segunda-feira, 8 de julho de 2019

Só nos resta torcer pela Física


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka

Consta que o filho Tim, de Stephen Hawking em sua infância, tenha perguntado ao pai se poderia haver um número infinito de minúsculos universos espalhados ao redor do nosso, algo como nêutrons e elétrons girando ao redor do núcleo de um átomo, creio eu.

A resposta do físico a seu filho, que segundo ele mesmo haveria afirmado anos mais tarde, ter sentido haver feito uma pergunta tola foi: Nunca tenha medo de propor uma ideia ou hipótese, por mais absurda que possa parecer.

Já, já voltaremos ao tema.

Aqueles que me conhecem bem, sabem que sou um humanista (termo mais brando do que ateu, até mesmo porque poucas pessoas sabem exatamente o significado da palavra).

Desde muito antes das cruzadas, inquisição e Torquemadas, as religiões sejam elas quais forem, estiveram sempre por trás das maiores torturas e morticínios da história.

Tudo começando mais ou menos por um motivo tão estúpido como: meu deus é mais “fodão” que o seu.

Pronto, morriam milhares de idiotas.

Das religiões, não aprecio nem mesmo o harmonioso canto Gregoriano, a eles prefiro o som profano do Carmina Burana.

Nosso país está passando por momentos extremamente difíceis.

Um jornalistazinho estrangeiro, que aparentemente se auto outorgou um prêmio Pulitzer, atenta impunemente contra o estado, publicando sem provas, de não ter sido adulterado, o teor de escutas clandestinas de telefones de juízes.

Um congressista de esquerda, cuja mãe ex-prefeita, é acusada de roubar verbas da merenda escolar e sofre mais de uma centena de processos, chama o Ministro da Justiça de ladrão frente às câmeras da TV do mundo inteiro e (pelo menos até o momento) fica por isso mesmo.

Réus, (alguns já condenados em primeira instância) se dão ao direito de interrogar juízes que se prestam para tanto.

O “muar de São Bernardo”, provavelmente autor do maior roubo da história humana, dá entrevistas da prisão e recebe carta de apoio do Papa.

O Presidente da República aceita que o congresso se organize em um parlamentarismo branco debaixo de seu nariz.

O Exército, com exceção de dois ou três Generais, se cala.

Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!

Rezar nem pensar. Deus caso exista, certamente tem mais o que fazer.

Aqui voltamos ao ensinamento de Hawkings, sem ter medo de propor uma hipótese:

Talvez da mesma forma que após a contração de uma estrela em extinção a um determinado raio, torna-se  inevitável que ocorra uma singularidade, ponto onde a estrela sucumbe a seu próprio peso; nossas instituições, mais precisamente o Congresso o Judiciário e a mídia que atingiram já a algum tempo o limite do imponderável, como uma estrela moribunda colapsem vítimas de sou próprio peso.

Seremos assim salvos pela física, e será então o começo de um novo Brasil.
Quem sabe melhor e mais justo.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

2 comentários:

Anônimo disse...

"algo como nêutrons e elétrons girando ao redor do núcleo de um átomo, creio eu."
Creio em Deus. Cientistas supõem (enquanto não são desmascarados), e se capazes provam.
Todo católico crê em Deus (Fê, é crer sem prova, nem testemunho).
Más só existem duas categorias de chatos e/ou imbecis que vivem "falando" de religião: as testemunhas de geova (que batem nas portas aos sábados); e os idiotas "ateus" que vivem falando do que não acreditam.

Anônimo disse...

O articulista deve ser russo (e o dono do site usou o tradutor automático), ou ele deve ser o "publicitário" que abandonou a conta da nivea (empresa de cosméticos), que por estar com o fiuck cheio de dinheiro, escreveu esse texto bêbado. PS: Estou falando de (INSCRIVINHADOR) gramatica e língua portuguesa.