segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

O Samba do Petróleo Doido



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Qualquer um sabe que os interesses em torno do petróleo (que já foi chamado de “ouro negro”) são as causas principais das confusões permanentes no chamado Oriente Médio. Ali existem países, divididos artificialmente em territórios, que não necessariamente representam o povo (ou etnia) que neles habita. A polêmica é histórica, cultural, de difícil ou quase impossível solução. Tudo imposto pelas grandes potências e pelo interesse da Oligarquia Transnacional que as controla.

Além do valioso petróleo, as guerras permanentes na artificial Síria e alhures são um super negócio que interessa aos controladores econômicos do mundo. Sempre que convém, a indústria bélica, altamente tecnológica, patrocina espetáculos sangrentos como o cinematográfico assassinato do General Soleimani – considerado um “terrorista” e “homicida” pelos EUA. O que o militar iraniano estava fazendo em Bagdá, no Iraque, para ser abatido pelo drone que ajudou Donald Trump a garantir sua reeleição à Presidência dos States?



Caracas!... Ainda sobre os grandes interesses geopetrolíferos. Na Venezuela, tivemos ontem mais um golpe aplicado pela democradura de Nicolas Maduro. O picareta usou sua Guarda Nacional Miliciana para impedir que Juan Guaidó e opositores conseguissem chegar para a sessão eleitoral na Assembléia Nacional. Resultado: a manobra permitiu a escolha de um fantoche da ditadura bolivariana.

A diplomacia brasileira reclamou. O Departamento de Estado norte-americano também não gostou... Então, por que não mandam um drone para derrubar Maduro? O petróleo explica... A Venezuela não falha na entrega do óleo que os EUA usam para calefação de suas principais cidades no inverno... Portanto, a ditadura de Maduro é ruim, porém não prejudica tanto os interesses e necessidades do Tio Sam. Resumindo: o resto que se dane... Se a PDVSA falhar, aí Maduro cai de podre...

Perspectiva de conflito mais intenso na zona do Petróleo, e a malandragem estatal brasileira já aproveita para falar em “aumento nos preços dos combustíveis”. Aproveitaram até a ingenuidade do Presidente Jair Bolsonaro para falar em provável subida de 5% nos combustíveis... Pura sacanagem... A Petrobras pratica os preços mais caros com guerra ou sem guerra. A empresa inventa algum motivo, e nós, consumidores, pagamos a conta do Capumunismo, no momento que convém...

O ano novo entra e as perguntas seguem as mesmas: 1) Por que a Petrobrás demora tanto para indenizar os investidores minoritários que entraram com arbitragens na B3 (Bolsa de Valores)? Nos EUA, a estatal tupiniquim cantou fininho e pegou os gringos, porque a coisa ficaria mais preta que óleo cru... 2) Por que tanta demora para quebrar o odioso e prejudicial monopólio do Refino e do Gás Natural? 3) Por que o governo Bolsonaro, cuja equipe econômica prega o liberalismo, na fala sério sobre a “privatização” (venda de ações pertencentes à União na Petrobras)?

No silêncio dos nada inocentes, em meio à falta de transparência, vamos cantando e dançando o “samba do petróleo doido”... Deve ser porque o Carnaval se aproxima, para que tentemos começar, de verdade, um ano novo... O Brasil não é para amadores... Mas, com certeza, é para “mamadores”... A impunidade na Lava Jato está aí para comprovar...

Hoje é Dia de Reis... Let’s Dance...

Releia o artigo de Domingo: O Crime segue vencendo


Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7



Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 6 de Janeiro de 2020.

4 comentários:

Anônimo disse...

Raciocínio falho, esse de que os USA não derrubam o ditador maduro, por causa do petróleo. Você acha que, se os EUA derrrubarem o ditador, o novo governo não iria garantir o petróleo para os americanos?

Vanderlei Lux disse...

Ao anônimo aí acima:

"Raciocínio falho, esse de que os USA não derrubam o ditador maduro, por causa do petróleo. Você acha que, se os EUA derrrubarem o ditador, o novo governo não iria garantir o petróleo para os americanos?"

Madurinho vem praticamente "dando" petróleo aos yankees (do ponto de vista dos yankees, claro!). Por isso, para quê mexer na vespeira? Essa é a principal razão da permanência de Madurinho no poder. Por isso Madurinho faz o que faz, e tudo fica de boa. E isso por um lado vem sendo "bom" ao mundo (exceto para os Venezuelanos, é claro): o preço do petróleo se mantém baixo no mercado. Os EUA (junto com Europa, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, etc) mantém os produtores da OPEP do oriente médio em xeque.

A idéia por "trás" de Maduro (no bom sentido), é simples: se derrubarem Maduro, o fornecimento de petróleo vai ser prejudicado (ou pior: interrompido) por um bom tempo, até que a situação se normalize novamente (se normalizar!). E o preço do petróleo vai disparar. Então, entre o certo e duvidoso, se mantém Maduro no poder enquanto o óleo estiver fluindo.

Nunca esqueço-me do filme "Duna": "The spice must flow"... Pouco importando quem esteja no poder...

Sobre esse assunto de EUA x Irã, confesso que pouco me importa (aliás, pouquíssimas coisas de fato importam para mim nesse mundo de hoje), mas noto o seguinte: a "preocupação" petista para com o Irã... Chega a ser surreal tal "preocupação", se você desconhece o PT e suas ramificações.

Irã é uma tremenda lavanderia de dinheiro, assim como Venezuela, Cuba, Rússia, China e outras "trambicagens" disfarçadas de países (incluindo o Brasil). A preocupação petista é óbvia: e aqueles trilhões desviados, depositados nessas lavanderias? Do dia pra noite, todo o "trabalhão da revolução", arduamente conquistado, virá pó, se estourar uma guerra... Assim como virou pó outros bilhões depositados no Iraque, à tempos atrás.

Nesse fim de semana, tomando uma geladinha em uma tradicional rede de lanches aqui na cidade, a TV ligada no "Jornal Nacional" (trombone midiático petista), o horário mais "nobre" da TV aberta dedicou nada menos que 20 minutos inteirinhos à questão da "guerra" EUA x Irã, com total parcialidade para o lado do Irã, é claro!

Resumindo: petistas e suas ramificações se borram de medo dos EUA recuperarem a grana arduamente desviada durante décadas de "revolução socialista" mundo afora. Rsrsrsrs...

Anônimo disse...

Ao prezado Vanderlei Lux. Agradeço pelo seu comentário, que me trouxe uma grande "lux" sobre o assunto.
(Desculpe o trocadilho)
Anônimo das 11:26 AM

Anônimo disse...

Na verdade, atualmente os EUA não mais dependem tanto da importação de petróleo!
A Venezuela sim, depende dos EUA para refinar seu petróleo, pois as refinarias mundo afora não estão aptas em fazê-lo, pela alta viscosidade do óleo venezuelano!