segunda-feira, 10 de junho de 2019

O que é (e o que não é) Maçonaria?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Sem o correto conhecimento, com arraigado preconceito ou com profissional canalhice, muita gente se arvora e se arrisca a polemizar sobre o tema “Maçonaria”. O assunto gera apaixonadas e irracionais controvérsias. O principal problema é a equivocada abordagem da análise. O objeto-alvo nem sempre fica claro. A qual “Maçonaria” se refere o analista? É fácil ser contra, a favor ou pretensamente neutro, sem chegar a uma conclusão correta, minimamente racional e científica.

Comete-se o perigoso erro comum confundir “Maçonaria”, suas diversas doutrinas e seus supostos “segredos” com a atuação, objetivos e interesses das diferentes “Potências Maçônicas” que a representam administrativamente pelo mundo afora. Outra falha imperdoável é desconsiderar ou ignorar, propositalmente, os contextos históricos nos quais a “Maçonaria” se envolveu. Confunde-se um passado lendário e o presente incerto criticável com um futuro irrealizável. A resultante é muita bobagem, erro, preconceito e inverdade. Prevalece o “achismo”.

A “tese” Maçonaria Primitiva afirma que a Ordem é fruto do conhecimento herdado do passado mais remoto da humanidade. A origem iniciática viria do ocultismo, da magia e das crendices primitivas. Esta mesma linha aceita que houve influências dos movimentos religiosos dos egípcios e dos caldeus. Tal corrente reúne ateus e agnósticos que dispensam a crença em “um Deus” para a configuração fundamental da “Maçonaria”.    

Também virou moda proclamar que a “Maçonaria” é a mesma que se origina em 49 Depois de Cristo. Fundada pelo rei Herodes Agrippa. Tal “ordem”, chamada de “Força Misteriosa”, tinha o exclusivo intuito de perseguir e matar todos os apóstolos e discípulos de Jesus Cristo, classificado como “impostor”. Esta é a “tese” de Samuel Lawrence no livro “Dissipando as Trevas – História da Origem da Maçonaria”. Assim, a “Maçonaria” seria uma originária inimiga do Cristianismo e de tudo e todos que se originou a partir dele.

Outros historiadores pregam o contrário. Até apontam Jesus como o mais justo e perfeito dos Maçons. Partem do princípio de que a Ordem teve como berço o Templo do Rei Salomão. Assim, teria sido tal “Maçonaria” que criou as bases para a evolução do Cristianismo. A mesma linha exalta o papel dos Cavaleiros Templários na edificação de e igrejas e catedrais católicas para a expansão e propagação da fé cristã. Deste modo, a “Maçonaria” seria a defensora originária do Cristianismo, só que surgida a partir da influência católica na Idade Média. É a chamada Maçonaria Operativa, gerada, principalmente, a partir das guildas de pedreiros, fundamentais na Era Feudal.

Embora admita a tese da Maçonaria Operativa, uma nova corrente prefere considerar a prevalência da Maçonaria Especulativa, a partir de 24 de junho de 1717, com a fundação da Grande Loja da Inglaterra. Ocorreu, a partir de então, a consolidação da união de diversas ordens de artífices e pedreiros, depois do grande incêndio que devastou Londres, em setembro de 1666. Claro, tudo coincidiu com o fortalecimento da burguesia e seus valores que se opunham aos medievais.  

A Maçonaria Especulativa (simbólica e filosófica) trabalha com a noção de “construção do edifício social ideal”. Esta corrente combinou o protestantismo inglês com o iluminismo. Consolidou-se o conceito de Grande Arquiteto do Universo, o Ente Superior, planejador e criador de tudo que existe. Trata-se de um “Deus” válido para todas as religiões. Assim, pessoas de diferentes crenças poderiam se reunir, sem conflitos, em uma mesma Loja Maçônica.  

Tamanha “salada” serviu de base para a consolidação do Império Britânico, mas também gerou as pré-condições para a revolução francesa, a revolução americana, a independência do Brasil, as unificações européias e tudo que aconteceu depois disso. Apontando variadas tendências, coincidentes ou conflitantes, o breve e resumidíssimo relato histórico demonstra a complexidade e o cuidado necessário para se tratar, corretamente, do tema “Maçonaria”.

Voltemos à pergunta originária: De qual “Maçonaria” estamos falando? O passado ajuda na análise histórica, se as informações forem verdadeiras e a abordagem correta. Fundamental é viver o momento presente, com uma análise realista que gere perspectivas futuras. Diletantismo inútil serve para nada... Além disso, a Maçonaria ainda tem capacidade real para exercer um papel benéfico para o equilíbrio da humanidade. Basta que não sejam corrompidos os seus valores fundamentais. Este é o grande desafio...

A Maçonaria Britânica se mantém aristocrática e poderosa. Outrora, teve decisiva influência global. Com mais de 300 anos de existência, a Grande Loja Unida da Inglaterra é uma expressão da elite dirigente inglesa. Enfrenta problemas de renovação dentro da tradição. Sofre envelhecimento e desinteresse dos jovens. Pode até encolher de tamanho em número de maçons, porém não irá se “proletarizar” ou popularizar. É uma Maçonaria Imperial, mais centralizadora.

A Maçonaria norte-americana tem a glória de ter fundado a própria Nação. Tanto que eram maçons 53 dos 56 signatários da Declaração de Independência dos EUA, em 4 de julho de 1776, depois de 13 anos de debates e conflitos. Não é à toa que se conserva o foco fortemente local e comunitário. É Republicana e Federalista. Foca em beneficência e nos valores cristãos. Reúne Lojas com milhares de membros e consistente poder econômico, fazendo jus ao termo “elite” (o melhor entre os melhores da sociedade). As Potências Maçônicas dos EUA pouco ou nada interferem na gestão das Lojas. As 51 Grandes Lojas estaduais dos EUA apenas congregam administrativamente as oficinas dos Condados.

Historicamente, a Maçonaria Brasileira sempre aceitou ser um satélite ideológico da inglesa. Nasceu oligárquica, aristocrática, “estadodependente”. Tornou D. Pedro I Grão-Mestre. Foi decisiva no processo de Independência. Fundamental na Abolição da Escravatura. Abraçou o Positivismo e os ritos maçônicos agnósticos, não cristãos. Brigou com a Igreja Católica. Abandonou o Imperador. Promoveu a Proclamação da República. Seus membros lideraram os primeiros governos, durante a chamada “República Velha (1889 até 1930).

A Maçonaria brasileira ostentou poder efetivo até 1927, quando ocorreu a primeira grande divisão. Na Era Getúlio Vargas, sobretudo durante o Estado Novo (1937-1946), sofreu relativa perseguição do regime. Perdeu influência e poder. Nunca mais se recuperou e rachou, novamente, em 1973. Em 2018, encarou mais uma cisma. Por falta clareza de projeto estratégico, atua como uma associação qualquer, com Lojas que raramente conseguem ter mais de 100 membros, na faixa etária média de 60 anos de idade e com poder econômico em decadência.

Há muito tempo (décadas), a Maçonaria Brasileira não tem um perfil definido, nem clareza de propósitos estratégicos. Opera para dentro dela mesma. Corre atrás do próprio rabo, com projeção social aquém do ideal pregado pela doutrina maçônica originária. Suas regras constitucionais imitam o que seria um Presidencialismo Republicano, com divisões de poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

No entanto, as Potências brasileiras (Grande Oriente do Brasil, Grandes Lojas estaduais e Grandes Orientes Independentes) mantêm-se oligárquicas na governança. Estruturalmente, seus dirigentes (Grão-Mestres) atuam mais como “ditadores-imperadores” que como Presidentes. Exceções são raríssimas... As Lojas têm papel periférico. Legislam de “mentirinha” nas Potências. Na verdade, apenas legitimam ordens do executivo. Os ditos “tribunais maçônicos”, que nem deveriam existir, se subordinam, demais, aos Grão-Mestres. Eis o fator básico das “tretas” e rachas.

Tudo é agravado pela falta de transparência, estratégia, intolerância e empobrecimento – causas de evasão dos membros das Lojas Maçônicas. No Brasil, da combinação entre fanatismo e canalhice, surge uma infinidade de Potências maçônicas consideradas irregulares, espúrias e não reconhecidas (para divisão territorial) entre as Potências tradicionais que tem tratados com a Grande Loja Unida da Inglaterra e as Grandes Lojas dos EUA.

Nem vamos entrar no (de)mérito das “Mafionarias” (verdadeiras organizações criminosas que agem, impunemente, dentro e a partir das potências e lojas maçônicas)... Tais grupos e indivíduos inescrupulosos denigrem a imagem da Ordem Maçônica perante a sociedade. Expostos os problemas estruturais e as questões de gestão maçônica (que parecem essenciais, porém são periféricas), devemos dar respostas à pergunta que motiva este artigo: De qual Maçonaria estamos falando?

Resposta conceitual: A Maçonaria é uma escola iniciática focada no ensino, aprimoramento e progresso do indivíduo, sob os pontos de vista moral, intelectual e espiritual. É Verdadeiro Maçom o indivíduo que consegue trabalhar coletivamente na sociedade, de forma humilde, harmônica, justa,  legal e democrática, em busca da perfeição, da felicidade e da paz. Quem não se encaixa neste conceito pratica a corrupção da Maçonaria.

Por isso, tradicionalmente, a Maçonaria é definida como uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista, principalmente quando cultua corretos valores conservadores. O Verdadeiro Maçom é reconhecido se cumprir sua Obrigação para com Deus, seus Irmãos de Ordem, sua Família, sua Loja, sua Pátria e a Humanidade.

Ao contrário do que alguns pregam, Maçonaria não tem “segredos”. As atitudes e valores fundamentais do Maçom Verdadeiro são: Amor, Fé, Esperança, Caridade, Vigilância, Transparência, Perseverança, Coragem, Honra, Tolerância, Serenidade, Humildade e Equilíbrio. Todas estas virtudes morais e sociais viabilizam a Sabedoria – entendida como o uso correto do , justo, perfeito e verdadeiro do conhecimento individual e socialmente acumulado ao longo da História.

Só assim o Verdadeiro Maçom é o exemplo que educa e frutifica para o Bem, na eterna luta contra o mal. Só o Bom e Verdadeiro Maçom tem poder e potencial para combater e vencer a ignorância, a superstição, o fanatismo, o orgulho, a intemperança, o vício, a discórdia, a dominação, os privilégios, os preconceitos e os erros. Em resumo: as Virtudes Teologais têm de superar os Pecados Capitais, tornando o indivíduo realmente livre e de bons costumes.

Isto é Maçonaria. Não é Maçonaria tudo aquilo que os inimigos (por burrice ou canalhice) falam da Maçonaria. As reflexões são frutos de minha vivência e experiência, acertos, erros, desafios e enfrentamentos em 22 anos de bem-sucedida prática na Maçonaria – que não tem “segredos”.

Evidentemente, existem corruptos infiltrados que usam e abusam da Ordem Maçônica, das Potências e Lojas, focados, apenas, em praticar o mal, em busca do poder ou da locupletação.

Azar dos idiotas, dos canalhas e dos satanistas (desculpem da redundância)... Mesmo desejo aos membros das “mafionarias”...

Graças a Deus, existem Verdadeiros Maçons para praticar o Bem, combatê-los e neutralizá-los. O resto, sobre Maçonaria, é conversa fiada...

Jorge Serrão é Maçom. Foi iniciado em 1º de Agosto de 1997, na ARLS Rei Salomão 1577, do Grande Oriente do Brasil, no Oriente Rio de Janeiro. Mestre Instalado, foi fundador e primeiro Venerável-Mestre da ARLS Brasil número 683, em 7 de setembro de 2008, da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo. Ocupa o cargo de Capelão, no Rito dos Antigos (versão do Rito de York praticado pela Grande Loja de Nova York). Membro do Capítulo Mestre Pythagoras 026 do Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil. Membro do Conselho Horus 026 do Supremo Grande Conselho de Maçons Cripticos do Brasil.

Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança)2995 013 00008261-7   

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Membro do Movimento Avança Brasil. A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 10 de Junho de 2019.

18 comentários:

Loumari disse...

Das mensagens que recebemos do Reino de Nosso Rei e Senhor Jesus Cristo, o mesmíssimo Jesus Cristo nomeia a maçonaria como a besta negra dentro de sua casa. O joio que foi introduzido dentro de sua Igreja e contamina o trigo.
A Santíssima Virgem Maria abomina a maçonaria e trata esta ordem maçónica de besta negra dentro da Igreja de Seu Filho.
São Miguel Arcanjo, em suas mensagens nos adverte sobre a perigosidade da maçonaria que é inimigo da Santíssima Trindade, que esta ordem dentro da Igreja de Nosso Senhor e Rei Jesus Cristo está a devorar até os predilectos filhos de Deus.
Assim que, podem contar todas as história que vocês querem dar a engolir as pessoas, só os já mortos para caírem nesta e ter simpatia pelos maiores inimigos de São Miguel Arcanjo.
Como diz a própria Palavra de Deus, no fim entendereis bem isso.

MANOEL PEDRO SOARES disse...

Caramba!!! A maçonaria remonta a São Miguel Arcanjo!?!?!
Entao é mais antiga do que eu imaginava.
Boa coisa não deve ser estes maçons!
Kkkkkk

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ...
INFELIZMENTE ORDENS HERMETICAS ASSIM COMO AS RELIGIOES SAO PRATICADAS, CONHECIDAS E FALADAS POR PESSOAS. DE TODOS OS TEMPOS DO EGITO PARA CA TODAS AS PESSOAS QUE MANIPULARAM TODAS AS RELIGIOES QUERIAM PODER PELO PODER. O QUE SIGNIFICA DEUS PARA A MAÇONARIA. O QUE E DEUS OU ARQUITETO DIVINO PARA A MASSONARIA. TODAS AS RELIGIOES SAO ADMINISTRADAS E ENSINADAS POR PESSOAS E DESDE O EGITO ANTIGO AS PESSOAS SAO AS RESPONSAVEIS PELOS ABSURDOS QUE EXISTEM EM NOSSAS VIDAS. COMO ACREDITAR NAS PESSOAS SEJAM ELAS QUAIS FOREM. MUITOS E MUITOS SECULOS JA SE PASSARAM E MUITOS E MUITOS SECULOS PASSARAO. O QUE VEMOS SAO PESSOAS QUERENDO MANIPULAR PESSOAS. NAO EXISTE NADA NESTE MUNDO DE DEUS QUE POSSA FAZER AS PESSOAS PENSAREM DE MANEIRAS IGUAIS.
TODOS NASCEM EM PAISES QUE NAO SAO IGUAIS, LINGUAS QUE NAO SAO IGUAIS, CULTURAS QUE NAO SAO IGUAIS. IDEOLOGIAS QUE NAO SAO IGUAIS. PARA ISSO PARA IGUALAR AS PESSOAS NAO PODE SER ATRAVEZ DE RELIGIOES, PARTIDOS, OBA, OBA, PALAVRAS E MAIS PALAVRAS.
TEM QUE TER UM PACTO DE CONVIVENCIA. DESIGUAIS SO FUNCIONAM COM UM PACTO QUE DEVE SER SEMPRE MOSTRADO COMO AGIR EM TODAS AS CIRCUNSTANCIAS TENDO A LEI A ULTIMA PALAVRA. FALAR EM CRISTIANISMO, RELIGIOES PAGAS, RELIGIOES DAS QUAIS CADA UM CRIOU SEU DEUS ESPECIAL, O DEUS QUE ELAS ACREDITAM NUNCA, NUNCA MESMO VAI TRAZER A PAZ.
NOSSO PAIS E UM EXEMPLO DISSO. A DESCARACTERIZAÇAO DE TODAS AS RELIGIOES, TODOS OS PARTIDOS E FINALMENTE PARA NAO CANSAR A DESCARACTERIZAÇAO MENTAL, INTELECTUAL E VERBAL. O QUE ESTAMOS VENDO E UMA SODOMA E GOMORRA MUNDIAL. NO VELHO MUNDO, NO NOVO MUNDO E EM TODO O LUGAR DESTE NOSSO INFELIZ MUNDO QUE FOI CONTAMINADO PELA INVEJA, CIUME, VAGABUNDAGEM, FALTA DE CARATER, FALTA DE ORDEM E FALTA DE JUSTIÇA. QUEM TEM A FACA E O QUEIJO NA MAO QUE E NOSSO PRESIDENTE E AS FFAA QUE SAO OS UNICOS QUE PODLEM UNIFICAR NOSSO PAIS ESTAO PERDENDO O BONDE DO AVANÇAO COM CONVERSAS FIADAS DE MINISTRO DA FAZENDA DE ARAQUE, TEMOS VARIAS MAÇAS PODRES NO GOVERNO E NOSSO PRESIDENTE ESTA MAL CERCADO E COM UM CONGRESSO, SENADO E ALTA CORTE CORROIDA PELA VAGABUNDAGEM PUBLICA. NOSSA SOLUÇAO ESTA NA BIC DO PRESIDENTE SE ELE CONTINUAR COM A MARCHA FUNEBRE O PAIS VAI VIRAR VENEZUELA, BOLIVIA, MERDA SUL E MERDA EUROPA. QUEM NAO QUISER ACREDITAR QUE PAGUE PARA VER. O MUNDO ESTA UMA MERDA TOTAL GRAÇAS AS ORDENS INICIATICA, RELIGIOES E OUTRAS COCITAS MAS. QUE O SENHOR JESUS NOS AJUDE. FAÇA-SE AMEM. SANGUE DE JESUS TEM PODER. A IGREJA CATOLICA JA MORREU COM ESTE PAPA DE MERDA.

Loumari disse...

Em Nome da Santíssima Trindade nos dirigimos a pessoa que se prenome de NUTAVAEL:
Seu fulano, este mundo e tudo quanto nele há os criou Deus Pai Criador. Todos os dias você profere maldições contra o que Deus criou. Se este mundo que Deus criou e tão merda para si, por quê você não arruma seus clicks e claks e se larga daqui? Está você acorrentado e trancado com cadeado para você não ser livre de partir deste mundo? Para você este mundo é tudo merda, neste caso, largue-se deste mundo e parte para outro mundo que é ideal e perfeito para você.
A palavra de Nosso Rei e Senhor, Salvador e Redentor Nosso Jesus Cristo diz: LUCAS 6:45 O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca."

Convenhamos, e todo mundo nos é testemunha: a palavra de predilecção deste fulano de NUTAVAEL é MERDA. E merda com maiúscula. MERDA é o condimento que dá sabor todos os seus pratos.
Fulano de NUTAVAEL, o que você tem em abundância no seu coração é MERDA. Seu coração é vaso cheio de excrementos. Não é o mundo que é merda, mas você mesmo é que é um barril cheio de excrementos, como prova todos os textos que você tem postado aqui. MERDA. MERDA. MERDA. Você só se alimenta de fezes e vomita fezes.

sergio soares disse...

Caro Jorge Serrão,tanto voce quanto Ribas Paiva poderiam escrevem um resumo sobre os Illuminati e as grandes famílias que mandam no mundo (estas sim secretas),como os Rothschild,os Rockefellers,os Morgan,etc.Afinal o assunto "nova ordem mundial"está pipocando no mundo inteiro.Todos os cidadãos do mundo e as políticas globais são tremendamente influenciados por estes entes.Genocidas na minha opinião. Obs.Eu ,que tenho interesse no assunto,chamo o Ribas Paive de "Enéas Carneiro 2,0".Seria profícuo tornar público aquilo que já se sabe dos membros da elite mundial que imprimem dinheiro no mundo todo.Clube de Roma,Clube de Bilderberg,Diálogo Interamericano,Instituto Tavistock,Escola de Frankfurt,ONU,Unesco,Unicef,FMI,OEA,União Européia,etc.

Loumari disse...

Papa se reúne con niños en el Vaticano: Os doy la fórmula para no hablar mal de nadie

https://www.youtube.com/watch?v=ygPK5WMc8DM&t=28s

FRANCISCO
“¿Y qué tengo que hacer cuando me vienen ganas de hablar mal de otros? Tengo una receta infalible, una receta para no hablar mal de los demás. ¿Queréis que os lo diga?”

¡Sì!

FRANCISCO
“Atención. Cuando queráis hablar mal de los demás, mordeos la lengua. ¡Fuerte, fuerte, fuerte! Y así la lengua se hincha y no podrás hablar. ¿Entendido? Nunca habléis mal de los demás”.
“¡Hay muchas cosas en las que se puede ir de acuerdo! ¿Para qué pelear? Las grandes guerras que hay ahora, guerras en las que las personas se matan, comienzan así, con un poco de odio en cosas pequeñas. Esto es algo que la maestra me enseñó”.

El Papa también les pidió que distingan quién inspira las cosas buenas en sus corazones y quién las malas. Es decir, a escuchar los consejos de Dios y no los del diablo.

ninguem disse...

A infiltração dos jesuítas na maçonaria.

Em 1773, os Jesuítas usaram como fachada o judeu convertido ao cristiamnismo, Adam Weishaupt que criou as sociedades secretas dos illuminati na Baviera para se vingar dos monarcas que os expulsaram de seus países. Os Illuminati Jesuítas se infiltraram nas Lojas Maçônicas da Europa modificando suas doutrinas. Hoje dominam a Maçonaria bem como as casas reais da Europa e de outros países, além do Banco Central da Inglaterra.

Ignácio de Loyola, fundador da Ordem dos Jesuítas em 1534 e foi de fato quem inspirou Adam Weishaupt a fundar a seita Illuminati para conquistar poder político militar e controle absoluto de uma Igreja Mundial para o Papa de Roma. Os Jesuítas constituem a maior ordem religiosa do mundo com cerca de 30 mil membros, 500 universidades e colégios e 200 mil estudantes anuais. Os Jesuítas surgiram para eliminar os que protestavam contra os ensinos da Igreja Católica Apostólica Romana. O lema da Ordem dos Jesuítas é: “Os fins justificam os meios”.

Os illuminatis e os Jesuítas estiveram por trás e comandaram a guerra civil americana, a grande depressão e os grandes desastres que marcaram a história americana. O Presidente Lincoln recusou seu sistema bancário e por isso foi assassinado. Kennedy desafiou as sociedades secretas e também foi assassinado. Planejaram e participaram da primeira e da segunda Guerra Mundial. Participaram do extermínio de 70 mil protestantes na noite de 24 de agosto de 1572, na França. Financiaram e comandaram o holocausto de Judeus e o Nazismo de Hitler.

O objetivo final dos Illuminatis e da Ordem dos Jesuítas é controlar o mundo por meio das sociedades secretas e preparar a chegada do nefasto e maligno General Supremo que governará a terra. “O Poder da Besta é uma Igreja e uma cidade. A mulher prostituta é a grande cidade que reina sobre os reis da terra”. (apocalipse 17/18). A Mulher prostituta é a Igreja Infiel. “Está sentada sobre sete montes”, as sete cabeças da Besta. A prostituta, (a Igreja), está vestida de púrpura e escarlate, e é adornada de ouro e pedras preciosas, e exerce Poder sobre todos os habitantes da terra.

Também lhe fora dado autoridade sobre toda a tribo, povo, língua e Nação. “As águas que viste onde a prostituta se senta, são povos, multidões, Nações e línguas”. A prostituta erradicou três reinos quando subiu ao Poder. Faz guerra com os santos: “Vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue dos mártires de Jesus”.

Anônimo disse...

Eles, os jesuítas, sacrificam o princípio interno, o cérebro espiritual do ego, para alimentar e desenvolver melhor o cérebro físico do homem pessoal e evanescente, sacrificando toda a humanidade para oferecê-la em holocausto à Sociedade deles – o monstro insaciável que se alimenta com o cérebro e a medula da humanidade, e desenvolvendo um câncer incurável em cada ponto de pele saudável que toca.

Nós, os criticados e mal-entendidos Irmãos, tentamos levar os homens a sacrificar a sua personalidade – um relâmpago passageiro – pelo bem-estar de toda a humanidade, portanto pelos seus próprios Egos imortais, que são parte dela, assim como a humanidade é uma parte do todo integral, ao qual se reunirá um dia.

Eles são treinados para enganar; nós, para desenganar; eles fazem o papel de animais que se alimentam de carniça, confinando alguns poucos pobres e sinceros instrumentos deles – con amore, e com objetivos egoístas; nós, deixamos isso para nossos lacaios, os dugpas que trabalham para nós, e lhes damos carte blanche [1] por algum tempo, com o único objetivo de extrair toda a natureza interna do chela, a maior parte de cujos cantos e recantos permaneceria escura e escondida para sempre, se não fosse dada uma oportunidade para que cada um destes cantos fosse testado.

Se o chela conquista ou perde o prêmio é algo que depende apenas dele. Só que você deve lembrar que as nossas ideias orientais sobre “motivações”, “sinceridade” e “honestidade” diferem consideravelmente das suas ideias no Ocidente.

Ambos acreditamos que é moral dizer a verdade e imoral mentir; mas aqui toda analogia termina e nossas noções passam a divergir em um grau bastante notável. Por exemplo, seria uma coisa extremamente difícil para você dizer-me como é que a sua sociedade ocidental e civilizada, com sua igreja, Estado, política e comércio, puderam em algum momento assumir uma virtude que é completamente impossível de praticar em sentido irrestrito por um homem culto, um estadista, um comerciante, ou qualquer outro que viva no mundo?

Poderá qualquer uma das classes mencionadas acima – a fina flor da nobreza da Inglaterra, seus mais orgulhosos fidalgos e mais destacados membros do parlamento, suas damas virtuosas e sinceras – poderá qualquer um deles falar a verdade, pergunto, seja em seu lar, ou em sociedade, durante suas funções públicas ou no círculo familiar?

O que você pensaria de um cavalheiro, ou dama, cuja afável polidez de maneiras e suavidade de linguagem não cobrisse falsidade alguma; alguém que, ao encontrar você, lhe diria direta e abruptamente o que pensa de você, ou de qualquer outra pessoa?

E onde você pode encontrar aquela pérola de comerciante honesto ou aquele patriota temente a Deus, ou político, ou um simples visitante casual seu, que não esconde seus pensamentos todo o tempo, e é obrigado, sob pena de ser visto como um bruto, um louco – a mentir deliberadamente, e com uma expressão facial enfática, assim que é forçado a dizer o que pensa de você; a menos que por milagre seus sentimentos reais não exijam ser escondidos?

Tudo é mentira, tudo falsidade, ao redor de nós e em nós, meu irmão [2] ; e é por isso que você parece tão surpreso, se não abalado, sempre que encontra uma pessoa que diz a você cara a cara a dura verdade, e também é por isso que parece impossível a você compreender que um homem pode não ter nenhum mau sentimento contra você, e até mesmo gostar de você e respeitá-lo por certas coisas, e no entanto dizer-lhe frente a frente o que pensa honesta e sinceramente de você.

Anônimo disse...

O projeto global e clássico dos jesuítas foi descrito por H.P. Blavatsky em uma carta de janeiro de 1887, assinalada com as palavras “reservado e confidencial”. Endereçada a Alfred Sinnett, a carta diz:

“Seria aceitável, talvez, se os Jesuítas se contentassem com fazer os maçons de bobos e lutar contra os teosofistas usando o clero protestante como seu instrumento. Mas os seus complots têm um objectivo muito mais amplo, e incluem um grau de minúcia, detalhe e cuidado do qual o mundo em geral não tem a menor ideia. Eles fazem de tudo para colocar a massa da humanidade novamente naquele estado de ignorância passiva que eles sabem que é a única situação favorável para que possam realizar o seu propósito de Despotismo Mundial.” [1]

A Companhia ou Sociedade de Jesus foi fundada em torno do ano de 1541 como uma parte da Contra-Reforma. Foi uma reacção autoritária do Vaticano contra o desafio representado pelo nascimento do protestantismo, com Lutero, vinte anos antes. O jesuitismo foi criado como uma sociedade secreta com vários graus – e também como um serviço secreto. A Companhia dava a si mesma licença para matar e para mentir como quisesse, atuando para fortalecer a política centralizadora do poder eclesiástico dos papas.

Desde meados do século 16, onde quer que isso foi possível, os jesuítas infiltraram movimentos e influenciaram nações dominando e controlando os seus principais líderes. Os historiadores nos informam que na segunda metade do século 16, eles já conspiravam para derrubar a rainha Elizabeth I na Inglaterra e para enganar ou controlar o rei luterano João, da Suécia, enquanto promoviam acções similares em outros países. A meta era boicotar e enfraquecer tanto os governos nacionais como o protestantismo e substituí-los pela milícia negra do papa, isto é, eles mesmos, em sua busca de um império ditatorial e teocrático mundial.

Depois de um par de séculos, no entanto, os assassinatos e conspirações que promoviam ficaram tão fora de controle que na segunda metade do século 18 a sua Ordem teve que ser fechada. Portugal proibiu as suas actividades em 1759, depois que os jesuítas promoveram o assassinato do rei português. A França os expulsou em 1764, a Espanha em 1767, e o Vaticano fechou oficialmente a Sociedade de Jesus em 1773. Os jesuítas continuaram a existir secretamente e fora da lei, no entanto. Em 1814, eles conseguiram voltar à existência formal, com a restauração ostensiva da sua Ordem pelo papa. Naquele momento, o Vaticano estava novamente necessitando com urgência dos serviços da milícia negra e dos seus métodos brutais de acção.

Foi apenas após a segunda guerra mundial que o Opus Dei, uma sociedade secreta construída ao estilo jesuíta e fundada por fascistas espanhóis durante a primeira metade do século vinte, parece haver assumido em grande parte o papel secreto desempenhado tradicionalmente pela milícia negra dos jesuítas. Protegido pelos papas recentes, o Opus Dei possui hoje (1887) cerca de 80 mil seguidores em todo o mundo e está bastante infiltrado em altas esferas do mundo político, do mundo financeiro e do mundo sacerdotal.






“Nunca houve uma Sociedade Oculta, por mais aberta e sincera que fosse, que não tenha sentido a mão dos jesuítas tentando derrubá-la por todos os meios secretos... ”

Anônimo disse...

Os jesuítas armados com o socorro espiritual obtido dos Exercícios Espirituais , intimamente ligados pelo Juramento Extremo da Indução , e usando os conselhos práticos contidos na Monita Secreta Societatis Jesu, são um inimigo muito poderoso.

A Sociedade de Jesus, por sua própria natureza e propósito, se opõe não apenas ao governo apropriado e aberto, mas também contra outros grupos ocultistas que têm uma agenda diferente, mas cujas atividades entram em contato com os jesuítas. As atividades febris dos jesuítas logo fizeram uma variedade de inimigos, leigos e clérigos, ambos abertos e ocultos, que em meados do século XVIII procuravam destruir a sociedade.

Essa oposição surgiu do espírito anticlerical e antipapal da época que foi resumida quando o Papa Clemente XIV, especialmente sob pressão dos governos da França, Espanha e Portugal, emitiu um decreto em 1773, abolindo a ordem.

A mão organizadora da Casa de Bourbon assegurou que essa proibição ocorresse nas terras que eles controlavam ou naquelas em que detinha alguma medida de influência. Somente na Rússia, por causa da oposição de Catarina II a Grande (1729-96) imperatriz da Rússia, à execução canônica da supressão foi mantida a existência corporativa da sociedade.

O Diabo cuida do seu e inevitavelmente forças movidas para preservar a Sociedade e em 1814, o Papa Pio VII restabeleceu a sociedade. O valente Clemente XIV havia se mudado para ferir a Companhia de Jesus "para sempre", mas seu desejo não era para ser, e o "para sempre" do touro durou apenas em ação real durante o período entre 1773 e 1814.

Os jesuítas e sua organização não tinham ido embora, mas haviam trabalhado de forma dissimulada, insidiosa e incessante para consolidar sua posição no submundo do ocultismo e trabalhar para promover a reinstituição de sua ordem. O período de supressão foi tempestuoso, preenchido com a terrível tempestade da Revolução Francesa, que ameaçou a estabilidade de toda a Europa.

Entre todas essas dores de parto e terror, quando os tronos e altares foram profanados, os jesuítas tiveram a temeridade de professá-los como evidência da ira divina na supressão de sua ordem. Uma audácia mesmo porque, apesar da bula de Clemente, os jesuítas não haviam deixado de existir nem deixado de atuar, e nas tempestades que abalaram o mundo estavam vigorosamente ativos.

Nas Lojas e covens dos grupos ocultistas que secretamente, em última análise, controlam grande parte dos eventos chamados "história", em convenções e clubes revolucionários, em conselhos de guerra e comitês, e nos campos de batalha, os jesuítas estavam presentes.

O general da Sociedade à frente de seu exército místico, quase invisível, ordenou-lhes que entrassem em sindicatos e associações secretas não para edificação pessoal, mas para a grande causa que é o engrandecimento da Ordem.

É por isso que quando nos afastamos da cortina que obscurece essas uniões secretas, vemos o "Illuminatus Rex", o general jesuíta e o "rei dos judeus" sentado à mesma mesa conspiratória. Os jesuítas de elite, os "professos do 4º grau", como os Adeptos Negros do Culto do Mal , guiam o curso dos negócios com um toque invisível, mas poderoso.

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ...
DONA LOMARI DOS ANZOIS CARAPUÇA A SRA E O QUE E DE INUTIL EM PENSAMENTO OU AÇOES.
O QUE E A SRA AFINAL. CORTA E COLA DA BIBLIA? CORTA E COLA DE IDIOTAS QUE PENSAM QUE DIZEM A PALAVRA DE DEUS COMO SE DEUS FOSSEM? NAO TENHO O MINIMO INTERESSE DE TROCAR IDEIAS QUE A SRA NAO TEM COM A SENHORA.
A MINHA ESCOLA E A ESCOLA DA VIDA. NAO DEFENDO IDEAS ABJETAS QUE NAO TRAZEM NADA DE UTIL PARA NOSSO PAIS. JA PASSEI POR TODOS OS ESTADOS QUE A SRA PODE SUPOR MAS NUNCA VIVENCIOU SENAO NAO FICARIA DIZENDO MONTES DE MONTES DE BESTEIRAS E ASNICES SOBRE NOSSO PRESIDENTE.O PAPA DE NOSSA IGREJA NAO DA O QUE TEM AOS POBRES, DIFERENTE DA AÇAO DO SENHOR JESUS E TAMBEM NAO ELIMINA DA IGREJA A PEDOFILIA E VIADAGEM.
O QUE EU FALO E A CONDUTA DAS PESSOAS PRINCIPALMENTE A SUA QUE NAO QUER DIZER NADA DE NADA DE QUEM PRECISA LIBERTAR O PAIS DE VERDUGOS DA PALAVRA COMO A SENHORA.
O SEU LUGAR E FAZER O QUE A SENHORA FAZ TAO MAL E PORCAMENTE E NAO SE METER NOS CONCEITOS DE PESSOAS QUE A SRA NAO CONHECE.
SEU PRECONCEITO NAO E DE DEFENSORA DAS LEIS DE JESUS E DE DEFENSORA DA ESBORNIA.
VA LAVAR SUA CARA. NUNCA ME METI EM SEUS CONCEITOS POBRES E A SRA FIQUE NA SUA.
TENHO 84 ANOS SOU UMA BRASILEIRA NATA JA TRABALHEI CINQUENTA ANOS EM MINHA. MINHA VIDA E LIMPA E NAO PRECISO SABER SUAS IDEIAS SOBRE MIM. VENDO COMO A SRA TRATA NOSSO PRESIDENTE JA SABEMOS A QUE CORJA A SRA PERTENCE. VA SE DIRIGIR A SUA TURMA A SRA NAO TEM NADA PARA ME ENSINAR. A SRA JA MORREU E ESQUECEU DE DEITAR. ACHO MESMO QUE A SRA NAO SABE LER PORQUE SENAO NAO DIRIA E FALO COM ODIO. NAO ODEIO NINGUEM. ACHO MESMO QUE CADA UM FAÇA SUAS ESCOLHAS. MAS A SRA QUER TRADUZIR MEUS TESTOS COM SUAS OBJEÇOES ISSO NAO ME INTERESSA NEM UM POUCO. DENTRO DO MEU UNIVERSO A SERA E MENOS DO QUE MENOS DE UM GRAO DE AREIA. O FATO DE TRANSCREVER A BIBLIA NAO MOSTRA A GRANDE ERUTITA QUE E. PARA DE SE INTROMETER COM AS PESSOAS E ATENHA SE AOS FATOS. FATOS SAO FATOS NAO SAO LADAINHAS DE CAROLAS DE IGREJA. FALEI.

João Emiliano Martins Neto disse...

Excelente postagem, Jorge Serrão. Eu sou católico romano fiel, graças a Deus, por isso não posso ser maçom, mas, segundo o que tu dissestes, Serrão, a Maçonaria é algo de bem, verdadeiro e belo, por isso, se há algo de verdadeiro na Maçonaria, então, pertence a nós, os católicos romanos, porque verdade é sempre verdade católica. Um dia a santa Igreja romana há de desagravar a Maçonaria. Segundo Olavo de Carvalho em O Jardim das Aflições, a Maçonaria ensina os pequenos mistérios que é o primeiro degrau para os grandes mistérios ensinados pelo cristianismo, logo, é fundamental para a humanidade o conhecimento esotérico maçônico. Eu procuro, com a ajuda de Deus, ser o melhor homem e cristão que eu possa, e reconheço em mim, por isso mesmo, que tento cultivar as virtudes que a Maçonaria ensina, logo, eu tento ser um maçom e nem sabia. Excelente postagem, muitíssimo obrigado.

Que Deus te abençoe, Serrão e ABRAÇOS.

ninguem disse...

" E vi uma de suas cabeças como que ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta." Apocalipse 13 -3

Um pouco de História:

Em 1773 a companhia de Jesus, ou ordem dos Jesuítas, foi ferida de morte, o Papa Clemente 14 havia suprimido sua existência na Europa. Alguns anos antes o Marquês de Pombal já havia abolido os Jesuitas em Portugal e também no Brasil. O século em que os Jesuítas quase foram extintos seria também conhecido como o século das luzes, a era do Iluminismo.
Porém, os Jesuítas juraram vingança contra as monarquias da França,Espanha e Portugal, e em 1776, através do Padre Jesuíta Adam Weishaupt criaram a ordem dos Illuminatis.
Os Jesuítas através dos Iluminatis se infiltraram na Maçonaria Francesa e fomentaram sua vingança contra as monarquias Européias que haviam suprimido sua ordem, através de Robespierre e de lojas maçonicas as quais haviam se infiltrado, fomentaram a Revolução Francesa.
Seus planos saíram de controle quando Napoleão, O Grande, começou a colocar ordem na Europa novamente. Infelizmente para a desgraça de toda a humanidade Napoleão acabou perdendo em 1814, e assim a Ordem dos Jesuítas (A Besta), foi prontamente restituída por Pio VII com muito mais poder do que tinham antes.

ninguem disse...

Bom, Segundo a nossa "bela" democracia a vontade do do povo é a Vontade de Deus.
O Povo Norte Americano elegeu Trump com a promessa de construir um muro.
Daí vem um Papa Jesuíta do fundo do poço do inferno, não eleito por ninguém, a não ser a sua elite globalista, exigindo fronteiras abertas! Se for para obedecer aos Jesuítas para que votar?
Alguém votou no Papa? Eu não!

ninguem disse...

28) Todo homem tem o direito de satisfazer seus desejos sem temer que isto possa interferir com o desejo dos outros; porque se ele estiver em seu caminho, a falha será dos outros caso interfiram com ele.

(Ilustração: Se um homem como Napoleão tivesse sido realmente designado pelo destino para controlar a Europa, ele não deveria ser acusado de exercer seus direitos. Opor-se a ele seria um erro. Qualquer pessoa assim fazendo teria se enganado quanto ao seu próprio destino, exceto quanto à sua necessidade de aprender as lições da derrota. O sol move-se no espaço sem interferência. A ordem da natureza provê uma órbita para cada estrela. Um choque prova que uma ou outra se afastou de seu curso. Mas quanto a cada homem que se mantém em seu verdadeiro curso, quanto mais firme ele age, menos pessoas se intrometem em seu caminho. Seu exemplo ajudá-los-á a encontrar seus próprios caminhos e segui-los. Todo homem que se torna um Magista ajuda outros a fazerem o mesmo. Quanto mais firme e com mais segurança o homem se mover, e quanto mais tal ação for aceita como padrão de moral, menos conflito e confusão atordoará a humanidade.)

Anônimo disse...

As críticas estão começando a vir de quem o apoiou sinceramente.
. O eclipse de Bolsonaro e a constituição de um governo maçônico - Carlos Nougué (Blog Borboletas ao Luar - 08/06/2019)
. Olavo de Carvalho publicou recentemente em seu Twitter o vídeo de 28/01/2019:
344 - Bolsonaro e os deputados do PSL na China (Ciência de Verdade)
https://www.youtube.com/watch?v=aDRutshxJ18

Unknown disse...

Não tenho nada contra a loja maçônica tenho respeito combela tem da . minha.

Anônimo disse...

Sempre se lê que os maçons de grau inferior ao 30 não sabem o que é a verdadeira Maçonaria, e são usados para legitimá-la perante a população. Doc Marquis diz que os Illuminati infiltraram a Maçonaria e a comandam para seus propósitos.
Resenha do livro The secrets of the Illuminati, de Doc Marquis
https://www.espada.eti.br/rv158.asp
https://alienacaoapocaliptica.blogspot.com/2015/02/doc-marquis-ex-illuminati-perguntas-e.html