terça-feira, 19 de novembro de 2019

Dia da Bandeira


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão e Laércio Laurelli

Comemora-se aos 19 de novembro o dia da Bandeira, sinal de fé, amor e esperança no patriotismo. A polarização pode fragmentar a Nação e desunir a população em torno da sociedade do bem comum e de uma forte governabilidade.

Cada um com suas idéias. O importante é a democracia e a força das instituições. Arraigados no longo período da escravidão somado àquele do autoritarismo poucos bafejos de liberdade nos movem e inspiram no caminho do tremular da bandeira, quando se fazia obrigatório seu juramento em total respeito à Pátria amada Brasil.

Os tempos hoje são inimigos do diálogo da razão e racionalidade. A América Latina parece ser tomada de total indignação e ambientes nos quais jamais se esperava rebeldia estão sendo contaminados paulatinamente. Que na data a ser comemorada em todo o Brasil, embora não seja feriado, mas sim véspera daquele da consciência negra, que todos os nossos detentores de poder tenha plena sintonia com os anseios de mudança, de liderança e sobretudo redução das desigualdades sociais.

O governo intenta fazer reforma tributária e nela inserir um imposto sobre o consumo,o País não suporta mais tributação vejam os exemplos de fora qualquer aumento de tarifa e o caos social governa,com mortes e quebra quebra em geral.
Não é preciso cunha fiscal e sim reduzir a carga tributária e animar a criação de
empresas mediante incentivos de valores razoáveis. O Brasil tem presente e terá futuro se nossas autoridades forem responsáveis.

A Itália acaba de reduzir o número de seus políticos e aqui seria o ideal começar a reforma administrativa diminuindo o congresso para unicameral acelerando o processo legislativo, por meio de 275 congressistas responsáveis pelas matérias, com economia de dez bilhões em cinco anos com esse enxugamento simples e que manteria a proporcionalidade em função do tamanho do Estado e número de habitantes.

Ecoa-se um grito nacional de paz,respeito à bandeira e sentinela para os destinos da Nação.

Carlos Henrique Abrão (ativa) e Laércio Laurelli (aposentado) são Desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo. Autores de livros jurídicos.

Nenhum comentário: