domingo, 29 de junho de 2014

Jaspion


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

Sobre a eliminação do Japão ainda na fase a inicial: "o problema do Japão é que eles só pensam educação e saúde. Se investissem também em futebol ainda estariam na Copa". 

Difícil acreditar que tais palavras tenham sido pronunciadas por um ex-chefe de estado que teve oito anos para melhorar, não conseguindo, a constrangedora classificação do Brasil nas avaliações internacionais de educação e  diminuir o sofrimento do povo, ao precisar ser atendido pela sua macabra rede pública de saúde, qualificada em certo discurso seu, durante um dos mandatos, como sendo tão boa que iria recomendar a implantação de sistema semelhante ao Presidente Barack Obama, visando à sua aplicação nos EUA, embora, no momento que ele próprio precisou de cuidados médicos, preferiu recorrer ao Sírio Libanês. 

Sua manifestação, ao referir-se ao Japão eliminado da copa, pode ser interpretada por uma, entre outras, das seguintes formas: ou o ubíquo ex-presidente Lula  exibiu uma falta de lucidez que a sociedade nem sabia que poderia possuir, ou estava estava sob o efeito de algum medicamento que deve usar em decorrência de sua recente enfermidade ou, pior ainda, considera o povo brasileiro que o elegeu, um conjunto de cidadãos sem visão e facilmente iludível que não necessitam, para manter seu partido no poder, de investimento em educação nem em saúde e sim em copa do mundo. 

Todas  as alternativas são altamente preocupantes e evidenciam o tipo de pessoa que ficou à frente dos destinos do país por oito anos e ainda construiu e fincou um poste que o está colocando à deriva. 

O pior é que mais adiante, na mesma ocasião que pronunciou a infeliz sentença, acrescentou que o Japão poderia ter evitado essa vergonha, a eliminação precoce, citando como uma das maiores conquistas tecnológicas do grande país, o herói fictício Jaspion. 

Aí fica mais difícil qualquer análise. 

O que fez povo brasileiro para cair nessa armadilha eleitoral, para merecer tudo isso?

Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

3 comentários:

Ronald disse...

Simples ! Foram forjados com base em índios, negros e a degradada parcela da sociedade portuguesa - que não é exemplo para nada nem ninguém.

Um misturê de dar nojo !

Anônimo disse...

Devia ter chamado o Ultraman que tem quarenta metros, quem iria enfrentar uma zaga desta.

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:
Sinto profunda tristeza quando falam dos nossos compatriotas e do nosso país como sendo um dos piores. Não são. Os brasileiros só estão adormecidos,eu diria anestesiados com tanta anomalia governamental.
O Brasil é o melhor país do mundo, prova disso é que aqui chegam estrangeiros aos milhares, pouco tempo depois diz que o Brasil é um paraíso. Nós brasileiros estamos perdendo nosso paraíso e já faz muito tempo.
que Deus ilumine a todos.