terça-feira, 3 de março de 2020

Pinocchio



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka

Confesso que estava em dúvida sobre qual dos últimos atentados perpetrados contra o bom senso de nós brasileiros, tratar neste artigo, até o almoço do último sábado.

Peripécias de todas as espécies estão sendo perpetradas pelos três patetas: Nhônho, Batoré e Santa Cruz, na tentativa insana de salvar o próprio rabo e dos de sua súcia.

Nhôno até viajou a Espanha, para pedir ajuda ao rei em seu projeto de parlamentarismo.  Como assim cara pálida?

Escolas de Samba desfilando na Sapucai com nosso presidente (o único honesto em décadas), retratado como palhaço, e denegrindo a fé de mais de cento e trinta milhões de brasileiros para o Brasil e o mundo.

O médico, marido da pré-candidata à prefeitura de São Paulo, a impoluta “Pepa”, é investigado pelo Ministério Público.  Sua micro empresa Nevro, teria recebido verba do governo paulista, por serviços jamais prestados. Para onde foi o dinheiro?

A rede Globo naufragando em dívidas e fel, usa de seus contratados, para nos telejornais da emissora, tentar destruir o governo, que cortou o leite das tetas onde mamava a se fartar, como paga pelos elogios tecidos aos governos anteriores. Hoje somente falta noticiar que o Corona vírus, era vizinho de Jair Bolsonaro no condomínio Vivendas da Barra, na Tijuca.

É muita loucura para colocar de maneira coerente em um só artigo.

Então, no almoço ao qual me referi anteriormente, uma amiga me mostrou uma singela foto que havia tirado em Veneza, sentada em um banco ao lado do boneco Pinnochio, em frente a uma loja de cristais de Murano.

Estava resolvido; o simpático boneco de madeira que queria ser um menino de carne e osso, criação literária de Carlos Collodi símbolo da mentira e inspiração para a expressão brasileira “cara de pau”, resolveu meu problema.

Aqui temos inúmeros Pinnocchios.

O mais bizarro e atual deles, o senador Cid Gomes, acaba de encenar uma mentira digna de sua tremenda cara de pau. Sua investida com uma retro escavadeira contra os policiais acantonados em greve em seus batalhões, nem mesmo foi original.

Antônio Carlos Magalhães, o “Toninho Malvadeza”, quando senador, já havia feito o mesmo, para expulsar moradores de um prédio que se recusavam a obedecer a ordem de desocupá-lo.

Quanto aos tiros: ah os tiros! testemunhas (não vi, mas dizem que existem vídeos da proeza) foram de balas de borracha. O tiro no vidro da retro escavadeira foi ele mesmo quem deu, e o médico que aparece com ele no vídeo em que se recupera (da bala que encontrou melhor não retirar) é um veterinário, (talvez seja o adequado já que trata de animais).

Trata-se de apenas mais um político truculento e desequilibrado, tentando aparecer na mídia para atrapalhar o Executivo.

Se isso não for verdade, é fácil provar; basta tirar uma radiografia em frente a repórteres e mostrar a bala encravada em seu peito.

Caso contrário, é apenas mais um factoide, destinado a criar dúvidas sobre a governabilidade do país.

Como o mestre Geppetto, que criou o boneco e não pode ser responsabilizado por suas decisões desastradas, não pretendo aqui dar soluções para as atitudes tresloucadas e mitômanas de nossos homens públicos, mostrar suas peripécias, para que todos possam ver a verdade por trás dos fatos, me basta.

Como muito bem se expressou Carlos Drummond de Andrade, em sua Poesia das Sete Faces:

“Mundo mundo vasto mundo, se eu me chamasse Raimundo seria uma rima, não seria uma solução”.

A propósito, o H de meu nome é de Hilton, e não pretendo ser solução nem rima para nada.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

Nenhum comentário: