quinta-feira, 30 de outubro de 2014

No Brasil do juro mais alto do mundo, Dilma ainda não sabe quem e nem como combater a inflação


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Denúncias a rodo de corrupção e brigas políticas com o Congresso nem sempre são tão decisivas para desgastar e derrubar um desgoverno como o aprofundamento de uma crise econômica. Esta é a maior dor de cabeça de reeleita Dilma Rousseff que terá de fazer um enorme malabarismo verbal e um gigantesco contorcionismo estatístico para explicar como o Brasil se mantém como o País com a maior taxa real de juro (descontada a inflação pelo mundo) em um grupo de 40 países, depois que o ortodoxo Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil subiu a taxa Selic para 11,25%.

Qualquer dona de casa que vai às compras percebe a carestia – que os gênios econômicos preferem chamar de inflação. Quem precisa pegar dinheiro emprestado também constata o quanto tal operação fica mais cara e difícil de ser feita. O juro médio ao consumidor já chega ao absurdo percentual de 103,13% ao ano (o 13, na estatística, só pode ser uma sacanagem da matemática). No cartão de crédito, a usura é ainda mais covarde: 242,36% ao ano ou absurdos 10,80% ao mês. Assim, fica impraticável recorrer a qualquer linha de crédito: juros do comércio, cartão de crédito, cheque especial, financiamento veículos e empréstimo pessoal em bancos e financeiras.  

Além de não ter um projeto de governo para conter a usura – que tanto  lucro recorde gera ao sistema financeiro, enquanto faz crescer a dívida do setor público, das empresas e dos cidadãos, Dilma continua cometendo o erro tático de não anunciar imediatamente quem será seu ministro da Fazenda do segundo mandato. Certamente, ele nem sabe o que fazer para combater a inflação. Que dirá ter o nome certo de quem deveria cumprir tal missão em seu segundo mandato. Do jeito que o pirão desanda, Dilma pode até ser obrigada a engolir seu desafeto Henrique Meirelles no Ministério da Fazenda ou no Banco Central.

Não tem jeito: Dilma continua sendo a Presidenta Incompetenta...

Não estava tudo bem com a economia?

Embora a inflação esteja fora do centro da meta e possa estourar o limite de 6,5% ao ano, como indica o IPCA-15, o aumento da taxa Selic para 11,25% ao ano não era esperada pela maior parte dos analistas.

Reginaldo Gonçalves, professor do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina (FASM), em São Paulo, avalia que qualquer medida de controle da inflação terá de ser conjugada com outros elementos do cenário econômico, não somente com o aumento da taxa selic em que corremos o risco de haver maior estagnação da economia e perda de competitividade:

“A economia está estagnada e não há perspectivas de reversão dos indicadores econômicos ainda neste ano. Diante disso, o Copom arriscando uma possibilidade de maior estagnação do setor industrial aumentou a taxa Selic nos patamares atuais. Novas manobras poderão ser efetuadas proximamente para conter a inflação, mas, os riscos de aumento da taxa de juros sem uma contrapartida do governo poderá prejudicar ainda mais o mercado, mesmo com um cenário ainda muito complexo”.

Reginaldo ressalta que é preciso avaliar o risco dos ajustes dos preços administrados, os oscilantes níveis de confiança do mercado e a necessidade de melhorar o custo Brasil.

Desacelarando

O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Rogério Amato, também ficou PT da vida com a subidinha dos juros:

“O aumento da taxa Selic revela que predominou, na reunião do Copom, a preocupação com a inflação, apesar do baixo nível da atividade econômica. Isso poderá contribuir para uma desaceleração ainda maior da atividade econômica. O que se espera, agora, é que o governo anuncie um ajuste fiscal crível e rigoroso que permita ao BC reduzir novamente os juros em sua próxima reunião”.

O problema, Rogério, é ficar esperando por aquilo que o governo capimunista do PT-PMDB nunca demonstrou vontade de fazer...

Mais bronca com os juros altos

“Não se esperava que o Comitê de Política Econômica anunciasse alterações na taxa Selic, o que agudiza as perguntas que o mercado se faz no momento. Nesse sentido, a alta na taxa Selic para 11,25% ao ano semeia desconfiança em relação ao direcionamento que o governo dará à política econômica”.

A surpresa foi do empresário Levi Ceregato, presidente da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf).

Segundo ele, as autoridades econômicas e monetárias nacionais estão diante de um desafio que é a antítese do dilema chinês:

“A China precisa aumentar o investimento em consumo interno para se manter crescendo, enquanto nós temos que mudar o drive do crescimento econômico para o investimento em produção, infraestrutura e capital fixo”.

Dilema sem solução

Ceregato lembra que é difícil equacionar pressões muito antagônicas.

“De um lado, há a pressão inflacionária, que trabalha a favor da elevação dos juros e pode se acentuar com o inevitável reajuste dos preços controlados e a baixa arrecadação, somados ao aumento dos gastos públicos. Do outro, está a necessidade de impulsionar o investimento produtivo para que o País ganhe competitividade e volte a crescer, retomando níveis de desenvolvimento compatíveis com sua importância econômica, o que é inconciliável com juros altos”.

Ainda contra a usura

José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico, pega ainda mais pesado contra a decisão do Copom: 

“Aumentar os juros não vai contribuir em nada para diminuir a inflação, até porque, o crescimento do PIB deste ano deve ser zero,  logo, não há como frear a economia. Para levar a inflação a níveis mais baixos é preciso urgentemente diminuir o custo de se produzir no Brasil e incentivar investimentos que aumentem a oferta e a concorrência. A decisão que o Copom acaba de adotar de aumentar a Selic para 11,25% ao ano não atende às necessidades do Brasil. Os juros altos esgotaram-se como único mecanismo de controle à inflação. Precisamos, sim, de ações estruturadas em médio e longo prazos para que a taxa básica de juros do Brasil deixe de ser refém do problema fiscal. Com o capital político conquistado com a reeleição, mas também precisando ouvir o clamor por mudanças de quase 50% do eleitorado que não votou nela, a presidente Dilma Rousseff precisa articular, rapidamente, forças que lhe permitam reduzir o déficit orçamentário e, consequentemente, a pressão sobre os juros. O alto custo do capital prejudica o aporte de investimento em empreendimentos produtivos”.

José Ricardo Roriz Coelho aponta uma direção e sentido para a solução do problema:

“O único caminho para voltarmos a crescer, sem inflação, é realizar mudanças profundas nas políticas fiscal e industrial, além de aumentar a competitividade para se produzir no Brasil a custos mais baixos. O custo de produção no Brasil é pelo menos 34% superior ao dos nossos concorrentes. Na indústria de transformação do plástico, que reúne 11.670 empresas, já começamos a sentir os reflexos na redução de postos de trabalho. Estamos operando com 67% a 70% de nossa capacidade, quando o normal é de 75% a 80%. A previsão para o fechamento do ano é de crescimento próximo a zero ou até mesmo negativo”.  

Salvação programada


Contratação urgente

Além de duas empresas – uma nacional e outra estrangeira – para apurar a extensão das irregularidades constatadas pela Operação Lava Jato, a Petrobras precisa contratar, com urgência, os serviços de uma super clínica de otorrinolaringologia.

A sugestão é de deputados da oposição, depois que ouviram ontem, na CPI da Petrobras, o diretor de Abastecimento que sucedeu a Paulo Roberto Costa, José Carlos Cocenza, alegar que “nunca ouviu falar de desvios na Petrobras”:

“Em meus 38 anos de empresa não tenho essa informação de que antes ou depois dele havia esse esquema de corrupção. Desconheço totalmente”.

Palestras no quartel-general

A Associação Wan-Wan-Kai,  presidida por  Yasuyuki Hirasaki , promove Sessão de Palestras, nesta sexta-feira, 31 de Outubro de 2014, a partir das 14h 30min, no no Auditório do CMSE (Comando Militar do Sudeste) – Av. Sargento Mário Kozel Filho, 222 – Ibirapuera, São Paulo.

O Dr. Nelson Faria de Oliveira – Presidente do CIC – Centro Internacional de Cultura -  falará sobre o tema: “Ligações Históricas entre Portugal e Japão”.

Em seguida, o General-de-Exército Maynard Marques de Santa Rosa (Ex-Chefe do Departamento Geral de Pessoal – Exército Brasileiro, Ministério da Defesa) faz ma palestre que evoca a honra e a coragem, sobre o tema: “Grandes Samurais” – Lendários Guerreiros do Japão Feudal.

Tomara que algumas gueixas não fiquem magoadas com o que o General vai falar...

Dolce vitta


Doações ao Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.
                           
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 



A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Outubro de 2014.

7 comentários:

Loumari disse...

Muito Tempo Há que a Mentira se Tem Posto em Pés de Verdade

Muito tempo há que a mentira se tem posto em pés de verdade, ficando a verdade sem pés e com dobradas forças a mentira; e é força que, sustentando-se em pés alheios, ande no mundo a mentira muito de cavalo; e se houve filósofo que com uma tocha numa mão buscava na luz do meio-dia um sábio, hoje, por mais que se multipliquem luzes às do Sol, não se descobrirá um afecto verdadeiro. Buscava-se então a ciência com uma vela, hoje pode-se buscar a verdade com a candeia na mão, que apenas se acha nos últimos paroxismos da vida.

"Padre António Vieira, in "As Sete Propriedades da Alma"
Tema: Mentira Verdade



De todos os infortúnios que afligem a humanidade, o mais amargo é que temos de ter consciência de muito e controle de nada.
"Autor - Heródoto

Jurandir D'almeida disse...

SABADO AV: PAULISTA

https://www.facebook.com/video.php?v=1010233845669455

Veronica Ruzzi disse...

Mas é inacreditável quando o cidadão de manhã cedo acessas os jornais brasileiros, que a alguns anos atrás podia-mos ler noticias serias com credibilidade, com criticas que as pessoas com um minimo de decência poderia comentar sobre a matéria, assuntos de interesse para o nossos dia a dia, discutir o que era certo, e o que nos prejudicava diretamente para podermos nos programar e enfrentar com mais tranquilidade a situação sempre precária de todos os nossos governos, com a politicagem tão enraizada nos nossos representantes, o brasileiro tinha ciência disso e se protegia, contornava a situação, se programava para enfrentar a sempre dura realidade de um país que sempre foi colonia e refém do sistema financeiro de países que tiravam e continuam a tirar proveito desta terra que poderia ser um paraíso neste planeta. Pois foi com o sistema politico brasileiro que os cidadãos aprenderam "aquele jeitinho brasileiro de se virar para não perder todas as vantagens que nunca foram nossas" somos profissionais do jeitinho, mas sabíamos ao menos ser decentes e reconhecer que estavamos sendo roubados, mas a nossa luta era continua e decente. Hoje a exemplo da sua matéria de abertura no blog temos o retrato do bando de criminosos, traficantes, corruptos, cachaceiros que se instalaram no poder, deitando e rolando, ditando regras, manchetes de quadrilhas de marginais nos presídios que se comunicando para promover o terror contra o cidadão que tem o seu direito solapado de ir e vir, manchetes de primeira pagina dando destaque do casamento de uma criminosa que matou os pais a paulada se casando no presidio, e ainda com detalhes de quem é a sua companheira?????, que fulana ou fulano de tal aumentou a bunda, os seios, que transou com aquele e depois com outro, o que acontece na novela da Globo??????, que acusados com documentação comprovada tem o descaramento de mentir nos maiores jornais em circulação, a podridão do governo que não se noticia nem nos jornais, o dinheiro dos nossos impostos alimentando projetos em outros paises, sem a contestação do congresso e senado, nossos ministros do supremo que defecam em cima da constituição, as urnas eletrônicas que todos sabem que só se presta a fraude, e esse povo que ainda não saiu as ruas para derrubar, destruir, encarcerar para todo o sempre estes podres marginais que se instalaram no pais, as mulheres brasileiras que durante seculos lutaram para ter direito de se alfabetizarem, e não serem somente maquinas de reprodução de filhos, sem direitos algum, e hoje vendo seus filhos se perderem nas drogas, sendo executados com tiro na cabeça, filhas se prostituindo, se deixando enganar pelo consumo fácil para se tornar refens destes marginais que só lucram e roubam quando mais as pessoas consomem, que não sabem que já com 3 ou 4 prestações pagas, o governo, as industrias, os bancos já garantiram o seu lucro, a divida enorme que este pais tem para pagar com os bancos internacionais com os programas sociais para garantir votos, pois nada funciona, esta conta nós é que vamos pagar, acorda gente.....já estamos a muito vivendo na mentira, estamos ferrados até não poder mais, tudo mas tudo virou uma merda tão grande, que vamos levar muitos anos para voltar a crescer e sair do buraco profundo que estamos, os nossos jovens, minha neta, tem somente futuro se sair do Brasil, isso porque já esta com 15 anos, para esta turna não à mais esperança, é muito tarde.

Anônimo disse...

Quinta-Feira, 30 de Outubro de 2014
DENÚNCIA GRAVÍSSIMA.
Vídeo da denúncia
Brasil abre as fronteiras para ingresso livre de cidadãos de países que possuem atuação de grupos terroristas dentro dos seus territórios. O DEM está convocando o ministro das Relações Exteriores para as devidas explicações. Se houver!
http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2014/10/denuncia-gravissima.html

Loumari disse...

Cara Veronica Ruzzi, Brasil só tem um ano. Não sou pessimista, mas, realista.


A graça de Nosso Senhor JESUS CRISTO seja com todos vós. Amen.
Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar, segundo o meu evangelho e a pregação de JESUS CRISTO, conforme a revelação do mistério que desde tempos eternos esteve oculto.
Mas que se manifestou agora, e se notificou pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento de DEUS eterno, a todas as nações, para obediência da fé;
AO ÚNICO DEUS, SÁBIO, SEJA DADA GLÓRIA, POR JESUS CRISTO, PARA TODO O SEMPRE. AMEN.
(ROMANOS 16:24)

Anônimo disse...

Lula vai voltar em 2018. Voltar de onde? Se ele nunca saiu do governo?
Existe alguém, teoricamente de fora do governo que mais aparece emitindo opiniões, dando sugestões?

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:
Sr. Jornalista Jorge Serrão,no site VERDADE SUFOCADA foi postado dia 28/10/14, o artigo: O PRESIDENTE DO PT SUGERE O FIM DO BOLSA-FAMÍLIA. Portal UOL.
VALE A PENA LER.
O presidente nacional do PT, Rui Falcão,defendeu a ideia e disse que o programa "JÁ CUMPRIU O SEU PAPEL E DEVE SER SUSPENSO EM BREVE".
O artigo têm mais informações.
Que Deus ilumine a todos.