quarta-feira, 14 de agosto de 2019

A picaretagem por trás do Sínodo para a Amazônia



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

O Sínodo para a Amazônia que o Vaticano pretende realizar, de 6 a 27 de outubro, é o assunto que mais tira do sério os militares. O evento tem tudo para ser a grande crise diplomática do Governo Bolsonaro, no curto prazo. No Palácio do Planalto e no “Forte Apache” (sede do comando do Exército Brasileiro), a expectativa é que a Santa Sé cancele o encontro que tem como relator escalado o Arcebispo de São Paulo, Dom Cláudio Hummes. Vem aí a “canelada-anunciada”: Jair Messias Bolsonaro x Papa Francisco, com diplomatas e generais no ringue...

No site oficial do Instrumentum Laboris (http://www.sinodoamazonico.va), o Vaticano “vende” o evento como “um grande projeto eclesial, cívico e ecológico que visa superar confins e redefinir as linhas pastorais, adequando-as aos tempos atuais”. O texto acrescenta: “Nove países compartilham a Pan-amazônia: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, Suriname, Guiana e Guiana Francesa e nesta região, importante fonte de oxigênio para toda a Terra, concentra-se mais de um terço das florestas primárias do mundo. É uma das maiores reservas de biodiversidade do planeta, abrigando 20% da água doce não congelada”.

A publicação oficial do Vaticano apenas relata: Em 15 de outubro de 2017, o Papa Francisco convocou a Assembleia Sinodal para a Pan-amazônia indicando como finalidade principal “encontrar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, sobretudo dos indígenas, muitas vezes esquecidos e sem a perspectiva de um futuro sereno, também por causa da crise da floresta Amazônica, pulmão de importância fundamental para o nosso planeta”.

    

Entre os Generais brasileiros, circula um paper que resume a crítica geral ao Sínodo para Amazônia. O Alerta Total reproduz a mensagem:

Divide-se em três partes, que abordam as seguintes temáticas: “A voz da Amazônia entendida como escuta daquele território”, “Ecologia integral” e “Igreja com o rosto amazônico”.

Em seu conjunto, trata-se de um repositório de metáforas construído em torno da ideia-força sintetizada no conceito de “ordem integral”.

A “ordem integral” é uma ideia abstrata que pretende congelar a situação econômica e social existente, mas omite a verdadeira intenção política.

A manobra psicológica proposta pretende mobilizar as minorias indígenas e quilombolas dispersas no território e nas periferias dos grandes centros, com a finalidade de “sufocar” a cultura da maioria.

Os organizadores parecem ignorar a composição da massa populacional nativa, de cerca de 70% de mestiços, 25% de brancos e apenas 5% de minorias.

O apelo à “ecologia integral” relativiza os valores cristãos, submetendo-os à prevalência dos paradigmas culturais paleolíticos das etnias remanescentes.

Omite qualquer alusão ao esforço civilizatório imposto no passado pela própria Igreja, que resultou na superação dos paradigmas do tribalismo e da antropofagia, embora ainda persista em muitas tribos o costume do infanticídio dos bebês deficientes.

Em síntese, o discurso do “Instrumentum Laboris” subverte a ordem política, econômica e social dos estados pan-amazônicos, sem revelar o propósito político-institucional dos organizadores.  

O Alerta Total acrescenta: Definitivamente, por trás dos panos, a reunião – supostamente religiosa, católica -, na verdade é uma interferência indevida, uma agressão à soberania brasileira. No entanto, o bom senso de realidade nos obriga a admitir que o Brasil exerce, ainda muito mal, sua soberania sobre a Amazônia que nossos antepassados duramente conquistaram. Há muito que fazer para “conservar a Amazônia para os brasileiros” – como bem pregava o saudoso Almirante Roberto Gama e Silva, frisando sempre que empregava o correto verbo “conservar” e não o “onguístico” termo “preservar”.

No caso da Amazônia, Bolsonaro já endureceu o discurso contra os “sabotadores transnacionais”. No entanto, é preciso ir muito além do mero discurso nacionalista. O Brasil tem de avançar com o Programa Barão do Rio Branco – que tem potencial para impulsionar um mercado interno para integrar a Calha Norte do Amazonas, Amapá e Roraima, estendendo a BR-163 até a fronteira com o Suriname. Será construída a Ponte Barão do Rio Branco e implantado um sistema de transporte modal hidro-rodo-ferroviário estratégico na região.

Bolsonaro deve centrar seus discursos no Programa Barão do Rio Branco, e não perder tempo com as repetidas e previsíveis críticas canalhas dos falsos e bem remunerados ambientalistas – há muito especializados em produzir notícia negativa, mundo afora, contra a missão brasileira de conservar a Amazônia, explorando-a de maneira realmente sustentável e respeitando a rica diversidade ambiental.

Como repórter, já fiz algumas grandes reportagens na Amazônia. É inenarrável a vivência de quem passou quatro horas no meio da selva, em absoluto silêncio numa canoa, observando o magnífico cenário ao redor. Nestas aventuras, sempre me incomodou a vergonhosa constatação da perigosa, imperdoável e criminosa ausência do Estado brasileiro na maior parte da Amazônia. Ela é nossa? Claro que sim! Por isso, não podemos mais dar mole!

É essa passividade em relação à Amazônia que o Brasil tem de mudar. Na prática, na vida real, e não só no discurso ufanista, “nacionalista”...

Leia, abaixo, o artigo do General Carlos Alberto Pinto Silva: 

Amazônia ameaçada: Ou é só uma reação ao Presidente Bolsonaro?


Fala sério...

Ainda temos 76 idiotas na Câmara dos Deputados que são contra a Liberdade Econômica no Brasil.

O conselho, para eles, é: “Vão para Cuba que os pariu”...

A Medida Provisória, com 20 artigos, foi aprovada por 376 votos, preservando os pontos originais enviados pelo governo, como o fim da necessidade de licenças e alvarás para negócios de baixo risco, e a proibição do “abuso regulatório”, como a criação de regras para leis para reserva de mercado ou controle de preço.

Por que tanta embromação?

Já na Reforma da Previdência, o presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP), avisou que pretende encerrar a votação dos dois turnos da reforma até o dia 10 de outubro.

E o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, bota para funcionar hoje a comissão especial que irá analisar o projeto de lei que redefine as regras de aposentadoria das Forças Armadas.








Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Agosto de 2019.

10 comentários:

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ...
TIC,TOC.TIC.TOC E TIC;TOC. DESDE 2015 O BRASIL VEM PERDENDO TEMPO E DINHEIRO COM QUARENTA PARTIDINHOS MEIA BOCA QUE NAO FIZERAM SEUS DEVERES DE CASA. NOSSO PAIS E ESTE ENORME LIXAO PORQUE FUNCIONARIOS PUBLICOS TRABALHARAM SOMENTE PARA DENIGRIR NOSSA IMAGEM AQUI E NO EXTERIOR. A PROPRIA SUPREMA CORTE DE FARAOS DO EGITO FORAM OS PRINCIPAIS RESPONSAVEIS PELO LIXAO. METERAM O BEDELHO NO SERVIÇO DOS OUTROS PODERES PARA PODER MOSTRAR QUE ESTAVAM TRABALHANDO MAS NA REALIDADE ATRAPALHARAM NOSSO PAIS.
NOSSO PAIS SEMPRE ESTEVE ALINHADO COM OS TRAFICANTES DE DROGAS E OS VAGABUNDOS PRESIDENTES DA REPUBLICA DO MERDA SUL MERDA EUROPA E MERDA AFRICA. NOSSO DINHEIRO FOI EMPREGADO FAZENDO OBRAS E MAIS OBRAS QUE NAO SERVIRAM DE NADA E VARIAS E VARIAS DELAS FORAM ABANDONADAS E FICARAM SEM SER TERMINADAS.
A FALACIA, A BANDALHEIRA, A FALTA DE ESCRUPULOS INVADIU NOSSA NAÇAO.
A RESPONSABILIDADE DISTO TAMBEM CAI NOS OMBROS DE NOSSO PAPA. NOSSO PAPA E UM FALASTRAO IRRESPONSAVEIS QUE JAMAIS SEGUIU REALMENTE JESUS CRISTO.
TEMOS GAROTINHAS DE 15,16,17 JA COM FILHOS, SEM EMPREGO, MAL SABEM ALGUMA COISA DA VIDA.
TEMOS RAPAZES QUE NAO SABEM SE SAO HOMENS OU MULHERES. ONDE ESTAVA A IGREJA CATOLICA QUE NAO REFORMOU TUDO, NAO TROUXE SEU REBANHO DE VOLTA E MUITO MENOS TOCOU HORROR MOSTRANDO O QUE E CERTO, O QUE E ERRADO.
ONDE ESTAVAM ESTES PAIS E MAES, ONDE ESTAVA A ESCOLA, ONDE ESTAVA OS BONS PRINCIPIOS GERADOS PELA MIDIA QUE E A PRIMEIRA A MOSTRAR CENAS DE VAGABUNDAGEM E SEXO NAS NOVELAS DE BOSTA QUE PRODUZEM?
NOSSO PAIS ESTA UM LIXAO E O RESPONSAVEL POR ISSO E ESTA SUPREMA CORTE DE MERDA. PORQUE AINDA NAO CORTARAM DO MAPÁ ESTA MIXORDIA DE PARTIDINHOS MEIA BOCA QUE SO QUEREM DE DAR BEM.
O QUE ESTE PAPA QUER E METER O BEDELHO DENTRO DO NOSSO PAIS QUE AINDA TERA QUE PAGAR O ERRO DE FICAR NAS MAOS DA MARGINALIDADE DE 64 QUE DE FORAM EXPULSOS VOLTARAM E DEFECARAM NO PAIS, NAS LEIS E FINALMENTE PARA NAO CANSAR EM NOSSA CARA CIDADAOS DE BEM QUE HOJE EM DIA ESTAMOS DENTRO DE NOSSAS CASAS PROVISORIAS E BREVEMENTE TEREMOS QUE SE NAO MARCARMOS NOSSO TERRITORIO DIVIDIR COM TUDO QUE E TRAFICANTE DO PAIS. MORARAM OU QUEREM QUE SE DESENHE. CONTINUA..

Anônimo disse...



NUTAVAEL DIZ CONTINUA II E TERMINA.....


ALERTA VERMELHO. FFAA CUMPRA SEU DEVER. CUMPRIR COMO SO SE FOR COM O RABO. FICARAM CALADOS, FICARAM QUE NEM RATOS ENCOSTADOS NA PAREDE SENDO ESCROTIZADOS PELO LULA LADRAO E SUA CORJA E AS CORJAS QUE SEMPRE SE ALIARAM A ELES.
AGORA O QUE QUEREM? DESACREDITAR NOSSO PRESIDENTE, QUE ESTA INDO A TRANCOS E BARRANCOS PORQUE AINDA TEM QUE USAR FALACIA PARA CONTINUAR A LIMPAR O LIXAO. E NOSSAS FFAA. TEM QUE PARA DE FICAR CALADA E ANDAR. SE NAO ANDAR O ENORME TZUNAME VAI ALCANÇAR O PAIS. JA ROUBARAM AS GUIANAS E AGORA OS DEFENSORES DA BOSTA VAO CONTINUAR SOMENTE MARQUETANDO O MERDA SUL E MERDA EUROPA PARA CONTINUAR A FABRICAR INTRIGAS E CONTINUAR A VIVER PORQUE NAO VALEM NADA E NUNCA VALERAM NADA. SO VIVERAM FAZENDO SELFIE DELES MESMO MAS SEM HONRA, SEM VERGONHA NA CARA E PRINCIPALMENTE VIVENDO DE ALTOS SALARIOS PARA ENTREGAR UM SERVIÇO PIFIO A NAÇAO.
O RESULTADO JA ESTA MAIS DO QUE ORQUESTRADO SO FALTA NOSSAS FORÇAS ARMADAS ENTREGAR AS ARMAS OU ENTAO CORRE CORRENDO PARA UNCLE SAM QUE EMBORA TENHA TIDO VIGARISTAS COMO PRESIDENTES NAO PODE ENTREGAR OS EEUU PORQUE O AMERICANO TEM HONRA E TRABALHA NAO E FANFARRAO DE MERDA QUE NAO FAZ NADA E PEDE AJUDA TAMBEM A NOSSA RELIGIAO QUE E DIVIDIDA ENTRE OS QUE ACREDITAM EM CRISTO E OS QUE CRUCIFICARAM CRISTO. MORARAM OU QUEREM QUE SE DESENHE. ESTAMOS PAGANDO POR ERROS DE OUTROS E CONTINUAMOS COMO SOBREVIVENTES QUERENDO QUE O PAIS DE CERTO. ESSES VIGARISTAS DESTA SUPREMA CORTE QUE NAO FIZERAM NADA PELO PAIS PODEM BOTAR A VIOLA DO SACO E SE SENTIREM IMPEDIDOS DE DEDICIR QUALQUER COISA DENTRO DESTA NAÇAO PORQUE ELES FAZEM PARTE DA VAGABUNDAGEM QUE NOS COLOCOU NO LIXAO. FALEI.

Anônimo disse...

Vindo dos Pampas
quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Se a esquerda retornar na Argentina, o mesmo acontecerá no Brasil??
✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

É preciso colocar as barbas de molho com a vitória da esquerda argentina nas eleições prévias agora realizadas. Prevenir nunca é demais.
Na verdade, existe uma espécie de identidade entre os ”DNAs“ políticos dos argentinos e dos brasileiros. As razões dessa identidade só poderão ser esclarecidas pelos melhores antropólogos e psicólogos sociais. Mas sem dúvida se observa que os erros nas escolhas políticas de qualquer deles acabam se repetindo no outro.

Se olharmos com atenção os acontecimentos políticos nesses dois países, as semelhanças serão notórias. As únicas diferenças consideráveis estarão nos respectivos calendários eleitorais, que não coincidem, talvez estando aí a explicação para a pequena diferença de tempo nos acontecimentos de cada país.

Esse “repeteco” histórico entre os dois países apareceu mais nítido a partir dos anos 60 do século passado. O Regime Militar começou no Brasil em 1964, durando até 1985. Na Argentina, foi de 1966 a 1983.

Com o retorno da sua “democracia”(?), os argentinos acabaram elegendo Presidente da República o cidadão Raul Alfonsin (1983), em quem depositaram, com muita festa e até euforia, todas as suas esperanças de recuperação da Argentina.

Mas o povo argentino acabou “quebrando a cara”. Mesmo o festejado plano econômico instalado pelo novo governo, chamado “Plano Austral”, não deu certo. A demagogia do então governo não demorou a ser desmascarada. As repetidas crises argentinas até se agravaram. Mas o paradoxal em tudo isso foi que esse tal de “Plano Austral” certamente teria sido o principal inspirador do “Plano Cruzado”, adotado no Brasil após o término do Regime Militar do Brasil, em 1985, e colocado “no ar” pelo Governo de José Sarney, em 1986.

Apesar de ter sido também um plano econômico fracassado, como fora o Plano Austral, na Argentina, o Plano Cruzado, do Brasil, conseguiu no máximo colocar na mesa do pobre galinha bem barata por alguns poucos meses, com essa “bondade” elegendo os políticos do partido de Sarney (MDB), como maioria dos “constituintes” que escreveram a Carta de 1988, numa escancarada fraude eleitoral, que ficou por isso mesmo. CONTINUA...

Anônimo disse...



Vindo dos Pampas II e termina.......

Mas o “consórcio” político Brasil-Argentina não estacionou por aí. Continuou acelerado. Em 1989, os argentinos elegeram um “tipinho” chamado Carlos Menem, que teve Nota 10 como DEMAGOGO, e Nota “0” como governante, sendo absolutamente “repetido” no Brasil por Fernando Collor de Mello, eleito Presidente da República no mesmo ano que Menem, em 1989, logo ”defenestado” do poder por impeachment.

Mas a “marcha fúnebre” entre os dois países prosseguiu intacta. Em 2003 a esquerda se adonou do poder nos dois países, com os Presidentes Nestor Kirjner depois com a sua mulher, Christina Kirjner, na Argentina, e com Lula e Dilma/Temer, no Brasil. Na Argentina a esquerda continuou mandando até 2015, e aqui no Brasil até 2018, ”apesar” de Temer.

Portanto as esquerdas foram tiradas do poder quase simultaneamente nos dois países, dando lugar aos “conservadores” Mauricio Macri, em 2015, na Argentina, e Jair Bolsonaro, no Brasil, com sua eleição em outubro de 2018.

Vindo dos Pampas II e termina......

Nessas condições, dá até para concluir que, politicamente, a Argentina e o Brasil são como “irmãos”. Mas não simples “irmãos”. São como irmãos gêmeos “idênticos”. E “siameses”. Vai ser preciso uma “cirurgia” política para desfazer essa maldita ligação, pela qual os dois países intercambiam as suas maiores desgraças.
Nessa retrospectiva histórica, sem dúvida a tendência será a de se repetir no Brasil o que acontecer com as eleições presidenciais na Argentina no final desse ano de 2019. Se a esquerda vencer lá, dificilmente acontecerá diferente no Brasil, em 2022. Portanto vai ser preciso cortar a cabeça dessa “cobra”, bem antes, com os meios que se tornarem necessários.

Com essa vitória da esquerda nas prévias argentinas, as “cobras” locais certamente irão incrementar o boicote que já estão fazendo contra o Governo Bolsonaro. Vai acontecer o mesmo que “eles” já fizeram com Macri, na Argentina. E Bolsonaro só tem uma saída que lhe assegure a plena governança, evitando a volta da esquerda em 2022. Ela está prevista na Constituição.

Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo

Anônimo disse...


O MASCATE

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

terça-feira, agosto 13, 2019

Alexandre Fruta expulso do PSL. Ou, levou um sonoro pé no rabo!!.
Bem meus cinco leitores, pelo que parece a primeira baixa nos surfistas da onda Bolsonaro já aconteceu, Alexandre Fruta, o deputado pornô cuspiu no prato que comeu e levou um belo pé no rabo.
Era óbvio que a situação chegaria a esse nível. Fruta foi eleito surfando na onda do Capitão, assim como tantos outros, só que o Deputado queria mais, durante a campanha este humilde escriba leu em diversos órgãos de imprensa que Fruta seria o ministro da cultura caso Bolsonaro fosse eleito.
Uma afirmação ou boato que causaram comoção e barulho por conta da esquerda festiva e muita preocupação dos eleitores de Bolsonaro. E o jumento acreditou, comemorou e não aguentou a "rejeição"!!!
Lembram quando Zé de Abreu espalhou pelos quatro cantos que a Jumenta iria nomeá-lo para o mesmo cargo? Pois é...
Fruta bateu pesado durante a campanha na esquerda, perincipalmente no Cagalhambão, fez o trabalhinho esperto de conseguir ganhar a simpatia de parcela dos eleitores que votam por brincadeira, resultado: obteve 155.522 votos dos sem noção de sempre.
Chegou à câmara federal com o gás todo, espalhou truculência e cretinice, fez ameaças, chamou alguns para briga e de efetivo, e como era de se esperar, o porra nenhuma de sempre. É muito músculo e pouco cérebro, muita boquirrotice para pouco ato.
O tempo passou, Bolsonaro montou seu ministério e Fruta não estava nele, bastou para o oportunista esfriar seu ímpeto e começar a bombardear o governo. Mordeu a mão que o alimentou. Ingratidão em modo megablaster.
Então fez o que seu limitado intelecto podia, partiu para o desserviço de atacar o governo, dar declarações que contrariavam totalmente seu discurso de campanha, A máscara caiu e o deputado deu o nó em sua forca na votação da previdência onde foi o único do PSL a não votar, preferiu a abstenção. Perdeu playboy!!
Foi defenestrado por iniciativa de seus pares de partido e agora está flertando com os TUCANOS, PTralhas que tomam banho.CONTINUA....

Anônimo disse...



O MASCATE – CONTINUA II E TERMINA.....
Ele poderá manter o restante de seu mandato sem partido algum, não duvido nada se ele não aderir ao PT ou algum satélite. Já vimos a aproximação e babação de ovos com o presidente da Câmara, Rodrigo Nhonho Maia. Fruta busca uma tábua para se agarrar e se manter na superfície, justamente por saber da própria mediocridade política e da limitação intelectual que será a pá de cal na sua carreira. Essa andorinha não faz nem merda sozinho, quanto mais verão.
O comportamento do truculento deputado mostra que sua carreira política é voo de galinha e aposto um picolé de jiló que ele desaparece do cenário em 2022.
Sem a escada de Bolsonaro, traindo seus eleitores e sem conteúdo ou um mínimo de empatia o ator virou um pária político, um zumbi no meio do hospício que é o congresso nacional. Escrevam aí, muito pouco ouviremos falar desse cidadão, certo que durante alguns dias seu espírito ainda irá assombrar os rodapés da imprensa vagabunda e fim.
As atitudes arrogantes e burras do deputado só fizeram a esquerda e a oposição vibrar com o "fogo amigo" dentro do ninho do Capitão, chuva de verão que passou mais rápido que a honestidade do preso de Curitiba.
A falta de estrutura do PSL aliada ao fenômeno Bolsonaro criou uma legião de políticos de ocasião que estão eleitos, porém sem entenderem direito o que estão fazendo lá. Os Postes do Capitão...
Um ou outro se destacarão e a maioria vai virando mais do mesmo. E ewscrevam aí, se o governo Bolsonaro for de mal a pior a maioria desses surfistas dá sebo nas canelas abandonando o presidente à própria sorte. A primeira que vejo nessa situação é Janaína Paschoal que vive destravando a boca e falando bobagens. Esperem e me cobrem no futuro.
Se para o governo do Capitão já está difícil de manter uma agenda qualquer por causa da oposição, e também pela falta de preparo do mandatário mór, imaginem isso somado ao saco de gatos que virou o partido. Serão longos 4 anos...
Por fim, um já foi, outros certamente irão. O que precisamos é que o presidente segure um pouco sua língua, esse negócio de dar declarações polêmicas para causar no meio dos esquerdopatas está passando dos limites e esquerda está deitando nessas declarações que acabam se tornando verdades absolutas, sem contar que Bolsonaro está entregando de bandeja a própria cabeça para seus inimigos.
A última declaração sobre aa ARGHentina foi de um descuido e irresponsabilidade abissal, o acordo entre o Merdosul e a União Zoropéa ainda nem saiu do papel e o presidente já vai chutando o balde? Assim complica.
Os ARGHentinos irão fazer merda, o problema é deles, o Brasil é maior que tudo isso, porém precisa de lucidez para tratar desse assunto, falar bobagem não nos levará a canto algum.

E no mais....

O LULLA CONTINUA PRESO, BABACA!!!

E PHODA-SE!!!
By O Mascate às terça-feira, agosto 13, 2019

Anônimo disse...

Numa das manifestações x Dilma e PT, o Zé Eduardo Cardoso resolveu dar um passeio a pé na av. Paulista. Quase foi linchado. O pessoal o perseguiu fazendo barulho da sirene do camburão. Ele precisou entrar na livraria Cultura p/ se proteger. Não adiantou, o povo entrou lá e o hostilizou até ele ir embora. Acho que o tonto do Suplicy estava junto. Já pensou o que o elemento será vaiado se se meter a ser candidato a prefeitura de Sampa? kkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Esther

Anônimo disse...

Existe alguma dúvida que o argentino Bergoglio é e sempre foi um comunista de carteirinha??? Agora ele envereda pela Nova Ordem Mundial como o "secretário do capeta"...

Anônimo disse...

O Papa Pop está reinventando ou reciclando o programa do Brasil colônia de "Conversão do Gentio"? OMG!!! A Amazônia é nossa e não me engana que eu NÃO gosto.

Anônimo disse...

Os 5% de minorias seriam os integrantes de tribos indígenas e quilombolas? Em reportagens mais antigas, vemos 'indígenas' com diferentes conformações fisionômicas, o que denotaria mestiçagem na tribo, visto que eles acolhem pessoas que queiram aceitar seu modo de vida através de uniões conjugais. Então, não entendemos a composição dessas minorias como critério para imobilizá-las nessa situação . Em reportagem mostrada no canal de reprises Multicultura, há uma menina de enormes olhos claros e cabelos sedosos e cacheados mostrada como nativa da tribo.