segunda-feira, 27 de maio de 2019

Os Sem “Articulação”



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

As manifestações em todo o país do dia 26 último, deixaram evidentes várias coisas:

O povo brasileiro “acordou”. A imprensa vendida tem seus dias contados. Agora estamos na Era das Redes Sociais.

O senhor Presidente da República está no auge de seu prestígio.
Não pode errar mais.

Imploramos que ignore as provocações dos “Sem Articulação”(propina).

Com a crise de abstinência, a porcada faminta se enfurecerá cada vez mais.
Armadilhas atrás de armadilhas virão.

Muito embora relute em convocar a Intervenção Constitucional Democrática, nosso querido Mito será levado a tanto.

Dizem os cínicos que a parte mais sensível do ser humano é o bolso.
NÃO É VERDADE!
Pessoas de bem protegem em primeiro lugar o AMOR.
O amor a Deus; o amor a Pátria; o amor a Verdade.

A família vem logo em seguida.

Imagine senhor Presidente, o desespero dos milhões de desempregados que já perderam quase tudo.

Ver a existência da Bolsa Crack, da Bolsa Presidiário, dos banquetes à base de lagostas e vinhos premiados, rouba-lhes qualquer réstia de esperança que ainda pudesse ter sobrado.

Na undécima hora a Divina Providência não nos faltará.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Q disse...

Artigo 142 neles.

jomabastos disse...

Aquilo era todo o apoio que o presidente tinha para mostrar? xiii...

"O povo brasileiro “acordou”."
Existiram uns PSL`s que manifestaram-se a favor de algo que nem mesmo eles sabem.

"O senhor Presidente da República está no auge de seu prestígio."
Qual dos prestígios?

"Imploramos que ignore as provocações dos “Sem Articulação”(propina)."
O Bolsonaro, se tiver interesse em fortalecer-se politicamente, que indique à justiça quem são os “Sem Articulação”(propina)". Aí sim, irá ter apoio de todos os brasileiros.

Anônimo disse...

"Na undécima hora, a Divina Providência não nos faltará." Mas o presidente, na cerimônia de Consagração do Brasil ao Imaculado Coração de Maria não pronunciou a fórmula de consagração, nem a assinou. Com Deus, não se pode fazer cálculo político (abster-se para garantir o voto evangélico), e, como católico, ele deve saber que Nosso Senhor Jesus Cristo disse à Irmã Lúcia, de Fátima, que quer que Sua Mãe seja glorificada.