segunda-feira, 15 de julho de 2019

O “pobrema” do Brasil



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka

Como o assunto é sério, espero que me permitam iniciar com uma velha piada que nunca perdeu a atualidade por essas bandas:

Um homem em um consultório se dirige ao médico:

- Doutor, eu tenho um “pobrema”.

Ao que o médico imediatamente responde:

- Se não for de dicção, o senhor tem dois.

No caso de nosso país, seriam seguramente milhões.

Embora pelo princípio, esse artigo possa parecer, não pretendo bater aqui na tecla exaustivamente tocada ao ponto de já estar desafinada da educação, vergonha internacional, (estamos em trigésimo nono lugar no ranking dos 40 países estudados pela Pearson International no “Project Learnig Curve” (curva do aprendizado) à frente apenas da Indonésia.

É claro, isso é um enorme problema, mas nossos irmãos do norte, não são assim tão melhores que nós como se poderia imaginar, ocupam  apenas um modesto décimo sétimo lugar, atrás mesmo da Polônia, cujos cidadãos  ocupam nos  Estados Unidos da América, o lugar  que os portugueses  lideram nas piadas no Brasil. Mesmo assim, tem uma economia pujante e são os indiscutíveis líderes do mundo livre.

Talvez porque nunca se viu um presidente norte-americano em um discurso falar:- the “ploblem” is.

Por lá o voto não é obrigatório, isso faz toda diferença, mostra que para que haja uma real democracia, torna-se necessário um mínimo de civilidade da sociedade.

Me pergunto:  Quem aqui elegeu o “muar de São Bernardo”, quem elegeu a “anta do Planalto “, os onze do STF, os governadores, prefeitos, deputados, senadores e vereadores?
Falando em vereadores, um bando deles em Florianópolis, aprovaram em vinte e seis segundos nessa última sexta-feira, um aumento em benefício mútuo, de seus tíquetes refeição para mais de R$ 1.000,00. A repercussão inesperada da maracutaia nas mídias sociais e (por incrível que pareça) até mesmo na Tv aberta, aparentemente os fará recuar.  Ver para crer.  

Não isento de culpa também os eleitores de Collor e os de Fernando Henrique, canalha Fabiano, que por quase dois mandatos com sua lábia, enganou a tantos, inclusive esse escriba, que aqui se penitencia.

O “Nhonho”, que nessa mesma sexta-feira à tarde, em um popular programa de TV, numa entrevista, garantia que os destaques da Reforma da Previdência, seriam votados antes do recesso, nem que tivessem que trabalhar  no sábado  e domingo; postergou na mesma noite, a votação para agosto, culpando a desorganização da base do governo e alertando para o risco de perderem  para a oposição por falta de quórum  se os destaque fossem votados às pressas (desculpa  mais palatável  do que reconhecer o pouco interesse  em resolver um problema, que em quanto durar, o coloca no centro das atenções).

Correndo por fora, a revista que um dia foi a mais importante do país, agora nas mãos de André Esteves, que já visitou as celas da Federal, amigo íntimo do “muar” que comprou a dívida da  Editora Abril  e se esconde por trás de Fábio de Carvalho da “Calvary”, a transforma em um folhetim da esquerda, colaborando com a desinformação geral que assola o país.

Me pergunto como J. R. Guzzo ainda segue escrevendo para “aquilo”?
Aí, para completar o samba do crioulo doido, o Presidente da República sugere colocar seu filho como embaixador nos Estados Unidos.   

Com tudo isso, não pretendo que nos transformemos em um povo idílico, de filósofos e doutores, mas no mínimo um de gente alfabetizada, com noções básicas de economia e civilidade.

A boa notícia é que o “pobrema” parece que finalmente foi identificado e encontra-se preso em Curitiba.

Os outros “pobremas”, “ploblemas” ou problemas estão em vias de seguir o mesmo rumo.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

Um comentário:

Anônimo disse...

O articulista citou vários problemas do Brasil, como sendo os principais; apesar de cita-lo varias vezes secundariamente (não classificando como o maior problema), parece não acreditar, que criar uma imprensa livre (que não possa ser comprada), seja prioridade. Precisamos de mais 10 sinais de TV aberta liberados para bloguistas e youtubers.