segunda-feira, 25 de maio de 2015

Argentina, choro por ti


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Pedro Chaves Neto

Conheci Buenos Aires em 1.969. Fiquei maravilhado. Nunca tinha saido do Brasil mas imaginei que poderia haver no mundo uma cidade igual; melhor não.

Voltei em 1972 após conhecer pela ordem Viena, Paris e Londres entre outras capitais.

Continuei com minha impressão inicial; talvez fosse igual, menos grandiosa em hipótese alguma.

Compreendi porque lhe chamavam “La reina del Plata”.

A partir de 1990 passei a visitá-la quase todos os anos. Só testemunhei decadência.

Vítima indefesa da Oligarquia Financeira Internacional que quer destruir a “burguesia” e as soberanias nacionais para implantar a Nova Ordem Mundial (governo único escravizante), Buenos Aires foi emporcalhada propositalmente.

Pichada, urinada e desfigurada por ruas “peatonales”, ciclovias, corredores de ônibus,etc. tudo previsto na cartilha destrutiva de um instituto de estudos psicossociais sediado em Londres.(“O Instituto Tavistock”, Daniel Estulin, ISBN 978-972-1-06186-6).

Fiz amigos; estudei a história argentina; aprendi a amar e respeitar esse grande país.

Compreendi o caráter e o orgulho dos argentinos. O próprio papa Francisco brincou outro dia que após o conclave temiam que ele escolhesse o nome de Jesus II.

Hoje nossos “hermanos” estão numa situação pior que a nossa. Ainda não sabem quem é o verdadeiro inimigo.

Um exército pode tudo, menos perder uma guerra. A derrota nas Malvinas foi só uma batalha.


Pedro Chaves Neto é advogado.

Um comentário:

Anônimo disse...

O Futebol é ópio dos povos sulamericanos, esse processo de destruição esta em plena fase final.
As ruas estão diminuindo, junta com as calçadas, onde há espaço pra plantar arvores de baixo de fios, que daqui 30 anos vai matar alguém que estiver passando em baixo e a arvore cair e arrebentar os fios.
Acordem Saiam da Matriz