha e pregam a desobediência a Constituição e o desrespeito ao STF E a PF. Neste cenário político e econômico que está se desencadeando vai ser necessário uma intervenção militar ou teremos uma gerra civil.