sábado, 10 de agosto de 2019

MAIONESETUR



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Hoje em dia há uma epidemia de maioneseviajantes. Como nunca dantes.

Qualquer panaca se acha !

Não perderei meu tempo enumerando os bocós. Meus amáveis leitores se encarregarão de fazê-lo, com mais argúcia e mais zelo.

Sugiro a criação de uma startup especializada em roteiros para egotrips.

Tremem bem de frio ou de medo os chantageados pelo cabra que parece dizer abracadabra pelo de cabra.

Se o ogro abrir o bico, faltarão higiênico e penico.

No mais, tudo vai as mil maravilhas. Os críticos do amado Mito são, no mínimo, ingratos.

Houvera sido eleito o poste ou qualquer outro leitão ou leitoa, não estaríamos mais desfrutando a vida boa.

Vejam o lado cômico do excelso (Daniel) urubusário. Parecem vivos-mortos.

Nessa pantomima furreca que hoje encenam, são ao mesmo tempo, acusadores e acusados. Haja cú em tanta agulha pelas quais há de passar o camelo da parábola.

Melhor dizendo, cá, mellos. Vários já deram maus exemplos; no momento, esperamos que um dê cano nas esperanças de toda a sociedade brasileira.

Ainda temos a mais poderosa das armas; a razão.

Se nossas orações forem ouvidas pela Divina Providência (ou pela Onça) em breve teremos farto material para uma fábrica de sabonetes.

Enquanto a canalha gargalha o povo prepara-lhe a mortalha.



Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

Anônimo disse...

É mais fácil e mais certo confiar plenamente na Divina Providência,Dona Onça já deu o que tinha dar já que alguns mostraram que sua fruta preferida é a melancia.Na verdade, o homem sabe quantas sementes tem uma melancia,mas só o Divino sabe quantas melancias tem cada semente.

Anônimo disse...

@Carlos Maurício Mantiqueira: já cheguei à conclusão de que estamos por nós mesmos. A onça, pelo visto, gosta da situação presente. Chego a acreditar que essa onça ronrona quando o STF a acaricia.