sexta-feira, 11 de abril de 2014

E o futuro?


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

A triste história de nossa república, com exceção do delírio desbravador de Juscelino, registra espasmos de crescimento real somente nos períodos em que o grau de democracia estava, pelas mais diversas razões, reduzido.  
Assim, durante o Estado Novo, o país viu nascerem as CLT's, ainda em vigor e, na falta de algo melhor, regulamentando as atuais relações trabalhistas, e presenciou a implantação da indústria siderúrgica, entre outras conquistas importantes; durante os governos militares, assistiu, por exemplo, ao estabelecimento de uma rede de infraestrutura  que, ressalvadas algumas exceções, é a mesma que aí está e testemunhou a criação de instituições de referência que até hoje permitem o funcionamento em bases modernas do estado brasileiro. 

Findo o primeiro engasgo democrático (o Estado Novo), o país mergulhou num caos econômico e social que obrigou, em 1964, a uma reação categórica por parte de setores significativos da sociedade no sentido de promover o segundo engasgo, encerrado por novo acesso clamando por democracia e eleições diretas mas que se iniciou com o mais grave e ao mesmo mais diabolicamente sutil golpe, este civil, aplicado na república: a eleição indireta de Tancredo Neves. 

De lá para cá, vários governos vestidos de democracia, alguns dos quais a sociedade não tem muito que se orgulhar pois está vendo o país acumulando crises nos campos social e econômico, tudo eivado por um ambiente de corrupção nunca antes visto nestas terras hoje dominadas por um partido que se auto-intitulava, antes de assumir o poder, baluarte da ética e da honestidade. 


O que nos reserva o futuro? Outro engasgo? De que tipo? Ainda bem que a história jamais se repete.

Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

Um comentário:

Anônimo disse...

Não sei não a historia esta se repetindo. Em 54 e 64 o grupo que foi banido do Brasil, voltou para nos assombrar e fazer as mesmas coisas. Agora em vez de matar diplomatas, assaltar bancos, aterrorizar o povo, assaltar residências, se tornaram mais sofisticados e com uma boca mais refinada. Resolveram aplicar um golpe maior. Assaltar o BNDS, o BB, a Caixa Economica, a petrobras e assaltar o povo brasileiro. Assalto sem armas, assalto colocando nos lugares chaves do pais militantes do partido. Sendo assim esta tudo dominado. PTbostas, Pmdbostas que sempre foram sabugos da nação tomaram de assalto. Congresso, Senado, Supremo Federal, salvo honrosas e claras divergências do que ai esta. Supremo Eleitoral, agora com dois braços fortes dos ptbostas nas pessoas de dois eminentes ministros. Com a maquininha fajuta o que podemos esperar? Nada vindo da cambada que planejou se aproximar e tomar o poder no brasil. Agora tira-los do poder vai ser uma missão quase que impossível, principalmente com a qualidade de povo que temos aqui. O povo não ajuda e nem se emociona com o que esta acontecendo. Quem viver vera.