terça-feira, 28 de maio de 2019

Quem não arrisca não petisca - e nem governa



Edição Atualizada do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Dia importantíssimo em Brasília. Tem reunião/café da manhã de Presidentes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Tomara que o bom senso, com desconfiômetro ligado, seja o Poder Moderador do encontro entre Jair Bolsonaro, Davi Alcolumbre + Rodrigo Maia e José Dias Toffoli. Na pauta da conversa, as manifestações de domingo, quando falou mais alto a voa verdadeira das ruas. O recado foi dado...

Sem dúvida, os poderosos passaram recibo da pressão emitida pela massa nas ruas. Na verdade, a terapia a quatro tem jeitinho de freada de arrumação. Deve entrar no papo, também, a classificação oficial de “maluco” dada ao Adélio Bispo – autor da facada que quase matou Bolsonaro em 6 de setembro. Nada de anormal, em mais uma loucura de impunidade sob a ditadura do Crime Institucionalizado.

No Brasil com instituições rompidas e corrompidas, com poderes operando fora da verdadeira normalidade democrática (baseada na Segurança do Direito), correr risco político faz parte do processo de tentativa de governabilidade. Assim, o Presidente Jair Bolsonaro não deve levar a ferro e fogo a eventual decisão do Senado em recolocar o Conselho de Controle de Atividades Financeiras no lugar certo: o Ministério da Justiça, sob gestão de Sérgio Moro.

São necessários pelo menos 41 votos para que o Senado aprove o destaque ao texto da Medida Provisória 870 – que trata da reforma administrativa determinada no começo da gestão Bolsonaro. As manifestações de rua no domingo deixaram clara a vontade popular em fortalecer Bolsonaro e Sérgio Moro na guerra contra a corrupção, principalmente garantindo que o COAF fique no Ministério da Justiça – e não na Fazenda.

Nesta terça-feira, quando o assunto entrar na pauta do Senado, será possível verificar o quando a voz vencedora das ruas sensibilizou (ou não) os 81 senadores. Caso o destaque seja aprovado, a MP volta para apreciação da Câmara dos Deputados – onde já haveria muito deputado arrependido e pronto a voltar atrás por ter tirado o COAF de Sérgio Moro. A pressão das ruas tende a “convencer” o parlamento a votar tudo antes que a MP perca validade em 3 de junho.

O Presidente Bolsonaro já se manifestou que preferia deixar tudo como ficou aprovado pela Câmara. No entanto, o senador paranaense Álvaro Dias (Podemos) preferiu apresentar o destaque para o COAF ficar com Moro, conforme originalmente queria o Governo. Álvaro Dias justificou: É uma questão de lógica. Cabe ao Ministério da Justiça a tarefa pertencendo ao COAF. Temos de instrumentalizar o MJ para o combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e à evasão de divisas”.

O líder do Governo no Senado, Major Olímpio (PSL-SP) concorda com Dias e tanta convencer Bolsonaro. O Presidente deveria correr o risco da votação da MP 870 em um prazo apertado. Até porque a responsabilidade não é do Executivo, mas inteiramente do Legislativo. Depois das manifestações rueiras de domingo, não seria sábio que o Presidente desse uma demonstração de fraqueza, aceitando pressões espúrias do parlamento criticado pela maioria esmagadora da população.

Portanto, a bola está com o Congresso Nacional. Cabe ao Presidente Bolsonaro correr o risco calculado. Quem não arrisca não petisca – e também não governa, no Presidencialismo de coalizão que acaba sempre em colisão, graças ao “parlamentarismo branco” imposto pela caduca Constituição vilã de 1988.

Se o Congresso não quiser ouvir a voz verdadeira das ruas, o problema será dos 513 deputados e dos 81 senadores. A legítima pressão popular por reformas estruturantes e mudanças estruturais tende a aumentar. A Revolução Cidadã, patriótica, é um processo que avança, com tendência a se consolidar.

O problema é dos bandidos institucionalizados. A solução é o aumento insuportável da pressão popular. Por isso, o Presidente Bolsonaro não tem o direito de fraquejar, nem vacilar. O Presidente conta com o apoio de dois sustentáculos reais de uma Nação: o povo e os militares. Assim, precisa apenas cumprir a missão de bem governar.

Como diriam o Cabo da Faxina e o Capitão Nascimento, missão dada é... (por favor, complete a frase, Bolsonaro...).


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Maio de 2019.

5 comentários:

Loumari disse...

Violência atrás das grades no Brasil

https://www.youtube.com/watch?v=tlRGUPiFoSc

Pelo menos 55 mortos em dois dias - o Brasil enfrenta uma nova crise nas prisões. São prisões sobrelotadas, como em Manaus, no estado do Amazonas, onde a violência transborda.

Assistiu-se a um verdadeiro massacre atrás das grades, no interior do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, com réplicas noutras cadeias. As autoridades descobriram os corpos de 15 prisioneiros, entre os 21 e 42 anos, depois de uma rixa entre grupos rivais. Esta segunda-feira, foram encontrados mais 40 reclusos sem vida, depois da inspeção de outros 3 centros prisionais também localizados em Manaus.

O Brasil é o terceiro país do mundo com mais presos. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o sistema prisional abriga mais de 700 mil pessoas, o que representa aproximadamente o dobro da sua capacidade.

As autoridades do Amazonas asseguram que a situação "está sob controlo", neste momento e foi aberta uma investigação para esclarecer esta série de crimes. O governador do estado, Wilson Lima, disse já ter conversado com o ministro da Justiça, Sergio Moro, a quem pediu ajuda para conter um problema que segundo ele é um "problema nacional".

euronews (em português)

28 de Maio 2019

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ...
AS RODAS QUEBRADAS DO NOSSO CONGRESSO SAO OS PARTIDOS CARRO CHEFE DA PUTARIA. PMDB, O PIOR DE TODOS, POIS ELE ORQUESTROU A CONSTITUIÇAO BANDIDA, CHEIA DE PETARDOS PARA SALVAR VAGABUNDOS DELINQUENTES E INTREGUISTAS DE NOSSA PATRIA, SEGUIDOS DE PT, PSDB QUE TAMBEM E OUTRO FINORIO DO BOCA DE SOVACO, PC DO B, PC, PDT OS OUTROS PARTIDOS MEIA BOCA NAO SAO DO GRUPO SOLO ELES SAO DO GRUPO VAGABUNDOS DO AMEM AMEM E DEFENSORES DE SAPATONAS, VIADOS, NEGROS, MULHERES E OUTRAS COCITAS MAS COMO SE O GRUPELHO DE DISTORÇOES DO QUE E REAL FOSSEM POBRES COITADOS E PRECISASSEM DE LEIS ESPECIAIS PARA ESFREGAR SEUS INTERESSES SEXUAIS E DE LIMITAÇOES EM NOSSA CARA. O BRASIL NAO TEM INTERESSE POR SEXO, COR, IDEOLOGIA, NEM ESSE MASSACRE MIDIATICO QUE SE ACHAM MUITO MODERNINHOS. NOS ESTAMOS INTERESSADOS E TRABALHO E CONDUTA. A MINORIA NAO PODE ESFREGAR SUAS CONDUTAS NA CARA DA MAIORIA E ACHAR QUE TEMOS QUE ACEITAR QUE ISSO E NORMAL.
O QUE NOS INTERESSA E A LEI E A LEI NAO PODE ESTAR ACOITANDO ANOMALIAS.
AGORA MESMO ESTAO QUERENDO NOS ESFREGAR NA CARA QUE O BANDIDO SEM VERGONHA QUE QUIS MATAR NOSSO PRESIDENTE E DOIDO. DOIDO NAO TEM CONTA BANCARIA. DOIDO NAO RASGA DINHEIRO. DOIDO NAO FREQUENTA O CONGRESSO. DOIDO E A PQP. O VAGABUNDO TEM QUE PAGAR PELO QUE FEZ. DOIDO NAO ACHA DEFENSOR QUE COBRA MILHOES PARA DEFENDER E FICAR TUDO POR ISSO MESMO. E UMA RESOLUÇAO SIMPLISTA PARA UM PROBLEMA MUITO GRAVE. ATAQUE AO NOSSO CHEFE MAIOR. ISSO TEM QUE SER EXAMINADO NOS MINIMOS DETALHES E O RESPONSAVEL TEM QUE IR PARA A CADEIA. A MERDIA COMO SEMPRE SO REVERBERA O QUE INTERESSA PESSOALMENTE A SUA BOCA GRANDE DE QUERER BENESSES DOS BANCOS PUBLICOS.
ESTAMOS COM A FACA E O QUEIJO NAS MAOS. INDEPENDENCIA OU MORTE. ESTA E A QUESTAO. NAO PODE DE FORMA ALGUMA A PUTARIA DOS PARTIDINHOS MAMBEMBES QUE ESCONDERAM DEBAIXO DE SUAS ASAS UM MONTE DE POLITICOS PODRES, SEM VERGONHAS E COM CURRICULUM MUITO PIOR DO QUE FERNANDINHOS BEIRA MAR SAIREM DA VIDA PUBLICA CHEIOS DE PRIVILEGIOS E LEVANDO A GRANA QUE ROUBARAM. O MINISTRO DA JUSTIÇA E AS FFAA TEM QUE FAZER SEU DEVER DE CASA QUE E DEFENDER O BRASIL E O POVO BRASILEIRO E NOSSO PRESIDENTE TEM QUE DAR PRIORIDADE SOMENTE A ELE. SE NAO FECHAR O RALO A VAGABUNDAGEM VAI SAIR COM OS PRIVILEGIOS E O POVO COM AS BOSTAS QUE ELES DEIXARAM NO PAIS. ELES LEVARAM O DINHEIRO AGORA TEM QUE TRAZER DE VOLTA E SAIR DO SERVIÇO PUBLICO SEM NADA E NUNCA MAIS PODER PISAR NOS TRES PODERES DE MERDA. O PAIS TEM QUE SER REEMBOLSADO DO PREJUIZO QUE TEVE. O RESTO E CONVERSA DE IRRESPONSAVEL DE MERDA QUE QUER FICAR NA MOLEZA A CUSTA DE QUEM TRABALHA MORARAM OU QUEREM QUE SE DESENHE. O RECADO ESTA DADO. BRASIL ACIMA DE TUDO NAO INTERESSA INTERESSES PRIVADOS INTERESSA SIM INTERESSES DO PAIS E DO POVO BRASILEIRO. FALEI.

Leo Santos disse...

Nós teremos que transplantar moelas de avestruz(maior ave) para termos como engolir e degustar diálogos com os canalhas do senado, câmara e STF para ficarmos dando demonstração de "civilidade" para gringos e mequetrefes da ONU e outras ONGs cretinas que operam palpitante e fuxicando no mundo a serviço de banqueiros espoliadores ,concentradores de riqueza por mero fetiche ou haverá quem fale mais alto?!
Diplomacia com traidores contumazes,bandidos institucionalizados, usurpadores, não funciona e é muito desgastante.

Anônimo disse...

Só os vermelhos não viram o sucesso dessa manifestação do povo brasileiro, dando apoio ao governo Bolsonaro e pelo futuro do Brasil.Eles não querem aceitar mas.
O SENHOR PRESIDENTE, JAIR BOLSONARO, VAI COLOCAR O BRASIL NO RUMO CERTO.É SÓ AGUARDAR.

Rodrigo Almeida disse...

O momento é de pensar com estratégia e aprovar logo o que for urgente. Depois, lá na frente, aí sim acertar as contas com esses bandidos. Para partir para a guerra é necessário um governo forte e governo forte é governo em que a economia cresce e o povo tem emprego e segurança.