terça-feira, 17 de setembro de 2019

Giloceano


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Como diria Carlos Lacerda : “o mar de lama virou mar de merda !”

Peço desculpas aos amáveis leitores pelas impropriedades presentes e futuras. O fato é que perco a paciência.

Lembro-me de um personagem de um programa humorístico que era professor em Coimbra e ficava embevecido com as metáforas linguísticas de uma jovem inculta e bela que negligenciava todas as regras gramaticais da “última flor do Lácio”.

O pascácio epigrafado não passa de um ladravaz, corrupto e mendaz.

Sabe que vive seus últimos dias de Pompéia e, assim, se esmera na arte de insultar todas as pessoas de bem com suas flatulências e embustes.

Talvez sonhe em viver no “jardim da Europa à beira mar plantado, que a Espanha oprime e o mar alarga”.

Entre luxos e prazeres, a vida de milhões amarga.

No entanto, seu poder deletério é diminuto se comparado ao do “mágico” que mantém iludido nosso querido Mito.

Enquanto uma multidão de desempregados passa fome e perde sua esperança e dignidade, o diabrete insiste em trair a Pátria, privilegiando o interesse dos banqueiros “bonzinhos”.

E a dona Onça que tudo vê, que tudo sabe por quê não põe cobro a essa aberração?

Generais: na Amazônia abunda a pita? No espelho de Dorian Gray ninguém se fita?

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...

É verdade, dona onça, vai esperar perdermos a Amazônia para reagir?