terça-feira, 25 de novembro de 2014

Magnicídio


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira


Os Estados Unidos da América, maior potência mundial, bélica, econômica e industrial já teve quatro Presidentes assassinados durante o exercício do cargo. 

Um quinto tomou tiros mas sobreviveu ao atentado.

Se fosse apenas um caso, poderíamos atribuir a um louco o cometido.

A reiteração do fenômeno nos obriga a refletir.

A grande república do norte não é um mar de rosas.

Teve uma história atribulada. Colonizada por espanhóis, ingleses e franceses incorporou ódios seculares em sua população.

Terra de imigrantes, viu a expansão de organizações criminosas surgidas em outros lugares. Passou por uma guerra civil.

Penso, contudo, que o estopim do magnicídio é a falência no cumprimento da lei.

Desesperado com um executivo truculento, um legislativo subserviente e um  judiciário em decomposição, o indivíduo busca reparo moral pelos agravos sofridos.

Não se importa com o que vai lhe acontecer no momento seguinte. Elimina o canalha símbolo de sua exasperação.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

5 comentários:

Loumari disse...

E Brasil não está no abrigo de alguma tragédia similar, o que vai imergir o país num KO absoluto. O Brasil está a viver suas últimas horas de paz. O mal atrai o mal. Este povo se condenou ele mesmo e será este mesmo povo que vai destruir o seu país. O Brasileiro com o islamista não tem diferença. Ambos se deleitam em decapitar outros seres humanos e matam sem a mínima compaixão. E este povo abominam a Virgem, repúdiam e injúriam a Deus, profanam o nosso Senhor Jesus Cristo; agora vão colher o que semearam. Um povo muito boçal mesmo.

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Mestre das Serranias, senhor Mantiqueira: Certamente os Faunding Fathers Of The United States não pretendiam criar o monstro imperialista que hoje os USA é, e criar uma nação que desrespeita leis internas (e de outras nações) e os princípios basilares que inscreveram pretendendo eternos e também certamente não pretendiam criar uma nação onde o racismo viesse a ser algo considerado bom e saudável; a séculos que os USA vivem baixo ao talante de impérios econômicos e religiosos, talante este inclusive aplicado em nações amigas ou inimigas, indistintamente. Hoje ainda inseri um comentário de reportagem no portal Voz da Rússia, que reproduzo:...'Se como diz Barack Obama ao comentar a decisão do júri, "destacou que os EUA são uma nação construída sobre a supremacia da lei”, porque não a respeitam no que tange a outros países, tais como Iraque de Saddam Hussein, o Kosovo e até inclusive o Vietnã? Se os USA respeitassem Leis, não predariam outras nações sejam militar, social ou economicamente, não investiriam contra a Rússia no caso Rússia x Ucrânia...'
http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_11_25/O-sistema-nos-falhou-de-novo-protestos-nos-EUA-exigem-aten-o-a-problemas-internos-3827/

marcelo disse...


Os comentários aí do auto-entitulado livre pensador geralmente são bons mas esse foi de lascar. Nenhum tentativa e/ou assassinato foi motivado por coitadismo terceiro-mundista, que por lá, aliás, é coisa bem recente...

O "We The People" é o momento onde se cortam as raízes. Não importe de onde veio, em qual colônia morava. Dali em diante somos (eles) um país e somos (eles) todos Americanos. Ponto.

"Penso, contudo, que o estopim do magnicídio é a falência no cumprimento da lei."

Sugerir que um presidente americano foi morto por ESSA causa é total falta de conhecimento básico da história local.

O livre pensador continua livre, mas as bobagens devem sempre ser denunciadas...

Scherer Alexander disse...

Afirmar que os EUA são a maior Potência Militar, isto é inquestionável, irrefutável, visto que é o único País no Planeta com Poder de Polícia, suas Bases e Porta-aviões são Garantis desta situação, no quesito nuclear auto-destrutivo é par à Rússia; porém no quesito economia é de chorar, para quem não sabe neste ano o Tio Sam perdeu o título de maior economia para o Dragão Chinês. A economia de EUA está 80% baseada em consumo e especulação, o Gigante Asiático tem outra relação: 60% é Produção, 30% Consumo e especulação e 10% em Serviços. O grande da economia de EUA são o agronegócio, apesar que Brasil hoje ocupa o segundo posto e; bélico no qual o Complexo americano é o maior do mundo, seguido pelo de Rússia. Aconselho leitores deste blog acompanha o DIALPLUS no qual muitos direitistas postam matérias, posso hoje afirmar que grande parcela Conservadora hoje está com Rússia. EUA está infestado por Marxistas-Trotkstas, sua orientação política é hoje totalmente destrutiva fabiana. Rússia hoje representa o Conservadorismo, que o Papa Francisco confirme se não são verdadeiras minhas palavras!

Anônimo disse...

Isto pode até ser verdade. Aqui no Brasil soube-se que o MST fazeria o que lhe é próprio: arruaça - caso o Aécio fosse eleito.
Não duvido que a esquerda comunista petista não tenha si preparado para uma guerra civil agora com a 'prizidenta' sendo impitimada, diga-se, pela própria incomPETÊncia!