domingo, 21 de setembro de 2014

Votar em quem, se nenhum é bom?


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gelio Fregapani

A atual conjuntura eleitoral nos empurra para um difícil dilema: votar em quem, se nenhum é bom?

A pior das hipóteses é escolher Marina. Engana-se quem pensa que vale qualquer coisa para tirar o PT do poder, assim como também os que pensam que se votarem em Dilma estarão impedindo o PSDB de chegar lá novamente. No frigir dos ovos, todos são e estarão no poder, sempre.

O modelo neoliberal que dita as regras do mercado não se extinguiu quando Lula assumiu o governo em 2002 nem quando Dilma o substituiu. Apenas será escancaradamente reforçado se Marina vier a assumir.

Continuaremos sendo, com qualquer um deles, dependentes do capital externo, da importação de tecnologia e exportadores de matérias primas.

Essa é a condição que nos foi imposta pela oligarquia financeira internacional e não há entre os três candidatos que disputam com chances reais de chegar a presidência da república, quem esteja disposto a romper com essa situação e enfrentar a ira dos banqueiros.

Porém, há uma situação de perigo iminente que não podemos deixar de registrar correndo o risco de pagarmos por nossa indiferença, esse perigo chama-se Marina Silva.

Portadora de imensos serviços prestados à monarquia inglesa por sua subserviência, a candidata não poupará esforços para atender as exigências da rainha e de seu filho Charles, da casa de Windsor, controladora das maiores e importantes ONG’s, ambientalistas.

Na presidência Marina não vai sustar a corrupção, a começar pela dela e de seu marido, que responde processos por corte ilegal de árvores nativas. Também não irá impedir o ataque ao Pré sal, mas certamente prejudicará ao extremo limite as obras de infraestrura e o agronegocio (florestas no Brasil, agricultura nos EUA) e impedirá a construção de hidrelétricas, provocando os apagões.

Por seus compromissos externos, os campos petrolíferos não devem pertencer ao Brasil, mas sim às grandes petroleiras internacionais. E por fim, Marina irá promover a eleição do presidente do Banco Central e entregá-lo a um filo-americano. Dessa forma, nossa economia passará, definitivamente, ao controle estrangeiro.

Quanto a segurança militar, as Forças Armadas receberão como missão principal a proteção do meio ambiente, o que significa retirar as pessoas para devolver a terra à vegetação nativa.

Completado o ciclo de entrega do país, Marina será condecorada na ONU, receberá o título de mulher do ano e ganhará o milionário prêmio Nobel por relevantes serviços prestados à humanidade.

Até agora, a única vez que se ouviu Marina falar de independência foi para mencionar a independência do Banco Central.


Gelio Fregapani é Escritor e Coronel da Reserva do EB, atuou na área do serviço de inteligência na região Amazônica, elaborou relatórios como o do GTAM, Grupo de Trabalho da Amazônia.

2 comentários:

Anônimo disse...

O PERIGO OCULTO POR DETRÁS DA COMUNO-MARINA SILVA!
Se eleita, será futura fantoche de estrangeiros, como disse até Sarney que é aliado do PT: discriminadora, tipo autoritária, intransigente, preconceituosa e quando esteve no PT ajudou a travar o crescimento do Brasil.
1 - Antes de se filiar ao PT Marina era integrante do PRC (Partido Revolucionário Comunista), uma organização política clandestina, de orientação marxista, mais extremista do que o PT e fundou a CUT no Acre.
2 - Foi ministra de Lula e conivente com diversos desmandos do PT, aprecia muito falar sobre ética, mas estava no PT durante o Mensalão (2005 e 2006) e permaneceu no partido mesmo após o estouro do escândalo na mídia, caladiiiiinha, sileeeeente, apoiaaaaando, agora querendo ser muito idônea!
3 - O PSB é membro ativo do FORO DE SÃO PAULO, a serviço do escravagista e opressor comunismo internacional e quer transformar toda a América Latina num “paraíso” socialista, da coleira no pescoço e fecho eclair na boca, como Cuba, Coreia do Norte etc.
Há bons comunistas?
4 - O PSB sempre foi aliado do PT, desde 1980 e só “deixou” a base aliada do governo Dilma em setembro de 2013 e simularia ser de “estratégia das tesouras” - 2 lãminas cortam ao mesmo tempo disfarçadamente, seria encenação, circo, simulando serem adversários PT e PSB.
5 - Marina se diz defensora dos mais pobres, mas sua campanha é coordenada por uma das herdeiras do Banco Itaú...
6 - Se diz cristã, mas veio da marxista Teologia da Libertação do L Boff; saiu, diz-se evangélica "progressista", mas esses são de apoiadores dos comunistas, como a IURD.
7 - Marina Silva defendeu o MARCO CIVIL DA INTERNET, que trouxe a censura à rede, sem nada discordar.
8 - Ela é favorável ao Decreto bolivariano 8.243 que Dilma e o PT querem fazer vigorar a todo custo e aparelhar ainda mais o Estado com pelegos do MST, MTST, CUT, e movimentos (milícias) sociais.
9 - Ela é amada pelos globalistas da Nova Ordem Mundial, de extinção da soberania das nações, mas a favor de ser substituído por um governo global, acima das nações, de cunho antropocentrista, e se
apresenta com o disfarce de “uma nova forma de fazer política” mas seu histórico é contrario, como quase 30 anos no PT sem se revoltar ou sair da podridão comunista.
V é tão alienado a ponto de votar ainda nela, há bons comunistas?

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

A única solução sensata para que o Brasil retorne ao bom rumo, ao Progresso com Ordem é Intevenção Militar, agora, já, com um presidente civil "déspota esclarecido". Fora disso, só o caos, somente serão trocadas as moscas.