terça-feira, 20 de agosto de 2019

Um jumento é escolhido entre os melhores Prefeitos


Poesia Política no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Pedro Paulo Paulino

O Brasil está coberto
De fraudes e de defeitos,
De crimes e falcatruas,
Racismos e preconceitos.
Mas nem tudo está perdido,
Pois um jegue é escolhido
Entre os melhores prefeitos!

O seu nome é “Precioso”,
Um jegue pernambucano,
Mais honesto e mais sincero
Do que muito ser humano.
Por merecidos valores,
Foi eleito entre os gestores
Mais importantes do ano.
Entre os cem melhores chefes
Do poder municipal,
Segundo diz a notícia
Publicada no jornal,
Obedecendo a critérios,
Sem suborno e sem mistérios,
Foi eleito esse animal.

Um jumento ainda jovem
E com jeitão de artista,
Só não sei se é de direita
Ou tem veia comunista;
Entretanto, não me engano,
Ele é pernambucano
Da cidade de Paulista.

Esse fato interessante
Saiu na televisão,
E logo, o Brasil inteiro
Ao caso deu atenção,
Porque não é todo dia
Que a imprensa noticia
O sucesso de um gangão.

Logo o jumento, animal
Que a má gente discrimina,
E que já virou cardápio
Nos restaurantes da China,
Se tornar agora eleito
Dentre os melhores prefeitos,
Numa escolha de rotina!...

Segundo diz a notícia,
Esse famoso animal
Foi escolhido por conta
De trabalho social,
Educação, transparência,
E também por assistência
Direta ao seu pessoal.

E quem é que vai negar
Que o jumento, nosso irmão,
É um dos mais importantes
Gestores deste sertão:
De tudo pode fazer,
Inclusive, ensina a ler,
Como disse o Gonzagão.

Na assistência social,
O jumento se garante:
Transporta o velho doente,
O menino e a gestante,
O aluno, o professor,
O doente e o doutor,
Para o lugar mais distante.

Também na infraestrutura,
O jumento é uma parada:
Ajuda na construção
De açude, cacimba, estrada...
O jumento, sim, senhor!
Merece ser ganhador
Dessa comenda afamada.

Além do mais, o jumento
Conduziu Nosso Senhor,
Como narra o Evangelho,
Todo mundo é sabedor.
Assim sendo, não convém
Que o jegue ganhe também
Prêmio de melhor gestor?!

Não é preciso dizer
O valor do seu talento!
E no meio de políticos
Desonestos cem por cento,
Sem-vergonhas, sem conceito,
Mais vale um jegue prefeito,
Do que prefeito jumento!

O jumento, no sertão,
Ainda é quem mais trabalha,
Bota lenha e bota água,
Carregando uma cangalha.
Muita coisa o jegue faz.
É meritório demais
Que receba essa medalha.

Medalha que foi entregue
Num dos mais chiques hotéis.
Em Recife, Pernambuco,
Entre colegas fiéis,
Esse fato aconteceu,
E o diploma recebeu
De “Jumento Nota Dez”.

Parabéns para o jumento,
Que por vocação trabalha.
Não se importa com cansaço
Nem o peso da cangalha.
E agora, como prefeito,
Merece mais que perfeito,
Receber essa medalha!

Pedro Paulo Paulino é Poeta.

Nenhum comentário: