terça-feira, 22 de julho de 2014

Em havendo guerra...


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Chagas

Caros amigos: Parece absurdo, mas ainda existem pessoas no Brasil, ligadas ou não ao Partido dos Trabalhadores, que querem para nós o triste destino do povo cubano, onde o regime de força da "famiglia Castro" distribui a miséria, a fome e a doença e confisca todas as liberdades, inclusive a de pensar e discordar.

O tempo se tem encarregado de transformar o engodo em realidade e de fazer com que os menos ignorantes enxerguem o quanto têm sido ingênuos ou coniventes com o mal chamado PT.

A consequência, lógica e democrática, será a sua derrota nas eleições de outubro e a alternância de partidos e propostas no poder da república.

Como diz o sábio ditado popular, "não há mal que nunca acabe, nem há bem que sempre dure" e, parece, está chegando o dia em que a democracia indicará o fim desse tempo e a saída deles do poder.

Resta saber se, quando efetivar-se a derrota, os vencidos entregarão, conforme manda a lei, os postos e privilégios com os quais se têm locupletado e lambuzado, desde o primeiro mandato da era pós moral, sob a liderança do Sr Lula da Silva e seus muitos ladrões.

Os indícios do desconforto dos que não reconhecem a via democrática já são audíveis. Seus temores revelam-se nas manifestações, nas declarações e nas palavras de ordem da militância que, sem subterfúgios, não nega seu desejo de que a “América Latina seja toda comunista”!

Lula da Silva, ao pressentir a derrota, ameaça: "Eles não sabem do que somos capazes!".

João Pedro “Stalinde” promete que, em caso de a vitória da oposição,haverá guerra!

O MST, o MTST, os Black “Bosts” - protegidos do PSOL e do PC do B -, os sindicatos comprometidos, o crime organizado, a UNE, os apaniguados e incompetentes aboletados em cargos públicos e "de confiança", os corruptos de todos os matizes e a legião de desocupados, intimidados pela fome, são os meios que podem ser mobilizados para o cumprimento das ameaças e das promessas de negar o direito e a verdade das urnas!

No entanto, caso isto ocorra, ou seja, se ousarem fazer a guerra, não restará à Nação outra alternativa que o emprego das Instituições que, sendo portadoras de suas armas, detém o dever, o poder e a competência para lutar na guerra, fazer valer e cumprir a lei e assegurar a ordem interna.

Peçamos a Deus para que estas promessas e ameaças não ultrapassem os limites da bravata e que as Forças Armadas não precisem ser empregadas para defender a vontade nacional, expressa nas urnas!

Que a Sabedoria de Deus nos inspire, agora e sempre!

Paulo Chagas, General de Brigada na Reserva, é Presidente do Ternuma.

Nenhuma ditadura serve para o Brasil! – Grupo Ternuma.

7 comentários:

Loumari disse...


Deus abençoa o homem, não por o ter encontrado, mas por havê-lo buscado.
"Victor Hugo
Tema - Busca



A oração é a irmã trémula do amor.
"Victor Hugo
Tema - Oração



Nada se assemelha à alma como a abelha. Esta voa de flor para flor, aquela de estrela para estrela. A abelha traz o mel, como a alma traz a luz.
"Victor Hugo
Tema - Alma



A palavra é o Verbo, e o Verbo é Deus.
"Victor Hugo
Tema - Palavra





O Verbo se fez carne

NO PRINCÍPIO era o Verbo, e o Verbo estava com DEUS, e o Verbo era DEUS.
Ele estava no princípio com Deus.
Todas as coisas foram feitas por Ele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.
Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens;
E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreederam.
(JOÃO 1)




O DEUS que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;
Nem tão-pouco é servido por mãos de homens, como que necessitado de alguma coisa;
pois Ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas.
E, de um só, fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação;
Para que buscassem ao Senhor, se, porventura, tacteando, o podessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós;
Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como, também, alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos, também, sua geração.
Sendo nós, pois, geração de DEUS, não havemos de cuidar que a Divinidade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens. (ACTOS 17:24)

Anônimo disse...

Qual a garantia de eleições limpas? Números manipulados, urnas fraudáveis. :(

Ronald disse...

Gen. Chagas, muito obrigado pelo grandioso texto. Soa como música para meus ouvidos. Em muito me preocupa a postura e as declarações de certa escumalha vermelha e este glorioso post contribui para dirrimir quaisquer dúvidas acerca do papel das Instituições detentoras do poder, que tem o dever e a competência para fazer valer e cumprir a lei e para assegurar a ordem interna.

Paranaense disse...

Caros amigos! As pessoas de bem sempre chegam a um consenso, através do diálogo. Com bandido esta hipótese deve ser descartada, sem pestanejar, diz o bom senso. Entendo também que o bandido é temperamental, e as suas ações são intempestivas, agem por impulso. Por dedução lógica, são fracos intelectualmente, não mensuram a capacidade dos oponentes. Dias atrás, vi um artigo numa revista, li somente o título, dizia: Os intelectuais do PT, se reuniram....dei gargalhadas sozinho. Das Forças Armadas, nem farei comentário. A guerra que esses bandidos estão propondo, no caso de derrota nas eleições, será reprisada a de 1964. Só que desta vez as instituições pegarão mais pesado. O tranco será forte e sem anistia, muito menos, indenizações milionárias. Na hora do pega para capar, sairão do Brasil, como os ratos saem do esgoto. Quem viver, verá. Selva!!!

Anônimo disse...

"(...) parece, está chegando o dia em que a democracia indicará o fim desse tempo e a saída deles do poder."

A democracia que o Brasil está precisando, neste momento, é a mesma que aconteceu na Tailândia: a intervenção das Forças Armadas. As eleições, por agora, não irão livrar a nação do inferno em que ela se encontra; primeiro porque não temos candidatos confiáveis (rezam na mesma cartilha marxista); segundo, qualquer um que vencer, mesmo se bem intencionado (milagre), não conseguirá governar, por causa do fantasma comunista que ainda estará por lá. E o que se fará com um STF vermelho até a alma(com membros vitalícios)?

Anônimo disse...

Acabou de sair no globo News. Argentina esta totalmente endividada e pode decretar calote pra não decretar falência. Com essas palavras disse a jornalista. Grupos anarquistas sendo financiado pelo sindicato dos petroleiros, imagine, possivelmente já existem focos de grupos armados pelo país. Essa noticia saiu tbm no globo News que grupos anarquistas tinham como objetivo levar o terror na zona sul do Rio. Incrível, mas criminoso agora é chamado de ativista. O país corre risco. A PC do Rio já sabe quem financia esses Black Block, agora querem pedir asilo pro Uruguai o que foi negado. Gen. Paulo Chagas que Deus ilumine a todos. Tenho certeza que muitos patriotas se uniram as FFAA quando a pátria mãe chamar. Podem vir Cubanos, Angolanos ou seja lá o que for....

Anônimo disse...

Caro General

Palavras não bastam,sabemos da Oligarquia Transnacional, o governo secreto, sem apoio deste nada será feito, pelo contrario apesar do bom otimismo do Jorge Serrão, não sera só uma guerra contra essa desgraça do PT, e sim com o Império do Mal.
"Nós carregamos em nossos corações o verdadeiro Brasil, e isto não pode ser quebrado, não pode ser roubado"
No passado tinha Golbery que protegeu Lula, e agora em qual militar podemos confiar 100%.
A vezes para encontrar a PAZ precisamos fazer a GUERRA.
Não é a melhor frase, mas qual a saida quando se lida com apatrias canalhas.