segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

O Jogo de verdade na eleição 2020



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Alô, torcida do Flamengo! Aquele abraço! O palmeirense Jair Bolsonaro é um Presidente cercado de flamenguistas por todos os lados. Além da mulher Michelle, o mito convive e trabalha com os generais rubro-negros Antônio Mourão, Augusto Heleno e Luiz Eduardo Ramos. Pena que abriu mão do Santa Rosa... Bolsonaro também é amigo do presidente Rodolfo Landim – que agora figura entre os grandes inimigos da Rede Globo, porque dificulta e encarece a negociação pelos direitos de transmissão de jogos do campeonato Carioca de futebol... Mas o que tudo isso significa? Nada...

O jogo de verdade é a utilização que o Presidente e seus seguidores devem fazer da eleição municipal de outubro/novembro de 2020. Os estrategistas e apoiadores de Bolsonaro não têm o direito de errar a mão bem antes da dedada na urna eletrônica. É fundamental construir uma agenda possível para que os melhores candidatos selecionados possam divulgar, se eleger e cumprir. Não basta ter bons líderes para a disputa. O compromisso com “o que fazer” é mais importante que a guerra ideológica permanente. O pleito não pode ser transformado em uma mera “guerra de torcidas” – conforme deseja a esquerdalha perdida e sem proposta.

Dois anos depois da eleição de Bolsonaro, é fundamental debater e propor uma Agenda Federalista para ser implantada estrategicamente. A força pelas reformas e mudanças estruturais precisa acontecer da base (os bairros, as câmaras e e executivos dos municípios) até atingir novamente, daqui a dois anos, os estados e o Governo da União. Assim, a discussão prática, estrutural, tem mais importância que o mero bate-boca ideológico -  que é a única chance de a esquerda se dar bem, já que ela sobrevive de mentiras e retórica sem compromisso com a realidade.

Os eleitores de Bolsonaro não podem cair na armadilha ideológica. A eleição 2020 deve ter uma pauta pragmática a ser proposta, debatida seriamente e cumprida depois que os novos prefeitos e vereadores foram eleitos. A grande demanda, para este pleito, é a cobrança por gestão transparente. É preciso escancarar os números reais das economias das cidades. Temos a maioria dos municípios operando em estado falimentar, e um Governo Federal que, de forma inédita, propõe uma descentralização na distribuição e aplicação de recursos. Ou seja, Bolsonaro e Paulo Guedes já propuseram uma intenção federalista que precisa ser entendida e cumprida nos municípios.

Os novos prefeitos e vereadores não devem ser escolhidos entre “torcedores ideológicos”. Conservadores e liberais precisam ter a responsabilidade política e social de apresentar soluções práticas e objetivas para administrar cidades que a ideologia esquerdista ajudou a afundar e falir. Não basta falar dos mesmos problemas de sempre. É fundamental apontar saídas concretas e mobilizar o eleitorado para ajudar a mudar o que está errado. Promessas vazias e papo furado não resolvem.

Quem investir em resultados possíveis sairá vencedor, de verdade, da eleição municipal. Quem apostar na demagogia costumeira tem enorme chance de ser detonado pela revolução em andamento. Por isso, o grupo do Presidente Bolsonaro tem de investir em nomes novos, que não tenham relação de dependência com a velha política, mas que saibam o que vão fazer, em seus municípios, para mostrar boa gestão, transparência nos projetos e nas contas, além de honestidade e combate à corrupção enraizada no setor público.

Se as pessoas que elegeram Bolsonaro tiverem essa mínima consciência de que o jogo será por gestão de resultados práticos e não por torcida ideológica, aumentarão as chances de o Brasil dar certo sob a presidência de Bolsonaro.
Por isso, só nos resta vencer ou vencer a eleição municipal. A onda que elegeu Bolsonaro não pode morrer na praia...

O jogo é para mão na massa, e não para conversa-fiada. Ou tiramos os municípios da falência, ou o Brasil vai quebrar de novo... Não temos o direito de desperdiçar a a chance única para fazer reformas e mudanças estruturais. A hora é agora, não é depois...   

Releia o artigo:  Vamos acabar com a Ditadura Judasciária?


Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7




Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Janeiro de 2020.

4 comentários:

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ...
SENHOR SERRAO, BOM DIA E BOA SEMANA.
ANTES DE PENSAR EM QUALQUER COISA MATERIAL DEVEMOS PENSAR PRINCIPALMENTE EM AJUDA, MAS MUITA AJUDA MESMO COM O MUNDO SUPER AGITADO E SEM ESPIRITUALIDADE QUE VIVEMOS HOJE E COM TODA ESSA TURBULENCIA ESQUECEMOS QUE PRECISAMOS DE AJUDA, MAS MUITA AJUDA MESMO ESPIRITUAL
HOJE E DIA 20 DE JANEIRO-E DIA DE SAO SEBASTIAO PROTETOR DO RIO DE JANEIRO. MAIS DO QUE NUNCA NOSSA CIDADE PRECISA DE PROTEÇAO DELE MAS INFELIZMENTE ALGUM LAGARTO DO CONGRESSO, ALGUMA BESTA COLOCOU NO PODIO DO NOSSO RIO A MARCA DE ZUMBI DOS PALMARES.
ZUMBI DOS PALMARES E O PROTETOR OBVIAMENTE DE SALVADOR NA BAHIA, MAS COMO ESTAMOS INFESTADOS DE BAIANOS ELES TRANSFORMARAM NOSSOS COSTUMES PENSANDO QUE SAO DELES, MAS NAO SAO.
O RIO DE JANEIRO PERTENCE AOS CARIOCAS. PARA INFORMAÇAO DA MERDIA PORCA A CAPITAL DO RIO DE JANEIRO E RIO DE JANEIRO E NAO NITEROI. FALAR TODOS FALAM, FALAM MUITO MAS FAZER NADA DE NADA.
ULTIMA PITACORA O PROTETOR DO NOSSO FLAMENGO E SAO JUDAS TADEU. GRATA POR TUDO QUE O SENHOR SEMPRE ESCREVE COM DISTINÇAO E RESPEITO. QUINA

Marcelo Baglione disse...

Serrão, bom dia. Importantíssimo Alerta; aliás é um alerta - literalmente ao cidadão de verdade, porque as Eleições Municipais podem significar o ponto de partida para uma futura Refundação da República que eu defendo como um Projeto de Poder Secular e Soberano para o Brasil - não de décadas, mas de no mínimo dois séculos. A baleia não vencerá em sampa. Aliás, a jubarte nunca mais terá a confiança do eleitorado, pois traiu o Mito, e isso o eleitor fiel não admite. Lula Cachaça está morto. Logo que concluir este artigo, lhe envio, tá? Vai ser um jogão e não adiantará se a Rede Goebbels vai transmitir ou não o pleito - já que a empresa virou ou flato. Você está certo: O início de tudo, da futura vitória e de um projeto de uma República verdadeiramente Federalista, pode ter início nestas eleições municipais. Parabéns! Meu Tríplice! M.

Anônimo disse...

Na cidade de Sâo Paulo precisamos de um candidato para enterrar o PSBD, PSB, PC do B e PT juntos. Estamos podres dessa esquerdalha que só pensam em multar motoristas e em ciclofaixas para meia dúzia de esquerdistas.

Anônimo disse...

Após décadas de aparelhamento, a postura de isentismo ideológico só pode ser adotada por inocentes úteis ou por quem concorda com o fabianismo traiçoeiro na educação municipal. Se o governo federal quiser consertar a "revisão histórica" implantada pela esquerda, um prefeito fabiano tecnicamente eficiente sabotará ideologicamente a nova diretriz.