quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

O governo apertou o botão “F”



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

O General Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, teve o apoio da maioria esmagadora do povo brasileiro quando desabafou, em conversa com Paulo Guedes e Luiz Eduardo Ramos, que “nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo; foda-se”. No simulacro de democracia do Brasil, o Congresso Nacional não tem legitimidade para sabotar a governabilidade, por interesses espúrios e criminosos.

Os chantagistas sentiram no fígado, e raciocinaram com o intestino. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reagiu, pateticamente, ao anúncio do aperto do “botão F” por um dos generais mais próximos do Presidente Jair Bolsonaro: “Não vi por parte dele, nenhum tipo de ataque ao Parlamento quando a gente estava votando o aumento de salário dele, como militar na reserva. Quero saber se ele acha se o Parlamento foi chantageado para votar o projeto de lei das Forças Armadas. Não é a primeira vez que ele ataca, só que dessa vez veio a público. Uma pena que o ministro com tantos títulos tenha se transformado num radical, ideológico, contra a democracia, contra o Parlamento”.

O General Heleno se justificou no Twitter: “Em mais um lamentável episório de invasão de privacidade, hábito louvado no Brasil, vazou para a imprensa uma conversa que tive com o Dr Paulo Guedes e o General Ramos. Ressalto que a opinião é de minha inteira responsabilidade e não é fruto de qualquer conversa anterior... Externei minha visão sobre as insaciáveis reivindicações de alguns parlamentares por fatias do orçamento impositivo, o que reduz, substancialmente, o orçamento do Poder Executivo e seus respectivos ministérios”.

Os políticos profissionais estão aloprando, alguns se borrando de medo? Política é mais pressão do que conciliação ou consenso fácil. Os generais vêm sinalizando, há muito tempo, que cansaram da pressão espúria sobre o Governo. Constitucionalmente, o Congresso não poder, e muito menos legitimidade, para contrariar a vontade popular – esta, sim, legítima.

Como as Forças Armadas, segundo a Carta de 88, são “o povo com armas”, os políticos teriam tudo para se apavorar. Acontece que os militares não querem quebra institucional, porém já deixaram transparente que não aceitam mais golpes como orçamento ainda mais impositivo e manobras com emendas parlamentares.  
Rodrigo Maia garantiu que o Congresso vai continuar o diálogo com o governo, organizando as pautas e votando os projetos importantes para o País. Nem a crédula Velhinha de Taubaté acredita nas promessas falsas do Nhonhô Botafogo...

Resumindo: O jogo vai mudar, se depender dos militares no Governo. Eles querem organizar o Centro de Governo, e já avisaram que a tolerância será zero com manobras canalhas do parlamento. Agora, se os políticos preferem pagar para ver o que acontecerá, o risco é inteiramente deles. A maioria esmagadora do povo está com os militares que desejam reformas e mudanças para o Brasil voltar a crescer e ter a chance de se desenvolver.

A Jair Bolsonaro cabe melhorar sua comunicação para uma mobilização e organização popular a fim de que o poder seja exercido de forma estratégica, prevendo a conseqüência dos atos, sem risco de incorrer em crimes de responsabilidade, abuso de poder ou quebras da legalidade.

Assim, só resta aos militares partirem pra cima da politicagem corrupta e demais agentes do Crime Institucionalizado... A missão dada será cumprida... Como tem de ser...



Fim do dinheiro em espécie

Em nota, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) informou que a entidade é favorável a medidas que reduzam a necessidade de circulação de dinheiro em espécie, que somente de custo de logística totalizam cerca de R$ 10 bilhões ao ano em gastos.

Se depender dos banqueiros, a grana em espécie está com os dias contados.

Será o reino do dinheiro de plástico (via cartões) ou dos meios eletrônicos de pagamento cada vez mais inovadores.

Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7



Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Fevereiro de 2020.

8 comentários:

Loumari disse...

A INCOMPETÊNCIA A ENLOUQUECER OS INCOMPETENTES.

Deixou dito e notório o nosso Senhor Jesus Cristo: "O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas, o que SAI DA BOCA, isso é o que contamina o homem.
(MATEUS 15:11)"

Com o surgimento de messias bolsobesta fez o mundo descobrir a verdadeira natureza dos brasileiros. Sem cultura, sem educação, esta gente só sabe expressar-se com palavras vulgares, são gentes sem a mais mínima decência, sem modais, gente da mais baixas e com o coração horrivelmente feio. O que é mau só pode produzir a maldade, o ódio, violência, homens incompetentes, pois não são homens da luz mas das trevas.
Nos brasileiros, de Deus não sobra absolutamente nada.


E o fruto do desejo da tua alma foi-se de ti; e todas as coisas gostosas e excelentes se foram de ti, e não mais as acharás.
(APOCALIPSE 19:14)


Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, o pranto e a fome; e será queimada no fogo; porque é FORTE O SENHOR DEUS que a julga.
(APOCALIPSE 18:8)

Rodrigo Almeida disse...

General Heleno em qualquer país teria 3 ou 4 biografias de peso ... quis saber mais dele e só tem informações na Wikipédia.
Sou fã nr 1 do general, um exemplo para o Mourão isentão.
Hj Heleno é muito mais popular que ele

aparecido disse...

vamos desmascarar todas as jornalistas que usam o furo para arranjar furos...todos sabem quem são em Brasilia...

Marcelo Baglione disse...


Serrão, bom dia,

Vou ser curto e grosso, porque a fala do Gen não vazou, tá? Não houve vazamento, porra de caralha alguma. Você sabe muito bem o que significa um Gen com as qualificações do Heleno que bate um bolão como Rubro-Negro que é dizer isso. Bem, o telegrama chegou...
Meu T.

M.

P.S.: Gente do quilate do Gen Heleno não manda Telegram: manda letra - e muito legível.

Anônimo disse...

O Brasil em peso está com o Gal Heleno, com os militares e com o Presidente. Com certeza, pelo povo, os militares ja tinham tomado uma atitude mais rígida. O povo não aguenta mais tanta canalhice das marionetes que na verdade não passam de inimigos internos.

Anônimo disse...

E se o Presidente Bolsonaro, tivesse dito assim:
"Ela queria dar o FURO DE REPORTAGEM A QUALQUER PREÇO CONTRA MIM".
Haveria essa briga toda?

Anônimo disse...

Qual a posição do governo antiglobalista da Hungria sobre o fim do dinheiro físico?

adilson disse...

No Heleno eu confio!