quinta-feira, 12 de março de 2020

Imprensa vendida e traidora de Pátria


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Os pseudojornalistas, sem compromisso com a verdade, agem por medo ou por ódio.

Muitos escrevem o que o”patrão” manda, com medo de perder seu emprego (o sustento de sua família). Esses eu compreendo a tolero.

Mas há os que agem por fanatismo político. Tergiversam TODOS os fatos em proveito de sua “causa”. Uns defendem ladrões , outros um regime político ditatorial e sanguinário, que deixou destruição e miséria por onde passou.

Atualmente, com o apoio do antipapa comunista, fazem apologia do crime (inclusive do mais hediondo de todos, o aborto). Incensam um debochado bêbado em suas andanças ilegais, permitidas por urubus por ele indicados a cargos para os quais NÃO têm o requisito constitucional de “Notável Saber Jurídico”.

Jornais, revistas, blogs, etc. não respeitam o excelentíssimo senhor Presidente da República, eleito por urnas pouco confiáveis, que só não alteraram o resultado final pelo clamor popular. Mesmo assim, forçaram um segundo turno fajuto.

Não respeitam a família de nosso Presidente, cometendo crimes de difamação, injúia e calúnia.

Um Chefe de Estado recebido várias vezes num ano pelo Presidente dos Estados Unidos da América, causa inveja aos ditadores mixos e aos régulos de operetas.

Me perdoem a grosseria mas não há outra forma de expressar minha indignação:

QUE C. DE BOI SÃO ESSAS INSTITUIÇÕES QUE “ESTÃO FUNCIONANDO” SE ATÉ HOJE NÃO FOI DESVENDADA A TENTATIVA DE ASSASSINATO CONTRA JAIR BOLSONARO?



Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: