segunda-feira, 27 de abril de 2015

Na época da eleição, todo pobre é conhecido


Poesia no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Pedro Fernandes

Uma camisa ordinária
Com número e fotografia
Um bigodudo sorria
Na TV imaginária
Distribui a indumentária
Com eleitor iludido
Passa dois meses vestido
No outdoor do ladrão
Na época da eleição
Todo pobre é conhecido.

Político profissional
Já vive de cara lisa
A todos diz que precisa
Receber o nosso aval
Mas na câmara federal
Ele se faz de esquecido
Muda logo de partido
E diz oh povo pidão !
Na época de eleição
Todo pobre é conhecido.

Como vai parente amigo?
Meu querido conterrâneo
Seu pai foi contemporâneo
Serviu caserna comigo
Como vai ele Rodrigo?
Pergunta o cabra fingido
Soube que havia morrido
E fez uma encenação
Na época de eleição
Todo pobre é conhecido.

Siá Maria Carrapato
Recebeu um visita
Um metro e meio de chita
Pra votar num candidato
Um punhado de retrato
Para ser distribuído
Um boné pra seu marido
E para o filho um calção
Na época da eleição
Todo pobre é conhecido.


Pedro Fernandes é poeta potiguar e Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário: