segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Montanha do Ouro



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

O roubo dos 750 kg de ouro (fora 80 kg sem nota) no aeroporto de São Paulo, despertou curiosidade: de quem seria a  fortuna? Para onde iria e de onde vinha? Aos poucos,  a matéria foi, relativamente, esclarecida.

Os 180 milhões em ouro pertenciam a uma mineradora canadense, dona da chamada Montanha do Ouro, em Minas Gerais e iam para o Canadá.

Ora, se o subsolo é da União, por que o ouro ia para o Canadá? Bastaria pagar em reais a mineradora e manter o ouro no tesouro.

Por que esse ouro iria lastrear o Canadá? 

Para que o Brasil exporta ouro e pedras preciosas?

É óbvio, que é melhor guardar essas riquezas, não renováveis nos nossos cofres. Todavia, ao que parece , continuamos colônia da pirataria internacional.

Tiradentes morreu em vão! O ouro continua indo embora e os impostos, ao invés de 20%, são de 45%, não é a toa, que 80 kg do ouro roubado estavam sem nota, ninguém aguenta tanto confisco.

E os homens da capa preta, discutindo com os homens de verde, o traje do baile de gala.

Chega de faz de conta! Os agentes públicos têm que cumprir o seu dever!

Deixar levarem riquezas, como no tempo das caravelas, é traição!

Presidente Bolsonaro proíba “exportações“ de ouro e pedras preciosas. Ficam melhor no nosso tesouro!

LIBERTAS QUAE SERA TAMEM !!!

Antônio José Ribas Paiva, Advogado, é Presidente do Nacional Club.

Nenhum comentário: