sexta-feira, 13 de março de 2020

Ano que terminou sem começar


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão e Laércio Laurelli

Muitos já anunciam feliz ano velho... 2020 o ano que terminou sem começar, com a praga do coronavírus e milhões de pessoas mundo afora preocupadas, paralisação e derretimento dos mercados e suspensão dos negócios, metade das aeronaves em solo... Seria o estado do apocalipse.

Ninguém ainda conseguiu revelar o problema macro e o que temos é um micro combate da moléstia e sua veloz contaminação, aglomerações não podem existir, cinemas, teatros, e uma neurose que impregna as pessoas e as torna reféns do medo e do receio de contraírem a doença principalmente os mais idosos.

Consequentemente 2020 será tido o ano que se encerrou sem começar, já que da China proveio a praga que se espalhou pelo mundo e por termos uma economia gigante adormecida que se baseia naquele País. Uma crise dessas proporções coloca todo o mundo numa situação absolutamente imprevisível.
Poderiam os americanos proibir voos entre Europa e EUA com exceção da grã bretanha, ou Países submeterem os que entram à quarentena? Não sabemos ao certo mas a tendência é de que tenhamos pelo menos 150 dias de muita insegurança e intranqüilidade.

O gênio que projetou essa terceira guerra mundial sem disparar um só tiro deveria ter o nobel da antieconomia e do dr nouriel roubini conhecido como catástrofe.

Poucas luzes no horizonte cercado de trevas e nuvens escuras. O amanhã não sabemos como será, mas os dias atuais prenunciam um bombardeio de informações e de grandes especulações com a nave planeta terra quase se inclinando para o fundo do mar.

Oxalá tenhamos uma descoberta e rápida solução para por fim a uma propagação virótica de múltiplas consequências negativas e que anestesia o futuro da humanidade.

Carlos Henrique Abrão (ativa) e Laércio Laurelli (aposentado) são Desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Nenhum comentário: