quinta-feira, 25 de julho de 2019

Presidente Bolsonaro está regulando bem?



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Ricardo da Rocha Paiva

Olha que eu votei no capitão, para mim o posto mais bonito do nosso Exército. Resolvi faze-lo, mesmo com o "sinal vermelho" emoldurando a declaração "Alcântara é p'ra vocês (americanos)". Por tudo que é mais sagrado, fingi que não ouvi, afinal de contas era um oficial do EB. Mais tarde, quando se fez a "galhofa do AHUE", aí é que fiquei até mais tranquilo.

Claro, realmente, eu devia estar imaginando coisas absurdas, ainda mais pela posição do arauto que nos tranquilizava com tanta firmeza e autoridade creditícia. Mas, como diz o cavalariano, 'caí do cavalo".Todos sabem o que aconteceu, apesar do temor, mais do que justo, manifestado por muitos militares ainda não subjugados pela "síndrome do amadorismo franciscano".

Em seguida uma "prole", constituída por pupilos fanatizados pelo "bruxo ideólogo/americanófilo de carteirinha", crias enciumadas do pai com os militares que gravitam em torno da governança, resolve contestar o "modus operandi" de alguns oficiais-generais, inclusive com ofensas pessoais, injustas, de baixíssimo nível, sem que o paterno presidente conseguisse, pelo menos, comandar "sentido" no seio familiar, de modo a não criar mossas que, fatalmente, não contribuiriam, como não estão fazendo desde então, para o exercício a contento de uma liderança satisfatória junto aos militares, posto que os pretere sempre quando se trata do seu guru Olavo de Carvalho.

E as bobagens são muitas. Uma mudança de embaixada anunciada (macaquice de imitação para agradar Donald Trump), esta que ficou no "seja seja", desagradando tanto palestinos como israelenses. Foi preciso até mesmo o General Mourão viajar para a RPC, de forma a acertar os ponteiros por uma declaração estapafúrdia, de graça, apenas para "dar uma de bacana". As três iniciativas sem nenhuma razão de ser, mas, que se diga, muito agradável ao novo inquilino na (ainda nossa?!) Amazônia Legal. E olha que enche o peito para criticar os presidentes entreguistas que o antecederam. Durma-se com um barulho desses...

O atrelamento militar automático. O Brasil como aliado preferencial extra OTAN de "Tio  Sam", outro desatino de quem faz questão de ignorar o descarado abandono, em plena guerra, de um país irmão da SULAMÉRICA, em favor de um aliado europeu imperialista, de língua inglesa, desta mesma organização. Em seguida, como barata tonta, "muda o disco no vai da valsa" e começa a falar nada mais nada menos do que em "trabalho infantil". Vamos e convenhamos, alguma coisa está errada no mecanismo do juízo presidencial.

Eis que um entorpecente é descoberto no FORÇA AÉREA 1 e o filhote, chamado de NÚMERO 2, que é apoiado posteriormente pelo mano Eduardo, faz agora um "AHUE", por coincidência contra o próprio GSI que, sem responder ao seu detrator (?), é defendido por outro general em nome da camaradagem tradicional que une "irmão em armas". Que se diga, o 'pouco caso" do presidente com relação ao imbróglio criado/protagonizado pelos rebentos presidenciais é flagrante, sem nenhum comentário de desagravo em favor do seu ministro, como só em ser em situações semelhantes. Enfim, como dizia o ditado,"e la nave vá". 

Mas "la nave", que não se duvide, continua sua marcha de insensatez, abarrotada de impropérios, grosserias gratuitas, ameaças públicas a ministros, sem ou com farda, demissões que, ao invés de rotineiras, ganham foros de "bota fora" sofridos, indigestos, sem nenhum cuidado com a dignidade/cerimônia de um cargo que exige, no mínimo, jogo de cintura capaz de impressionar pelo exercício sereno da autoridade na justa medida que se espera de um chefe de poder executivo.

Porém, como senão bastasse, na contramão de sucessos como o bom encaminhamento da reforma da previdência e do acordo com a União Europeia, resolve passar uma borracha na aura, até então evidenciada, que ainda restava de moralidade com a administração pública, advogando a nomeação de "filhote", não capacitado, sem nenhum verniz de formação diplomática, para o segundo cargo de maior relevância para os graduados no famoso (reconhecido inclusive mesmo fora do País) Instituto Rio Branco, uma instituição que só faculta acesso aos de nível universitário, e isto somente após aprovação em bateria de exames que dura em torno de "5 a 6"' meses.

Aliás, sem nenhuma consideração para com o atual chanceler quando, na presença deste (é de pasmar) e em público, diz que, se quisesse, poderia tranquilamente troca-lo pelo filho, colocando-o (o atual ministro do MRE) na embaixada dos EUA. Uma desfeita, falta de lhaneza absolutamente desnecessária que faz parte de repertório nada condizente com a as "pompas e circunstâncias" que devem preceder o cargo maior que ocupa. Que não se duvide, a alienação do atual ministro ficou patenteada na conversa pessoal com Trump quando Eduardo o substituiu quando do encontro protocolar entre os dois chefes de estado.

Todavia novamente o mesmo general se indigna com o engodo de moralidade que, espalhafatosamente, seu candidato, vencedor nas últimas eleições para a mais alta magistratura do País, pregava para meio mundo em sua campanha e agora, sem mais nem menos, acaba por lançar no espaço sideral, decepcionando muita gente boa, crédula e desesperadamente esperançosa. Que não se duvide, a continuar a sequencia de desatinos, sua popularidade declinante vai chegar ao fundo do poço ainda neste primeiro ano de governo.

Contudo as intemperanças continuam. Quem disser que no Brasil se passa fome está mentindo! Meu Deus do céu, quanta bobagem! Daqueles governadores de paraíba, o pior é o do Maranhão! E o Brasil acima de tudo presidente?! Novamente um prato cheio para a oposição sentar o malho ... provocando o mesmo general, paladino inconteste na defesa dos militares quando da famigerada Comissão da "Inverdade", que é idiotamente chamado, pelo comandante em chefe das FFAA, de "general melancia" por apoiar governadores comunistas, no que é desmentido na medida em que nosso defensor contra a mídia vermelha faz questão de esclarecer não estar em apoio dos políticos mas, sim, da gente do nordeste, região que viu nascer, se antecipando a todas as demais, não somente o Exército Brasileiro mas, também, o sentimento da nacionalidade.

E agora, para finalizar, uma pergunta de algibeira, com todas as honras e sinais de respeito, para todos os oficiais generais (EB/MB/FAB} que integram a atual governança:

-"Vossas excelências estão concordes com o tratamento de "general melancia", dado ao soldado cidadão Luiz Eduardo Rocha Paiva pelo atual comandante-em-chefe das FFAA?!

Paulo Ricardo da Rocha Paiva é Coronel de Infantaria e Estado Maior na reserva.

12 comentários:

Loumari disse...

Você Paulo, tanto o seu irmão Luiz, deviam começar por mudar de apelido. Não é possível que vocês sejam de pura cepa Paiva! Talvez vocês foram adoptados por alguma família com este excelente apelido que é da mais antiga família aristocrata de Portugal, tradicionalmente católica conservadora. Jamais príncipes se inferiorizariam e curvar-se prostrado ante um nabo e por cima psicopata que é messias bolsonaro e creditá-lo vossos votos.
De sabedoria outrora se nos recorda o seguinte: "O homem que sabe donde vem sabe quem ele é, e este sabe aonde vai." Vocês dois parecem, parecem não, é certo que vocês perderam no percurso de vossa carreira o luminoso reflectido que irradiava as propriedades características de vossa origem. Sois agora como galinhas que vão perdendo suas plumas.
Se vocês realmente são de cepa de origem Paiva e virem a se constituir servos submissos como nos mostraram com vossas acções e tomar publicamente parte em favor de um homem maldito avarento como messias bolsobesta, acho que o que vos aconteceu deve ser isto aqui que nos explica o NOSSO SENHOR JESUS CRISTO NA SUA MENSAGEM DE 28 DE JANEIRO DE 2019

"Os soberbos dizem que tudo está bem, enquanto grande parte da humanidade se encontra na deriva, vagando de um lado a outro e devido a isto são permissíveis com o que é indevido, transpassando facilmente o proibido.
O trigo se transforma em joio e quando o trigo é enxertado com o joio se torna erva daninha e não volta a ser o mesmo. O joio invade com força para que o trigo não dê fruto, para que não brilhe.

EU VIM AO MUNDO PARA QUE O HOMEM CONTINUEM LUTANDO PELA CONVERSÃO E OS CONVERTIDOS NÃO SE CONFORMEM COM O SEU ESTADO, SENÃO QUE SEJAM FIRMES E CONTINUEM ACENDENDO A FÉ PARA NÃO CAIR ANTE A TENTAÇÃO OU PROVAS.

Amado Povo Meu:

A Minha Igreja foi invadida pelo joio que alguns dos Meus introduziram dentro d'Ela, de modo a fazer com que Meu Povo venha a vacilar no momento em que é chamado a transitar o caminho que Eu lhes tenho ordenado.

A Minha Igreja está invadida por pessoas que se escondem dentro d'Ela para perpetrar horríveis pecados diante dos quais o Meu Coração sangra.
A MINHA IGREJA CAMINHA ASSIM A UM CISMA (A), PELA CONTINUIDADE DA TRANSGRESSÃO A MINHA LEI por parte de alguns dos que chamo Meus filhos predilectos, Meus religiosos e Minhas religiosas, aceitando o que eu designei como pecado e como abominável aos Meus olhos.

Os Meus filhos predilectos, fiéis a Minha Lei, aos Meus Sacramentos, por respeito a estes transgressores, se mantém temerosos, como ovelhas face ao lobo.
MINHA LEI É AMOR E O MEU POVO DEVE SER CONDUZIDO AO MEU AMOR, NÃO AO AMOR DO HOMEM, SENÃO AO AMOR DIVINO PARA QUE PENETRE NA MINHA VERDADE.
Meu Amor não permanece em Mim, mas se aloja em cada um dos Meus filhos e faz maravilhas naqueles que Me procuram com o coração contrito e humilhado.
O Meu Amor se acha na expressão da Criação que com as suas maravilhas, cada momento se manifesta perante vocês, fazendo-vos participes da grandeza do poder da Minha Divindade, mas ao ser repudiado o Amor Divino da que participa a Criação, o homem se transforma em uma criatura humana desconhecida que não comunica Amor, SENÃO DESTRÓI A MINHA CRIAÇÃO."

(A) CISMA: Dissidência religiosa, política ou literária;

Loumari disse...

Governo Bolsonaro é um caos

https://www.youtube.com/watch?v=WKFMPQFUh1Y&t=160s

GARRETT,ENIO JOSÉ BARBOSA disse...

NÃO VOU PERDER TEMPO COM ESSE "GENERAL". POR QUE VOCÊS GENERAIS METIDOS A ENTENDIDOS DEIXARAM A ESQUERDA TOMAR CONTA DA CULTURA E EDUCAÇÃO DESENVOLVENDO O MARXISMO CULTURAL. DEIXARAM UM DE SEUS HERÓIS O ENTÃO CORONEL BRILHANTE USTRA- SER ACHINCALHADO E DEMONIZADO PELA FAJUTA "COMISSÃO DA VERDADE". OLAVO DE CARVALHO VINHA ALERTANDO, DESDE 1990, O FORO DE SÃO PAULO. O QUE O SENHO E SEUS COMPADRES GENERAIS FIZERAM? NADA. FICARAM OBEDIENTES AOS MINISTROS DA DEFESA DA ÉPOCA, TODOS COMUNISTAS..
O SENHO PERDEU UM BOA OPORTUNIDADE DE NÃO DIZER MERDA E CRITICAR BOLSONARO E SEUS FILHOS, CUJA ATUAÇÃO CONSEGUIRAM SEM DINHEIRO COLOCAR O CAPITÃO B-17 NO PODER. O QUE VOCÊ FIZERAM QUANDO BOLSON SOFREU UM ATENTADO MORTAL, QUAL FOI A MATÉRIA QUE O SENHOR FEZ SOBRE O CASO ADÉLIO BISPO?. O SENHOR É UM DOS GENERAIS MELANCIA, INFELIZMENTE. FIQUE NA SUAQ, O SENHOR É UM ANTI-PATRIOTA..

ducamillo disse...

É graças a este tipo de gente que critica o Presidente, que o País caiu nas mãos da esquerda. E o cara ainda se acha em condições de se achar o bam bam bam.
Toma vergonha. E lave bem a boca antes de falar do Capitão. E lembre-se: SEU AMIGO LULA TÁ PRESO, BABACA.

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:

Excelentíssimo Coronel Ricardo da Rocha Paiva, o Senhor Coronel questiona se “O Presidente Bolsonaro está regulando bem?”, nós o povo (certifiquem os comentários nas redes sociais da Internet) estamos sentindo conforme a sua análise exposta em seu artigo.

Não sou especialista em sanidade mental, porém a impressão que fica na fala do Senhor Presidente Jair Bolsonaro é que ele ficou muito traumatizado com o atentado a facada e fica vendo inimigos por todos os lados, até mesmo naqueles em quem deve depositar sua confiança e lealdade. De acordo com os serviços de Inteligência das grandes Potências mesmo um Presidente de uma nação pode ficar louco. O que expõe perigosamente a nação.

O general Dwight David Eisenhower, presidente dos EUA por dois mandatos, que enfrentou questões militares importantes durante o seu governo, revelou que “por várias razões, Brasília exerce um fascínio sobre os cidadãos dos Estados Unidos. Brasília é uma epopéia digna das vastas possibilidades e aspirações desta nação”. E, como estadista e general, Eisenhower observou que “a melhor moral existe quando você nunca ouve falar na palavra. Quando a moral é muito mencionada anda péssima”.

Sem dúvida, vivemos um momento preocupante.

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:

Excelentíssimo Coronel Ricardo da Rocha Paiva, o Senhor Coronel questiona se “O Presidente Bolsonaro está regulando bem?”, nós o povo (certifiquem os comentários nas redes sociais da Internet) estamos sentindo conforme a sua análise exposta em seu artigo.

Não sou especialista em sanidade mental, porém a impressão que fica na fala do Senhor Presidente Jair Bolsonaro é que ele ficou muito traumatizado com o atentado a facada e fica vendo inimigos por todos os lados, até mesmo naqueles em quem deve depositar sua confiança e lealdade. De acordo com os serviços de Inteligência das grandes Potências mesmo um Presidente de uma nação pode ficar louco. O que expõe perigosamente a nação.

O general Dwight David Eisenhower, presidente dos EUA por dois mandatos, que enfrentou questões militares importantes durante o seu governo, revelou que “por várias razões, Brasília exerce um fascínio sobre os cidadãos dos Estados Unidos. Brasília é uma epopéia digna das vastas possibilidades e aspirações desta nação”. E, como estadista e general, Eisenhower observou que “a melhor moral existe quando você nunca ouve falar na palavra. Quando a moral é muito mencionada anda péssima”.

Sem dúvida, vivemos um momento preocupante.

Bond, James Bond. disse...

O ofendido Gen Rocha Paiva jamais merecerá ser comparado a uma "melancia", pois além de nunca ter sido comunista enrustido, trata-se de um Militar honrado e admirado por todos nós. O Bolsonaro foi infeliz em sua comparação, deu mais uma "canelada". Concordo. Mas pára por aí a culpa do Presidente. Se a alta cúpula do Exército o ignorava e, pior, o renegava, quando ele foi eleito chamou para junto de si esses mesmos Militares e mais outros tantos com a maior humildade, perdoando-os e concitando-os a se ombrearem a ele nessa MISSÃO quase IMPOSSÍVEL de sanear o BRASIL em todos os níveis dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, recolocando nossa PÁTRIA AMADA nos trilhos da verdadeira DEMOCRACIA, da ORDEM e do PROGRESSO. Em apenas 6 meses de Governo ele já fez mais do que todos os outros anteriores e continuará fazendo cada vez mais, ao seu estilo, que lhe garantem legitimidade e popularidade crescente, ao contrário do que o Cel Rocha Paiva afirmou em seu "manifesto". Aliás, essa não foi a única impropriedade do autor, ele realmente fez uma análise obtusa, míope, das verdadeiras razões que norteiam as decisões presidenciais. Ambos, Cel e Gen Rocha Paiva, perderam uma ótima oportunidade de ficarem calados. Melhor seria tirarem a "trave" que os impedem de verem a realidade atual da conjuntura brasileira do que ficarem criticando o "cisco" no olho do Zero Uno. Muito ajuda quem não atrapalha. E, para finalizar, ainda termina concitando os Of Gen das três Forças a se posicionarem contra o nosso maior mandatário. Lamentável esse corporativismo. Só relembrando, roupa suja se lava em casa. Nós nunca veremos um esquerdopata criticar outro em público. O Gen Rocha Paiva falou o que quis, criticou o que, longe de ser um discurso, foi um comentário breve com seu Chefe da Casa Civil e que, por descuido, virou notícia. Não sei motivado por que o Gen fez isso, talvez para ganhar o foco da mídia e uma projeção visando aspirações políticas futuras. Em resposta, ouviu o que não quis. Está bem atenuada essa "canelada" do MITO.

Bond, James Bond. disse...

O ofendido Gen Rocha Paiva jamais merecerá ser comparado a uma "melancia", pois além de nunca ter sido comunista enrustido, trata-se de um Militar honrado e admirado por todos nós. O Bolsonaro foi infeliz em sua comparação, deu mais uma "canelada". Concordo. Mas pára por aí a culpa do Presidente. Se a alta cúpula do Exército o ignorava e, pior, o renegava, quando ele foi eleito chamou para junto de si esses mesmos Militares e mais outros tantos com a maior humildade, perdoando-os e concitando-os a se ombrearem a ele nessa MISSÃO quase IMPOSSÍVEL de sanear o BRASIL em todos os níveis dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, recolocando nossa PÁTRIA AMADA nos trilhos da verdadeira DEMOCRACIA, da ORDEM e do PROGRESSO. Em apenas 6 meses de Governo ele já fez mais do que todos os outros anteriores e continuará fazendo cada vez mais, ao seu estilo, que lhe garantem legitimidade e popularidade crescente, ao contrário do que o Cel Rocha Paiva afirmou em seu "manifesto". Aliás, essa não foi a única impropriedade do autor, ele realmente fez uma análise obtusa, míope, das verdadeiras razões que norteiam as decisões presidenciais. Ambos, Cel e Gen Rocha Paiva, perderam uma ótima oportunidade de ficarem calados. Melhor seria tirarem a "trave" que os impedem de verem a realidade atual da conjuntura brasileira do que ficarem criticando o "cisco" no olho do Zero Uno. Muito ajuda quem não atrapalha. E, para finalizar, ainda termina concitando os Of Gen das três Forças a se posicionarem contra o nosso maior mandatário. Lamentável esse corporativismo. Só relembrando, roupa suja se lava em casa. Nós nunca veremos um esquerdopata criticar outro em público. O Gen Rocha Paiva falou o que quis, criticou o que, longe de ser um discurso, foi um comentário breve com seu Chefe da Casa Civil e que, por descuido, virou notícia. Não sei motivado por que o Gen fez isso, talvez para ganhar o foco da mídia e uma projeção visando aspirações políticas futuras. Em resposta, ouviu o que não quis. Está bem atenuada essa "canelada" do MITO.

Anônimo disse...

Entendo o articulista! É decepcionante ver Bolsonaro, TODO SANTO DIA, dar escada à Nefasta Esquerda, por pura incontinência verbal!
Aliás, praticamente todos os processos que Bolsonaro enfrenta ou enfrentou, dizem respeito à sua absoluta incapacidade de se expressar com clareza, o que gera transtornos diários a seus assessores e ao país inteiro! Esse indivíduo é UMA FÁBRICA DE CRISES!
Mas, quando votamos nele, no segundo turno, o fizemos por total falta de opção, pois do outro lado estava o representante do Chefe da Quadrilha, atualmente preso!
Bolsonaro acumula polêmicas e processos por PURA FALTA DE INTELIGÊNCIA no uso do vernáculo! É meio desesperador! Não é má pessoa, mas é tosco demais!!

Q disse...

Vcs militares ficaram fora do país de 1985, até agora.

Pq não deixam bolsonaro trabalhar? Pq não o apoiam? Pq não apoiam a direita e o conservadorismo?
Pq insistem em defender negócios com muçulmanos? Somos um país cristão, coronel!!!!
De história vcs militares não entendem mesmo nada, nada!!!!

Não iremos deixar o Brasil acabar como acabou o Império bizantino.

Jose Lemes disse...

O Jose Barbosa Garrett, o Ducamillo e o Q foram perfeitos em seus comentários. Esse Paiva e seus amiguinho da mesma cepa estiveram caladinhos enquanto Lula, Fidel e Chaves engendravam o Foro de São Paulo e espalhavam socialismo e corrupção pelo mundo em todos esses anos... Tenham vergonha na cara. Vocês estão é com ciúmes do noosso PRESIDENTE QUE COM O POVO BRASILEIRO, SEM DINHEIRO PÚBLICO (vocês adoram isso!) terem finalmente acabado com essa meleca que vocês aprontaram com sua omissão. Enfiem isso na cabeça: ao silenciarem, VOCÊS TODOS CONTRA NOSSO PRESIDENTE SÃO UNS MELANCIAS PODRES, SIM!!!!

Anônimo disse...

Verdadeiramente, "...análise obtusa, míope, das verdadeiras razões que norteiam as decisões presidenciais." Por isso, Bolsonaro é o presidente, e não ele.
As demissões ganham foros de bota fora porque até a população já percebeu que a esnobe elite política, burocrática e militar ainda não se conscientizou que o poder foi concedido pelo povo ao presidente, e insiste em menosprezá-lo, confundindo sua característica humildade com idiotia. Qualquer pessoa digna tem um limite para esse achincalhe afrontoso.