segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Seguindo o exemplo de Caxias


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por José Gobbo Ferreira

O Brasil vive tempos bolivarianos e caminha a passos largos para o socialismo.
Quanto a esse fato, a sociedade brasileira está dividida em quatro grupos: aquele ansioso por desfrutar das benesses de ser dirigente em um regime que os torna milionários, e adere ao partido no poder; os que não tem a mínima condição cultural para entender o que está acontecendo, recebem algumas moedas e votam pela continuidade do circo e das migalhas de pão que lhes são lançadas; aqueles alquebrados espiritualmente, comodamente acovardados em seus cantos e, finalmente,  os que levantam a cabeça, enfrentam as ameaças e lutam, cada qual com as armas a seu alcance, para que não se esvaia a liberdade neste pedaço de chão em que vivemos.

Hoje é o Dia do Soldado. Um dia perfeito para escolher como queremos ser lembrados por nossos filhos e netos.

O inimigo imagina que pode dividir nossas defesas. Humilha a classe média esclarecida rotulando-a de “zelites”. Exacerba o patrulhamento ideológico e excomunga todos aqueles que não pensam como eles exigem que se pense. Cria um mega-factóide chamado “politicamente correto” e o atulha com comportamentos favoráveis a seus intentos malignos, elegendo-os como aqueles que todos os cidadãos devem obedecer.

Ele bem sabe que as Forças Armadas são a única instituição organizada que pode fazer frente às suas ideias totalitárias, e cujos exemplos a tornam aquela que goza de mais prestígio junto à sociedade brasileira. Para desmoralizá-las,  desencadeia uma tremenda campanha orquestrada na mídia amestrada, nas ONGs pelegas e nos diversos institutos que cria com o dinheiro do povo. Denigre sua imagem com informações forjadas; inventa situações absurdas seguindo o princípio de Mário Lago, que recomendava a mentira como a mais eficaz das ferramentas para demonizá-las, e tenta reescrever a história, seguindo em tudo os ensinamentos de Antonio Gramsci.

Semeia a cizânia procurando fazer crer que existem dois Exércitos, o de 1964 e este de nossos dias. Classifica como monstros uns, e “do bem” os outros, como fez recentemente o Sr. Cláudio Humberto. Insinua que existe uma divisão entre os que ainda militam no serviço ativo e aqueles já despidos do uniforme. Tudo em vão. O Exército, repito, é um e um só: o Exército de Caxias, uno, coeso e indivisível. E o repito exatamente hoje, no dia do nascimento daquele ínclito Chefe.

Em entrevista à revista Fórum, o Sr. João Pedro Stédile deixou explícito que, caso o Senador Aécio Neves seja eleito Presidente, o MST declarará uma guerra:

Essa é a democracia que essas criaturas professam: ou se obedece ao que eles mandam, ou eles incendeiam o país! 

Porém, outros temerários já pronunciaram palavras parecidas no passado. Foram desentocados às margens do Araguaia. Fugiram os mais astutos e se renderam outros, covardes delatores, como por exemplo, o bravo guerrilheiro José Genuíno, o Geraldo. O restante desapareceu no decorrer da batalha.

Sejam bem-vindos ao campo de combate, Sr. Stédile. É aí que nos sentimos mais à vontade.

Por sua vez, o Comandante do Exército Brasileiro, Gen Enzo Martins Peri, cansado de tanta ignomínia contra a Força que comanda, chama a si a responsabilidade de centralizar sua defesa. Isso demonstra a aventureiros de todos os matizes que o Exército está atento e que saberá intervir quando os ataques ao Estado de Direito ultrapassarem limites que ameacem as instituições democráticas.

Meus patrícios, Civis ou militares, da Ativa ou da Reserva. Somos todos soldados desta Pátria maravilhosa que nos viu nascer. Mais que nunca ela precisa de nossa luta. Os tentáculos do petismo tentam nos amedrontar por todos os meios, entre os quais  atacando um de nossos direitos democráticos mais sagrados, que é o de votar livremente, tentando colocar cabrestos sobre nós, como já fazem com nossos irmãos menos favorecidos.

As eleições se aproximam, e nelas temos que mostrar que somos livres, e ninguém nos dirá como devemos votar: Ah, não pode ser escravo, quem nasceu no solo bravo da brasileira nação (Castro Alves). Nenhuma outra atitude será digna deste povo que teve a felicidade de contar com o Duque de Caxias como exemplo de cidadão e de soldado.
Hoje é o aniversário dele. Saibamos homenageá-lo, agindo como sabemos que ele agiria nas mesmas circunstâncias.


José Gobbo Ferreira é Coronel na Reserva do EB. Visitem  www.monte-castelo.org

11 comentários:

Loumari disse...

Daqui a Vinte e Cinco Anos

Perguntaram-me uma vez se eu saberia calcular o Brasil daqui a vinte e cinco anos. Nem daqui a vinte e cinco minutos, quanto mais vinte e cinco anos. Mas a impressão-desejo é a de que num futuro não muito remoto talvez compreendamos que os movimentos caóticos atuais já eram os primeiros passos afinando-se e orquestrando-se para uma situação económica mais digna de um homem, de uma mulher, de uma criança. E isso porque o povo já tem dado mostras de ter maior maturidade política do que a grande maioria dos políticos, e é quem um dia terminará liderando os líderes. Daqui a vinte e cinco anos o povo terá falado muito mais.
Mas se não sei prever, posso pelo menos desejar. Posso intensamente desejar que o problema mais urgente se resolva: o da fome. Muitíssimo mais depressa, porém, do que em vinte e cinco anos, porque não há mais tempo de esperar: milhares de homens, mulheres e crianças são verdadeiros moribundos ambulantes que tecnicamente deviam estar internados em hospitais para subnutridos. Tal é a miséria, que se justificaria ser decretado estado de prontidão, como diante de calamidade pública. Só que é pior: a fome é a nossa endemia, já está fazendo parte orgânica do corpo e da alma. E, na maioria das vezes, quando se descrevem as características físicas, morais e mentais de um brasileiro, não se nota que na verdade se estão descrevendo os sintomas físicos, morais e mentais da fome. Os líderes que tiverem como meta a solução económica do problema da comida serão tão abençoados por nós como, em comparação, o mundo abençoará os que descobrirem a cura do câncer.

"Clarice Lispecto, in Crónicas no 'Jornal do Brasil (1967)'
Tema: Progresso
Brasil
1920 // 1977 Escritora

SABRE SERRILHADO disse...

Ler um texto deste no DIA DO SOLDADO é desanimador.
O Cel. Zé Bobbo,perdão, digo Gobbo como oficial superior da Reserva vem nos dizer a nós brasileiros que o
“Exército está atento e que saberá intervir quando os ataques ao Estado de Direito ultrapassarem limites que ameacem as instituições democráticas.
Coroné Bobbo o que mais o PT e seus comunistas precisam ultrapassar,atentar,corromper,
desrespeitar,ofender,desvirtuar,vilipendiar
roubar,entregar,aparelhar,subverter e aterrorizar um país inteiro ao longo destes
12 anos de desmantelamento do Estado de Direito Brasileiro pelo PT e seus comparsas?
Já fizeram de tudo, todas as vilanias, todas as safadezas, todas as roubalheiras e principalmente todas as manobras sinistras e nefandas para subverter o Brasil e tornar-´lo em um satélite da CHINA e monitorado por CUBA.
Está ahi o PNHD3, o desarmamento civil, projetos de leis contra a FAMILIA(célula mater de um Estado saudável e livre) e agora a mais clara e contudente prova da sovietização comunista do Brasil, o famigerado e infame DECRETO 8243!! Que estabelece por lei os sovietes ,ou seja o poder nas mãos apatridas do PT via marionetes travestidos de povo para que o PT se eternize no poder e faça o que bem entender!
Se tudo isso não são ATAQUES DIRETO AO ESTADO DE DIREITO” ( SEGUNDO O BOBBO, AS ffaa DEVEM AGIR) ENTÃO É O QUE???
Entregar parte do território nacional como a rica região da Serra Raposa do Sol.
Detonar e falir literalmente a Petrobras e Eletrobras.
Assinar na ONU tratado que da aos “índios” direitos de retalhar o Brasil em mais de 296 nações independentes, sem falar de supostos quilombolas vigaristas e os MSTs querrilha rural do PT que ataca propriedade legitimas e produtivas com o fito de implantar o terror e assim abrir caminho para o comunismo maoista.
Enfim a lista de “atentados ao estado de direito” pelo PT e seus terroristas comunistas seria kilometrica caro Bobbo.
Vc e seus encagaçados da reserva e da ativa sabem que nada mais podem fazer!
O PONTO DO “NO RETURN” FOI ULTRAPASSADO DE MUITO TEMPO ATRAS... DEIXARAM A MERDA CRESCER E AGORA ESTA ENTUPIDO O VASO... E NÃO HÁ QUEM QUEIRA BOTAR A MÃO NA MERDA PARA DESENTUPIR
AGORA É CADA UM POR SÍ! O BRASIL JÁ É UMA VENEZUELA! QUEM PUDER QUE FUJA! POIS O CAOS JÁ COMEÇA SE ABATER NAS NOSSAS PORTAS DESDE JUNHO DE 2013 QUANDO OS CÃES RAIVOSOS BLACK BOSTAS DO PT ESTÃO NAS RUAS( amparados,apoiados e recebidos em palácio pela presidente da republica DILMA) PARANDO MEGA METROPOLIS COMO SÃO PAULO NAS COM APENAS 150 “BARBUDINHOS”, NO RIO ELESMOSTRAM SUA FORÇA EXPLODINDO CABEÇA DE JORNALISTAS, DESTRUINDO PATRIMONIO PUBLICO E MAIS AINDA PRIVADOS , NO 7 DE SETEMBRO DE 2013 CHEGARAM AO CUMULO DE QUEIMAREM BANDEIRAS BRASILEIRAS EM FRENTE AO PALACIO DUQUE DE CAXIAS NO RIO, HASTEARAM BANDEIRAS COM FOICES E MARTELOS, BANDEIRAS CUBANAS, ANARQUISTAS E COMUNISTAS , FIZERAM O “DIABO” NAQUELE DIA NA CARA DOS MILITARES E NA SUA PORTA DO QUARTEL E O QUE OS MILITARES FIZERAM???
PORRA NENHUMA!!!
PORTANTO NÃO VENHA MAIS COM ESSA PREGAÇÃO FALACIOSA QUE O EB ESTA ATENTO, DEVE ESTAR ATENTO SIM A AUMENTO DA GORJETAS QUE RECEBEM E AS BENESES DE SEREM ETERNOS COMANDANTES DA Força em completo desrespeito ao Regimento das FFAA.
O BRASIL CHEGOU A ESSE PONTO GRAÇAS A VCS MILICOS DE MERDA QUE DEIXARAM QUE TUDO ISSO ACONTECESSE, AGORA É TARDE VCS SÃO A NOSSA GENÍ!

Marcelo disse...

Srs,
O que me deixa indignado é o fato dos Comandantes Militares se calarem diante da organização e institucionalização do CRIME, como se eles e seus familiares vivessem em outro mundo e estivessem livres de serem vítimas de tais criminosos, a não ser, é claro, que haja um acordo nefasto e traidor, por debaixo dos panos, de uma espécie de "imunidade"(o que não duvido, pois nada mais me surpreende).
Muito se falou, nesses dias, da degolação, ao vivo, de um repórter norte-americano pela guerrilha islâmica, algo triste, mas previsível.
Porém o que me preocupa, nisso tudo, é o fato de que, esse tipo de comportamento diabólico, não é um privilégio dos árabes.
O Brasil já conta, potencialmente, com pessoas com essa mesma natureza (e ousadia), as quais, declaradamente, odeiam as outras e são capazes de realizar atos semelhantes.
Quem seriam essas pessoas diabólicas, que odeiam seus semelhantes e querem destruí-los?
Nada mais nada menos do que as criaturas diabólicas que plantam, produzem, transportam e comercializam as substancias químicas ilícitas (as drogas), condenando, conscientemente, à morte e à destruição, milhares de vidas alheias (jovens cada vez mais alienados e indefesos).
E não são só esses pobres diabos que são os culpados por esse genocídio, mas principalmente aqueles que fazem parte de todo esse esquema fanático-diabólico, realizado por debaixo dos panos, mas que estão escondidos nas diversas camadas da sociedade, e desenvolvem suas ações malignas (e genocidas) às ocultas, seja apoiando, facilitando ou favorecendo o tráfico e os traficantes. Continua...

Marcelo disse...

Srs,
O que me deixa indignado é o fato dos Comandantes Militares se calarem diante da organização e institucionalização do CRIME, como se eles e seus familiares vivessem em outro mundo e estivessem livres de serem vítimas de tais criminosos, a não ser, é claro, que haja um acordo nefasto e traidor, por debaixo dos panos, de uma espécie de "imunidade"(o que não duvido, pois nada mais me surpreende).
Muito se falou, nesses dias, da degolação, ao vivo, de um repórter norte-americano pela guerrilha islâmica, algo triste, mas previsível.
Porém o que me preocupa, nisso tudo, é o fato de que, esse tipo de comportamento diabólico, não é um privilégio dos árabes.
O Brasil já conta, potencialmente, com pessoas com essa mesma natureza (e ousadia), as quais, declaradamente, odeiam as outras e são capazes de realizar atos semelhantes.
Quem seriam essas pessoas diabólicas, que odeiam seus semelhantes e querem destruí-los?
Nada mais nada menos do que as criaturas diabólicas que plantam, produzem, transportam e comercializam as substancias químicas ilícitas (as drogas), condenando, conscientemente, à morte e à destruição, milhares de vidas alheias (jovens cada vez mais alienados e indefesos).
E não são só esses pobres diabos que são os culpados por esse genocídio, mas principalmente aqueles que fazem parte de todo esse esquema fanático-diabólico, realizado por debaixo dos panos, mas que estão escondidos nas diversas camadas da sociedade, e desenvolvem suas ações malignas (e genocidas) às ocultas, seja apoiando, facilitando ou favorecendo o tráfico e os traficantes. Continua...

Marcelo disse...

A única diferença entre esses pobres diabos (traficantes) e os guerrilheiros islâmicos é que estes agem abertamente e se orgulham do que fazem) e aqueles, junto com seus patrocinadores, agem covardemente e às escondidas. Quando são pegos, apelam para os direitos humanos, esquecendo-se de que desumanos não deveriam merecer qualquer tratamento humano.
Pelo menos por enquanto, a coisa ainda parece não ter chegado ao nível de uma epidemia descontrolada (como o ebola), mas é notório que as facções criminosas já não temem mais os policiais, não só porque estão sendo fortemente armadas (por quem será?), mas, principalmente, em virtude da clara associação do crime organizado com a mídia adestrada, a qual não se cansa de desenvolver, em horário nobre, com orgulho, uma campanha de desmoralização da segurança pública.
Será que somente os Comandantes Militares não sabem que as ramificações dessas facções criminosas, segundo notícias, já ocupam até cargos públicos?
Se sabem, o que estão esperando para defender o povo brasileiro dessa barbárie (um povo cada dia mais inseguro e indefeso)?
Será que as sucessivas leis para beneficiar os malfeitores não seria uma prova clara de que lado estão aqueles que as formulam?
O que dizer, por exemplo, da lei que autorizou aos bandidos, homicidas, estupradores, etc, a receberem visitas íntimas dentro dos presídios, independentemente dos crimes que tenham praticado, mesmo que tenham, por exemplo, ceifado a vida de pais ou mães de família, condenando seus cônjuges à abstinência sexual? Continua...

Marcelo disse...

Será que estou ficando louco?
O que dizer das operações "enxuga-gelo", de combate ao tráfico, promovidas pelo desgoverno atual, apenas para fazer de conta que estão preocupados?
Como se não bastasse, ainda os guerrilheiros ainda tem coragem de aparacer nas mesmas emissoras de TV para usar tais operações como propaganda política, pode?
Como engolir a mentira de que tais filhos do diabo são defensores dos direitos humanos?
Isso é uma absoluta falta de amor ao próximo e de ódio mortal para com as pessoas de bem, que lutam para sobreviver com o suor dos seus rostos.
Tratam-se de atitudes dignas de pessoas que assumem declaradamente que são contrário à moral judaico-cristã, pois as tais não possuem qualquer amor em seus corações para com as vidas alheias.
À população, por sua vez, sem ter quem a defenda, resta somente o papel de participar desse processo com o bolso (pagando os salários desses bandidos), com o voto (nas urnas manipuladas) e com as lágrimas, quando, por fatalidade, seus familiares acabam se tornando as pobres vítimas desses fanáticos desumanos (inimigos de todos nós).
Salvo erro, as Forças Armadas são as únicas que podem, de fato, fazer algo para impedir a condenação à morte de milhões de nossos jovens.
Todavia, tais Comandantes estranhamente se calam e se omitem, ignorando que seus filhos e familiares certamente serão as próximas vítimas desses assassinos, a não ser que eles se levantem dos seus tronos, pois, antes de serem militares, são cidadãos de carne e osso.

Anônimo disse...

"... saberá intervir quando os ataques ao Estado de Direito ultrapassarem limites que ameacem as instituições democráticas."

Esses milicos estão gozando com a cara do povo de bem, não é possível! Já ultrapassaram os limites há muito tempo. Taí a Comissão da Mentira e o Decreto bolivariano 8.243 que não me deixam mentir.

Repito o que disse em outra intervenção de outro "bravo" da reserva:

Eu sei que é difícil, mas tenham a dignidade de nos poupar de artigos ridículos com opiniões caquéticas, irrelevantes para os populares, e eivadas de um falso nacionalismo, que não se observa na prática.

Parem de fingir preocupação com o país que abandonaram. Vocês são nossos maiores traidores!

No que depender de mim, a incompetência, a conivência e a covardia dos militares diante da situação que vivemos JAMAIS serão esquecidas. A sua geração está entrando para a história como a mais venal, a mais incompetente, a mais imprestável e a mais covarde de todos os tempos. E dá margem a pensar que vocês são mesmo marionetes de poderes ocultos, recebendo ordens de fora do país.

O Brasil está em densas trevas, e ficará ainda pior. E só há um responsável pelo que está acontecendo há anos e o que ainda vai acontecer de ruim no país: as Fraquezas Desarmadas Bolivarianas do Brejil e seus comandantes miquinhos amestrados.

Anônimo disse...

A menos que Caxias tenha sido um grande covarde, não, vocês não estão seguindo o exemplo dele.

Anônimo disse...

Marcelo, não, você não está ficando louco. Os militares são cúmplices do que está acontecendo no Brasil.

Eu já não tenho voz para gritar de indignação ao ver esses sacripantas, come-e-dormes, fazendo artiguinhos de quinta como esse para tentar, pela enésima vez, com bravatas frívolas, justificar a própria covardia e conivência criminosa com o que está acontecendo com nosso país.

Anônimo disse...

O proprio ex- presidente Lula deixou escapar sem querer que ao visitar um acampamento do MST se assustou. O EB sabe que esses grupos estão armados e deixaram? É preciso denunciar... O povo brasileiro tem o direito de saber quem financia..
Olha a entrevista : https://www.youtube.com/watch?v=kXilUXmPduI

Marcelo disse...

De uma coisa essa geração de Comandantes Militares omissos, por incompetência ou não, nos livraram: graças a Deus não entregaram, nas mãos dessa casta, uma nação com bombas atômicas.

Imaginem só se essa cambada de ladrões, que roubaram bancos, assassinaram pessoas inocentes, etc, possuíssem armas nucleares às suas disposições?

Por isso, eu digo: Srs. Comandantes, parabéns pela INCOMPETÊNCIA!!!