quarta-feira, 24 de julho de 2019

O Sincericídio de Bolsonaro


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Cunha Lima

Ele fala besteiras? Muitas, mas estranhamente isso humaniza o nosso Presidente. A favor ou contra duvido alguém achar ele um mentiroso. 

Pela primeira vez na história somos liderados  por um "sincericída" e cansado de tantas gente mentirosa na política o brasileiro experimenta a verborragia verdadeira de um Presidente, alguns se chocam, outros se revoltam, outros soltam gargalhas,  mas de uma coisa ninguém pode reclamar, ele não mente, não engana, não trapaceia. 

Neste estilo inédito de liderança, Bolsonaro trocou farpas com todo mundo, com todos os poderes, com a imprensa e recentemente com governadores do Nordeste.  

Sem vergonha de errar, de cometer gafes, de ser ridículo, nosso Presidente acaba acertando até quando erra, ele pauta o debate e os resultados nestes seis meses de governo são evidentemente positivos.  

Destacando de cara que ele conseguiu fazer o Congresso trabalhar com uma inédita independência,  sem oferecer cargos e nacos do poder para as pautas que seu governo elencou como prioridade, como na reforma da previdência já aprovada em primeiro turno no congresso e a futura reforma tributária, que já começa a andar.   

Sem papas na língua vai na sua toada com avanços inéditos com um Ministério absolutamente técnico, como na área da segurança pública, com os índices de violência despencando na maioria dos Estados Brasileiros. 

Segue no caminho para o fim do monopólio do gás e do refino de combustíveis, concessões e privatizações já estão em andamento, o que nos leva a crer num ciclo virtuoso em nossa economia.  

Avançou de sobremaneira nas obras públicas espalhadas por todo o Brasil, com foco e muito trabalho.  

Enfim seis meses de avanços práticos de recordes de crescimento na bolsa de valores com câmbio mostrando uma valorização do real que não atrapalha nossas exportações. 

Na diplomacia uma aproximação inédita com os EUA e um retorno ao protagonismo diplomático com o Brasil liderando o acordo do Mercosul com a Comunidade do Euro, um sucesso.  

O Brasil ainda segue em crise de crescimento, o desemprego ainda é nosso maior problema, mas sem duvida foi um semestre onde se plantou alicerces fundamentais para um ciclo de crescimento sustentável.  

O Brasil tenta se desburocratizar, tenta diminuir o peso da máquina pública e mesmo aos trancos e barrancos vamos avançando.  

Enfim Bolsonaro erra e acerta, mas permanecendo sincero podemos colocar os devidos freios em seus erros e acelerar apoiando seus acertos.  Com este sincericídio pelo visto quem vai minguar são aqueles de por anos nos governaram com mentiras.  Viva o sincericídio de Bolsonaro!

Renato Cunha Lima é irmão do ex-governador da Paraíba, Ronaldo Cunha Lima.

4 comentários:

Kozel® disse...

Liberou quanto na véspera da votação do projeto da previdência?

jomabastos disse...

Dizer verdades sem pensar, sem limites, sem ter em mente o que os outros sentem, querem, ou têm direito. Em resumo, podemos dizer que a sinceridade utilizada sem inteligência pode causar danos desnecessários a pessoas ou a um país. Ainda existem a ética e a moral. Ou será que neste país, ética e moral, são algo em declínio?

A verdade é que a corrupção, ativa e passiva, está no auge e continua a destruir e a subdesenvolver este Brasil. E nisso não somos "sincericídas"! Até quando toleraremos esta ruína - chamada de corrupção - como se de algo comum e legal se tratasse?

Ser "sincericída" não dá direito a um Presidente desgovernar um país. E não conheço algum presidente do Brasil que diga a verdade real em suas declarações. Nem o Bolsonaro nem qualquer outro presidente deste país.

Bolsonaro é mais um Presidente que esconde-se atrás de estatísticas forjadas ou torneadas por outros. Infelizmente!

Fome não existe? Existe e estamos conscientes que foi um péssimo legado de muitas governações incompetentes. Sabemos que cerca de 14 milhões de famílias, cerca de 50 milhões de pessoas(que nem constam das estatísticas de desemprego) - aquelas que recebem no máximo uns míseros não mais de 90 reais por cabeça pelo Bolsa Família(e o governo de Bolsonaro afirma que não existe fome mas sim obesidade) - vivem na extrema pobreza.

Para um país rico como o Brasil, é absurdo que nada se faça para acabar com a extrema pobreza, podendo investir diretamente no emprego ou no empreendedorismo para esta gente. E há que também apostar na educação profissional dos filhos desta gente, para que estes não continuem a viver incultos, sem educação e dependentes de um Bolsa Família miserável - há que nos lembrarmos que os filhos destas famílias também pertencem ao futuro do Brasil. Esta extrema pobreza, é um mero exemplo do que um Presidente do Brasil e sua governação, seja do Bolsonaro ou de qualquer outro, não devem nem tentar encobrir. A este gravíssimo problema, há que dar uma real e sincera solução!

Ultra 8 disse...

O que ele fala, ou não, não abala ninguém, o pior é sua inércia em fomentar empregos e tudo o mais que o país precisa para retomar uma economia saudável.

Enquanto ele fala besteiras, o Brasil vai silenciosamente para o buraco da nova ordem mundial comunista.

Ele gosta, é de fazer a "guerra das tesouras".

Seu partido é, "social liberal", sendo assim, um partido de esquerda.

A semântica, ainda não foi abolida, foi?!

Unknown disse...

19 Os lábios que dizem a verdade
permanecem para sempre,
mas a língua mentirosa
dura apenas um instante.

https://www.suabiblia.com/versiculo/proverbios_12_19/