terça-feira, 20 de agosto de 2019

A Globo é a responsável por condenar Lula?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Lula é seríssimo candidato a Louco do Século. Em apenas nos cinco primeiros minutos das duas horas da recente entrevista à TV Educativa da Bahia (estado governado pelo PT), o ex-Presidente consegue emitir as mais deslavadas doideiras – só que naquela postura de quem fala seriamente. Lula defende a maluca tese de que os responsáveis por sua prisão e pela Lava Jato são a Rede Globo e o Departamento de Justiça dos EUA... Segundo Lula, seus inimigos são responsáveis até pelo desemprego, “em meio a uma palhaçada para um projeto de destruição de poder”.

Lula começa o papo furado com o jornalista Bob Fernandes: “Eu me sinto em uma encruzilhada em função da quantidade de mentiras que já foi contada neste País.... Eu não preciso de favor. Preciso de Justiça. Só quero que as pessoas leiam as acusações e as provas para me absolverem... Na minha audiência com Moro eu disse: você está condenado a me condenar, porque já se contou muita mentira. O Dallagnol contou a mentira do PowerPoint e não teve coragem de ir a audiência. Passou afazer palestra para sustentar a mentira... E tanto o Moro e o Dallagnol sustentados pela Rede Globo de televisão... que não sabe mais viver sem a grade da destruição política deste País”.

Mais doideira de Lula: “Então eu estou aguardando que a Suprema Corte retome a direção do Poder Judiciário neste País e faça Justiça. Eu estou dizendo o que o Intercept está dizendo agora... que eles estão mentindo a meus respeito desde o começo. Digo até que tem quatro pessoas que sabem que eles estão mentindo. Primeiro eu... Não, primeiro Deus que sabe que eles estão mentindo, segundo eu, terceiro o Dallagnol que sabe que é mentira tudo que ele falou e o Moro que sabe que ele mentiu na sentença... É a construção de um processo de uma mentira atrás da outra... Aliás, eu tenho desafiado delegados, empresários, a força tarefa, quem quer que seja, que tenha um real que não resultado do meu trabalho... Aliás, eu desafio o Cia, FBI, a Nasa, pode investigar da lua... Se pegar o Moro, o Dallagnol, os juízes que me julgaram, colocar todos eles em um liquidificador, bater, e o suco que der não dá 10 por cento da minha honestidade, do meu caráter e da minha dignidade”.

A loucura verbal não para: “Eu tenho expectativa que a Suprema Corte faça Justiça neste País... Não espero nem peço nenhum favor... Eu quero que este País volte a ser um país em que prevaleça Estado Democrático de Direito. Se tem um empresário que roubou que prenda o empresário e não quebre a imprensa... Tenho clareza que tudo que está acontecendo hoje neste País, na lava Jato, tem o dedo dos americanos. O Departamento de Justiça americano manda mais no Moro que a mulher dele”.

Em um dado momento da entrevista, Lula até reclamou que era o Collor quem estava governando... Acusou Paulo Guedes de estar no governo apenas para vender, privatizar o Brasil... Lula perguntou até onde estão os militares nacionalistas... Questionou até o preço, segundo ele baixo, da venda da BR Distribuidora (onde os petistas mais causaram roubo e desastre de gestão), comparando com a venda do Hotel Copacabana Palace... Veja a íntegra da entrevista de Lula...


Enfim, no palanque da cadeia privilegiada, Lula fala o que quer e bem entende, posando de vítima... O problema dele – talvez ele tenha razão e sabe muito bem disso – que ele é a bola da vez, um bode expiatório, sobre o qual todas as culpas são jogadas em cima. Seu discurso de “estadista” é até um indício de quanto um Presidente da República no Brasil pode ser limitado por poderes muito maiores...

Ecos reais do mercado


Um amigo deste Alerta Total enviou esta entrevista que merece ser compartilhada pela relevância do conteúdo. O engenheiro naval Henrique Bredda, um dos gestores do fundo Alaska, adverte que não investiria no setor bancário:”Os bancos estão moribundos”. Também faz um lembrete ao Presidente Jair Bolsonaro pelo que ele posta na mídia: “O governo vai aprender um pouco com o tempo. Você quer endereçar questões de arma, aborto, quer discutir carnaval... Beleza... Ótimo... Mas você vai perder toda legitimidade se a população não tiver emprego e se a inflação voltar. Primeiro as pessoas precisam ter trabalho e ter as contas em ordem. Aí, depois, você vai endereçando as outras pautas”. Bredda também lançou uma dica importante sobre a necessidade de aprender a ser “gestor” (que precisa reunir qualidades em várias áreas de estudo e a realidade da vida prática).


Hoje é Dia do Maçom

Será celebrado nesta terça-feira, em São Paulo, com almoço ritualístico, ao meio dia em ponto, na Sala Fraternidade do Leques Brasil Hotel - Rua São Joaquim, 216, Liberdade.

Trata-se de 39ª edição do almoço realizado desde 1980, todo dia 20 de agosto, por iniciativa do Past Grão Mestre da GLESP José Renato dos Santos.

A adesão ao Ágape Fraternal sai por R$ 84 reais por Maçom.






Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Agosto de 2019.

15 comentários:

Rodrigo Almeida disse...

Discurso para a militância..... essas baboseiras vão repercutir muito nos próximos dias pela nossa imprensa

Jayme Guedes disse...

Serrão, não há nada de relevante no comentário do gestor do Fundo Alaska. Sobre os bancos estarem moribundos, os lucros do Itaú, do Bradesco e do Santander desmentem a afirmativa. Verifique você mesmo a regularidade na distribuição dos dividendos. Sobre os conselhos ao Bolsonaro, é espantoso que o "gestor" não perceba que o trabalho da equipe vai muito além das declarações do presidente sobre assuntos menores. Um gestor deve atuar em tudo que é urgente e/ou importante. Coisas menores como ficar sem energia e água por falta de pagamento, não ter limpeza por falhas na equipe de limpeza e ter a empresa roubada por estranhos à luz do dia por falta de segurança certamente impedem o bom desempenho do gestor que só foca naquilo que considera o principal. O principal é o tudo. Por oportuno, fui um gerente de controladoria em indústrias e empresas de auditoria internacionais durante toda a vida profissional. Se eu tivesse seguido os conselhos que o gestor do Fundo alaska destina ao presidente Bolsonaro eu não teria passado dos três meses do período de experiência no primeiro emprego.

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ..
.NAO PRECISAMOS DE VER PROVA ALGUMA. NAO PRECISAMOS DA AJUDA DOS MINISTROS DE BOLSONARO. NAO PRECISAMOS DO PARTIDO MEIA BOCA QUE ELEGEU BOLSONARO.
O QUE PRECISAMOS REALMENTE E CORAGEM E VONTADE DE LIBERTAR NOSSO PAIS DE TODO MERDA SUL, MERDA EUROPA E MERDA AFRICA.
PRECISAMOS NOS LIBERTAR DOS QUARENTA PARTIDINHOS MULAMBENTOS DO AMEM AMEM QUE SO SAO AZEITADOS COM VOTADE DE TRABALHAR QUANDO TEM DE APOIAR ALGUMA IMBECILIDADE CONTRA O PAIS E DE BENEFICIOS PARA ESTA RAÇA MALEVOLA QUE COLOCOU NOSSO PAIS NO CHIQUIRO.
O CACHACEIRO TEM PROVAS CONTUNDENTES QUE ELE E SEU SEQUITO MALDITO, SEGUIDO DE PSDB, PMDB E OUTROS MENOS VOTADOS NOS COLOCARAM NESTE CHIQUEIRO POR CULPA DELES MESMOS. ESSES PARTIDOS QUE ESTAO MANDANDO NO NOSSO PAIS DESDE 64 PARA CA SAO OS RESPONSAVEIS PELOS DESARRANJOS INTESTINAIS DESTA CORJA MALEFICA QUE AINDA SE DIZ OTORIDADES EM NOSSO PAIS.
ESTAMOS NUMA FALTA TOTAL DE VERGONHA NA CARA DESTE BANDO DE PRIVILEGIADOS, CHAMADOS MARIAS CANDELARIAS, FUNCIONARIAS LETRA O DE PENACHO E OS BARNABES. GENTALHA QUE SE SENTOU EM CIMA DA CONSTITUIÇA ANTI CIDADAO PERNETA ELABORADA PELA CORJA QUE DISFRUTA DE TODOS OS REQUISITOS NECESSARIOS PARA CONTINUAR A ROUBAR E MENTIR PARA O POVO BRASILEIRO.
PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR: PARA QUE TANTOS DEPUTADOS, SENADORES, VEREADORES, FEDERAL, ESTADUAIS E MUNICIPAIS ATOLANDO NOSSO PAIS COM PRIVILEGIOS E MAIS PRIVILEGIOS QUE JAMAIS SERAO ENCONTRADOS PELAS AUTORIDADES DE PAISES QUE TRABALHAM E FUNCIONAM COMO OS QUE SAO DISPENSADOS A CORJA DE TRAIDORES DE NOSSA PATRIA.
PARA QUE SUPREMO FEDERAL E ELEITORAL COM MAQUININHAS TRAMBIQUEIRA E COM ASSESSORIAMENTO DIRETO A TODOS OS MALFEITORES DE NOSSO PAIS A CUSTA DE NOSSO POVO QUE VIVE ENTERRADO EM DIVIDAS, EM FATA DE TUDO E PRINCIPALMENTE FALTA DE ELEMENTOS BASICOS QUE DEVERIAM SER FORNECIDOS MAIS NAO SAO PORQUE NAO PAGAM A NOSSA DIVIDA EXTERNA E INTERNA DE TRILHOES, MAS SEMPRE SOBRA PARA CONTINUAR A MERECER BENESSES ESSES BANDIDOS DO SINDICATO DOS VAGABUNDOS INSTALADOS EM NOSSO PAIS.
A MENTIRA ESCANCARADA DO CACHACEIRO E DA PUTA PORCA QUE OBRARAM EM NOSSO PAIS POR VINTE ANOS OS ANOS DO LULA O CACHACEIRO DA PUTA PORCA E OS ANOS DA NOSSA BRIGA PARA NOS LIBERTAR DOS TRAMBIQUEIROS E DA ALTA CORTE DE BOSTA INSTALADA EM NOSSO PAIS.
COMO VEMOS AS PROVAS ESTAO ESCANCARADAS NA NOSSA FORMA DE VIDA HOJE.
CITIADOS EM NOSSAS CASAS, SEM DIREITO DE IR E VIR, SEM DIREITO DE FALAR E SEM DIREITO DE NOSSA LIBERDADE. NOSSO PÁIS E RICO O SUFICIENTE PARA DAR BOA VIDA AO CIDADAO BRASILEIRO E ISSO ESTA LONGE DE ACONTECER.
LULA CACHACEIRO, PARE DE FALAR JUNTO COM SUA GALERA DE VAGABUNDOS VERMELHOS AFOCINHADOS COM O PMDB E PSDB E VAO TODOS PARA O INFERNO E E O LUGAR QUE VOCES DEVERIAM ESTAR FREQUENTANDO PORQUE NAO TEM VERGONHA, INTEGRIDADE E SAO PURA E SIMPLESMENTE LADROES DO ERARIO PUBLICO. DO SERTAO VOCE TROUXE, MISERIA, PORCARIAS E OUTRAS COCITAS MAIS. AINDA ESTA PENSANDO E CASAR E TER LUA DE MERDA?DEVERIA TOMAR VERGONHA NA PUTA DA CARA E SE RECOLHER EM QUALQUER PRESIDIO FEDERAL. MAS ISSO OS TRES PODERES DE MERDA JAMAIS, JAMAIS MESMO VAO QUERER PORQUE NAO QUEREM PERDER OS PRIVILEGIOS QUE TUNGARAM NA MAO GRANDE.FALAM TANTO DOS EEUU MAS LA AS FORÇAS ARMADAS SE RESPEITAM E RESPEITAM SUA OBRIGAÇAO DE TOMAR CONTA DO PAIS AQUI NOS SOMOS UNS TRAQUES DE VELHO. NOSSO PAIS CONTINUA DANDO VOZ AO CACHACEIRO SEM VERGONHA. SEM CARATER, MENTIROSO E FANFARRAO. FALEI.


Anônimo disse...


O MASCATE

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

segunda-feira, agosto 19, 2019

Bolsonaro os radares e a indústria das multas.

Bom dia meus SEIS leitores!!
O sucesso batendo à porta!!

Todo o MIMIMI que a imprensa vagabunda, a turminha do não e os expecialixtax da Globosta sobre a polêmica em retirar os radares das rodovias é um debate inócuo. Como dizem, se Bolsonaro descobrir a cura do câncer a patuleia certamente vai ficar contra.
Os radares em um primeiro momento realmente derrubaram os índices de acidentes nas rodovias, porém não acabaram com eles. Lembram do uso do cinto de segurança e o capacete para motos? Então, muita ação educativa e punições até o pessoal entender, mas isso acontecia em todo o país, os radares são colocados de forma canalha em determinados pontos apenas para pegar os apressadinhos de plantão.
As prefeituras e governantes perceberam que esse tipo de "cuidado" com o bem estar da população era um baita bom negócio em matéria de arrecadação e com o tempo o sistema foi sendo descaracterizado e aplicado apenas com o intuito de arrecadar.
Alguns radares são colocados em locais totalmente impróprios e com velocidades que são uma afronta ao bom senso, é visível a canalha intenção de meter a mão no bolso dos motoristas.
Em algumas cidades as prefeituras acabam tendo que mudar os radares de localização uma vez que os motoristas sabem onde estão os equipamentos e o volume de multas cai absurdamente, e isso não é um bom negócio. Se o volume de multas cai é sinal que os motoristas, NAQUELE LOCAL, respeitam as leis de trânsito, e no resto da cidade, tocam o phoda-se! .
E respeitar a lei não é do interesse das administrações publicas. O negócio é badernar para ganhar o máximo que puderem.
Os radares em alguns locais do Bananistão são a base de arrecadação do município, simples assim. Multar sem critério algum, o negócio é grana nos cofres públicos.
Sabemos que os motoristas Tupiniquins em sua grande maioria não tem um mínimo de condições em conduzir um veículo motorizado por onde quer que seja, são imprudentes, abusados, burros, idiotas e em alguns casos homicidas. Pra falar a verdade, a poêmica sobre o uso dos patinetes nas grandes cidades dá a mostra da qualidade dos motoristas que temos em Terrae Brasilis. Os caras conseguem cagar tudo de cima de um patinete, imaginem no volante de um poderoso torpedo de 200 cavalos?
Sem contar a turminha do pedal, mas esse será assunto para outra oportunidade, senão este texto vai ficar mais longo que a Bíblia. CONTINUA.....

Anônimo disse...



O MASCATE CONTINUA II .....
O que precisamos de verdade neste país varonil é de educação no trânsito, campanhas contundentes e punições severas. Prisões, apreensões dos veículos e a retirada do direito de dirigir, além de pesadas multas. Quando começarem a algemar motorista infrator no meio da rua a vergonha vai falar mais alto que a consciência cidadã e certamente os resultados serão muito mais efetivos.
Aí dirão vocês, mas se vc é contra a indústria das multas e fala em pesadas punições?
Sou contra a arrecadação pela arrecadação sem o efetivo controle ou educação.
Já que é apenas para arrecadar sugiro radares nos acostamentos e nas filas de balsa onde a jumentada abusa em fazer merda. Ultrapassagens em pista de faixa dupla, andar colado ao veículo da frente, parar sobre faixa de pedestres, estacionar em vagas para deficientes, andar pela contra mão, etc...etc...etc...
Radar não é a solução, o negócio é educação, sem educação o trânsito vai continuar matando aos milhares por ano.
Prestem atenção, com os radares já temos 52 mil mortos por ano, isso prova que o sistema não está funcionando.
Tem gente sem a mínima condição motora ou emocional que ainda está nas ruas fazendo bosta sem parar e as punições são absolutamente irritantes em matéria de responsabilização.
Mortos por motoristas embriagados ou menores de idade acabam apenas em punição para as famílias de quem foi assassinado, os motoristas causadores das mortes são soltos, continuam dirigindo enquanto esperam seus julgamentos e quando são julgados as penas chegam em trabalho comunitário ou distribuição de cestas básicas. E quanto mais dinheiro tem a família do assassino, mais fácil em se livrar de uma talvez, pretensa, futura cadeia. Lembrem do caso do Thor, filho do Eike Batista, que no final a culpa do acidente ficou nas costas do falecido ciclista que foi atropelado no acostamento da rodovia.
De efetivo mesmo, nada. E a impunidade continua correndo solta na sociedade festeira e torcedora.
A guerra do presidente contra os radares já é alguma luz ao fim do túnel contra a "fiscalização" arrecadatória, mas não tem eficiência alguma em matéria de trânsito mais seguro.
Em um país onde existe uma tal "lei seca" que pune motorista embriagado e os Detrans da maioria das cidade não possuem bafômetros e quando os tem estão quebrados. Postos de combustíveis com lojas de conveniência e suas geladeiras abarrotadas de cervejas e prateleiras cheias de bebidas mais "fortes" vendidas sem um mínimo de cautela só provam que o sistema já era e na verdade os radares são caça niqueis para encher os bolsos de governantes filhosdaputa. CONTINUA....

Anônimo disse...


O MASCATE CONTINUA III E TERMINA.....
Ou seja, não fazem o serviço direito em fiscalizar os motoristas e confortavelmente sentados em suas cadeiras em salas refrigeradas passam o ato de fiscalizar para máquinas que não recebem salários, porém dão lucros absurdos. Criar dificuldades para vender facilidades.
Educação para o trânsito precisa começar ainda no ensino de base e acompanhar o aluno até o ensino médio, mas em um país onde o que menos importa é o ensino, querer que a molecadinha que mal sabe ler saia da escola com consciência cidadã ou com preparo razoável para dirigir é um sonho...Sonho não, um delírio de uma bad trip de heroína. E de mais a mais, se professor tiver que ensinar a molecadinha sobre respeito no trânsito não vai ter tempo para reclamar do salário, fazer greve ou simplesmente doutrinar. Bom né?
O negócio é ir tentando fazer o seu melhor, desviando como puder da sacanagem das autoridades e não cometer infrações para encher os bolsos dessa cambada.
O presidente está correto.

E no mais....

O LULLA CONTINUA PRESO, BABACA!!

E PHODA-SE !!
By O Mascate às segunda-feira, agosto 19, 2019

Anônimo disse...

rvchudo
terça-feira, 20 de agosto de 2019

ESPOSAS DE CHEFES DE FACÇÃO VÃO USAR AUDITÓRIO DO SENADO PARA PEDIR DIREITO A VISITA ÍNTIMA.

MARCELO FREIXO (PSOL-RJ) E MARIA DO ROSÁRIO (PT-RS) PARTICIPARÃO DE EVENTO COM AS ESPOSAS DE CHEFES DE FACÇÕES CONTRA FIM DE VISITAS ÍNTIMAS AOS PRESOS.

Restrição foi imposta pelo ministro da Justiça Sergio Moro através da portaria 157 que proíbe o contato físico entre presos e seus familiares, além de reforçar o veto à visita íntima. Todos sabiam – eleitores e opositores – que com Bolsonaro como presidente e Sergio Moro no Ministério da Justiça a vida mansa da bandidagem no Brasil estava com os dias contados. Verdade que os eleitores patriotas achavam que seria mais fácil com a tal renovação política que ocorreu com a eleição de políticos conservadores no último pleito eleitoral. Mas, infelizmente, não é bem assim. Além dos traidores – Alexandre Frota presente – temos os acovardados ante as pautas enviadas pelo governo para aprovação e cumprimento de promessas eleitorais.

Incansáveis, Moro e sua equipe travam uma batalha contra os defensores de criminosos para tentar reduzir o acesso dos chefes de facções ao mundo externo. A portaria 157 assinada por Moro em fevereiro deste ano, que proíbe o contato físico entre presos e seus familiares, além de reforçar o veto à visita íntima foi responsável pelo união da duas maiores facções do Brasil que, depois de rompidas, desde 2016, se viram obrigadas a ‘trabalhar juntas’ para tentar derrubar a medida do ministro.

A recente união judicial é vista como trégua pontual pelo promotor Lincoln Gakiya, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de São Paulo.

“A guerra continua. Mas houve uma espécie de trégua não declarada com a ida desses chefes paulistas para o sistema penitenciário federal. Como eles estão privados de regalias, a tendência é haver alianças para pressionar o Estado e favorecer os chefes no sistema federal. Eles agem baseados em interesses próprios”, diz o promotor.

A medida visa a bloquear a comunicação com o mundo externo. Isso porque chefes presos costumam enviar ordens para os integrantes da rua, por meio de bilhetes entregues a familiares e advogados. A portaria também ratifica outra decisão, de agosto de 2017, que proibiu visitas íntimas, por tempo indeterminado, a quem foi membro de facção, líder de quadrilha ou que tentou fuga.

Covardes e estrategistas, os chefes de facções utilizam as mesmas manobras. As esposas dos presos pretendem, ocupar o auditório do Senado para discutir sobre a rotina de visitas na carceragem.

Será realizado no próximo dia 21 o “I Colóquio Internacional do Instituto Anjos da Liberdade”, na Câmara dos Deputados. O evento, que conta com o apoio da OAB, Anacrim (Associação Nacional de Advocacia Criminal) e o MNDH (Movimento Nacional de Direitos Humanos), será realizado pelo Instituto Anjos da Liberdade, que atua em defesa da “população carcerária”.


O tema do debate será “O direito à convivência familiar da criança e do adolescente frente ao sistema prisional do Brasil” e terá a participação de deputados do PSOL, como Marcelo Freixo e Talíria Petrone, e Erica Kokay, do PT. O Colóquio é para reforçar o recurso que o Instituto entrou contra a medida junto ao STF.

Alexandra Gomes, Jornalista
Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 03:36

Anônimo disse...

BLOG DO ORLANDO TAMBOSI

Liberal cáustico e anti-ideológico, combatendo o lulopetismo desde 2005.
terça-feira, 20 de agosto de 2019

Da ilegitimidade das nossas leis elas são feitas para os legisladores e contra os legislados, que têm de engoli-las como vierem. Fernão Lara Mesquita, para o Estadão:

Não é abuso de poder os representantes sabe-se lá de quem aprovarem anonimamente na madrugada, quase como gatunos usando máscaras, uma lei contra o abuso de poder?

O problema do Brasil vocal é ignorar olimpicamente a realidade e discutir as mazelas institucionais do País como se ele fosse uma democracia representativa. Não é. Nunca foi. Tem a chance de vir a ser se passar a encarar-se como o que é e tirar seus políticos e juristas do conforto de serem tomados pelo que não são.

Não se trata de defender que fique impune o abuso de autoridade. Mas é, no mínimo, farisaísmo fazê-lo sem mencionar que cumprir as leis que nos ditam implica, em primeiro lugar, a impunidade absoluta de quem as dita e da guarda pretoriana dos servidores que eles subornam com a dispensa de serem responsabilizados pelo que fazem e sofrer os efeitos da crise crônica que isso nos custa e, em segundo lugar, a impunidade de todo bandido não estatizado que puder pagar advogados para guiá-lo pelo infinito labirinto recursal desenhado para que nenhum julgado transite até o fim.

Encaremos a realidade, portanto. 1) Esta lei não foi feita para proteger o cidadão. Nunca ninguém se preocupou com o abuso dos três “pês”. As “excelências” só se moveram quando, pela primeira vez em nossa história, os ricos e os poderosos começaram a ser presos. 2) Também não é uma lei para disciplinar os três Poderes, é uma lei do Poder que tem sido preso contra o Poder que prende, sua polícia e o Ministério Público. 3) Tudo o mais nela está absolutamente desfocado, pois, sendo o seu principal detonador o “prejuízo” do “abusado”, fica sem resposta a pergunta: quando é que prender alguém, do chefe do PCC para baixo, deixa de prejudicá-lo?

Atribui-se a Rui Barbosa a frase: “A pior ditadura é a do Judiciário. Contra ela não há a quem recorrer”.

Há, sim! O que a revolução democrática fez, essencialmente, foi definir um novo “controlador mais alto do sistema”, sua majestade o povo, do qual passa a emanar todopoder. No Brasil, que de democracia nunca teve mais que a casca, o povo acostumou-se ao papel de “Geni” da privilegiatura, que pode “montá-lo” como bem entender. Mas a questão que, desde o primeiro dia, configurou-se como o maior desafio enfrentado pelos inventores da nova ordem não era “se” o Poder Judiciário deveria ser submetido ao povo, essa coletividade cujos elementos constitutivos ele tem por função julgar individualmente, mas “como” fazê-lo sem que ficasse prejudicada a isenção possível às instituições humanas que ele deveria manter ao fazêQuando os governos das 13 colônias que aderiam à União foram formados nos Estados Unidos, seguiu-se, para a constituição do Judiciário, o padrão do absolutismo europeu, em que permanece encalhado o Brasil até hoje, no qual os chefes do Executivo nomeavam os juízes que teriam por função vigiá-los e julgá-los. Mas a contradição com o fundamento básico da democracia era evidente. Em 1830 já as 13 colônias, depois de muitas idas e vindas, tinham aderido ao novo modelo de eleição direta dos juízes pelo povo. Para se elegerem, no entanto, os juízes tinham de fazer campanha e, portanto, de conseguir dinheiro para isso, o que os tornava vulneráveis ao poder econômico, diziam os “contra”. Vulneráveis ao poder econômico todos nós, mortais, sempre somos, respondiam os “a favor”, e, sendo assim, preferimos que o nosso juiz vulnerável ao poder econômico possa ser destituído por quem o elegeu se não honrar seu mandato com um bom comportamento. Continua.....

Anônimo disse...




BLOG DO ORLANDO TAMBOSI CONTINUA II....E TERMINA......
A norma mais sagrada do novo regime, que, não por acaso, chama-se “democraciarepresentativa”, é a da fidelidade da representação do verdadeiro dono do poder – o povo –, que deve estar institucionalmente armado para fazer valer esse seu poder hegemônico. Por isso mesmo todos os cargos do funcionalismo público que têm por função fiscalizar o governo (Ministério Público e outros) ou prestar serviços diretos ao público (a polícia, entre outros) são, desde o início, diretamente eleitos pelo povo.

Como a maior preocupação inicial dos fundadores era, porém, evitar a volta da monarquia, os mandatos desses representantes, no desenho original, foram excessivamente blindados pelo tempo que durassem. Essa incolumidade logo mostrou seus dentes. Intocáveis por quatro anos, os políticos e funcionários corrompidos tinham tempo para se locupletar antes que os seus representados pudessem alcançá-los na eleição seguinte. Resultado: pelo final do século 19, o sistema estava apodrecido dos pés à cabeça, fazendo lembrar em tudo o Brasil de hoje.

A resposta, dada nas reformas iniciadas na virada para o século 20 que tomaram por base o remédio que a Suíça encontrara 40 anos antes para o mesmo problema, foi rearmar os cidadãos para atuarem diretamente contra os maus representantes. Eleições distritais puras para tornar transparente a relação entre cada representante e os seus representados, direito à retomada dos mandatos (recall) e referendo das leis vindas dos Legislativos, direito à iniciativa de propor leis que os Legislativos ficam obrigados a processar, eleições periódicas “de retenção” de juízes nos seus poderes a cada quatro anos. Eles podem ser indicados pelo Executivo, dentro de regras estritas, mas o povo os julga a cada quatro anos, o que tira o controle popular da porta de entrada, que tinha os inconvenientes acima descritos, e o reposiciona na porta de saída.

No Brasil, onde o sistema eleitoral não permite saber quem representa quem e o povo deixa de ter qualquer poder sobre o seu representante no momento em que deposita o voto na urna, as leis são feitas para os legisladores e contra os legislados, que têm de engoli-las do jeitinho que vierem. No mundo que funciona, toda lei pode ser desafiada e tem de ser chancelada por quem vai ter de cumpri-la antes de entrar em vigor. Por isso todo mundo, lá, respeita a lei e o povo todo zela pelo seu cumprimento e, aqui, todo mundo acoberta o desrespeito às leis porque elas são fundamentalmente ilegítimas.

Postado por Orlando Tambosi às 09:49

Anônimo disse...

Os irmãos maçons do baixo clero são ingênuos, idiotas úteis! Sem querer ofender ninguém mas esta é a pura verdade. O "grande arquiteto do universo" não é ninguém além de Lúcifer!

Saiam da escuridão e venham para a LUZ irmãos!

Ultra 8 disse...

O COMUNISMO GENOCIDA ANTICRISTÃO, FOI CRIADO PARA FAZER RETORNAR A BARBÁRIE, HÁ TEMPO SUPERADA E ESQUECIDA PELA SOCIEDADE OCIDENTAL CRISTÃ.

O RETORNO DA BARBÁRIE É DE SUMA IMPORTÂNCIA PARA DESESTABILIZAR A COEZÃO DA SOCIEDADE CRISTÃ.

QUEM CRIOU E FINANCIOU ESTE CRIME CONTRA A HUMANIDADE? OS JUDEUS, CLARO.

A MAÇONARIA, IDEALIZADA NA ANTIGUIDADE POR "HERODES AGRIPA", QUE NA ÉPOCA ERA CHAMADA DE "FORÇA MISTERIOSA", FOI CRIADA PARA COOPTAR E MATAR OS SEGUIDORES DO "IMPOSTOR". (PALAVRAS DITAS PELO JUDEU, HERODES AGRIPA).

A MAÇONARIA JUDAICA, CRIOU O ESTADO LAICO PARA DERRUBAR OS PRECEITOS CRISTÃOS E REINSTALAR A BARBÁRIE PARA A DESTRUIÇÃO DO POVO CRISTÃO E SUA ESCRAVIDÃO, QUE SERÁ ADMINISTRADA PELA ELITE JUDAICA.

A REPÚBLICA UNIVERSAL MAÇÔNICA SIONISTA, ESTÁ QUASE INSTALADA...

CARTA DO RABINO BARUCH LÉVY A KARL MARX EM 1848 :

"O povo judeu na sua totalidade será ele mesmo o seu próprio Messias. O seu reino sobre o universo realizar-se-á pela unificação das outras raças, eliminação das monarquias e das fronteiras que são a proteção do particularismo, e pelo estabelecimento de uma república universal que reconhecerá em toda a parte os direitos de cidadania dos judeus. Nesta nova organização da humanidade, os filhos de Israel disseminados atualmente sobre toda a superfície da terra, todos da mesma raça e de igual formação tradicional, conseguirão, sem grande oposição, constituir o elemento dirigente em toda a parte e de tudo, se conseguirem impor a direção judaica às massas operárias. Assim, pela vitória do proletariado, os governos de todas as nações passarão para as mãos dos israelitas por intermédio da realização da República universal. A propriedade individual poderá então ser suprimida pelos governantes de raça judaica que então poderão administrar em todo o lado as riquezas dos povos. E assim realizar-se-á a promessa do Talmud de que quando chegarem os tempos messiânicos, os judeus terão sob controle os bens de todos os povos da terra".

FONTE: "Revue de Paris", 1º de Junho de 1928, pág. 57





Anônimo disse...

Ao anônimo das 10:28 AM

O lula deveria mandar o mação podre do Zanin embora, e contratar o Amadeu; o adEvogado da Maria da Paz, é muito mais eficiente.

aparecido disse...

Que nada.. a onça só bebe agua mineral gelada em restaurante chique...com gelo e limão...aquela onça que bebia agua no rio não existe mais... e tem mais... onças verde...por fora e vermelhas por dentro...então não é onça.. é melancia.....

Anônimo disse...

Já passou da hora de a onça beber água!

Anônimo disse...

Lula diz que sua condenação é"palhaçada para um projeto de destruição de poder". Essa pregação se destina a confirmar as convicções de seus militantes e simpatizantes. Um militante e uma simpatizante disseram que o "kit gay" nunca existiu; que foi uma falsa cartilha criada pelo filho do presidente, divulgada para substituir o verdadeiro estudo encomendado pelo governo petista. A simpatizante disse, inclusive, que, à época, procurou a publicação para conhecer o assunto e nunca encontrou quem lho mostrasse ou soubesse de sua existência.