quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

O jeitinho para o imposto sindical voltar


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Rodrigo Maia não perde uma oportunidade de sabotar o Brasil. Nhonhô Botafogo articula um jeitinho para ressuscitar o bilionário imposto sindical. A proposta tem o apoio da esquerdalha e daqueles vagabundos profissionais que viviam de cafetizar as relações de trabalho, usando os sindicados para esquemas de corrupção e para promoção de greves. Agora, a pelegada quer porque quer o retorno da sangria no salário dos trabalhadores que era uma das maiores canalhices do Brasil Capimunista.

Maia criou a Comissão da Reforma Sindical que vai examinar a PEC 196/19 que altera o artigo 8º da Constituição Federal. No entanto, o texto de autoria do deputado Marcelo Ramos (PL-AM) pretende reeditar o famigerado Imposto Sindical. A picaretagem foi extinta na reforminha trabalhista de 2017. A Contribuição Sindical Obrigatória era uma herança maldita da Era Vargas. Foi criada por Decreto-Lei em 1940 e incorporada, em 1943, à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A contribuição (compulsória) equivalia ao salário de um dia de trabalho. Era retirado anualmente na remuneração do empregado para manutenção do sindicato de sua categoria. A reforminha trabalhista de Michel Temer tornou a “contribuição” facultativa. O trabalhador, livremente, é quem deveria autorizar o desconto em sua remuneração. Em 29 de junho de 2018, por 6 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal, provocado por sindicatos, resolveu que o pagamento obrigatório não valia mais. Mas os cafetões da classe trabalhadora insistem que podem voltar com o “Imposto Sindical” por manobra legislativa.

A bilionária contribuição sindical sempre foi a maior fonte de financiamento do sindicalismo brasileiro. O fim da mamata prejudicou os sindicatos de trabalhadores, mas também os patronais. A maioria está arrasada financeiramente, sendo obrigada a se reinventar, mas com a certeza de que a fartura é coisa do passado.

Uma minoria de sindicalistas que apóia o Presidente Jair Bolsonaro articula para que o Governo encontre uma forma de financiar os sindicatos. O problema é encontrar uma fonte legal e segura para isso...

Conselho da Amazônia


Veja o discurso imperdível do Presidente Bolsonaro na transferência do Conselho da Amazônia para a Vice-Presidência da República. No final, a explicação histórica do General Augusto Heleno para o termo “Selva”.

Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7







Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 12 de Fevereiro de 2020.

8 comentários:

Marcelo Baglione disse...

Serrão, bom dia,

Puta qiu pariu, caralho! Todo dia não lhe falta porra de pauta que diga respeito a um modo de geração de rendar a margianis, cacete. Acabou, porra!, foi decidido pelo Pleno do STF. Logo, prova incontestável que de as decisões da Corte Suprema e merda são piores que a água que é servida pela CEDAE no Rio de Janeiro. Fique tranquilo, também, quando ao Botafogo que além de freguês, nunca vai lhe deixar na mão em termos de pauta policial - até o dia em que ele seja preso.

Parabéns por publicar, na íntegra, esta cerimônia da mais lata relevência geopolítica que tem à frente um especialista no assunto: O Gen Mourão. O Mito foi no ponto nevrálgico da questão e de agora em diante, se o brado era forte, mais intenso e poderoso será aos nosso interesses soberanos no que diz respeito à Amazônia Legal Brasileira. A Miriam Leitão e outros ofídios devem estar cuspindo fogo e todo o tipo de neurotoxína, quando veem este vídeo de uma ação política patriótica, muito bem planeja e bem vinda.
Meu T.

M.

Anônimo disse...

- “O fim da mamata prejudicou os sindicatos de trabalhadores, mas também os patronais. A maioria está arrasada financeiramente, sendo obrigada a se reinventar...”. Caro Jorge Serrão: E como inventam e reinventam! Tenho o exemplo de um sindicato patronal rural que, em razão da diminuição da arrecadação passou da gratuidade da assistência contábil aos associados, tipo recolhimento de encargos sociais de um ou dois empregados (feitos por via digital em programas específicos), para a instalação de um escritório contábil onde prosseguem, à guisa desta prestação de serviço, COBRANDO do pequeno agricultor-empregador uma contribuição anual AUMENTADA, agora apelidada de “social” (e não mais sindical) e mais outra, a da CNA (calculada sobre o valor do ITR), somando cerca de R$2.000,00. E qualquer informação enviada à RF, tipo e-social, tem taxa extra. O pior de tudo: como o empregador precisou emitir um Cartão de Certificação, a tal assinatura digital, o sindicato “exige” que o associado lhe repasse a senha!!! Cuma? Pois é, os idiotas semialfabetizados repassam.

Anônimo disse...

- “O fim da mamata prejudicou os sindicatos de trabalhadores, mas também os patronais. A maioria está arrasada financeiramente, sendo obrigada a se reinventar...”. Caro Jorge Serrão: E como inventam e reinventam! Tenho o exemplo de um sindicato patronal rural que, em razão da diminuição da arrecadação passou da gratuidade da assistência contábil aos associados, tipo recolhimento de encargos sociais de um ou dois empregados (feitos por via digital em programas específicos), para a instalação de um escritório contábil onde prosseguem, à guisa desta prestação de serviço, COBRANDO do pequeno agricultor-empregador uma contribuição anual AUMENTADA, agora apelidada de “social” (e não mais sindical) e mais outra, a da CNA (calculada sobre o valor do ITR), somando cerca de R$2.000,00. E qualquer informação enviada à RF, tipo e-social, tem taxa extra. O pior de tudo: como o empregador precisou emitir um Cartão de Certificação, a tal assinatura digital, o sindicato “exige” que o associado lhe repasse a senha!!! Cuma? Pois é, os idiotas semialfabetizados repassam.

Anônimo disse...

JORGE SERRÃO, SEU VAGABUNDO CANALHA ESTÚPIDO! VOCÊ É UM LAVADOR DE DINHEIRO DOS MILITARES OFICIAIS LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO, QUE FAZEM PARTE DESSA MÁFIA CHAMADA MAÇONARIA QUE ESTÁ ENTREGANDO O PAÍS AOS BANDIDOS AMERICANOS.

ESSE GENERALECO MAÇOM COVARDE NÃO TEM MORAL ALGUMA! PERMITIU E PARTICIPOU DE UM MONTE DE FRAUDES EM LICITAÇÕES PÚBLICAS NO COMANDO MILITAR DA AMAZÔNIA E QUER BANCAR O HONESTÃO.

JÁ VC, SEU JORNALISTAZINHO PILANTRA LADRÃO, ENRICOU COM ESSAS SUAS PSEUDOS DOAÇÕES DE DINHEIRO AO LONGO DOS ANOS E AGORA VEM COM ESSA FARSA DE PEDIDO DE COLABORAÇÃO.

Anônimo disse...

[Obviamente que discutir isto não interessa a estas pessoas (funcionários do governo). Isto (ausência de uma figura paterna na vida da criança em idade de crescimento) dá-lhes emprego, dinheiro, reformas etc. (...) Quantas evidências serão necessárias até que as pessoas percebam que os governos - especialmente os de esquerda - fazem de tudo para destruir as nossas sociedades - tendo como alvo principal os homens dessa sociedade. (...) Os oficiais policiais de escalão elevado desejarão impressionar seus suseranos políticos obtendo o maior número possível de condenações por violação. (...) Eles não admitirão publicamente que a maioria das acusações de violação são falsas, porque iria fragilizar sua posição.] http://omarxismocultural/2015/12/porque-governos-apoiam-feminismo-4.html

Anônimo disse...

Confusão de valores http://omarxismocultural.blogspot.com/2012/11/estes-barbaros.html

Anônimo disse...

Um piadista disse que os que vão aos estádios chamam o juiz de gay, mas são eles que estão sempre com a po**a e o ca***te na boca.

Anônimo disse...

Um piadista disse que os que vão aos estádios chamam o juiz de gay, mas são eles que estão sempre com a po**a e o ca**te na boca.