sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Estudo de Cenários



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Por alto diletantismo, imaginemos amáveis leitores, o que aconteceria (acontecerá ?) se a corda arrebentar.

Velhotes e velhotas, recolhidos pela carroçinha em razão de inúmeras estrepolias.

Cãomoção nacional ? Nem um peido.

O fato seria usado pelos implantadores da Nova Ordem Mundial para atacar o Brasil e inviabilizar nossa soberania.

Aí então, nosso querido mito decide suspender a exportação de comida e minérios para os “espertinhos”, ferozes acusadores.

Lembrem-se de que não estamos sujeitos à chantagem nuclear porque uma bomba atômica arruinaria tudo o eles mais cobiçam.

No máximo, destruiriam alguma cidade importante no sul do país que pela distância, a radiação não prejudicaria seus “tesouros”.

Em quinze dias a China viria pedir arreglo. A Índia, idem. A Europa , por sua empáfia, talvez demorasse um pouco mais. Cedo ou tarde, também solicitaria um penico.

Saibam os senhores, que o Brasil é um dos poucos países que pode viver de modo autárquico.

Até hoje fomos impiedosamente explorados pela rapina internacional.

A elite de nossas Forças Armadas bem sabe disso.

Uma invasão em massa de tropas estrangeiras parece muito difícil por razões de logística e da imensidão de nosso território.

Lembrem-se do fracasso americano no Vietnã.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

jomabastos disse...

Não incriminemos a "NOM" ou qualquer outra "entidade" pelo desastre, pelo caos que os nossos executivo, legislativo e judiciário implantam no Brasil.

Sejamos honestos e não empuxemos para o resto do mundo "as sujeiras" que nós vimos praticando dentro de nossas fronteiras década após década. Deixemos de culpar os norte-americanos(o povo que mais arrasou o mundo), os asiáticos e os europeus. Olhemos para dentro do nosso país. A corrupção e desgovernação estão entranhadas nesta Nação. Há que lutarmos contra a corrupção e desgovernação assíduas, com intensidade, ânimo e coragem.

Este executivo, assim como tantos outros executivos que também decidiram outras entregas do nosso rico subsolo para estrangeiros, quer concessionar, segundo o Bolsonaro, a Amazônia ao garimpo norte-americano.

Mas há que lembrar que o Brasil, através da exportação, quer virar o Banco Alimentar da Terra para as grandes potências mundiais. Os governantes brasileiros sempre quiseram mostrar riqueza e desenvolvimento através do PIB.
Mas a fome e a miséria alimentar e cultural seguem abrindo caminho, infelizmente, por todo o Brasil.

Em resultado da guerra comercial dos EUA com a China e dos muitos estragos efetivados pela natureza na terra de cultivo norte-americana, os agroindustriais norte-americanos pretendem "investir" na exploração de terra de cultivo brasileira para a produção de soja.

Anônimo disse...

Mestre Mantiqueira data vênia, quero botar mais angu nesse texto, o primeiro fracassado no Vietnã foi a querida França , aquela mesma França, que corre quando a água bate na bunda.

adilson disse...

As coisas acontecem no mundo e chegam aqui com atraso,pro bem e pro mal.Razões estrategicas não são compreendidas.Gritam,esperneam quando se fala em alinhamento com americanos.Ozamericano vai levá tudo.E a china?Ah!Ozchineis não,eles são parças!Meias verdades,mentiras e somos levados no bico.Nada descarto com relação aos americanos,mas temo mais os chineses.Eu creio que se eles poderem comprar terras abertamente,trarão trabalhadores de lá,implantarão de forma intensiva o cultivo,e sufocarão pela escala os nacionais.Como agiram na africa?Talvez seja inevitável!