sexta-feira, 24 de abril de 2020

Guerras de Narrativa, Intriga e Mentira



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Uma raposa indo comprar cenoura no açougue, o preço do petróleo valendo quase nada e os petralhas defendendo a honestidade ou a democracia... Tudo isso é sinal de que tem algo acontecendo de muito esquisito. Presenciamos a maior crise de credibilidade – aprofundada pela temporada de terror e incertezas impostas pelo Coronavírus. A guerra de narrativas e versões, com disputas ideológicas visíveis ou invisíveis, tem gerado muita radicalização, intriga, conflito e mentira (ou inverdade).

O Jornalixo tupiniquim bate todos os recordes de insanidade. O noticiário brasileiro, sobretudo na extrema mídia tradicional, decreta a morte do Jornalismo. Os limites do estelionato editorial vem sendo ultrapassados de maneira descarada. Agride-se a objetividade dos fatos. Estupra-se a Verdade – definida como a Realidade Universal Permanente. Os tradicionais veículos de comunicação – alguns à beira da falência ou sérios candidatos a desaparecerem em breve – simplesmente assinaram suas sentenças de morte da credibilidade com a cobertura diária do Governo Federal.

O extremismo jornalístico (mais claramente na esquerda, mas também na direita que ainda não definiu sua identidade) firmou uma aliança com a corrupção política para produzir desinformação, contra-informação e debates irrelevantes. Definitivamente, ficou claro que o Jornalixo não tem compromisso com as mudanças estruturais. Na verdade, é aliado do Crime Institucionalizado. A novidade é que qualquer um percebe este fenômeno de pura canalhice.

Isenção é um mito do Jornalismo. Qualquer veículo de comunicação tem direito de escolher sua posição política-editorial. Cada um apóia idéias, posições ou candidatos que bem desejar, desde que respeitando a legalidade. Isto faz parte da Liberdade de Imprensa. O que não é legítima é a prática da contravenção da verdade. Jornalixo que mente e defende criminosos é ilegítimo e ilegal. Parcialidade criminosa é inaceitável.

A zelite jornalística tupiniquim tem comportamentos deploráveis, do ponto de vista moral e ético. Não é à toa que o lendário Gato Angorá (quando era Prefeito de Niterói no final dos anos 70) costumava se vangloriar que comprava a imprensa local com duas caixas de cerveja. Hoje, sairia bem mais caro, pois teria de ligar com vícios mais intensos, além do fumo, do alcoolismo, das drogas, da prostituição ou coisas piores.

Até agora, os ataques contra Bolsonaro só têm produzido efeito contrário: o candidato cresce na opinião popular que as pesquisas falham em mensurar. Nada custa recordar que os grandes institutos de pesquisa erraram em mais de 50% os resultados das últimas eleições. A credibilidade deles é tão pequena quanto a da mídia que manipula o noticiário em favor de seus interesses políticos e comerciais.

O fenômeno mais importante é que as redes sociais começam a substituir o Jornalixo. Deste embate democrático renascerá o Jornalismo – essencial para a construção de uma sociedade democrática. A imprensa corrupta, mentirosa e venal está com os dias contados no Brasil. Só idiotas agüentam tantas narrativas, intrigas e mentiras.

Fakenews e Faketóides, Nunca Mais! É a campanha que as pessoas de bem precisam lançar e abraçar. Façamos isto antes que o Supremo Tribunal Federal resolva revogar a Lei da Gravidade, por considerá-la inconstitucional na “interpretação” da Constituição de 1988...







Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Abril de 2020.

12 comentários:

Joao Conchilha - sempre sem trabalho em portugal!! disse...




Este é um local de culto
que um criador inculto,
tornou mais estulto.
Local onde indulto
um qualquer insulto
que tenha ficado insepulto.
Por isso faculto
que criança ou adulto,
não em tumulto
escreva! … Eu exulto!
E mesmo que seja um vulto
com áurea, não dificulto
um qualquer indulto
a um jurisconsulto.
Até faculto
a qualquer inulto
um local oculto.

e sempre por isto portugal não tem trabalhos!
sempre pobreza!
sempre uma economia vaporizada!
sempre tudos comer na sopas dos pobres!
um lugar inculto = portugal!!!
Ajuda porque nosso goberno
Fascista e Colonial do
Antonio Costa não sabe nada!

Loumari disse...

Caia ou não, Moro tá fora. Bolsonaro faz força para demitir... um delegado. O próximo, por favor...

https://www.youtube.com/watch?v=tnb-v4IT_-Y

Loumari disse...

Papa Francisco: o coração do pastor faz a pastoral, não a estrutura

https://www.youtube.com/watch?v=X1_1FnD_ob4

Na homilia da missa celebrada na sexta-feira (24/04), o Papa comentou o Evangelho do dia. Após a multiplicação dos pães e dos peixes, a multidão quer levar Jesus para proclamá-lo rei. Talvez – observou Francisco – algum apóstolo ficasse contente em aproveitar esta ocasião para adquirir o poder: uma tentação. Mas o poder do pastor – disse – é o serviço e quando erra sobre esse ponto o pastor estraga a vocação e se torna administrador de empresas pastorais, mas não pastor. Rezemos pelos pastores – foi a oração conclusiva do Papa – para que o Senhor nos ensine a não ter medo de estar próximo de Seu povo.

O Papa reza pelos professores e alunos neste tempo de pandemia

Na Missa esta sexta-feira (24/04) na Casa Santa Marta, no Vaticano, Francisco dirigiu seu pensamento às dificuldades de docentes e alunos com as escolas fechadas em muitos países por causa da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus

VATICAN NEWS

Francisco presidiu a Missa na Casa Santa Marta, no Vaticano, na manhã desta sexta-feira (24/04) da II Semana da Páscoa. Na introdução, dirigiu seu pensamento ao mundo escolar atingido pelo novo coronavírus:

Rezemos hoje pelos professores que têm que trabalhar muito para dar aulas através da internet e de outros recursos mediáticos e rezemos pelos estudantes que têm que fazer as provas num modo no qual não estão acostumados. Acompanhemos todos eles com a oração.

Na homilia, o Papa comentou o Evangelho do dia (Jo 6,1-15) que narra a multiplicação dos pães e dos peixes. Jesus põe à prova os apóstolos que não sabem como alimentar a grande multidão que os acompanha: os faz crescer. Jesus – afirmou Francisco – gostava muito de estar no meio da multidão. Os discípulos, nem tanto: e os corrigia. Jesus buscava a proximidade com as pessoas e ensinava os pastores a estar próximo delas.

O povo de Deus cansa – ressaltou – porque sempre pede aos pastores coisas concretas e o pastor deve cuidar daquilo que o povo pede. Jesus diz aos discípulos: “Dai vós mesmos de comer”. E diz isso novamente hoje aos pastores: dar, dar às pessoas. Depois Jesus vai rezar ao Pai. Essa dúplice proximidade do pastor: ao Pai e às pessoas. Após a multiplicação dos pães e dos peixes, a multidão quer levar Jesus para proclamá-lo rei. Talvez – observou o Papa – algum apóstolo ficasse contente em aproveitar esta ocasião para adquirir o poder: uma tentação. Mas o poder do pastor – disse Francisco – é o serviço e quando erra sobre esse ponto o pastor estraga a vocação e se torna administrador de empresas pastorais, mas não pastor. Rezemos pelos pastores – foi a oração conclusiva do Papa – para que o Senhor nos ensine a não ter medo de estar próximo de Seu povo.

Continua

Loumari disse...

A seguir, o texto da homilia transcrita pelo Vatican News:

Esta frase dessa passagem nos leva a pensar: “Disse isso para pô-lo à prova, pois ele mesmo sabia muito bem o que ia fazer”. É o que Jesus tinha em mente quando disse: “Onde vamos comprar pão para que eles possam comer?” Mas disse isso para pô-lo à prova. Ele sabia. Aqui se vê a atitude de Jesus com os apóstolos. Continuamente os põe à prova para ensiná-los e, quando eles estavam fora do limite e fora daquela função que deviam desempenhar, detinha-os e os ensinava.

O Evangelho é repleto desses gestos de Jesus a fim de fazer seus apóstolos crescerem para tornar-se pastores do povo de Deus, neste caso bispos, pastores do povo de Deus.

E uma das coisas de que Jesus mais gostava era estar com a multidão porque também esse é um símbolo da universalidade da redenção. E uma das coisas que menos agradava os apóstolos era a multidão porque eles gostavam de estar próximos do Senhor, ouvir o Senhor, ouvir tudo aquilo que o Senhor dizia. Nesta ocasião foram ali passar um dia de repouso – dizem as outras versões nos outros Evangelhos, porque todos os quatro falam disso... talvez duas multiplicações dos pães – e vinham de uma missão e o Senhor disse: “Vamos repousar-nos um pouco”. E foram ali e as pessoas se deram conta de para onde iam pelo mar, deram a volta e ali os esperavam. E os discípulos não estavam contentes porque as pessoas tinham estragado aquele “dia de festa”, não podiam fazer esta festa com o Senhor. Não obstante (isso), Jesus começava a ensinar, eles escutavam, depois falavam entre si e passavam horas, horas, horas, Jesus falava e as pessoas felizes. E eles diziam: “A nossa festa foi estragada, o nosso repouso também”.

Mas o Senhor buscava a proximidade com as pessoas e buscava formar o coração dos pastores à proximidade com o povo de Deus para servi-lo. E eles, é o que se entende, foram eleitos e se sentiam de certo modo um círculo privilegiado, uma classe privilegiada, “uma aristocracia”, digamos assim, próxima do Senhor, e muitas vezes o Senhor fazia gestos para corrigi-los.

Por exemplo, pensemos com as crianças. Eles protegiam o Senhor: “Não, não, não, não aproximem as crianças, que importunam, incomodam... Não, as crianças (fiquem) com os pais. E Jesus? “Deixai vir a mim as criancinhas”. E eles não entendiam. Entenderam mais tarde. Penso depois no caminho rumo a Jericó, aquele que gritava: “Jesus, filho de David, tende piedade de mim”. E eles: “silêncio, que o Senhor está passando, não o incomodem”. E Jesus diz: “Mas quem é aquele? Fazei-o vir a mim”. Outra vez o Senhor. E assim os ensinava aquela proximidade ao povo de Deus.

É verdade que o povo de Deus cansa o pastor, cansa: quando se tem um bom pastor as coisas se multiplicam, porque as pessoas vão sempre até o bom pastor por um motivo, por outro. Uma vez, um grande pároco de um bairro simples, humilde, da diocese... tinha a casa paroquial como uma casa normal e as pessoas batiam à porta ou batiam à janela, a qualquer hora... e uma vez me disse: “Eu gostaria de murar a porta e a janela para que me deixassem repousar”. Mas ele se dava conta de que era pastor e devia estar com as pessoas. E Jesus forma, ensina os discípulos, os apóstolos essa atitude pastoral que é a proximidade ao povo de Deus.

Continua

Loumari disse...

E o povo de Deus cansa, porque sempre nos pede coisas concretas, sempre lhe pede algo concreto, talvez erroneamente, mas pede coisas concretas. E o pastor deve cuidar dessas coisas. A versão dos outros evangelistas quando mostram Jesus que as horas passaram e as pessoas tinham que ir embora porque começava a escurecer e dizem assim: “Despedi as pessoas para que possam ir comprar de comer”, propriamente no momento da escuridão, quando começava a escuridão... Mas o que eles tinham em mente? Ao menos fazer um pouco de festa entre eles. Aquele egoísmo, não mau, mas se entende, para estar com o pastor, estar com Jesus que é o grande pastor, e Jesus responde, para coloca-os à prova: “Dai vós mesmos de comer”. E isso é o que Jesus diz hoje a todos os pastores: “Dai vós mesmos de comer”.

“Estão angustiados? Dai-vos a consolação? Estão esmorecidos? Dai-vos uma saída. Estão errados? Dai-vos para resolver os problemas... Dai-vos...” E o pobre apóstolo sente que deve dar, dar, dar, mas de quem recebe? Jesus nos ensina, do mesmo de quem Jesus recebia.

Depois disso, despede os apóstolos e vai rezar, ao Pai, a oração. Essa dúplice proximidade do pastor é o que Jesus procura ajudar os apóstolos a entender para que se tornem grandes pastores. Mas muitas vezes a multidão erra e aí errou. “Então as pessoas, vendo o sinal que tinha realizado, diziam: “Este é verdadeiramente o Profeta, aquele que deve vir ao mundo”. Mas, quando notou que estavam querendo levá-lo para proclamá-lo rei, Jesus retirou-se de novo. Talvez – o Evangelho diz não isso – alguém dos apóstolos lhe teria dito: “Mas Senhor, aproveitemos disso e tomemos o poder”. Outra tentação. E Jesus lhe mostra que aquele não é o caminho.

O poder do pastor é o serviço, não há outro poder e quando erra sobre outro poder estraga a vocação e se tornam, não sei, administradores de empresas pastorais, mas não pastores. A estrutura não faz pastoral: é o coração do pastor o que faz a pastoral. Peçamos hoje ao Senhor pelos pastores da Igreja para que o Senhor lhes fale sempre, porque os ama muito: nos fale sempre, nos diga como as coisas estão, nos explique e, sobretudo, nos ensine a não ter medo do povo de Deus, a não ter medo de estar próximo.

O Santo Padre terminou a celebração com a adoração e a bênção eucarística, convidando a fazer a Comunhão espiritual. A seguir, a oração recitada pelo Papa:

Meu Jesus, eu creio que estais presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós!

Antes de deixar a Capela dedicada ao Espírito Santo foi entoada a antífona mariana “Regina caeli”, cantada no tempo pascal:

Rainha dos céus, alegrai-vos. Aleluia!

Porque Aquele que merecestes trazer em vosso seio. Aleluia!

Ressuscitou como disse. Aleluia!

Rogai por nós a Deus. Aleluia!

D./ Alegrai-vos e exultai, ó Virgem Maria. Aleluia!

C./ Porque o Senhor ressuscitou, verdadeiramente. Aleluia!

Loumari disse...

ALÉJATE DE LOS ABUSIVOS. Homilía 24 de abril del 2020 (Jn 6,1-15) | Padre Sam

https://www.youtube.com/watch?v=Nw14U8LuvNw

Reflexión del Padre Sam del día 24 de abril del 2020:

Del Evangelio según San Juan 6, 1-15

En aquel tiempo, Jesús se fue a la otra orilla del mar de Galilea o lago de Tiberíades. Lo seguía mucha gente, porque habían visto las señales milagrosas que hacía curando a los enfermos. Jesús subió al monte y se sentó allí con sus discípulos.

Estaba cerca la Pascua, festividad de los judíos. Viendo Jesús que mucha gente lo seguía, le dijo a Felipe: "¿Cómo compraremos pan para que coman éstos?" Le hizo esta pregunta para ponerlo a prueba, pues él bien sabía lo que iba a hacer. Felipe le respondió: "Ni doscientos denarios de pan bastarían para que a cada uno le tocara un pedazo de pan". Otro de sus discípulos, Andrés, el hermano de Simón Pedro, le dijo: "Aquí hay un muchacho que trae cinco panes de cebada y dos pescados. Pero, ¿qué es eso para tanta gente?" Jesús le respondió: "Díganle a la gente que se siente". En aquel lugar había mucha hierba. Todos, pues, se sentaron ahí; y tan sólo los hombres eran unos cinco mil.

Enseguida tomó Jesús los panes, y después de dar gracias a Dios, se los fue repartiendo a los que se habían sentado a comer. Igualmente les fue dando de los pescados todo lo que quisieron. Después de que todos se saciaron, dijo a sus discípulos: "Recojan los pedazos sobrantes, para que no se desperdicien". Los recogieron y con los pedazos que sobraron de los cinco panes llenaron doce canastos.

Entonces la gente, al ver la señal milagrosa que Jesús había hecho, decía: "Este es, en verdad, el profeta que habría de venir al mundo". Pero Jesús, sabiendo que iban a llevárselo para proclamarlo rey, se retiró de nuevo a la montaña, él solo.

*- Palabra del Señor,*
*- Gloria a Ti, Señor Jesús.*


Sacerdotes rezan el Regina Coeli por el fin de la pandemia del covid-19

https://www.youtube.com/watch?v=OIQQa1oWnl4

Acompáñenos a rezar el Regina Coeli para pedir la intercesión de la Santa Virgen María por el fin de la Pandemia del Coronavirus.
Agradecemos la colaboración de los siguientes presbíteros:

Anônimo disse...


https://pinheirochumbogrosso.blogspot.com/quinta-feira, 23 de abril de 2020
O BUNDA SUJA BOLSONARO DEU UM XEQUE-MATE NO PILANTRA DO MAIA

Marco Angeli Full
Rodrigo Maia, um pequeno e inexpressivo político, colocou todas as suas cartas na mesa apostando na crise causada pela praga do Covid-19. Não só apostou o que tinha e o que SUPUNHA TER como acabou virando o logotipo e a cara de uma escória política desesperada que pretendia limar Bolsonaro. No sufoco, já sem meios ou articulações possíveis que possam levar a calamidade pra frente - o mundo já vai revendo o relaxamento dos isolamentos - a matilha vai vendo o tempo correr, implacável, eliminando suas derradeiras chances de dar seu GOLPE SUJO. De fato, para piorar a situação de governadores golpistas, como Doria, Witzel ou Caiado, os números de mortes causadas pelo Covid caem no Brasil pelo terceiro dia consecutivo. Mesmo com todas as ‘providências’ sujas tomadas, como o ‘impedimento’ do USO DA CLOROQUINA pelo parceirão Mandetta, o dançarino do caos, já não conseguem levar a farsa adiante. Maia e Alcolumbre bem que tentaram. Entretanto, subestimaram Jair Bolsonaro. O TAL ‘PRESIDENTE TOSCO’ TÃO ALARDEADO PELOS ESQUERDÓIDES ACABOU DANDO UMA LIÇÃO DE ESTRATÉGIA À CAMBADA. Calado e contemporizando com o reizinho da Câmara durante todo o período da crise, e atacado pelos que o consideravam fragilizado, como Doria, Bolsonaro escolheu o momento político exato para finalmente bater de frente com seus desafetos. O momento em que a súcia vê, desesperada, seu maior trunfo, o Covid-19, ir escoando pelas suas mãos. Não existem argumentos possíveis para levar a farsa. Numa continha singela, podemos ver a realidade: só em acidentes de trânsito morrem 5 pessoas por hora no Brasil, dados de 2019. 150 por dia, contra os 165 de hoje do Covid. Notem, só em acidentes de trânsito. Imaginem de gripe comum ou outras causas, como violência urbana, etc. Onde é que está, portanto, o enorme DRAGÃO DA MALDADE QUE ASSOLA O PAÍS, onde estão montados governadores e políticos incompetentes dessa terra tupiniquim? No carnaval autorizado de São Paulo e Rio, após o alerta de Bolsonaro quanto à crise? Na festinha do Mandetta após sair do Ministério? Ou nos passeios sem máscara ou vergonha por aí do prefeito de São Paulo, que apesar de estar com câncer não parece dar a mínima bola para esse tipo de cuidado? Mesmo as articulações visando o impeachment não passam de retórica inútil e surrealista: quem acreditaria que nesse momento seria possível tirar um presidente do poder sob a alegação de ’incitar manifestações hostis’ ou ‘NÃO APRESENTAR UM SIMPLES ‘ATESTADO MÉDICO’? É a água batendo no pescoço. Finalmente, Bolsonaro tem nas mãos o poder de negociação, que começa a usar. Inocentes esbravejam, em coro com a imprensalha, ‘revoltados’ com aquilo que, durante décadas, foi chamado de pragmatismo e usado de forma suja pelos políticos. Todos se lembram do balcão de negócios de Lula, Dilma ou Temer NO MERCADO DE PEIXE FEDORENTO da Câmara ou do Senado. Bolsonaro conhece muito bem o jogo político e as escolhas que envolve. É isso ou a radicalização e o caos. Bolsonaro não é um Dom Quixote. É um estadista. E cada vez mais surpreendente. E o fundamental: que não deve ser esquecido nunca, nessa questão do pragmatismo: Bolsonaro não é Lula, Dilma ou O FROUXO TEMER. Bolsonaro é Bolsonaro. E carrega consigo o apoio incondicional de mais de 60 milhões de brasileiros, do qual jamais abriu mão e que é sua prioridade absoluta. E o povo, meus amigos...não abre mão de seu presidente. Que Bolsonaro negocie. Vamos acompanhar. Em ano de eleições que se aproximam, a politicalha, rabo entre as pernas, terá que escolher a quem dará seu apoio. E Maia et caterva, convenhamos, já é uma péssima escolha.

Postado por Altamir Pinheiro às 4/23/2020 02:42:00 PM

Jayme Guedes disse...

Serrão, petralhas defendem democracia, democracia, claro, em povo de baixa escolaridade quando candidatos são escolhidos pelo discurso e não pelo que fizeram ou fazem. Costumo repetir que não somos o que dizemos ou dizem que somos. Somos o que fazemos. Só nossas ações nos definem. Regrinha simples que eleva em muito a probabilidade de acertar na escolha de candidatos.

Anônimo disse...


BLOG CHUMBO GROSSO
sexta-feira, 24 de abril de 2020

A PALAVRA DE SÉRGIO MORO, QUE ELE REITERA HOJE ÀS 11 HORAS NO AUDITÓRIO DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA VAI FICAR CONHECIDA COMO “DIA DO FICO”

Hoje, o Ministro Sérgio Moro fará um pronunciamento, logo mais às 11 horas, no auditório do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Ele deve se manifestar sobre a saída do diretor-geral da Polícia Federal, delegado Maurício Valeixo. Deve também esclarecer definitivamente a questão de sua permanência a frente da pasta. Ontem, toda a grande mídia do país, em uníssono, parecendo uma coisa coordenada, anunciou a demissão de Moro. Tudo indica que um vexaminoso ‘fake news’ acometeu em sua totalidade a imprensa brasileira. Muita gente acreditou, em razão da força do bombardeio. Em seu pronunciamento de hoje, Sérgio Moro deve esclarecer tudo e reafirmar que continua firme no cargo. A mídia perversa de nosso país sofre mais uma derrota.

PITACO DO BLOG CHUMBO GROSSO: - Quando os jornalistas petralhas dos BLOGS SUJOS(esgotos a céu aberto) começam a zurrar desesperados, quando os chefetes dos partidos “incarnados”, não se contêm e levantam farsas e barrigas jornalísticas, além dos martelos & foices, quando os coiteiros papa-defuntos não conseguem pilhas de cadáveres mortos pelo CODIV-19(comunavírus) e nem mesmo pacientes gemendo nos leitos dos hospitais eles demitem o ministro Sérgio Moro. Aliás, como se vê, a demissão do ex-juiz Moro( hoje, o cidadão mais querido do país), já foi manchetada por dezenas de jornalecos e blogs sujos nesta quinta-feira (23) espalhados por todo o Brasil. Foi a 13ª “demissão” de Moro anunciada por esses meios de comunicação que são verdadeiros esgotos a céu aberto. Desde sua posse, nesses mais de 13 meses, Moro foi “demitido”, segundo esses babacas canhotos, após o caso Queiroz, a saída de Ilana Szabó, a mudança do Coaf, vazamento de MP, assim como na lorota de “indicado ao STF”, após a “vazajato” e tantas e tantas vezes...

Postado por Altamir Pinheiro às 4/24/2020 10:19:00 AM

Anônimo disse...


BLOG DO ALUIZIO AMORIM

sexta-feira, abril 24, 2020

URGENTE! A PRAGA DO COMUNAVÍRUS ESTÁ SÓ NO COMEÇO. CIENTISTA REVELA O ESQUEMA. PREPAREM-SE PARA NOVAS QUARENTENAS, VACINAS OBRIGATÓRIAS E IMPLANTAÇÃO DE CHIPS NO CORPO DAS PESSOAS. (INFORMAÇAO NO BLOG ACIMA)

Atenção leitores! Prestem muita atenção nesta postagem, especialmente no vídeo acima. Trata-se de uma entrevista apresentada pelo intelectual conservador canadense, podcaster e youtuber Stefan Molineux. O entrevistado é o célebre cientista norte-americano de origem indiana, Shiva Ayyadurai, largamente conhecido no meio científico norte-americano e internacional.

Advirto que quem for pesquisar o assunto na Wikipedia ou Google tem de saber separar o joio do trigo, já que esses sites desancam o cientista Shiva Ayyadurai, o que já é um bom motivo para se prestar muita atenção no que ele revela nesta entrevista concedida a Stefan Molineux.

O assunto, como não poderia deixar de ser, é o comunavírus, a peste chinesa defendida, não é para menos, por todos os comunistas e, de quebra, pelo establishment esse conluio de milionários, empresários e banqueiros que financiam o movimento comunista internacional atuando em nível global. E claro, a grande mídia e seus jornalistas mentirosos e picaretas. Todos eles, no mundo inteiro! As exceções pode-se contar nos dedos.

Esta rápida entrevista traduzida e legendada em português pela Embaixada da Resistência é por si só um poderoso petardo contra esse esquema do comunavírus, a peste chinesa criada artificialmente na china e lançada mundo a fora. Reparem o que o cientista Shiva Ayyadurai diz a respeito dessa infausta quarentena que isola em suas casas praticamente toda a população do mundo, calculada hoje em dia em 7,5 bilhões.

Ele se refere à quarentena explicando os efeitos nocivos e mortais às pessoas submetidas ao isolamento. Adverte também sobre o esquema de vacinação obrigatória para toda a população do planeta no futuro, além do plano do velhaco americano Bill Gates de obrigar a implantação de um chip no corpo de todas as pessoas, sem exceção, sob o pretexto de controlar sua saúde e obter prova de que está vacinada!

PROJETO DIABÓLICO
Estão envolvidos nesse projeto diabólico gente como Bill Clinton e sua mulher Hillary, e a Fundação Clinton por eles mantida, entre outros ricaços vinculados ao Partido Democrata, ou seja, o PT americano. Isto quer dizer que nós todos que estamos isolados em nossas casas e apartamentos não iremos mais nos livrar dessa situação. Segundo adverte o cientista Shiva Ayyadurai, neste vídeo acima, novas pandemias virão com novas quarentenas impostas sob relho de tiranetes a soldo milionário de laboratórios farmacêuticos produtores das vacinas e interessados diretos na multiplicação de pestes virais como o comunavírus denominado Covid-19. CONTINUA....

Anônimo disse...



BLOG DO ALUIZIO AMORIM CONTINUA II E TERMINA....

De tempos em tempos novos agentes virais serão lançados, novas quarentenas serão decretadas e mantidas à força do relho das polícias que cada um de nós remunera por meio de impostos cada vez mais maiores.

Enfim, estamos pagando para sofrer nas mão dos tiranos globalistas. Além disso estaremos contribuindo para engordar bilionários como os Clinton, Gates, et caterva. Além é claro de cevar os bilionários donos de laboratórios farmacêuticos e farmácias, sem falar nos políticos esquerdistas e isentões oportunistas. Já viram algum grande empresário aqui no Brasil protestar contra essa barbaridade que está ocorrendo? Esses vigaristas estão todos calados, consentindo com a prisão da população inteira em seus domicílios, porque sabem que têm a perspectiva de lucrar com esse diabólico esquema.

O que estou relatando nesta postagem está baseado, resumidamente, nas advertências do Dr. Shiva Ayyadurai, e podem ser constatadas no vídeo acima legendado em português. Se forem pesquisar na internet sobre esse cientista verão como o Google e Wikipedia o tratam. Simplesmente como mero difusor de teorias da conspiração. Saibam que o Google como a Wikipedia e demais empresas do Vale do Silício são todas de viés esquerdista. E isto fica evidente quando se procura informações a respeito desse cientista do vídeo e também do apresentador.

Concluindo, recomendo muito que assistam este vídeo com atenção e compartilhem esta postagem pelas redes sociais clicando no ícones logo abaixo desta postagem aqui no blog. Não dá para vacilar com esses criminosos!

Postado por Aluizio Amorim às 4/24/2020

Anônimo disse...

Que pena o cérebro do jornalista torrou. Cara toda vez que o insano Bolsonaro (levou meu voto) acha um concorrente para 2022 entre os seus e demite, ele está na verdade dificultando cada vez mais a sua reeleição, pois está criando candidatos sérios, com muita força e apoio popular. O apoio popular do Bolsonaro está caindo muito. Acho que hoje ele tem no máximo 25% de apoio dos 57 milhões que o elegeram, CONTRA O PT, e não porque gostavam dele. O Bob Jeferson, aquele, afirmou que o povo vai para as ruas para manter ele na presidê4ncia. Ele e os seus seguidores, que acreditam nisto, esquecem o que o Lula afirmou na época do impeachment da Dilma; Se alguém mexer com ela o exercito do Stedile (MST) vai para as ruas, os fanáticos do PT os sindicalistas da CUT e até os mortadelas, para defender o seu mandato. Ela saiu e nada aconteceu. O mesmo vai acontecer com o Bolsonaro. A Dilma tinha como vice a raposa Temer o Bolsonaro, graças a Deus tem o general Mourão.