sábado, 19 de outubro de 2019

Convite ao Fascismo



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

O que o Supremo Tribunal Federal do Brasil vai fazer na próxima semana é, aí sim, um "convite" à instauração de um Regime Fascista no país. 

Fascismos tendem a nascer em países com grandes populações "desinteressadas" pela política, em situações de colapso total das instituições democráticas, e na presença de um "líder" e de um "partido" que se apresentam como superiores a qualquer ordenamento legal. 

Eles vem para "colocar o país em ordem", para "acabar com o bando de loucos" que tomaram conta Governo. 

O líder e o partido nascem para combater a permanente "decadência da nação" e se voltam contra o materialismo que Hitler e Mussolini não cansaram de apontar como característica do comunismo E DO LIBERALISMO também! 

O Líder está acima de qualquer ordem jurídica ou moral. Ele é infalível, jamais erra e liderará o Partido até o fim. Se este fim for o colapso e o desaparecimento da Nação, então que assim seja pois "os fracos não devem sobreviver".

O líder e o partido fascista tem como característica fundamental o ódio à estrutura da realidade, o desprezo pelo tempo presente. 

Toda salvação, todo paraíso, está no futuro ou no passado; jamais no "aqui e agora". O fascismo vem para resgatar a "era de ouro" em que o país crescia, em que havia comida e trabalho para todos ou para construir o futuro que vai tornar isso possível.

Se o paraíso está no passado, se é na "raça superior", nos antigos arianos ou no Império Romano que acreditamos, estamos falando de Hitler e Mussolini. Se o paraíso é uma promessa, se ele está no futuro, nosso caso é aquele defendido por Stálin. 

Dizer que um Miliciano Evangélico corrupto do Rio de Janeiro como Jair Bolsonaro e um partido de aluguel formado por atores pornôs, jornalistas baleias, lutadores de jiu-jitsu, leitores da "Revolta de Atlas" e donos de clube de futebol, como o tal PSL, podem representar o nascimento de um "fascismo" brasileiro chega a ser patético, ser obsceno de tão ridículo. 

O líder FASCISTA que vai nascer quando sair da prisão depois da decisão do STF, emulando Hitler quando foi libertado de Landsberg em 1923, chama-se Luiz Inácio Lula da Silva e o partido chama-se "Partido dos Trabalhadores".

Foi no desespero, na angústia para evitar este fenômeno, que eu implorei, a dois ou três anos atrás, por uma Golpe Militar e por uma Ditadura de Extrema Direita no Brasil. 

Não deu certo. Agora o Brasil vai pagar o preço.

Milton Pires é Médico. Editor do Ataque Aberto.

4 comentários:

Cláudio C.S. disse...

Acho que o Sr. faz acusações muito graves a um presidente eleito quando o chama de corrupto com todas as letras. Tens prova disso...?
Sua imaginação voa fértil em apostar novamente na liderança do maior bandido preso, este sim, por corrupção no país. Perece não enxergar que "algo" mudou e que diferentemente de outros tempos, grande parte da população já se interessa sim pela política e abomina veementemente o sistema então implantado pela facção criminosa que o Sr. chama de partido dos trabalhadores. Muitas críticas vejo ao governo, sugestões das mais espetaculares possíveis, no papel; gostaria de ver um dos Srs., críticos, sentado no planalto e tomando essas mesmas decisões que dizem serem de urgência ao Brasil. Teriam coragem de colocar seus planos em ação mediante as situações e consequências que lhes seriam apresentadas...? Fica a pergunta.

Chauke Stephan Filho disse...

Lula será o nosso Hitler? Que maravilha! O Brasil terá o poder, a ordem e a prosperidade que o Fuhrer deu à Alemanha de 1940.

Chauke Stephan Filho disse...

"Um juiz é alguém que não tem desejos", disse o censor-mor do STF. Mas o povo tem desejos, muitos desejos, ministro Toffoli. Um deles é o de ver tiranos togados diante de um pelotão de fuzilamento, pelo crime de haverem imposto a mordaça da censura ao povo, calando até mesmo a voz de generais do Exército de Caxias.

Entrementes, advogados falam por todos os bandidos do Brasil, sendo atentamente ouvidos pelos magistrados da mais alta corte do Brasil. Com corte tão alta, o Brasil estará sempre lá embaixo e silenciado e preso nas casas, tentando resistir à invasão dos bandidos que infestam as ruas e palácios.

Constituição, democracia, direitos humanos..., tais valores teriam no STF o seu baluarte, o que faria justificada a existência desse tribunal. Ora, o STF já chegou ao absurdo de fechar editoras. Quem, então, precisa desse tipo de constituição, democracia e direitos humanos?

Nesta semana o STF voltará a dar um tapa na cara do desgraçado povo brasiliano. Se, ante a nova humilhação, não houver reação, se não houver intervenção militar, então, no futuro, só a guerra poderá salvar o Brasil do abismo em que afunda sob o peso da omissão, da covardia, da indiferença e do medo que inspiram os sombrios repressores da ditadura tocada.

A quem servem esses senhores? Certamente, não ao povo: os seus clientes são ricos. Seus tutores intelectuais e políticos figuram com brilhantismo entre os adelaides da oligarquia globalista. Semideuses, têm o seu Olimpo nas cortes internacionais, nas empresas transnacionais, nas instâncias diplomáticas mundiais, nos escritórios de George Soros.

Daí dessas posições tão altas, partem os raios para abater toda oposição, toda resistência dotada de vontade política identitária e anti-hegemônica contrária ao governo mundial.

Que restaria ao Brasil de juízes sem desejos? Apenas o desejo de consumo, decerto insatisfeito.

E aos juízes, o que restaria? Restaria o poder aparentemente apolítico, de fato nas mãos de quem sente desejo de poder, podendo controlar a produção, o consumo e as minorias. Aos juízes restaria o romantismo jurídico, a abstração da lei sem povo ou contra o povo.

Anônimo disse...

"Movimento de estudantes no Chile é parecido com o que o Movimento Passe Livre tentou fazer no Brasil e acabou perdendo o controle para a Direita. A ideia é desestabilizar. (...) Se Cristina Kirchner voltar ao poder na Argentina, dará razão a Eduardo Bolsonaro que disse que a cada dez anos o Foro de São Paulo faz um novo governante na América Latina. (...) A Direita brigando não está percebendo o tamanho do perigo que o Brasil está correndo."

Foro de São Paulo incendeia América do Sul (Vista Pátria)
https://www.youtube.com/watch?v=YbJTz00M1sE