sexta-feira, 7 de junho de 2019

A Falência Generalizada dos Órgãos Públicos


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Na democracia dos desempregados, na Pátria Mãe Rentista ou Paraíso dos Crimes Lesa Pátria, em nosso querido e amado Brasil, o diagnóstico mais realista aponta para a falência generalizada dos órgãos - públicos. É a insuportável “Assepssemia Capimunista”.

O nosso poder público, verdadeiro leviatã-leviano que consome o bem-estar da população brasileira, foi pródigo em gerar todos os tipos de empecilhos para que os cidadãos tenham possibilidades de sucesso econômico e social. Quanto se pratica o Terrorismo Estatal, o Controle Social detona o indivíduo e promove o caos.

Poderíamos escolher dezenas ou centenas de exemplos. Hoje escolhemos pontuar sobre o nosso famoso Sistema S. Uma rápida pesquisa no site do SENAI, em vários estados, nos demonstra o quanto as máquinas sustentadas por impostos altíssimos estão voltadas para si próprias e não, realmente, para a população.

Um curso rápido de auxiliar de eletricista poderia gerar uma oportunidade de emprego ou renda para um pai ou mãe de família. Mas em várias regiões por nós pesquisadas, este curso rápido de 40 horas, simplesmente não está disponível. Pesquisamos em Curitiba-PR e em São José do Rio Preto-SP. E sem indicação de quando seria a próxima vaga. O interessado deve manifestar-se no site e ir acompanhando.

Encontramos o curso de Eletricista Instalador, em São José do Rio Preto, SP, com previsão para início do curso em 18 de junho 2019. E para nosso espanto, este curso custa ao trabalhador interessado, absurdos R$ 1.704,00.

Pergunta que não quer se calar: como um trabalhador desempregado poderia buscar uma requalificação em uma entidade do Sistema S, tendo que pagar um valor tão absurdo?

Simplesmente o trabalhador, o cidadão, o pai de família, o eleitor está abandonado a sua própria sorte. E ponto final. Soluções existem, com exemplos em vários países. A Alemanha recebeu mais de 1,5 milhão de refugiados das zonas de guerra do oriente médio. Abrigou e alimentou todos eles. Treinou aqueles que se dispuseram a trabalhar. Destes, 400 mil já estão trabalhando e ajudando a economia alemã.

A elite do atraso econômico e social brasileiro é ardilosa em obter vantagens e em manter o Brasil no atraso medieval em que nos encontramos. Seduziu o sociólogo, o metalúrgico, a mãe do PAC e o vice conspirador dela.

Acontece que o custo econômico e social é altíssimo. É isso que nos demonstram os números do desemprego, da criminalidade, da saúde, da educação, da péssima produtividade e do crescimento do nosso PIB que há décadas é um dos mais medíocres do planeta.

É preciso fé. É preciso colocar as coisas em seus lugares. É preciso quebrar esse ciclo perverso que a oligarquia medieval brasileira criou.
Foi nesse contexto que a Operação Lava Jato se transformou em um farol, em uma luz para uma nação cansada e desfigurada por uma elite política e empresarial atrasada.

Vamos em frente. É uma longa jornada e estamos apenas começando a faxina geral.








© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Junho de 2019.

11 comentários:

Loumari disse...

Brasil exposto ao risco de "idiocracia"

O nível intelectual de Jair Bolsonaro é questionado pela imprensa e por uma boa parte de seus concidadãos, mas o caos que ele cria pode ser parte de sua estratégia política.

A questão moralmente tormentosa interpela a intelligentsia brasileira por vários meses. Em 31 de Maio, foi exposta de maneira abrupta, sem qualquer outra precaução semântica, no jornal Folha de S.Paulo pelo editorialista Hélio Schwartsman: "O Bolsonaro é inteligente? "

As preocupações que ele evoca, são ligadas ao nível intelectual de Jair Bolsonaro, à frente do Estado desde 1º de Janeiro, têm a ver com o caos que o presidente cria e mantém, alimentando-o de controvérsias triviais e vulgares sobre as redes sociais, flagelando a cultura, as ciências sociais e humanas, cortando orçamentos universitários e mantendo uma obsessão marcante com os assuntos fálicos, em detrimento do progresso de reformas cruciais.

Risadas e perplexidade

Jair Bolsonaro recentemente se destacou ao mencionar diante de um fã japonês o facto de que, em sua casa, "tudo é pequeno", fazendo um sinal explícito da mão. Pouco antes, ele surpreendeu o país postando um vídeo no Twitter sobre "chuva de ouro (duche de urina) ", pensando com isso denunciar a depravação do carnaval de rua. Recentemente, o presidente brasileiro também criou polémica ao falar publicamente sobre a higiene do pénis como problema de saúde pública, para evitar, segundo ele, quase mil amputações do órgão sexual masculino.

Neste ambiente, o país fica atordoado com os repetidos ataques de seus filhos, Flávio, Eduardo ou Carlos, todos políticos, aos militares presentes no governo, incluindo o vice-presidente, general Hamilton Mourão. Diante de uma oposição inexistente, o Presidente Bolsonaro está, de facto, alimentando sua própria oposição, dando a impressão de explodir seu próprio mandato.

O chefe de Estado tem ele uma estratégia reflectida e ponderada ou pode ser que é guiado pelos sujeitos quais ele se vê confrontado nas margens das correntes?

Por Claire Gatinois

https://www.lemonde.fr/international/article/2019/06/07/le-bresil-face-au-risque-de-l-idiocratie_5472583_3210.html

Anônimo disse...

Vindo dos Pampas

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Impeachment ou Cassação Sumária dos protagonistas políticos do mal?
✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Os destaques invariavelmente “interesseiros” dados pela grande mídia aos acontecimentos políticos ou decisões judiciais respeitantes, sem dúvida são os principais responsáveis pela inversão de valores incutida na mente da maioria dos brasileiros, no momento em que os valores negativos se apropriam do lugar dos valores positivos, e os valores meios tomam o espaço dos valores fins. E vice-versa.

É precisamente por esse motivo que não há nenhum erro quando se afirma que o Brasil é o grande paraíso da corrupção dos valores.

E nem é preciso ir muito longe no tempo para que se constate essa desagradável realidade.

Enquanto essa mídia “vigarista” que anda por aí se esmera para “encolher” ao máximo e não dar o merecido destaque ao impactante artigo escrito pelo General Marco Antônio Felício, intitulado ”DEMOCRACIA: A DITADURA DA LEI”, que só poderá ser encontrado no blog “Alerta Total”, e no “O Tempo”, de Minas Gerais, essa mídia escancarou todas as suas portas e janelas nos jornais, na televisão, no rádio e na mídia virtual, e onde mais poderia, ao assunto mais “importante” do século, dedicando espaços simplesmente descomunais ao polêmico “romance“ entre o craque Neymar e a modelo Najila T. M. de Souza, que acusa o (coincidentemente) milionário jogador de “estupro”.

E com quase o mesmo tamanho do destaque a esse “romance”, essa mesma mídia também faz manchete da visita “patriótica” do Presidente Jair Bolsonaro ao jogador Neymar durante sua hospitalização em São Paulo, após ter sofrido uma fratura no tornozelo, durante um jogo da Seleção Brasileira. Continua.....

Anônimo disse...


Vindo dos Pampas continua II

Em suma, centenas de “quilômetros” de mídia são gastas no caso “amoroso” do Neymar, apesar da pequenês do assunto em pauta, e poucos “centímetros” de mídia são concedidos a um tema da maior relevância para os brasileiros, e que diz respeito ao futuro de todos, das atuais e futuras gerações de brasileiros.

No seu inspirado e polêmico texto, o General Felício começa sobre as reformas necessárias para livrar o Brasil do “atoleiro político, econômico e social” em que está “beirando a falência total, após 34 anos de desgovernos e de vasta corrupção...”.

O digno articulista não deixou por menos, criticando severamente a hipocrisia de pretensos “idealistas”, que garantem a mentira que os Poderes da República estariam “funcionando em harmonia e com independência”. E que teríamos “saudável democracia representativa”!!!

Prosseguindo no seu “tiroteio” literário, o general critica o tal de “Pacto entre os Três Poderes”, acordado entre os seus respectivos “chefes”, que segundo ele (e eu concordo) seria inócuo, pela simples razão de existir uma “Lei Magna”, que fixa as competências, os direitos, os deveres e as obrigações de cada um dos Poderes.

Fugindo um pouco das “rotinas” do pensamento do generalato, o referido militar garante que “O Presidente não tem o apoio que necessita para as reformas profundas que lhe darão governança, inclusive para a mudança de práticas políticas que levaram o país à situação atual”. Continua...

Anônimo disse...



Vindo dos Pampas continua III

Segundo o militar, a “solução” para todos esses problemas estaria nas mãos do próprio Presidente da República, Chefe Supremo das Forças Armadas, através do artigo 142 da Constituição, reproduzido integralmente, onde a dita “intervenção” seria reforçada pelo dispositivo constitucional do Título 5, que trata do “Regime Constitucional das Crises”.

Num importante “reforço” às colocações do General Marco Felício, no blog “Alerta Total”, comparece o Coronel de Infantaria e Estado-Maior Paulo Ricardo da Rocha Paiva, enfatizando que uma eventual “solução de força, se desencadeada, não deveria durar mais de 90 dias, cassando não só os corruptos, mas também os vermelhos, com realização de eleições apenas para preencher as vagas dos inimigos da pátria... todos com ficha limpa e... não vermelhos”. O Coronel termina alertando que “ninguém duvida, do jeito que as coisas estão afundando, somente um tratamento de choque ético poderá tirar o País de mesmice deletéria”.

Então pelo que se observa também alguns oficiais superiores das Forças Armadas já tomaram plena consciência que seria total perda de tempo qualquer tentativa de livrar o País da cafajestada que se infiltrou nos Três Poderes, através dos instrumentos legais que eles mesmos escreveram.

Não há, portanto, como cogitar de uma faxina geral nos Três Poderes por intermédio dos recursos do IMPEACHMENT ou da CASSAÇÃO DE MANDATOS para afastar os malfeitores beneficiários de cargos públicos ou mandatos eletivos.

Como certamente pelo menos metade dos políticos eleitos no Brasil, e muitas outras autoridades, teriam que sentar no banco dos réus para responderem impeachment ou cassação de mandato, seja no Judiciário, ou nas respectivas Casas legislativas, e mesmo que isso fosse possível, demoraria pelos menos 100 anos para que todos fossem julgados, devido à infinita burocracia exigida para essas medidas e o gigantesco “tamanho” da população “ré”. Trocando em miúdos: essa “limpeza” seria totalmente impossível. Continua....

Anônimo disse...



Continua IV e termina....

Parecem razoáveis, pelo exposto, as proposições do General Marco Felício, e do Coronel Rocha Paiva, no sentido do “Poder Intervencionista”, se for o caso, como primeira medida “institucional” a ser tomada, decrete a CASSAÇÃO SUMÁRIA de todos os titulares de cargos e mandatos eletivos considerados “inimigos da pátria e usurpadores do Povo Brasileiro”.

Eu só gostaria de acrescentar que uma eventual INTERVENÇÃO (art. 142 da CF) independeria completamente de convocação pelo Presidente da República, ou de algum dos Presidentes dos Poderes Legislativo ou Judiciário. As próprias Forças Armadas poderiam fazê-lo, com plena soberania. “Destrincho” essa matéria no artigo “Destrinchando a Intervenção pelo artigo 142 da Constituição”, e diversos outros, na mesma linha.

Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo
NUTAVAEL DIZ...
SINTO MUITO MAS ESTOU EM DUVIDA QUANTO A CAPACIDADE DAS FFAA SEGUIREM NOSSO PRESIDENTE POIS ELE PRECISARIA CONTAR COM O PATRIOTISMO,COM A HONESTIDADE DOS GENERAIS, ALMIRANTES E BRIGADEIROS QUE NAO ESTIVESSEM COM O RABO PRESO A INTERESSES PESSOAIS, A MAÇONARIA, A PARTIDINHOS MEIA BOCA E FINALMENTE ESTIVESSEM INFILTRADOS EM VEZ DE TRAZER A AJUDA AO NOSSO PRESIDENTE E ESTIVESSEM TRAZENDO OPOSIÇAO E ATRAPALHANDO A NAÇAO.ELES ESTAO MUITO CALADOS E ISSO PODE SIGNIFICAR QUE ESTAO COMPROMETIDOS POR OUTRAS COISAS E NAO COM NOSSO PAIS E O POVO BRASILEIRO.
E PRECISO ANTES DE MAIS NADA CAFUTUCAR AS FFAA DE QUE LADO ELES ESTAO. SE ELES ESTIVEREM DO LADO DA ESBORNA ISSO SIGNIFICA TRAIÇAO A PATRIA.AS PROPRIAS FORÇAS ARMADAS DEVEM LIMPAR DE SEUS QUADROS QUALQUER MILITAR OMISSO DE SUAS OBRIGAÇOES E DEVERES COM A NAÇAO. OS MILITARES DA RESERVA TAMBEM SAO OBRIGADOS A DEFENDER O PAIS MESMO NA RESERVA.O PAIS PRECISA SE LIVRAR DESSES MAUS MILITARES.
A OBRIGAÇAO DOS MILITARES E DEFENDER O PAIS E NAO DEFENDER ESSA PUTARIA VERMELHA QUE AI ESTA. FALEI.

Q disse...

Importante lembrar que a Alemanha tá sendo islamizada pelos pobres coitadinhos do oriente médio.

Anônimo disse...

Governo expulsará terroristas acolhidos pelos governos Dilma e Lula

O governo Bolsonaro já decidiu expulsar todos os terroristas acolhidos pelos governos do PT, Lula e Dilma.
A decisão será do Conare, vinculado a Sergio Moro, deve despachar no próximo dia 14 os sequestradores paraguaios do Exército do Povo Paraguaio, segundo a Veja. O colombiano padre Olivério Medina, porta-voz das Farc, também será expulso.

Relembrando...
PT arruma salário para embaixatriz das Farc em Brasília.
https://www.conjur.com.br/2008-mai-31/pt_arruma_salario_embaixatriz_farc_brasilia
E : https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/relacoes-perigosas-as-farc-o-pt-e-o-governo-lula/
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,ERT5004-15223-5004-3934,00.html



Loumari disse...

Así suena la nueva canción para el Sínodo de la Amazonía

https://www.youtube.com/watch?v=eIS4upW6K8Q


Assim soa a nova canção para o Sínodo em favor da Amazónia

O próximo Sínodo da Amazónia, previsto para o mês de Outubro, já tem sua banda sonora. Uma canção intitulada “Pan-amazonía Ancestral”, composta pelo artista brasileiro António Cardoso.

Inspirada da forma de cultivo que usam para sustentar-se, as famílias as beiras dos rios da Amazónia. É precisamente a estas famílias e comunidades cristãs as que o Sínodo propõe alcançar.

ANTÓNIO CARDOSO
Cantor
"Nestes meses vivemos momentos de grande alegria, porque tentaram escutar os pedidos daquela comunidade, e assim preparar o documento que servirá de referência para os bispos que se reunirão em Roma em Outubro, para definir quais são os novos rumos da evangelização, em concreto para a Amazónia "

O Sínodo ocorrerá entre os dias 6 e 27 de Outubro em Roma. Entre os temas a ser tratado figura a indiferença global ante a devastação da fauna e flora amazónica, a atenção pastoral para com as pessoas que vivem em estas zonas.

ANTÓNIO CARDOSO
Cantor
"A desflorestação é o maior problema que enfrenta a Amazónia e o tema deve ser abordado. A Amazónia não tem vocação a fazer dela um negócio, a Amazónia pode servir para agricultura de substância, que é o que os povos das ribeirinhas demonstram como guardiãs desta terra.

O Papa Francisco convocou esta Assembleia Especial em 2017 pensando nesta população que parece ter sido esquecida pelo mundo.

FRANCISCO
"O objectivo principal desta convocatória é encontrar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, sobretudo dos indígenas, muitas vezes esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise gerada na floresta amazónica, pulmão de fundamental importância para nosso planeta".

Os países da Amazónia esperam com ânsia as conclusões do Sínodo sobre o cuidado da natureza e a evangelização de suas terras, tão importantes para o mundo e ao mesmo tempo tão esquecidas.

ROME REPORTS en Español

7 de Junio, 2019


OBS: Sempre que visualizo um vídeo, tenho sempre tendência de visitar o espaço dos comentários para notar as opiniões sobre o conteúdo da matéria abordada.
Achei no espaço dos comentários estes comentários aqui:

samuel sd129

Esto es solo una deaculpa para cambiar la doutrina de la Iglesia

samuel sd129

Los católicos brasilenos son contra este sínodo

Loumari disse...

Em 10 anos, mais de 500 mil homicídios e 400 mil mortos no trânsito. E terraplanistas querem mais...

https://www.youtube.com/watch?v=-QfR0fPn-gw

Anônimo disse...

Excuso-me de fazer qualquer comentário entre Neimar jor. e sua última maria chuteira, por ser ridículo demais. Quanto ao comportamento e postura do nosso mito Bolsonaro a cada dia que passa ele revela sua faceta de populista que agrada ao povão que só pensa em putaria e futebol, mas cuja decepção está aumentando no povo consciente, que votou nele e tudo indica que ele próprio está provocando seu impedimento, ao dizer que o brasil é ingovernável nesta pseudo democracia, porque o crime organizado no congresso e no judiciário continuam dando as cartas neste infeliz país, sob a manto protetor das nossas ex gloriosas FFAA. Acredite se quiser. !!!

Unknown disse...

O exército tem invadir o congresso com ou sem Bolsonaro.vomeca pela STF bando de ladrões.um póntá pé no maia e no alcombre traidores.expulsar todos comunistas caçar os partidos dele e fazer novas eleições,cujos candidatos tem que ter ficha limpa.URGENTE GENERAL