segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Impatriótica Irresignação


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Augusto Fernandes dos Santos

Para quem ainda não percebeu , convém lembrar que “A Campanha Eleitoral para a Presidência da República”, em 2022, já começou. Basta ler os matutinos e assistir o noticiário televisivo, com especial atenção para os da REDE GLOBO , império da comunicação que domina o mercado do entretenimento e da Informação no país , criado nos “duros tempos do regime militar”!!! Ah, Quanta saudade!!!

Um analista relativamente isento , que não estiver “engajado” em posições ideológicas radicais, não terá dificuldade em constatar os sucessivos obstáculos interpostos ao governo de BOLSONARO, desde a vitória em outubro de 2018 até hoje; seus inimigos não absorveram a derrota eleitoral. O negócio é retornar ao PODER.

Não há um só dia em que , sem aparente planejamento, a turma que “surfou” por quase um quarto de século as prebendas do erário, não encontre um motivo, repetido de maneira orquestrada , para indispor o atual governo e dificultar a trajetória política do rebelde Capitão. Guerra Psicológica conduzida por profissionais do ramo, escamoteada e gestada nas hostes do ressentimento : “BOLSONARO, NÃO!!!

Para tal, parlamentares oposicionistas adeptos do credo marxista, reforçados por conhecidos colegas do “Centrão Fisiológico” que, ao longo dos anos, estiveram pendurados nas sinecuras e nas gordas tetas do Estado perdulário, infernizam e complicam a vida do Presidente da República e de seus operosos auxiliares. Tentam, inclusive, indispô-los, na perversa tentativa de quebrar a unidade de propósitos governamental.

Não bastasse isso, a intensa judicialização do processo decisório , promovida por petições elaboradas com o objetivo de retardar soluções, são acolhidas por Membros do Ministério Público e setores do poder judiciário, interferindo no curso normal do ineficiente Presidencialismo de Coalizão. O viciado SISTEMA resiste com firmeza.

O perfil combativo, irrequieto e contestador de BOLSONARO, serve de adubo e de mote para provocações de variada natureza que abastecem a pauta diária de uma imprensa parcial que, na realidade , deseja vê-lo pelas costas e insiste em conduzir a Opinião Pública. O nobre papel de uma imprensa séria e livre é bem informar a sociedade; as Conclusões sobre os fatos e as informações fornecidas, cabem ao leitor ou ao ouvinte. Jornalistas , no trabalho diário , não devem emitir opiniões pessoais.

As forças políticas que governaram o país por décadas não aceitaram, até agora, a nova forma Republicana que o Capitão colocou em prática, desobrigando-o de distribuir ministérios e inúmeros cargos públicos para “caciques” viciados que manobram a máquina pública por longos anos.

Entristece verificar, portanto, que não sejamos capazes de buscar um mínimo de CONSENSO para atenuar e/ou resolver os crônicos problemas que infelicitam nosso país: miséria indigna, injusta distribuição de renda, ineficiente sistema educacional, saúde precária , transporte caro e rede viária caótica.

Nossos representantes parecem não ter o menor interesse em solucionar problemas que afetam a vida de toda a população. A preocupação primeira é dificultar e torcer pelo insucesso do atual mandatário, deixando o entendimento e a concórdia de lado para vencer a próxima eleição.

Há sempre discussões acaloradas, desavenças sérias ,confrontos pouco civilizados, declarações inoportunas, visões antagônicas agressivas e embates desnecessários; os problemas, contudo, arrastam-se , dificultando a vida de milhões de brasileiros.

Para piorar, corruptos e os conhecidos larápios, já condenados em segunda instância e que tomaram de assalto os cofres da república, estão soltos, aguardando mais uma “bondade da justiça” ; como hienas famintas, mobilizados e atentos, esperam para dar o bote fatal e empalmar ,em 2023, mais uma vez, o PODER. Pobre Brasil !!!

“Uma doentia, perversa e impatriótica irresignação“.

Carlos Augusto Fernandes dos Santos é General Reformado - Noiva do Mar/RS- 07/02/2020.

Nenhum comentário: