segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Mengão, Bolsonaro, Moro e Mourão



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Vitórias são importantes e deliciosas. No entanto, derrotas trazem sempre lições fundamentais. Não existe invencível na vida. No futebol, muito menos. Campeão da Copa Libertadores da América 2019 e do Brasileirão 2019 (com quatro rodadas de antecedência), o Flamengo caiu de 4 gols para o Santos (justíssimo vice-Campeão). O Mengão sentiu na pele o que fez este ano com os adversários. O Palmeiras ficou em terceiro e o Grêmio em quarto. Parabéns principalmente aos três técnicos ofensivos: Jorge Jesus, Jorge Sampaoli e Renato Gaúcho. O alviverde, pelo qual torce o Presidente Jair Bolsonaro, ficou devendo...
A torcida do Cruzeiro foi quem encenou um fim deprimente para um clube que nunca fora rebaixado para a segunda divisão do futebol brasileiro, em 100 anos de glórias. O último jogo teve de ser encerrado antes do final regulamentar, por falta de segurança. Alguns vândalos exageraram na revolta pelo fracasso. Nada de anormal no Brasil da violência, da intolerância e da ignorância. O time mineiro exagerou na ruindade e na falta de empenho. Sabotou e estragou o trabalho de quatro bons técnicos. Endividado e com denúncias de corrupção em sua gestão, fez jus à humilhação.
O fim da “invencibilidade” do Flamengo também foi excelente. Traz “Mister” Jesus e os jogadores vitoriosos para o mundo real. A disputa do tão desejado Título Mundial da Copa do Mundo de Clubes Campeões da Fifa será dureza na calorenta Doha, no Qatar (sede da Copa do Mundo de 2022). Embora acima de média da qualidade e do custo dos demais elencos do futebol brasileiro, o Flamengo tem alguns defeitos que ficam expostos quando enfrenta times que jogam ofensivamente e chutam mais a gol que o rubro-negro. Não tem vencedor antecipado. Em tese, Flamengo e Liverpool são os favoritos. Aguardemos...
O palmeirense Jair Bolsonaro torcerá pelo triunfo mundial do Flamengo. Seu vice Antônio Hamilton Mourão, aguerrido torcedor do Mengão, também. Os flamenguistas Augusto Heleno e Paulo Guedes vão no mesmo embalo. Todos eles, no entanto, também precisam trabalhar e torcer muito pelo sucesso do Governo Federal. O time tem desempenho de razoável para bom, com importantes vitórias e algumas derrotas impostas por falhas na articulação política e na maldade de muitos políticos e alguns magistrados. O jogo é jogado... Não tem direito a VAR... Os times do Congresso e do Judiciário têm craques em marcar gol de mão, ou contra a sociedade brasileira... Até agora, Sérgio Moro é quem levou mais pancadas, na prática...
A maioria da galera apoiou a surpreendente eleição de Bolsonaro e Mourão. Os dois foram escolhidos porque assumiram os compromissos de melhorar a economia, combater a corrupção e atacar a insegurança pública, além de promover reformas na máquina estatal brasileira. Todo mundo sabe que o sucesso concreto da gestão Bolsonaro está atrelado ao bom desempenho econômico. A longa recessão dá sinais de trégua. O consumismo de fim-de-ano é um alento. Mas o emprego só voltará com muito investimento. Até agora, vale a torcida para muitas promessas...
A principal delas repousa na área de infraestrutura. Concessões, Parcerias Públicas Privadas e Privatizações de “estatais” são a esperança para a retomada do crescimento econômico. Tudo depende dos bilionários investimentos. Dinheiro novo de investidores que se organizam em fundos poderosos e, por ironia, do gigantesco volume de grana “roubada” que retorna “lavadinha” para ser esquentada em novos negócios, principalmente os imobiliários e no mercado de ações.
A galera do bem também torce, com fervor, para que o time de Bolsonaro não reedite a privataria da Era FHC. Não adianta trocar monopólios estatais pelos privados. Nem vender, a preço de banana, ações de empresas de economia mista. Seria ideal regulamentar e incentivar uma entrada de concorrentes de verdade nos diversos setores a serem “vendidos”, concedidos ou “parceirizados”. Meros negócios, sem estratégia, correm o risco de gerar muito dinheiro agora, porém alto volume de remessas de lucros em um futuro próximo, em detrimento dos reinvestimentos... Árabes e chineses vêm com tudo para o jogo. Se pudessem, comprariam até o Flamengo...
Voltando ao time do Governo Federal, Bolsonaro ainda precisa tomar cuidados ofensivos. Não é recomendável exagerar na dose. A oposição de esquerda, hoje perdida, depende do confronto aberto para se dar bem e sobreviver. Bolsonaro tem de focar mais na agenda de realizações e menos no debate ideológico. O brasileiro flerta com o discurso conservador, mas se deixa seduzir pela sacanagem e libertinagem. O pragmatismo cínico fala muito alto. Por isso, o Presidente tem de governar, não roubar, nem deixar roubar, e cumprir as intenções na economia e na segurança pública. O ministro mais popular do governo, Sérgio Moro, não pode apanhar tanto como até agora...
Voltando ao Flamengo - que bateu recordes e conseguiu vitórias surpreendentes -, fica a torcida pela permanência do técnico Jorge Jesus. Também há risco de perder o artilheiro Gabigol... Infelizmente, a perigosa tendência é que “Mister” não renove contrato e vá dirigir um grande clube europeu. O contrato dele vai até o meio do ano que vem... Seu staff deu certo e venceu. Mas os técnicos Vanderlei Luxemburgo e Renato Gaúcho estão de olho, pois são cotados para assumir o Mengão se Jesus for embora levando seu auxiliar João de Deus. A torcida rubro-negra precisa apelar ao Criador para que 2020 repita o milagroso 2019... E tomara que o time não seja desmontado...
A torcida brasileira tem outra missão. Precisa torcer para que o segundo ano de Jair Bolsonaro seja melhor que o primeiro. Bolsonaro faz um governo de transição. Tem pouca ou nenhuma margem para erros primários. A esquerda bandida não tem chance, capacidade e competência para um retorno imediato. Acontece que a oligarquia tupiniquim sempre tem chance de retomar o poder - disfarçada de social-democrata. Bolsonaro não pode dar mole. E precisa preservar seus craques Moro e Mourão.
A popularidade de Moro, deixando-o com potencial de presidenciável para 2022, é uma arma que deve ser usada com inteligência estratégica. Por ironia, se a situação persistir, muitos congressistas bandidos vão preferir que Moro seja  indicado para a vaga no Supremo Tribunal Federal, em vez de ser candidato poderoso a suceder Bolsonaro. Vale lembrar aos boleiros que Moro também é rubro-negro: torce pelo Athletico paranaense.
O rubro-negro Mourão é outro com luz própria. Tem demonstrado extrema competência “jogando em seu quadradinho”. O General sofre oposição dos filhos e de alguns assessores muito próximos de Bolsonaro. No entanto, Mourão tem postura de estadista, alto potencial popular e vem conquistando prestígio internacional, além de ser considerado um “sustentáculo” contra eventuais golpes que Bolsonaro possa sofrer. A esquerdalha se borra de medo de um Mourão Presidente. O militar já chegou ao poder pelo voto direto, sem golpe...
Temos muitos jogos eletrizantes pela frente... E o Alerta Total insiste: A República precisa ser reinstaurada, o Estado reconstruído e a Federação remodelada. Para isso, temos de focar na elaboração do Projeto Estratégico de Nação para que possamos formular uma Nova Constituição para o Brasil, em base realmente democrática e plenamente Federalista.           

Releia o artigo de Domingo: Por que o PT quer aparelhar a OAB?

Confira, também: Como vencer a Ditadura do Crime & Mentira

 

Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7



Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Dezembro de 2019.

4 comentários:

Anônimo disse...

Jorge Serrão disse: "Bolsonaro tem que focar mais na agenda de realizações e " MENOS NO DEBATE IDEOLÓGICO"! Ora, Serrão, se foi justamente a IDEOLOGIA COMUNISTA que levou o Brasil ao fundo do poço e se foi justamente esta percepção que os brasileiros tiveram e elegeram BOLSONARO para confrontá-la, combatê-la, evitá-la,
este conselho que deste é FAZER GOL CONTRA, é jogar PRÓ-COMUNISMO!!!
Como és MAÇOM, dando uma recapitulada na história é de se salientar que entre COMUNISMO E MAÇONARIA existem muitos pontos em comum SEMPRE OMITIDOS PELA MAÇONARIA!
Estranho, não é, Jorge, sempre palpitas sobre todos os assuntos, MENOS sobre o principal problema que é o COMUNISMO, causa da desgraça por onde foi implantado no MUNDO! E agora ainda aconselhas Bolsonaro a "deixar para lá" este assunto!
Porque o assunto "COMUNISMO" é considerado IRRELEVANTE para a MAÇONARIA??? Mourão.
maçom de grau máximo, chegou a dizer que esquerda e direita são "histórias da carochinha! Desconhecer o COMUNISMO de propósito como faz a MAÇONARIA é a melhor forma de protegê-lo e proporcionar o seu êxito!

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ...
AS ESCOLAS INICIATICAS SEJAM ELAS QUAIS FOREM SAO CRIADAS PARA FAZER DO SER HUMANO UM REBANHO DE INCOMPETENTES, DE PESSOAS QUE NAO TEM DIREITO DE ESCOLHA, DE PESSOAS QUE VIVEM ENFIADAS EM PEQUENOS CIRCULOS FAZENDO ENGENHARIA MENTAL NO SER HUMANO PARA QUE ELE SE LIMITE A ANDAR QUE NEM GADO ATRAZ DE PENSAMENTOS OPORTUNISTAS PARA TOMAR O PODER E A VONTADE HUMANA A SEU BEL PRAZER.
ASSIM FOI COM TODOS OS PENSADORES ILUMINATIS QUE DE ILUMINATIS ELES NAO TEM NADA, NADA DE NADICA.
ILUMINATE E TODO O SER HUMANO QUE PESQUISA DENTRO DE TODAS AS RELIGIOES E FAZ SUA PROPRIA ESCOLHA PESSOAL O RESTO E FITULA DE SUBDESNVOLVIDO DE BOSTA QUE NAO QUER PENSAR, NAO QUER SE ESFORÇAR E MUITO MENOS TRABALHAR ACHANDO QUE O QUE VAI TER E POR OBRA E GRAÇA DOS CEUS QUANDO NA REALIDADE NOS SOMENTE SOMOS RECOMPENSADOS SEGUNDO NOSSAS OBRIGAÇOES E DEVEREM COM NOSSO PAIS, COM NOSSO AMBIENTE TRANSFORMANDO TODO O TERRENO ARIDO EM COISAS FERTEIS E FARTAS QUE NAO SO AJUDARAO A TODOS COMO PODEMOS AJUDAR OS VISINHOS DE NOSSO PAIS.
NOSSO PAIS VIVE ETERNIZADO NAS MAOS DOS FUTURISTAS. ISTO E JOGAR PARA O FUTURO AS OBRIGAÇOES QUE TODOS TEMOS COM AS LEIS DOS HOMENS E AS LEIS DE DEUS. NOSSO PAIS VIVE BRIGANDO A CEU ABERTO PARA SER RECONHECIDO NO EXTERIOR. O NOSSO RECONHECIMENTO SEMPRE PASSARA SEGUNDO AS NOSSAS REAÇOES NO PRESENTE E NO FUTURO.
NOSSO PRESIDENTE ATE AGORA NAO CUMPRIU O QUE DISSE QUE DARIA. NAO PASSOU NOSSO PAIS A LIMPO. A SERPENTE VAGABUNDA DOS TRES PODERES DE BOSTA CONTINUAM A PLENO VAPOR. PAIS QUE DEVE AQUI E NO EXTERIOR NAO PODE DISPENSAR, FARRA NAS COMIDAS, BEBIDAS, VIAGENS, PLANOS DE SAUDE E APOSENTADORIAS PARA A VAGABUNDAGEM QUE SE INSTALOU NO PODER DE 64 PARA CA. QUERER CONTINUAR NO FALATORIO PARA NAO FAZER NADA E FACIL. AGORA MESMO NOSSO PRESIDENTE CRIOU UM PARTIDO. ESTE PARTIDO SERA APENAS DE PESSOAS COM FICHA LIMPA? ESPERO QUE SIM. NUM PAIS DE QUARENTA PARTIDINHOS MULAMBENTOS NAO DEVERIAMOS CRIAR MAIS NADA MAS SIM EXCLUIR DO CARDAPIO OS QUARENTA PARTIDINHOS MULAM BENTOS SEQUELA DE PTBOSTA, PMDBOSTA, PC DO B. BOSTAS E GO ON. DEVERIAMOS TER SOMENTE QUATRO. UM DE CENTRO, UM DE ESQUERDA, UM DE DIREITA E OS AVULSOS. QUEM QUISER QUE SE FILIE A ELE. TEM QUE ACABAR ESTA VAGABUNDAGEM DE TIRAR DINHEIRO QUE NAO TEMOS PARA FINANCIAR PARTIDOS. A PROPOSITO O NOSSO GENERAL VICE PRESIDENTE ALEM DE MALON TAMBEM PERTENCE AO PRTB DO SR. LEVI FIDELIS QUE JA SE CANDIDATOU VARIAS E VARIAS VEZES A PRESIDENCIA E NAO EMPLACOU. PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR A QUEM NOSSO GENERAL SEGUE. AO PARTIDO, A MAÇONARIA OU AO NOSSO PAIS? SEGUNDA PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR. PORQUE ESTE CONGRESSO E SENADO IMUNDOS CHEIOS DE PERSONALIDADES QUE DEVEM A LEI FAZEM TANTAS CPIS EM VEZ DE TRABALHAR E VIVEM ATRAVANCANDO O JUIZ MORO E BRETAS. A QUEM ESSES FINORIOS SERVEM?FALEI.

M. Esther TeixeiraCorrea disse...

Constato que o Sr Jorge Serrão torce x o governo e a favor do Mourão que tentou em vão ter + protagonismo que o PR e precisou ser enquadrado e agora sim, "está em seu quadradinho". A eleição do JB nada tem a ver com o Mourão, que é incensado pela esquerda. Se o Mourão tem tantos votos assim como o sr afirma, que se candidate a presidente que quero ver o fiasco. O Mourão é outro traíra do PR, dentre tantos. Faz anos que acompanho o seu blog, mas, percebo que, de uns tempos pra cá está virando ISENTÃO. Pena.
M. Esther

Anônimo disse...

A torcida do editor pode ser por solidariedade maçônica.