quarta-feira, 22 de abril de 2015

Genocídio pela Corrupção


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão

O mundo experimenta nessa quadra de sua história, em pleno século XXI, um desamor total à vida, e a morte coletiva, em todos os setores. Foi assim que aconteceu com o povo da Armênia e se repica depois de muitos anos até a atualidade.

No mar mediterrâneo quase mil pessoas naufragam por causa das condições ruins do equipamento de transporte, além disso temos tantos assassinatos acontecendo com uma velocidade impressionante,sem a repulsa e punição necessária.

O fator globalização trouxe muitas vantagens mais se cercou de desvantagens dentre as quais o pequeno apreço pelo semelhante e pela vida. Não há somente genocídio quando se desfigura povos ou gerações,mas quando os governos maltratam seus governados e
impõem sérias derrocadas por causa da corrupção e do descalabro na gestão.

Concernente ao mundo contemporâneo. A África, esse imenso continente, está isolado, esquecido e milhares de pessoas morrem pelo Ebola, ou concausas, quando não se arriscam na vitimização de entradas em outros países, ainda que ilegalmente. A desigualdade social aumentou enormemente e isso provocou dezenas de atropelos,muitos dos quais acarretados pela violência e o uso indiscriminado da droga.

Nesse passo precisamos urgentemente tentar resgatar menos consumo, materialismo e desenhar um ponto de encontro entre o convívio natural das pessoas. Essa escalada da violência permite concluir que a prevenção está cada vez mais falha, daí porque os atalhos se alargam e demonstram uma lacuna, espaço e falha desigual entre tantos no planeta.Essa qualidade de vida tem uma queda acentuada, e metade da população sobrevive com valores irrisórios.

Temos uma concentração de cem grandes corporações, as quais se apresentam no cenário internacional e ganham quanto e quando querem. Isso significa uma tecnologia de ponta que cria dependência entre as pessoas, de tal forma que a circunstância geral um desassossego generalizado.

Em campos de futebol violência, no Brasil e no exterior, nas quadras de esporte igualmente, tudo a evidenciar que as pessoas hoje por pouco ou quase nada perdem suas vidas em perspectivas destruidoras e desumanas.

No viés descortinado, o desgoverno generalizado pontua uma causa substancial, qual seja a desabrida dependência do capital e do consumo, e com tal mecanismo um perfil desastroso que se apresenta no atual século.

Dessa forma o genocídio não é apenas causado pela destruição de pessoas quando o barco afunda, quando se mata uma geração, ou se assassina pelo vil metal, mas por omissão e toda a forma desencadeadora de um processo que é capaz de eliminar a sobrevivência com dignidade.

Nada importa que uma parte seletiva tenha uma vida acima do padrão e a outra, a maioria, sem um mínimo critério ou forma consentânea de reviver os limites mínimos que campeiam a vida em sociedade.

A corrupção talvez seja a forma mais perversa de causar um genocídio a longo prazo, pois que causa exclusão social, eliminar empregos, e coloca muitos na expectativa de não conseguirem um amanhã seguro.

Prefeituras e Estados ameaçados de não terem o retorno da arrecadação, royalties prometidos para educação porém até lá não chegam, já que tudo se elimina pelo caminho e a pulverização dos recursos financeiros traz o abandono generalizado.

Essa situação é própria e peculiar de nossa carente América Latina, sempre no caminho da mão simples de um campo minado de querer traduzir a graciosidade e demagogia de governos que se intitulam na formatação de um amanhã planejado.

A involução da humanidade chega ao seu ponto máximo, e tudo sonega o verdadeiro instrumento de abastecer a vida moral, a completude ética e a decência em todos os campos.

Na permanência de um genocídio já preparado e com o tempo passando por largos espaços entre o luxo de poucos e o lixo de mundos, temos que reconstruir a sociedade e colocar plataformas capazes de servirem de ponte para um endereçamento certo e preconizado na história milenar.

A civilização de hoje vai perdendo seu tempo, seu espaço e seu lugar com a ameaça constante de governos, empresas e todo o tipo de inserção fora da realidade.

Dessa forma cumpre a cada um e a todos a luta constante para dissipar qualquer tipo de constrangimento ao cidadão e aos direitos de sua dignidade.

Valorizar a vida como essência em transformação, nada mais, nada menos,
proclama o encontro da criatura com o seu criador.

Carlos Henrique Abrão, Doutor em Direito pela USP com Especialização em Paris e Pesquisador na Alemanha, é Desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Em primeiro lugar, sorrateiramente seu texto busca culpar o capital-aquele do desejo de consumo desenfreado-pelas mazelas da humanidade : papo de Karl Marx aqui não !

Em segundo lugar, se centenas ou milhares morrem em malsucedidas travessias no mar Mediterrâneo é porque isso já faz parte do maléfico projeto Kalergi o qual é responsável pelo lento e gradual exterminio do nativo europeu e consequente substituição por árabes e africanos em terras de povos caucasianos.
Em terceiro lugar, acolher com dó os regimes totalitários da América latina quando os próprios, por ideologias comunistas, levam à economia deles à bancarrota é zombar das nações verdadeiramente livres, democráticas e de economía de mercado competitiva.
E para fechar, nossas taxas de eliminação de vidas brasileiras não atingiria essa proporção de 60.000/ano caso houvesse sido respeitada o sufrágio de 63% de brasileiros que em maioria esmagadora disse não ao estatuto do desarmamento.

FORA, SEU PENSADOR COMUNISTA CAMUFLADO !!!

Loumari disse...

Ódio, ódio, mais ódio é o que abunda nos corações desta gente!


Cher Abrão, j'ai trouvé votre article très bien fondé. Surtout ne vous laisse pas vous décourager par des personnes qui ont que de la haine dans leurs cœurs.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo, este senhor colocou a culpa da atual situação mundial na capacidade que o trabalhador dos países desenvolvidos e verdadeiramente democráticos tem par satisfazer seus sonhos, como se eles fossem os algozes do mundo, mas como pode alguém com esse padrão de pensamente esquizofrênico pode ser levado a sério, porque ele não diz a verdade.
Que por causa de um projeto que foi planejado muito antes da queda do muro de Berlim é que várias nações estão experimentando a sabotagem atroz da esquerda mundial por vingança e despeito por terem sido derrotados nos corações da maior parte dos povos europeus.
Os governos de esquerda no mundo estão sendo deliberadamente omissos, corruptos, ladrões, roubando cada centavo de moeda e civilidade mundiais, quando eles gastão descontroladamente em nome de politicas sociais que tem pouco tempo de utilidade, e em conjunto os parlamentares de esquerda e os corruptos comprados aprovam leis que ao invés de melhorar a vida dos governados tem somente a intenção de recompensar aqueles que fazem o trabalho sujo.
O povo há de se levantar e os destronar, pois eles são humanos e mortais, garanto, então tenham cuidado a partir de agora.
Mas que eles não se enganem se pensam que vão ganhar a guerra contra Israel, pois não vão. Serão esmagados por Deus o criador e terão suas almas queimando no inferno isso eu lhes garanto, pois terão que reviver a cada segundo os todos aqueles que morreram ou ficaram feridos por suas ações e são trilhões.

Anônimo disse...

AF disse:

quase 100% do que esse autor escreve é lixo... não sei porque ele tem espaço aqui no Alerta...

Loumari disse...

Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus?
( MATEUS 12:34 )


Até o pó, que da vossa cidade se nos pegou, sacudimos sobre vós. Sabei, contudo, isto, que já o reino de DEUS é chegado a vós.
E digo-vos que mais tolerância haverá, naquele dia, para Sodoma, do que para aquela cidade.
( LUCAS 10:11 )


NÃO julgueis, para que não sejais julgados.
Porque, com o mesmo juízo com que julgardes, sereis julgados, e, com a mesma medida com que tiverdes medido, vos hão-de medir a vós.
( MATEUS 7 )

Anônimo disse...

Esses palermas não enxergam ou
são verdadeiramente cegos ou
de coração e muito certamente
d alma,a conquista da nova
civilização não prega extermínio
e menos o genocídio da economia
pela corrupção,as esquerdas sim
detonaram o que tinha de essencial
para a Nação,e não venham com Karl
nem Marx e sim com o rombo da Petro e as mazelas que existem,a tchurma do lixo quer sangue ,mas a verdade é única são imbecis que pagam impostos e votam na burocracia e levam de 7 da Alemanha,eis o Paiseco que vivem que fez 515 descobrimento,mas continua imaturo,infantil e imbecil predominantemente,felicito o autor pela rara felicidade de colocar o dedo na ferida,,e mostrar a nossa mediocridade

Anônimo disse...

Discordo plenamente do comentário do cidadão AF, pois são textos excelentes os escritos pelo Ilustre Doutor da USP e magistrado brasileiro. Daí cabendo algumas indagações:

É certo um membro do judiciário cometer um crime contra a administração pública (rasgando as leis) e depois receber como punição uma APOSENTADORIA COMPULSÓRIA paga pelo povo, ao invés de pagar pelo crime na cadeia?

A ordem judicial para desalojar os pobres do Pinheirinho tem alguma coisa a ver com o seu texto?

As decisões de juízes favorecendo grandes empresas, bancos, planos de saúde contra os cidadãos pobres não ajuda neste quadro de desumanidade citado por Vossa Excelência?

Ainda assim, escreve muito bem e fala bonito demais......Esperamos a prática social diária!!!