quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Manifestação pública de ignorância

Investidores indagam: O que será que Dilma Rousseff fala de Eike Batista que está denunciado pelo Ministério Público Federal por diversos crimes: formação de quadrilha, indução de investidores a erro, falsidade ideológica e insider trading (informação privilegiada para manipular o mercado), além da investigação sobre lavagem de dinheiro tocada pela Polícia Federal?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Aurélio Valporto

Acabei de assistir no "Jornal da Globo" a seguinte pérola: "Investidores estrangeiros não estão preocupados com questões de curto prazo, eles olham para o longo prazo e investem nas empresas brasileiras, comprando ações na bolsa" . Como se estivessem investindo nas empresas brasileiras.NÃO, NÃO ESTÃO INVESTINDO NAS EMPRESAS E MUITO MENOS ACREDITAM NA ECONOMIA BRASILEIRA A LONGO PRAZO.
Tratam-se de recursos de curtíssimo prazo que não correm qualquer risco, e nenhum benefício trazem para as empresas brasileiras. Estão apenas arbitrando taxas de juros. Entram apenas para fazer boxes de 3 ou 4 pontas explorando a taxa de juros embutidas nas operações, o risco é ZERO e não importa se o mercado cai ou sobe.
Estas operações ocorrem apenas em ativos que possuem alta liquidez e e forte mercado de derivativos (sem os quais as operações não podem ser montadas) notadamente Vale e Petro, papéis que não precisam de liquidez extra. Estes recursos não são utilizados para fomento da atividade econômica - tanto é que a bolsa fechará o ano sem nenhuma abertura de capital.
São recursos da pior espécie, o chamado "capital de motel", que nenhum benefício trazem ao agregado macroeconômico nacional, muito pelo contrário, geram uma taxa de câmbio "artificial" e desaparecem instantaneamente quando mais se precisa.
O único motivo de se admitir este tipo de influxo é causar a ilusão de que o balanço de pagamentos não vai tão mal, com o influxo de capitais autônomos compensando o pavoroso déficit em conta corrente.
Em resumo: a bolsa brasileira não tem nenhuma credibilidade, este tipo de influxo não fomenta a atividade econômica, não corre risco algum, apenas explora a elevada taxa de juros interna, "evapora-se" imediatamente levando embora os juros pagos quando dele se precisar, "maquiam" o balanço de pagamentos e "camuflam" a taxa de câmbio real.
A quem interessa "maquiar" e "camuflar", em detrimento da economia nacional? Este é um momento em que Edemir Pinto o o PT estão de mãos dadas a enganar, juntos, os agentes. Edemir para usar esta distorção provocada pelas taxas de juros para dizer que a bolsa "dele" não está abalada, o PT para usar a mesma distorção a fim de exibir números menos ruins no balanço de pagamentos e taxas de câmbio mais "palatáveis", além de usar estes números para exibir, falsamente, "confiança do investidor estrangeiro na economia nacional".
Tudo isso com a conivência da ignorância da Rede Globo
É TRISTE!

Aurélio Valporto, Economista, é Conselheiro da Associação Nacional de Proteção aos Acionistas Minoritários.

Nenhum comentário: