segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Nossa casa c’est ton cul, visage pâle!



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H.James Kutscka

Em tradução livre, não literal (para evitar uma palavra mais grosseira):

- Nossa casa é teu rabo, cara pálida.

Esta é a resposta que merece Macron, depois de convocar a cúpula do G7 para discutir os incêndios na nossa Amazônia, com a frase teatral: - Estão queimando nossa casa.

Melhor seria que cuidasse da sua casa, invadida por muçulmanos, onde em plena capital, suas mulheres são proibidas de transitar em determinados bairros com roupas ocidentais.

Que países europeus cobiçam nossa riqueza, não é novidade e nem é de hoje.
Cientistas de todas as áreas, geólogos, biólogos e todo tipo de curioso mal-intencionado, desde o inglês Henry Wickham (precursor da biopirataria, que em 1876 nos roubou setenta mil sementes de seringueira), sempre transitaram livremente, babando por nossa floresta tropical, “pulmão do mundo”.

Tal ocorrência veio a decretar o fim do ciclo da borracha em 1912.

Ou seja, a Amazônia brasileira sempre foi considerada pelos europeus “a casa da sogra”.

Fato que durante os governos de esquerda dos últimos trinta três anos, somente piorou com a criação de milhares de ONGS “preocupadas” com o bem-estar de nossos índios.

Se bobear, tem mais ONGS que índios.

Agora,  “monsieur Macron” resolve aproveitar-se dos incêndios que todo ano acontecem na região, e da retirada de fundos da Noruega e Alemanha para preservação da floresta Amazônica, tentando resolver seus problemas internos, gerados pela saída da Inglaterra da União Europeia, que subtrai  aproximadamente 10 bilhões de Euros em subsídios à agricultores franceses, os quais  na maioria das vezes, ganham mais com eles do que com o faturamento da produção, e lança o teatral:

- Nossa casa está queimando! apoiado em fotos de incêndios tiradas pelo repórter e fotógrafo norte americano  Loren McIntyre em 1989.

Fotos que provocaram os mais diversos e estapafúrdios protestos ao redor do mundo: teve gente preocupada até com as girafas da Amazônia.

Macron sabe que o agronegócio brasileiro, com o tratado de livre comércio com a União Europeia, conseguido por Bolsonaro, seria o golpe de graça na agricultura francesa.

A resposta às suas pretensões está no título deste artigo, avaliada por nosso presidente, por Donald Trump, Bóris Johnson, e até Putin.

Fora do G7, o apoio ao Brasil vem da Argentina, Chile, Israel e até da Espanha, onde a esquerda “pinta e borda”.

Estamos vivendo em um novo Brasil, no baile que convocou do G7, o francesinho “dançou” com a mulher mais velha e feia de todas.

Agora, só lhe resta chorar com a Irlanda. 

Para finalizar, um conselho:

- Cuide de sua casa que da nossa cuidamos nós.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

4 comentários:

Anônimo disse...

A AMAZONIA ESTÁ NA BERLINDA NÃO SÓ PELAS NAÇÕES MUI AMIGAS COMO TAMBEM PELAS ONGS QUE PROLIFERARAM NOS ÚLTIMOS 14 ANOS DA ERA NEFASTA DO PT E QUE AGORA ESTÃO SENDO EXTINTAS PELO BOLSONARO QUE NÃO DORME DE TOUCA E ESTÁ PONDO OS PETRALHAS INFILTRADOS EM TODAS EMPRESAS ESTATAIS ONDE ELES MERECEM, ISTO É NO OLHO DA RUA. Os incendios na Amazonia sempre ocorreram e agora por interesses escusos dos aproveitadores inclusive do maridão da seringueira periguete,eterna candidata, que tinha transito livre para exportar madeiras nobres da Amazônia clandestinamente. Como era de se esperar as medidas saneadoras do Bolsonaro desencadeou uma revolta muito grande em várias nações que estão desesperadas, apresentando indices falsos, como se nós fossemos uma tribu de analfabetos e irresponsaveis.Até o Papa Francisco saiu do armario para dizer que a Amazonia deve ser governada, por um conglomerado internacional, mostrando claramente sua ideologia. A Europa está em crise com a saida do reino unido da união europeis e pegou pra pato a nossa Amazonia e a nossa soberania nacional. Bolsonaro está no caminho certo porque conseguiu infernizar a vida da ordem mundial que sempre governou e mandou nos paises do ocidente, junto com os EEUU

Anônimo disse...

Bolsonaro tem que bolar urgente um esquema para ocupar a Amazônia e explorar seus riquíssimos recursos minerais ANTES QUE UM EXÉRCITO DE AVENTUREIROS O FAÇAM, como já dizia D.João VI ao filho Pedro ao sair do Brasil e voltar a Portugal, se referindo na época a libertadores da América como Simón Bolivar! Mineradores disfarçados de ONGs é o que não faltam naquelas plagas! E se Bolsonaro tiver um esquema bem bolado para garimpeiros brasileiros ocuparem, botarem mãos a obra, gente e vontade é que não falta!
Neste caso o Brasil só tem a ganhar, pois a região poderia ser ocupada e os próprios garimpeiros brasileiros seriam os fiscais dos intrusos estrangeiros.

Anônimo disse...

A foto do casal francês está perfeita! Só faltou a vassoura!

Anônimo disse...

Sempre apoiei o Bolsonaro; mais agora ele passou dos limites, e por isso vou dar um "pito" nele: "Bolsonaro, nunca mais desrespeite a avó dos outros". (Mãe é sagrada, e avó é mãe duas vezes).