terça-feira, 17 de março de 2020

A Intervenção



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

A INTERVENÇÃO no processo político é direito dos povos , sempre que o Estado seja desviado, por políticos, governantes, ou agentes públicos, da sua finalidade de proteger as pessoas. A Constituição Brasileira estabelece o limite, entre a tolerância e a ação, no artigo 37 (legalidade, moralidade, eficiência, impessoalidade, razoabilidade, literalidade), determinando, como intervir, nos artigos 1, 84 e 142. 

No dia 15 de março de 2020, fomos às ruas aos milhões, desafiando a classe política, o coronavírus e os barões do serviço público, para apoiar o Presidente Bolsonaro, para que ele proteja o Estado e a Nação dos usurpadores, por todos os meios , que a Constituição Federal coloque ao seu dispor, inclusive, DECRETANDO A INTERVENÇÃO  FEDERAL, onde e como necessário, porque os membros do Legislativo e do Judiciário, como servidores públicos, não têm mandato para tiranizar e explorar a Nação.

AVANTE BOLSONARO!!!



Antônio José Ribas Paiva, Advogado, é presidente do Nacional Club.

2 comentários:

Anônimo disse...

A dona onça não ta querendo nada com nada, não. Estamos sendo tiranizados desde que o FHC resolveu nos entregar aos implantadores da Nova Ordem Mundial.

Anônimo disse...

Bolsonaro resiste a fazer ma intervenção por ter espírito democrático e por ter sido eleito muitas vezes e todas elas através dos votos!! Porém, quando ficar claro, claríssimo, se é que é possivel ainda ficar mais claro do que já está,que seus adversários e que são os mesmos adversários do Brasil vão impichá-lo por motivo algum fundamentado,
com o objetivo básico da volta deles aos saques do País, Bolsonaro APLICARÁ, FARÁ A INTERVENÇÃO, que é o que a população vem clamando a longa data!
E a INTERVENÇÃO terá que servida ao Brasil acompanhada de uma "sobre mesa especial" destinada aos corruptos, que será um "PACOTÃO" de medidas saneadoras, colocando estes elementos patológicos nos seus devidos lugares!