sábado, 31 de agosto de 2019

As Três Idades


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Pessoas e organizações passam por três momentos diferentes em sua vida.

Estudaremos primeiro os seres humanos.

A criança até os sete anos de idade é absolutamente indefesa; necessita da proteção de adultos pois não tem a noção do perigo. Segue, depois, a fase do aprendizado e da exuberância de suas capacidades. Chegada a velhice, volta a necessitar de cuidados de terceiros.

Os italianos bem sabem o que é um vecchio ribambito.

As organizações civis e/ou comerciais também passam por ciclos. Criança, estrela, vaca leiteira e cachorro (cão). No Brasil são raras as instituições que duram mais de cem anos.

Já os países são duradouros. O Egito tem milhares de anos de história. O Brasil, quinhentos e dezenove anos, etc.

Os governos variam em longevidade.

Na República Italiana, parlamentarista, houve quase um gabinete (primeiro ministro) por ano.

Nosso período colonial durou de 1500 a 1822. O Império até 1889.

A República, com cento e trinta anos, vai aos trancos e barrancos.

Nos últimos trinta e cinco anos de desgoverno, corrompeu-se de tal forma que, em breve, tornar-se-á um principado.

Escolham o nome “bonitinho” que quiserem. Intervenção Constitucional prevista no art. 142 da Carta Magna, ou qualquer outro.


l'infanzia, la maternità e l'inevitabile declino della vecchiaia.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: