sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Que o novo gato da PGR pegue os ratos



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

A escolha de Augusto Aras para Procurador-Geral da República foi uma vitória do estamento. Na vida real das articulações políticas, Jair Bolsonaro não teve muita opção para decidir pelo nome de quem terá poder até para denunciá-lo por algum crime capaz de lhe tirar da Presidência da República. A petelândia aparelhada na PGR amou a opção por Aras. Mas quem conhece o indicado ressalva que ele teria assumido o compromisso de escalar procuradores com perfil conservador em sua equipe. Aras também promete “destravar a infraestrutura”, resolvendo problemas de licenciamentos de grandes obras.  

O novo Procurador Geral da República terá de mostrar que veio para combater, de verdade, o Crime Institucionalizado. Se ele não agir no esquema doa a quem doer, ampliando e não freando o a atuação anti-corrupção, Bolsonaro é quem vai sofrer um desgaste que pode inviabilizar seu futuro político no médio prazo. Na realidade, o futuro titular da PGR sofrerá pressão para seguir aquela máxima pragmática do comunismo chinês. Não importa a cor ideológica do gato; o importante é que ele pegue ou mande pegar os ratos...

A missão é complicada. No Brasil, cuja estrutura estatal viabiliza a corrupção sistêmica, é sempre forte a tendência à impunidade (para proteger a zelite criminosa) e ao rigor seletivo (para punir os inimigos de ocasião). A Procuradoria Geral da República é o instrumento estatal que promove a ação ou a inação contra o Crime. Na vida real, PGR e o Supremo Tribunal Federal são os poderes de fato. O resto, por mais que “possa”, é coadjuvante. Principalmente o povo – que tem poderes originários e de pressão.

Bolsonaro foi eleito com o compromisso popular de combater a corrupção. Por articulação genial de Paulo Guedes, conseguiu convencer Sérgio Moro a deixar a magistratura para encarar o desafio do Ministério da Justiça a Segurança Pública. No momento, as pesquisas mostram que Moro tem avaliação ótimo/bom melhor que Bolsonaro. O placar é 54% para Moro e 29% para Bolsonaro. No momento, Moro é o “Mito” mais popular, o que não garante que seja o “mito” mais forte... A fragilidade é a canetada do Diário Oficial...

O combate à corrupção no Brasil, com a implantação de instrumentos cidadãos diretos de controle da máquina estatal, é uma maratona. É um jogo de xadrez para botar bandido no xadrez... Os segmentos esclarecidos da sociedade precisam ampliar seu raio de pressão. Devem observar, atentamente, no sempre instável tabuleiro, os movimentos do “Rei” (Bolsonaro), da “Dama” (PGR), da Torre (Moro?), do “Cavalo” (Os militares) e dos “Peões”. Há muitas trincheiras nesta guerra assimétrica contra o Crime Institucionalizado – que se reinventa depois das pancadas levadas na Lava Jato e afins.

O momento demanda estratégia. Exige independência e capacidade de crítica construtiva, doa a quem doer. A partir de agora, a capacidade de liderança de Bolsonaro será colocada à prova de modo intenso. Vale repetir: Por enquanto reina muita confusão em um governo no qual cada grupo parece cuidar muito bem de seu quadradinho, tendo apenas um compromisso retórico com o resto da administração. Bolsonaro tem de unir seu time, prestigiar Sérgio Moro (mais popular que o Presidente), ouvir mais os militares e partir para o enfrentamento do Mecanismo (ou acabará fritado pelo corrupto estamento).

A margem para erro é muito pequena. O governo avança pelo nono mês... Logo o primeiro ano acaba... O casamento com a popularidade já entra na fase de desgaste... O Presidente já é obrigado a fazer mais do que fala... A agenda positiva terá de ser cumprida... Bolsonaro tem de entregar o prometido, em meio ao claro pacto firmado com o Supremo, o Senado, a Câmara e a PGR... Bolsonaro sancionou a Lei de Abuso de Autoridade com 19 vetos... Será que agradou a gregos e goianos?

Por enquanto, a Oclocracia segue fazendo a festa... O estamento criminoso está aí, firme  e forte, para atrapalhar o Presidente... Sérgio Moro tem de resistir... A turma da Lava Jato, também...

Bolsonaro ainda vai apanhar muito. A paulada vira por todos os lados, inclusive por dentro do próprio governo... Assim, haja águia para governar tanto pombo. Haja gato para pegar tanto rato. Haja água para dona onça beber...   




Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 6 de Setembro de 2019.

11 comentários:

Luciano disse...

Primeiro o "gato" colocado na pgr tem que provar que não é outro rato.

Anônimo disse...

Muitos que apoiam o Bolsonaro (que querem que o Brasil dê certo, seja lá o que isso signifique), querem que ele pare de falar de bate pronto (improviso) com os jornalistas (estagiários, que o booner põe para provoca-lo); porque mesmo quando ele acerta no discurso, ai o booner não mostra no jornal nacional.

Anônimo disse...

O Bolsonaro fala de bate pronto (e varias vezes, ainda acerta no discurso); os jornalistas tetistas, pensam antes de escrever textão, e ainda são incoerentes. Ex. Até ontem o Rodrigo isentinho Constantino dizia que o Bolsonaro estava se tornando um ditador (colocando soldados nazistas em todos os postos), mas hoje como seguidor do FHC, ele já esqueceu tudo que escreveu, e agora o discurso dele é: Tá vendo como esse Bolsonaro se vendeu ao sistema e abandou sua base de eleitores.

Anônimo disse...

O problema de usar metáforas (é esse o nome ?), é que as vezes ela não se encaixa na realidade, mas vamos lá. Quanto tem muitos ratos, o gato não resolve; tem que cortar a alimentação (a teta), e deixar os ratos se comerem; e só no fim vc solta o gato.

Anônimo disse...

Até ontem o Bolsonaro iria colocar um PGR soldado que não o investigaria. Hoje não existe mérito por ele não fazer isto, e ainda colocar um "inimigo" que pode até ataca-lo; o que existe e uma traição ao seu eleitorado (isso segundo a vagabundagem jornalística).

Anônimo disse...

Bolsonaro gasporov faz uma jogada de mestre entregando a rainha.
no primeiro minuto - Os bolsonaristas se mostram inconformados com a escolha do PGR.
A vagabundagem esquerdista se mostra inconformada com a escolha do PGR.

No segundo minuto - Uns (Bolsonaristas) ficam sabendo que os outros (vagabundagem esquerdista) foram contra a nomeação do PGR.

No terceiro minuto - Todos veem vantagem na "mitada" do Bolsonaro.

PS: no quarto minuto, tudo voltará ao normal; ou seja, os bolsonaristas torcendo para o Brasil dar certo, e a vagabundagem esquerdista, só vendo defeitos e atrapalhando o máximo que puder.

Vanderlei Lux disse...

Aposto com o Serrão uma geladinha que a bandidagem no congresso vai derrubar TODOS os vetos de Bolsonaro à lei de abuso de autoridade.

E aí Serrão? Topas a aposta?

Quanto ao 'novo' PGR, só uma conclusão: Bolsonaro conseguiu colocar um petista lá. Isso ficou evidente. Sinceramente? Acredito que petista ou não petista, naquele cargo, não fará a menor diferença...

Anônimo disse...

"A esquerda, a mídia podre desse Brasil quer desgastar você e o presidente Bolsonaro. (...) Qual é a única forma de acabar com o presidente Bolsonaro? Acabando com sua popularidade para a população desanimar. Vão tentar desgastar o presidente a cada expectativa nossa frustrada. Nós sonhamos com algo, mas quem está na máquina pública é o presidente. (...) Chegou a hora de apostar todas as fichas no presidente Bolsonaro. Todas. Apoiar o Brasil que pode dar certo. A mídia vai fazer um enredo, vai jogar o presidente contra Moro, Moro contra Bolsonaro, Bolsonaro contra Ernesto Araújo, Ernesto Araújo contra o presidente, outros países contra Bolsonaro. Porque não conseguem derrubar Bolsonaro por outro meio. Pessoas em Brasília dizem que a mídia vai começar a inventar na cara dura fake News gigantescas para desgastar o presidente. Eles vão dizer que Bolsonaro está fazendo acordo com corruptos. (...) Neste feriado, coloque a bandeira brasileira na frente da sua casa, no seu carro. Isso para a esquerda é a morte."

Estão preparando o fim do governo Bolsonaro (O Giro de Notícias)
https://www.youtube.com/watch?v=49x69FgPDrE

anônimo disse...

Só sei uma coisa: quem lê e se informa sabe muito bem que Bolsonaro está alinhado ao Maia, Alcolumbre , Toffoli e muito outros que sempre mandaram no país. Não voto mais nesse traíra.

anônimo disse...

Só sei uma coisa: quem lê e se informa sabe muito bem que Bolsonaro está alinhado ao Maia, Alcolumbre , Toffoli e muito outros que sempre mandaram no país. Não voto mais nesse traíra.

Anônimo disse...

Um comentarista no Youtube disse:
"Eu faço um apelo às pessoas de bem. Não se deixem influenciar pelos 'eleitores arrependidos de Bolsonaro'. Nunca foram eleitores de Bolsonaro. Isso é apenas um meio de enganar, de iludir. Nunca se esqueçam: são psicopatas e mentir e enganar são traços básicos da personalidade psicopática."
Os esquerdistas estão sendo desmascarados onde quer que se infiltrem.