quinta-feira, 11 de julho de 2019

A Metrópole Encovada



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Antes foi desvairada; hoje é por urubu cagada.

Os últimos burgomestres ou tinham o rabo solto, ou preso.

Tenho sido testemunha da destruição deliberada da Paulicéia.

Há vários pretextos, mas o real objetivo é liquidar o habitat da burguesia.

A Praça do Patriarca foi “reformada” para fechar a Galeria Prestes Maia e para colocar a estátua do patrono, de “castigo”, num canto.

Nela foi construída uma “asa” de concreto que tapa a visão do monumento mal placé. Fica a sugestão para as futuras gerações: demolir TODAS as obras do arquiteto seu autor, por brutalistas e de mau gosto.

As ruas XV de Novembro e Boa Vista, antigo centro financeiro com seus edifícios magníficos, hoje é valhacouto de hipossuficientes. Pichadas, mijadas e sujas.

O edifício do antigo Banco do Commercio e Indústria de São Paulo, talvez o segundo mais bonito da América do Sul (perde apenas par a sede do Banco de la Nación Argentina, em Buenos Aires), tornou-se a sede da B3, Balcão, Bolsa, Brasil S.A. (antiga Bovespa, Bolsa de Valores de São Paulo) que desfigurou seu imponente “hall” tapando o vão livre para ganhar alguns metros a mais de área aproveitável.

Gente mixa.

O prédio do antigo Bank of London & South America Ltd., na esquina da XV com a rua da Quitanda, parece abandonado.

O edifício Altino Arantes foi transformado em centro cultural, sem grande público, que tem medo de chegar até ele pela interdição de várias ruas.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...

Antigos prédios de escritório hoje são reformados para habitação social, porque as instalações antigas estão defasadas em instalações elétricas, cabeamento para telefones e computadores.