quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Terror na Sinagoga


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Luiz Sérgio Silveira Costa

O sangrento episódio na sinagoga em Jerusalém permitiu uma constatação e conduz a uma consideração: os quatro rabinos assassinados tinham um total de 25 filhos, ou seja, em média, mais de 5 filhos cada um.

Judeus ortodoxos não trabalham, passam o dia rezando e não são convocados para as Forças Armadas. Vivem da bolsa-família, que aumenta a cada filho. Assim, lá, como aqui, a bolsa é um saco sem fundo, pois não é um instrumento para minorar a pobreza, a ser reduzido paulatinamente, mas para estimular a ociosidade.

No caso brasileiro, além disso, ainda serve para maquiar a taxa de desemprego e para a obtenção de eleitores cativos, como se viu nas ameaças da propaganda de reeleição, de que o candidato de oposição iria cancelá-la, e da copiosa votação obtida nas regiões mais pobres do País.

E lá, como aqui, os desordeiros são, cada vez mais, os menores, que podem votar e matar, mas não ter seus nomes e retratos divulgados. E nem ser presos, apenas “apreendidos”!

É um estímulo à atual e crescente “Intifada” tupiniquim, e um incentivo à, cada vez mais copiosa, marcha da insensatez!!!


Luiz Sérgio Silveira Costa é Almirante, reformado.

Nenhum comentário: