segunda-feira, 21 de outubro de 2019

“Tem que ser mentalmente forte”



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

O Futebol tem “chavões” que costumam ser úteis na vida real. Ao deixar o campo vitorioso no domingo, o craque da Seleção Brasileira da empresa CBF e do São Paulo, Daniel Alves, repetiu uma mensagem que vale, também, para o Presidente Jair Bolsonaro: “Tem que ser mentalmente forte”.

Aliás, Bolsonaro devia seguir o método do treinador português do Flamengo – cada vez mais líder do Campeonato Brasileiro. Jorge Jesus não poupa ninguém. Escala todo seu time no ataque. Mas obriga seus jogadores a marcarem o tempo todo, sob pressão, os adversários. Cobra muita ação e menos falação. Quer resultado concreto.

Bolsonaro não tem um campeonato para ganhar, porém tem um governo para ser bem sucedido. O Presidente tem de ser mentalmente fortíssimo para agüentar a pressão covarde de seis inimigos. Mas também precisa ter mais força ainda para superar suas próprias limitações – que ele sabe muito quais são.

Assim, só resta a Bolsonaro focar em suas virtudes e focar nas boas ações de governo. È muito bacana posar de Santo Guerreiro contra os Dragões da Esquerdalha. Acontece que esta atitude taticamente errada só aumenta uma importância que os inimigos ideológicos perderam temporariamente, mas que podem retomar se Bolsonaro falhar na condução da economia e da política.

A maioria do povo que elegeu Bolsonaro não quer saber de nada, a não ser resultados positivos. Então, o Presidente não pode perder tempo falando de “crises” e “tretas” com o PSL. Bolsonaro tem deixar isto para a Rede Globo & afins. Bolsonaro deveria escolher três pontos positivos e “vender”, todo dia, naquela “entrevista” doida que ele concede na portaria do Palácio da Alvorada.

Os eleitores mais fanáticos de Bolsonaro também precisam tomar litros de calmante. A tensão inútil que eles criam nas redes sociais é improdutiva e, na maioria das vezes, é um gol contra absoluto contra o governo Bolsonaro. A campanha presidencial parece que não acabou para a maioria dos bolsonaristas. E eles já parecem antecipar o ingresso equivocado nas eleições municipais de 2020 – no jogo selvagem que incinera candidaturas. Tal postura só gera desgaste.

Governo tem de suportar críticas – justas ou injustas. Não adianta reclamar delas. A única postura inteligente é apresentar uma agenda positiva para a sociedade. Os ministros, secretários e dirigentes de estatais devem fazer o mesmo. Cumpra aquele compromisso bíblico de falar a verdade, pois se fizer o contrário vai tomar na cabeça. Aliás, verdades doem mais que afta (conforme o provérbio alemão “aftas ardemdoem”)...

Avante, Presidente! Seu eventual fracasso não interessa ao Brasil. Acontece que não dá para aliviar nas críticas, diante de vaciladas gritantes e da falta de estratégia na arte de bem governar.

Enquanto eu não tirar meu time de campo (embora isto pareça cada vez mais próximo), o Alerta Total vai distribuir rosas & porradas no governo. A proporção vai depender da capacidade de liderança do Presidente da República...

Para terminar com uma metáfora futebolística que o Presodentro Lula tanto adora: “O Flamengo só perde o Brasileirão para o Palmeiras; o palmeirense Bolsonaro só perde para ele mesmo”...

Releia o artigo: Se não virar líder, Bolsonaro será substituído   


Guerra em andamento


Taiguara Fernandes de Souza produziu uma análise realista sobre acontecimentos que se combinam com o objetivo final de fabricar um mega-conflito global:

1) O FORO DE SÃO PAULO ESTÁ SE REERGUENDO -- ENTENDA: Você não acha estranho que, no último mês, todos os países da América Latina tenham começado a entrar no caos e a sofrer desestabilizações? E que no Brasil todos, de repente, estejam se voltando contra @jairbolsonaro? Segue⤵

2) Tudo começou em 23/09, quando a OEA, por ação de Brasil e EUA desfere um duro golpe contra o Foro de São Paulo: invocam o TIAR para investigar a relação entre a Venezuela e o tráfico de drogas.


3) O TIAR obriga que todas as agências dos países-membros (FBI, CIA, PF aqui, etc) participem da investigação. Quem não colaborar, pode ser investigado junto por prevaricação. Essa investigação ampla pode revelar os laços da esquerda latino-americana com o tráfico de drogas.

4) No dia seguinte, 24/09, para onde viaja o ditador Nicolás Maduro? PARA A RÚSSIA. E seu braço direito, Diosdado Cabello, vai para a Coréia do Norte (alguém duvida que foi se reunir com os chineses?). Foram reunir apoio contra a nova ofensiva.


5) Agora é que todo o processo se inicia. Acompanhem.

PERU, 30/09 -- Crise interna faz com que o Presidente Martín Vizcarra feche o Congresso e barre nomeações ao Supremo Tribunal. O caos se instala. 


6) EQUADOR, 08/10 -- Uma série de protestos violentos (semelhantes aos black blocs de 2013 no Brasil), provocados supostamente pela alta dos combustíveis, leva o Presidente Lenín Moreno a decretar estado de sítio e transferir a sua capital.


7) HONDURAS, 10/10 -- Oposição de esquerda, apoiadora do amigo de Lula, Manuel Zelaya, vai às ruas, em protestos violentos, exigir a queda do Presidente Hernandez (logo após anúncio de acordo de cooperação em segurança com Trump).


8) BRASIL, 26/09-presente -- Misteriosas manchas de petróleo cru começam a poluir todo o litoral nordestino. Curiosamente, o número aumentou precisamente no curso dos eventos aqui descritos. Acidente ou atentado? Petróleo lembra que país da AL? 


9) MÉXICO, 18/10 -- Uma guerra entre o narcotráfico e as Forças Armadas, após a prisão do filho de "El Chapo", leva a mortes, caos interno e é vencida pelo tráfico. O Presidente, de esquerda, se rende.


10) CHILE, 20/10 -- Um série de protestos violentos no interior do país (mais uma vez, repetindo os black blocs brasileiros, de 2013), "provocado" p/ alta de tarifas, leva ao caos, vandalismo, mortes e decretação do estado de emergência por Piñera agora.


11) ARGENTINA -- Não esqueçam dela, onde Cristina Kirchner está voltando ao poder, ajudada pela incompetência de @mauriciomacri, que não possui base ideológica séria (um aviso aos liberais que estão perseguindo o núcleo ideológico do governo Bolsonaro).


12) BRASIL, presente -- O PR @jairbolsonaro enfrenta traições de todos os lados, especialmente dentro de sua base política. O establishment burocrático age para criminalizar seus apoiadores mais leais, punir o movimento conservador e forjar um crime para derrubar o Presidente.

13) PALAVRAS DE DIOSDADO CABELLO NO FORO DE SÃO PAULO, ONTEM, 19/10: "O que está se passando no Peru, Chile, Equador, Argentina, Honduras é apenas uma brisa: virá um furacão bolivariano". 

O braço direito de Maduro confirma que é tudo programado.


15) Lula e Dilma se uniram ao Grupo de Puebla, nova face do Foro de São Paulo:


16) Trata-se de um processo ativado pela vitória de @jairbolsonaro no Brasil, que derrubou a dominação globalista no segundo maior país da América, e líder natural de nossa região. Esse processo se acelerou após a invocação do TIAR, que pode colocar na cadeia muitos socialistas.

17) Não esqueçamos, ainda, do Paraguai, com tentativa de derrubada do Presidente Marito, e da Colômbia, com a retomada de ação armada das FARC. Está tudo orquestrado. O Foro de São Paulo está se reerguendo. O ataque sobre o Brasil virá por último e mais forte. Peça final.

18) Adicionando uma lembrança importante que alguém me fez aqui: no dia 24/09, a Suprema Corte do UK dá um golpe no Brexit e em @BorisJohnson; em 25/09, dia seguinte, abrem processo de impeachment contra @realDonaldTrump nos EUA. Tudo coordenado.

19) A intenção é atordoar com tantos problemas internos as forças anti-globalistas que elas fiquem apenas ocupadas nisso e não se apóiem umas às outras na luta maior contra o esquema globalista. Isso é uma nova guerra MUNDIAL.

Comentário do Alerta Total: O mundo caminha para um mega-conflito. Não basta termos uma análise geopolítica perfeita. O segmento de bem e do bem da sociedade brasileira ainda precisa fazer seu dever de casa: aquele inédito Projeto Estratégico de Nação, que deve ser debatido exaustivamente, até a formulação de uma Nova Constituição que viabilize o Capitalismo e a Democracia. Se formos eficientes, a ruptura será menos dolorida. Do contrário, muito mais gente que o necessário vai sofrer, chorar e morrer na hora que a grande porrada comer. Este cenário está cada mais próximo. As peças do jogo jã estão dando xeque-mate no Rei... 

Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7



Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Outubro de 2019.

10 comentários:

Loumari disse...

O que vale é que a vergonha não mata. Mas o que digo! vocês os ditos da direita nem sequer conhecem este reflexo que reflecte do sentimento de complexo que se chama vergonha. Comecem por nomear um só país no mundo que foi governado pela direita e que seu governo a termo foi bem sucedido? Qual país podem dar como exemplo?
A direita quando ganha eleições o melhor que sabe fazer é aplicar a sua política neoliberal que consiste em retirar os direitos adquiridos dos trabalhadores, e no seio social. E o resultado dá o que estão a ver em muitos países. Protestas populares e o povo na sua cólera age com violência contra aqueles regimes opressores.
Por quê a gente não vê levantamentos populares violentos em Venezuela, em Bolívia?
Ainda esta manhã li um comentário de um brasileiro que não mastiga as suas palavras e disse: No Brasil, se a reforma da Previdência passar o país vai partir em chamas.
Todos os governos da direita são vigaristas, regime autoritário, contra os direitos humanos, contra a cobertura médica universal, contra as prestações sociais que ajuda os desfavorecidos, contra alocações familiares que ajuda famílias isoladas como mães solteiras, só os da elite têm o direito a propriedade privada e os outros não. Isso é o comunismo sintético comum do VULGARÍSSIMO.
O que é a política neoliberal? É um sistema burlesco que os vigaristas aplicam que consiste em recuperar dinheiro dos incautos por meio de reformas enganadoras.
A política neoliberal é fundada sobre bases do Talmude judaico. Onde claramente está determinado que os da elite, tudo lhes é devido, são os senhorios, de outra maneira os de baixa renda, os pobres, são sub-homens. Os que o Talmude classifica que só têm aspecto humano para que o judeu não seja servido por animais.
Este é governo que foi instaurado no Brasil. E neste país, o pobre da direita é somente um perro de seu dono que está lá acima e que vive sugando do pobre e usufruir dos benesses que seu animal doméstico contribui a pagar. O novo sistema político criado no Brasil é um sistema esclavagista. Muito pronto a classe média vai cair na pobreza. Porque seu governo vai lhes espoliar até estes só trabalhar para pagar impostos, impostos, mais impostos.
Satanás com seus escravos humanos.

Anônimo disse...

BLOG DO ORLANDO TAMBOSI
Liberal cáustico e anti-ideológico, combatendo o lulopetismo desde 2005.

domingo, 20 de outubro de 2019

O STF e o VAR

Os supremos companheiros estão dizendo que não voltaram a julgar a prisão em 2ª instância por conta de “um caso particular”. É verdade. Lula há muito tempo deixou de ser particular. Coluna de Guilherme Fiuza, publicada aos domingos pela GazeContornando o analfabetismo erudito das criaturas togadas e falando em português: o STF quer revogar a prisão no Brasil.

Ou, mais precisamente, revogar a prisão para quem pode contratar bons advogados. Mas você não precisa ser da elite para participar da festa. Basta cometer crimes rentáveis que te deixem com bala suficiente para os honorários – porque a magnífica justiça nacional não vai querer saber de quem você roubou a grana.

No supremo circo da re-re-reavaliação da possibilidade de prisão após condenação em 2ª instância, a OAB, leal concubina do PT, já deu um show de motivos pelos quais o STF deve soltar o maior ladrão do país – perseguido por roubar honestamente o povo. Só a fortuna torrada pela quadrilha petista com uma multidão de advogados milionários na última década (desde o mensalão) já valeria a lealdade eterna da OAB. Mas os motivos são ainda mais nobres.

Eles querem soltar Lula para bombardear Sergio Moro, antes que o banho de justiça desse estraga-prazeres chegue ao STF – o que seria uma tragédia para toda essa alegre comunidade Lula Livre.

Os supremos companheiros estão dizendo que não voltaram a julgar a prisão em 2ª instância por conta de “um caso particular”. É verdade. Lula há muito tempo deixou de ser particular. Ele hoje é um bem público, patrimônio inestimável dessa elite nacional que sempre pôde viver acima das leis, numa boa – arrotando ética naqueles discursos afetados e engordurados como os cabelos de seus advogados empapados de gel.

Na real, é o seguinte: que papo é esse de prender os maiores empreiteiros do país, até então intocáveis, só porque eles privatizaram o Palácio do Planalto em sociedade com a quadrilha petista? Com quem essa Lava Jato pensa que está falando?

É claro que ninguém diz isso. A elite parasitária diz que quer Lula livre porque a MPB quer. A MPB diz que é porque a ONU quer. E todos eles dizem que a OAB falou que está tudo certo. Enfim, toda essa charmosa corrente da hipocrisia nacional é retroalimentada por sua própria verdade trans, que jura ter nascido equivocadamente no corpo de uma mentira cabeluda. Continua...

Anônimo disse...



BLOG DO ORLANDO TAMBOSI – CONTINUA II E TERMINA....

Mas o Supremo Tribunal Federal já não tinha decidido a favor da prisão após condenação em 2ª instância? Já, mas isso não quer dizer nada. O melhor de ser uma corte avacalhada é justamente não precisar respeitar suas próprias decisões. Ao menos um pouco de lucidez no picadeiro.

O relator da matéria é Marco Aurélio – aquele que interrompeu a sessão do habeas corpus preventivo de Lula porque já tinha feito o check in. Lula também já tinha feito o check out – várias vezes, inclusive, mas essa linda coreografia tem sido atrapalhada ao longo de um ano e meio pelo miserável estado de atenção do povo nas ruas, exigindo o cumprimento da lei e a prisão do criminoso número um. Dessa vez Marco Aurélio diz que a votação dos supremos companheiros colocará o ladrão na rua.


Veja que cena sublime: o juiz relator da matéria em pleno processo de julgamento na corte máxima do país dando entrevista com palpite sobre o placar da decisão final do tribunal. Se você se sentiu à beira de um campo de várzea, você se enganou. Na várzea, juiz que vacila tem que correr mais que os jogadores e a torcida.

No planalto, juízes que vacilam são execrados pelo povo – e suas excelências já sabem o que é o calor popular na nuca. O país aprendeu com Sergio Moro que não existe malandro intocável, e aí não tem mais volta: pode dar rasteira e botar a mão na bola que o VAR vai botar cada delinquente sentadinho no seu lugar, que nem o Lula. Pode demorar um pouco – tecnologia nova... – mas vai.

Postado por Orlando Tambosi às 19:39

Anônimo disse...

http://aluizioamorim.blogspot.com/
segunda-feira, outubro 21, 2019
VÍDEO DEVASTADOR! MUITAS MÁSCARAS AINDA VÃO CAIR!
OLAVO DE CARVALHO EXPLICA TUDO.

https://youtu.be/XzRaTZ-4SfI
O vídeo acima contém o audio de uma análise formulada de viva voz pelo filósofo e escritor Olavo de Carvalho em relação aos acontecimentos políticos que vêm ocorrendo no Brasil, não apenas agora, mas há um bom tempo. Olavo de Carvalho, "testemunha ocular da história", como diria a grande mídia de antanho, arguto observador, além de ter trabalhado na maioria dos grandes veículos de comunicação antes dedicar-se à filosofia e ser autor de diversos best-sellers, tem conhecimento e bagagem intelectual de sobra. 

Neste vídeo ele faz uma excelente análise da política brasileira e mete o dedo na ferida. Portanto vale muito a pena ouvir esta alocução de Olavo de Carvalho para entender as razões pelas quais ocorrem certas coisas no Brasil que são incompreensíveis para a maioria das pessoas.

Esta verdadeira aula de Olavo de Carvalho liga e interliga fatos facilitando a compreensão de muitas coisas que acontecem agora e que foram concebidas lá atrás e, se foram noticiadas pela grande mídia faltou explicar, ou seja, estabelecer os nexos causais.
Postado por Aluizio Amorim às 10/21/2019

Loumari disse...

“Augusto Piñechet”: Maduro arremete contra Piñera por la represión de las protestas en Chile

https://www.youtube.com/watch?v=gyS1TssDRws

El presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, dijo el pasado 20 de octubre que la ola de protestas que vive Chile es consecuencia de la inacción de los gobernantes democráticos chilenos que no se atrevieron a cambiar la Constitución de Augusto Pinochet. Asimismo, comparó haciendo un juego de palabras al presidente actual del país, Sebastián Piñera, con el dictador: "Ya no es Piñera, ahora es 'Piñechet', Augusto Piñechet".


RT en Español

21.10.2019

Jayme Guedes disse...

Você está errado, Serrão. Se falar não importasse a esquerda não seria o que é no mundo. Melhor, se palavras nada valessem o PT não teria ficado dezesseis anos roubando o Brasil. O presidente tem sim que falar. Falar e fazer são essenciais. Os resultados da fala e da ação aparecem em momentos distintos. O resultado da fala é imediato e o presidente tem que rebater todas as mentiras que são usadas contra ele. Já o resultado das ações é muitíssimo mais demorado. Ou você acha que o Bolsonaro conseguirá reconstruir em quatro anos o que o PT destruiu em dezesseis? Nenhuma chance. Veja a reforma da previdência. O Brasil quebra se não for feita e o congresso sabe disso mas o que deveria ter sido aprovado no primeiro mês está levando um ano. E trata-se de um risco iminente. Imagine pautas mais leves. A posição que você defende no texto que comento é a SUA e não tem nada a ver com o entendimento do povão. Melhor dizendo: você, eu e os seus leitores não somos representativos do povão que é realmente quem elege. A democracia é o predomínio da quantidade, não da qualidade. Se palavras nada valessem o PT existiria?

Q disse...

Vai tirar seu time de campo, Jorge Serrão?
Bom saber, pq não irei mais compartilhar seus textos nem pedir doação também para seu canal.
Ainda bem q vc avisou, foi sincero.
Obg

Q disse...

Jorge Serrão está errado.
Ele vai sentir a queda de visitas, pq já avisou q vai mudar de postura.
Eu mesmo orei parar de compartilhar seus textos.

Anônimo disse...

http://rvchudo.blogspot.com/
quinta-feira, 17 de outubro de 2019

O Brizola do mundo.

O governador Leonel Brizola suspendeu toda ação da polícia nos morros do Rio de Janeiro, abrindo caminho para o regime feudal dos traficantes de drogas que retribuíram a gentileza popularizando a cocaína como brizola. O presidente dos EUA, Barack Hussein Obama, retirou as tropas americanas do Iraque e armou rebeldes sírios da Fraternidade Muçulmana, abrindo caminho para os terroristas do Estado Islâmico que retribuíram a gentileza decapitando um jornalista de New Hampshire que trabalhava na cobertura da guerra civil na Síria.

Garantindo o seu curral eleitoral nas favelas, Brizola alegava supostos abusos da polícia contra moradores como motivo para a sua “nova política de segurança pública”. Garantindo os votos de seu eleitorado pacifista, Obama pedia desculpas ao mundo pelos supostos abusos da guerra ao terror promovida por George W. Bush.

Ao ser questionado se não se sentia responsável pelo aumento da criminalidade no Rio de Janeiro, Brizola mostrou uma capa da VEJA que já falava em guerra civil no estado um ano antes de sua posse. Ao ser questionado se não se sentia responsável pelo aumento do terror no Iraque, com o massacre de cristãos e yazidis, Obama disse que a retirada das tropas não foi sua decisão, colocando a culpa no governo iraquiano e mais uma vez no anterior.

Milhares de mortes depois, Brizola afirmou que o problema da violência no Rio de Janeiro era juvenil e sua raiz estava na educação. Milhares de mortes depois, Obama afirmou que o Estado Islâmico é um “câncer que precisa ser combatido antes que se espalhe”.

Até hoje os pobres são reféns dos traficantes no Rio de Janeiro. Ainda hoje, as minorias étnicas e os correspondentes internacionais são reféns do Estado Islâmico no Oriente Médio.

Brizola foi o Obama do Rio. Obama é o Brizola do mundo.

Felipe Moura Brasil

Anônimo disse...

Entendi que o editor vai tirar o time de campo por problemas de saúde, não por mudança de postura.